COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Seminário discute incidências da Doença de Chagas

O Seminário de Chagas, promovido pelo Departamento de Ciências da Vida (DCVida) por meio do Projeto Ações Interdisciplinares de Educação e Saúde para Combate ao Aedes Aegypti e Doenças Emergentes em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde/Ijuí, reuniu estudantes e profissionais da área no Salão Azul da Unijuí nesta terça-feira.

De acordo com o biólogo da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde, Marcelo de Moura Lima, a incidência de casos das doenças de Chagas é maior no Rio Grande do Sul em comparação ao restante do país. O evento, que contou com palestras, teve o objetivo de divulgar o trabalho de orientação sobre a doença realizado no início do ano pela Secretaria Regional da Saúde.

As palestras discutiram programas de controle da doença, ações, experiências da Vigilância Epidemiológica e programas de melhoria habitacional e educação em saúde. No momento foi realizado o Lançamento do Vídeo sobre a Doença de Chagas no RS.

O transmissor dessa doença é denominado Trypanosoma cruzi, um parasita da mesma família do tripanosoma africano, mais conhecido como “barbeiro”. Ele pode ser encontrado nas fezes de alguns insetos, principalmente um conhecido como barbeiro, e é um dos maiores problemas de saúde na América do Sul, América Central e também do México.

Controle de insetos com inseticidas e habitações com menos propensão de ter populações de insetos ajudam a controlar a disseminação da doença. Ainda não existe uma vacina disponível para a prevenção da Doença de Chagas.

 


Compartilhe!