COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Administração (Bacharelado)

Pesquisa avalia hábitos e motivações para a prática de atividades físicas

Estudantes do Curso de Administração da Unijuí realizaram um levantamento com 270 praticantes de exercícios físicos para avaliar seus hábitos e motivações para realização de tais atividades.


A atividade física é entendida como todo e qualquer movimento corporal que resulta num gasto energético acima dos níveis de repouso. A prática de exercícios físicos regulares é de extrema importância para que se tenha uma boa qualidade de vida.

Diante disso, as alunas Monica Backes, Daniele de Oliveira e Bruna de Costa, do Curso de Administração da Unijuí, entrevistaram 270 praticantes de atividades físicas, para entender os motivos e influências de quem pratica algum tipo de atividade física.

As práticas mais mencionadas foram: jogos coletivos, como vôlei e futebol, por exemplo, tendo sido apontado por 40,4% dos entrevistados, seguido de musculação (32,2%), caminhadas (22,2%), ciclismo (20%) e pilates (9,3%). Solicitou-se aos entrevistados que apontassem as principais motivações para a realização de exercícios físicos, sendo que as mais mencionadas foram: a melhora da aparência física (54,4%), melhoria da qualidade de vida de maneira geral (52,2%), melhoria da saúde (44,4%), controle de peso (35,4%), aumento de força (29,3%) e redução do estresse (15,2%).

Quanto aos hábitos, 45,6% dos pesquisados pratica seus exercícios físicos no turno da noite, 31,3% durante a tarde e 23,2% pela manhã. Quanto ao número de dias por semana onde realizam atividades físicas, as frequências mais mencionadas foram duas vezes por semana (34,9%), três vezes por semana (32,3%) e cinco dias por semana ou mais (19%).

A pesquisa também avaliou a satisfação dos respondentes com relação a vários aspectos da vida dos praticantes de exercícios, e os itens com os melhores indicadores foram os relacionados com: a saúde (92,6%), qualidade de vida (90,3%), aceitação da aparência física (89,6%), energia para desempenhar atividades no dia-a-dia (89,2%), se mostraram satisfeitos com a própria saúde, com a vida sexual (79,6%) e com a qualidade do sono (63,8%).

No que diz respeito às atitudes dos entrevistados com relação à atividade física, 97,1% dá valor aos benefícios e vantagens dos exercícios, 93,7% concordam que a prática de exercícios é uma atividade agradável, 91,4% afirmam ficar bem dispostos quando praticam exercícios, 88,8% consideram que a força de vontade é algo importante para se exercitarem regularmente e 58,2% sentem-se culpados quando praticam atividades físicas. Apenas 1,1% acreditam que a realização de exercícios é uma perda de tempo e 1,9% não encontram razões para a prática de atividades físicas.

O professor Luciano Zamberlan destaca que a busca por saúde tem crescido significativamente nos últimos anos e se constitui numa oportunidade para diversos segmentos empresariais, sejam eles no setor de serviços (academias, clínicas), no varejo (suplementos, equipamentos) e na indústria (alimentação, moda). Ele destaca ainda que o principal benefício desta tendência recai sobre as próprias pessoas, que tendem a viver com mais qualidade de vida e por mais tempo.


Estudante de Administração pesquisa a relação de torcedores com seus clubes de futebol

A pesquisa revela dados sobre o perfil, o relacionamento com o clube de sua preferência, os produtos adquiridos, os valores investidos em produtos, entre outros aspectos.


O futebol é o esporte mais popular do país, que desperta a paixão e o interesse em milhões de brasileiros. O estudante do curso de Administração da Unijuí Campus Santa Rosa, Samuel Smaniotto, buscou verificar o comportamento referente a aquisição de produtos licenciados de clubes de futebol, através de uma pesquisa com 360 entrevistados.

Foram entrevistados homens e mulheres na faixa etária de 17 aos 62 anos, em 19 municípios da região noroeste. Quando avaliado o interesse pelo futebol em uma escala de 1 “nenhum interesse” a 7 “ fanático”, a grande maioria dos entrevistados possuem um interesse elevado pelo futebol representando 60,5%. Aqueles que demostram um interesse mediano representam 16,2%, e 23,2% possuem nenhum ou pouco interesse pelo futebol.

Dentre os pesquisados 42,50% acompanham muitos jogos de futebol, tanto de seu clube como jogos de outros clubes do país e do exterior, 28,60% acompanham somente os jogos de seus clubes, 18,60% torcem para algum clube, mas não acompanham os jogos, enquanto 6,40% acompanham somente a seleção do país e 3,90% dos entrevistados afirmam não ter interação com o futebol.

Em relação ao clube do coração, a pesquisa mostrou que 60,58% torcem para o Grêmio, 37,40% afirmam torcer para o Internacional, e ainda, 2,02% torcem para outros clubes, pelas entrevistas serem realizadas no Rio Grande do Sul, mostra o porquê da dupla Grenal estar com a maior percentual de torcedores, e evidencia o alto grau de rivalidade no estado dividido entre os dois maiores clubes de futebol.

Foi realizado um cruzamento de dados entre os torcedores do Inter e do Grêmio, onde é possível identificar qual a influência que cada torcedor teve na sua escolha, 14,4% dos gremistas e 10,9% dos colorados escolheram o clube pela influência dos títulos conquistados, onde 4,3% dos gremistas e 1,6% dos colorados afirmam ter sofrido influência pela fama do clube na escolha. Para 1,6% dos colorados e 1,4% dos gremistas a imagem de jogadores influenciou na escolha, os amigos também aparecem como fator na escolha sendo 9,3% para os colorados e 7,2% dos gremistas. A maior influência na escolha do time vem da família, onde 76,7% dos colorados e 72,6% dos gremistas receberam estímulos de familiares para escolher o time.

A maioria dos torcedores buscam informações do seu clube pela Internet 53,93%, seguindo pela Televisão 45,56%, o rádio e os jornais/revistas aparecem respectivamente com 13,71% e 16,28%, ainda 34,71% dos torcedores buscam informações em outros meios, como aplicativos dos clubes, grupos no WhatsApp, Facebook, em conversa com amigos, nos locais de trabalho entre outros meios.

A pesquisa também buscou compreender o comportamento do consumidor de produtos oficiais de clubes. Entre os entrevistados 49,7% afirmam não comprar produtos oficiais de seus clubes, enquanto 50,3% afirmaram que compram ou já compraram ao menos um produto oficial do seu clube. Dentre os consumidores que adquirem produtos oficiais de seus clubes a frequência de compra para 65,6% é uma vez por ano, 32,8% costumam comprar entre 3 a 6 meses produtos oficiais e apenas 1,6% compram com grande frequência, em média a cada mês. Os locais preferidos dos consumidores em geral são na internet 57,56%, em lojas da cidade 64,18%, nas lojas do clube 40,24% e ainda em lojas de outras cidades 33,85%.

Os valores gastos anualmente em produtos oficiais pelos consumidores em geral são bem variados, para 55,13% dos entrevistados o valor gasto por ano gira em torno de R$ 200,00 e R$ 399,00, para 25% o valor chega no máximo a R$ 200,00 gastos anualmente, mas também há aqueles que investem valores maiores, sendo 14,75% gastam entre R$ 400,00 e R$ 599,00 e ainda 5,12% gastam mais de R$ 600,00 chegando em alguns casos a mais de R$ 1.000,00.

Entre os torcedores de Grêmio e Internacional, a torcida do Grêmio possui um maior percentual de compra de produtos oficiais, totalizando 55% de seus torcedores que afirmam comprar ou já compraram produtos oficiais do clube, enquanto a torcida do Internacional 48,1% afirmam comprar ou ter comprado algum produto oficial. Porém em relação aos valores gastos a torcida do Internacional costuma gastar em torno de R$ 317,27 um valor maior que a torcida do Grêmio que gasta em média R$ 273,42.

Para o Acadêmico Samuel Smaniotto, o estudo foi de grande importância pois buscou entender o comportamento do consumidor referente a compra de produtos licenciados de clubes de futebol, identificando o envolvimento do torcedor com o produto, e com a motivação para a compra. Avaliando as ações de marketing do clube, a imagem dos jogadores, o futebol e o clube perante o seu torcedor.


Imasa recebe visita técnica dos estudantes de Administração da Unijuí

 
 

A visita teve como objetivo conhecer a empresa e seus processos de gestão.


Leia mais...

Estudantes de Administração aplicam conhecimentos de custos em produção de pizzas

 
 

Aula prática estimulou estudantes a produzirem e aplicarem os conhecimentos de custos abordados em disciplina.


Leia mais...

Estudantes de Administração da UNIJUÍ realizam visitas técnicas

 
 

Características Comportamentais Empreendedoras foram evidenciadas nas visitas. 


Leia mais...

Curso de Administração realiza viagem de estudos à Porto Alegre

 
 

Estudantes do Campus Santa Rosa e Três Passos tiveram oportunidade de ampliar seus conhecimentos em viagem de estudos.


Leia mais...