COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Programa Redes de Cooperação intensifica atividades

A formação de uma rede permite a realização de ações conjuntas, facilitando a solução de problemas comuns e viabilizando novas oportunidades que isoladamente não seriam possíveis. As empresas integradas conseguem reduzir e dividir custos e riscos, conquistar novos mercados, qualificar produtos e serviços e acessar novas tecnologias, comprovando a ideia de que o todo é maior que a soma das partes. As redes constituídas são administradas democraticamente, permitindo a participação direta de todos nas decisões estratégicas e distribuindo simetricamente os benefícios entre os participantes. Tendo a cooperação como alicerce, predominando as pessoas sobre o capital.

Associação das Olarias do Noroeste Colonial do Rio Grande do Sul foi fundada em 23 de março de 2010, com grande intuito de intensificar os trabalhos na qualidade nos produtos e na preocupação com a proteção do meio ambiente.

Olarias associadas: Antônio Ribeiro; Barreio; Ijuí; fone: 55 99181 1147; Celso Valdir Bohrer; Linha Cinco Oeste; Ijuí; Fone: 55 98402 4706; Luis Alberto Dessoy; Linha seis oeste; Ijuí,; Fone:  55 99998 1259; Marina Mastella; Barreiro; Ijuí; Fone: 55 99637 5312.

Cada vez mais se buscou profissionalizar os serviços para atender os clientes, garantindo satisfação, qualidade e durabilidade na entrega do produto final. Outro aspecto relevante foi à organização dos serviços, através de ações coletivas, se conseguiu reduzir custos e agir de forma estratégica, como: a compra de horas máquinas em conjunto para a retirada do barro e a legalização dos documentos, contratação de profissional habilitado para assessor os associados da rede.

A busca da legalização do barro envolve uma situação de perenidade e de exigir uma nova forma de inserção no mercado, tornando a rede mais competitiva e duradoura. Um dos grandes desafios esta em produzir materiais com qualidade e fazer com que isto chegue aos olhos do consumidor. No contexto atual, os associados da rede de olarias estão buscando inovação em seus processos e a utilização das mídias sociais, para prospetar novos produtos e com isso se aproximar de novos e clientes.

Reunião com Poder Público

O Programa Redes de Cooperação é uma ação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) do Estado do Rio Grande do Sul, que em parcerias com Universidades, apoia associações de empresas em diversas regiões do estado. Como objetivos do programa estão o incentivo à competitividade das micro e pequenas empresas, o apoio ao empreendedorismo, o fomento ao associativismo e a criação e a manutenção de oportunidade de trabalho, geração e distribuição de renda. 

Em nossa região, o Programa é vinculado à UNIJUÍ, e atualmente acompanha mais de 20 associações de empresas dos mais diferentes tipos de segmentos. Uma destas associações atua na área da inovação e tecnologia - a Rede de Inovação do Noroeste Gaúcho, chamada de Inova Noroeste. Esta Rede congrega empresas de diversos ramos, que, contudo, buscam algo em comum: a inovação em seus produtos e serviços. Como principais objetivos destacam-se o desenvolvimento sustentado, a competitividade, a melhoria contínua dos associados e a inovação. Além disso, esta constituição busca fomentar as ligações cooperativas empresariais, estimulando o ganho de mercado para os associados. 

No dia 5 deste mês, em uma das reuniões da Associação, além da participação dos associados e dos representantes do Programa Redes de Cooperação, esteve presente o Prefeito de Catuípe/RS, Sr. Joelson Baroni. Na oportunidade, o Prefeito conheceu as instalações da Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica – Criatec - e mais detalhes sobre a Inova Noroeste, considerando-a uma “ótima iniciativa em nossa região”. 

Após a apresentação dos objetivos e das características do conjunto de empresários, o representante municipal de Catuípe trouxe mais informações sobre o distrito industrial que está sendo criado em sua cidade e a possibilidade de instalação da Rede neste espaço. A conversa resultou produtiva, uma vez que firmou uma parceria que seguramente trará bons resultados para ambas as partes. A perspectiva é de que até final de 2018 as obras estejam concluídas, sendo que até lá a Rede Inova Noroeste pretende buscar recursos externos através de editais de fomento para tal ação. 

Além disto, nos próximos dias, a Inova Noroeste buscará mais informações sobre possíveis empresas que atuam na área da inovação na cidade de Catuípe e que possam tornar-se associadas à Rede. 

Sobre o Programa

O Programa Redes de Cooperação é uma iniciativa inovadora do Governo do Estado para desenvolver a cultura associativa entre pequenas empresas. Iniciado no ano 2000, foi concebido para empreendedores da indústria, comércio e serviços, garantindo melhores condições de concorrência frente às atuais exigências competitivas dos mercados. Redes de Cooperação é um dos Programas Estruturantes do Governo pela sua potencialidade no fortalecimento das micro e pequenas empresas (Decreto 45.273 de 04.10.07), integra o Departamento de Apoio a Microempresa e Empresa de Pequeno Porte – DAMEPP da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia – SDECT.

A ideia central é reunir empresas com interesses comuns em Redes de Cooperação, constituindo uma entidade juridicamente estabelecida, sem quotas de capital, que mantém a independência legal e a individualidade de cada empreendimento participante.


Unijuí realiza Campanha de Descarte de Resíduos Eletrônicos

                 

Nesta quinta (07) e sexta-feira (08), a Unijuí vai realizar, no Campus Ijuí, uma nova edição da Campanha de Descarte de Resíduos Eletrônicos, por meio do Núcleo de Gestão Ambiental e Biossegurança. O local de recebimento será o Depósito Temporário de Resíduos, localizado próximo do Prédio da Coordenadoria Patrimonial, nosturnos da manhã e tarde. 

Segundo o coordenador do Núcleo de Gestão Ambiental e Biossegurança, João Pereira dos Santos, após a coleta, os equipamentos serão recolhidos por uma empresa de Horizontina, que faz o trabalho de descaracterização e separação desse material, além de reaproveitamento e destinação adequada para aquilo que não pode ser aproveitado. 

Serão recebidos os seguintes materiais:

                    

Na última edição da campanha, realizada no mês de março, foram recolhidas cinco toneladas de equipamentos. Percebemos que há uma grande quantidade de material eletrônico a ser descartado pela população, então desenvolvemos essas atividades para ajudar a comunidade e também porque a nossa Instituição está sempre preocupada com as questões ambientais”, avalia João. 

Ele explica que todos esses equipamentos eletrônicos possuem materiais pesados, que são contaminantes, e em contato com o meio ambiente, com o solo ou com a água, podem chegar ao lençol freático e retornar para a população na água consumida. “Para descontaminar a água o custo é muito elevado, então, é melhor descartar adequadamente e evitar esse contato com meio ambiente”, aconselha.


Rede PH Neutro encerra as atividades do ano em Ijuí

Empresários do setor de beleza de Ijuí participaram do encerramento das atividades do ano da Rede PH Neutro, nessa segunda-feira, 04, no Sindicato dos Comerciários de Ijuí. São cerca de 48 empresários que fazem parte da Rede que integra as Redes de Cooperação, projeto do Governo do Estado do Rio Grande do Sul com apoio da UNIJUÍ.

De junho até o início de dezembro foram realizados três cursos de aperfeiçoamento para membros da Associação de Cabeleireiros e Barbeiros de Ijuí que fazem parte do PH Neutro. As ações de qualificação da mão de obra valorizam e geram motivação ao segmento.

Noeli Diniz Ávila, coordenadora da Rede PH Neutro, acredita que as ações propostas pela Rede fomentam o setor de beleza por meio da cooperação e qualificação. “A gente pode trazer para os salões que são sócios da Rede uma oportunidade de estar fazendo serviço para outras empresas com um diferencial. Essas empresas ganham desconto indo em salões PH Neutro”, comenta.

Na programação do dia, os empresários participaram da palestra sobre os desafios do mercado na atualidade, com o gerente da Coordenadoria de Marketing da Unijuí, Giancarlo Dari Bottega e da apresentação dos trabalhos de profissionais membros da Rede.

O Programa Redes de Cooperação é uma iniciativa do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT/RS), que visa promover o fortalecimento de micro, pequenas e médias empresas, fomentando a cooperação entre empresas do mesmo segmento e características semelhantes, fornecendo suporte técnico para a formação, consolidação e desenvolvimento de Redes de Cooperação.


Confira as opções para ingresso na Unijuí sem o Vestibular

                  

A Unijuí abriu, nesta segunda-feira, as inscrições para o Ingresso Extravestibular, para estudantes que desejam em ingressar, retornar à universidade ou trocar de instituição, são diversas oportunidades disponíveis. O período de inscrição vai até o dia 23 de fevereiro de 2018.

Conheça as opções

Diplomado em curso superior: para quem já concluiu curso de graduação e deseja fazer outro.

Reingresso:estudantes que interromperam seus estudos na UNIJUÍ e pretendem retornar para o mesmo curso, campus e modalidade.

Reingresso com transferência de curso: estudantes que interromperam seus estudos na UNIJUÍ e pretendem retornar para outro curso, campus ou modalidade.

Transferência externa: estudantes de outras instituições de ensino superior que desejam se transferir para a Unijuí.

Transferência Interna:estudantes regularmente matriculados na UNIJUÍ que desejam transferência interna de curso, de modalidade ou de campus.

Ingresso Especial: interessados em realizar uma ou mais disciplinas para antecipar estudos a serem aproveitados logo após a realização do concurso vestibular, para estudantes que já concluíram o Ensino Médio. Ou, ainda, para fins culturais ou de atualização profissional.

Informações complementares:

E-mail: extravestibular@unijui.edu.br

Telefones: Campus/Polo Ijuí (55) 3332-0655; Campus Santa Rosa (55) 3511-5208; Campus Panambi (55) 3375-4466 e Campus Três Passos (55) 3522-2122.


Inscrições abertas para o Programa de Residência Médica da UNIJUÍ

Quatro vagas estão sendo ofertadas para profissionais graduados em Medicina e registrados em seu respectivo Conselho Profissional.

O Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade ofertado pela UNIJUÍ, está com as inscrições abertas para o processo seletivo, no Portal da Universidade.

A Residência tem como objetivo principal a formação profissional especializada para atuação prioritariamente em Atenção Primária à Saúde. Sua ação profissional deve ser qualificada e resolutiva na área clínica devendo estar apto para atuar em equipe multidisciplinar e desenvolver habilidades para atuar na saúde coletiva.

A UNIJUÍ está disponibilizando três vagas para Santa Rosa e uma para Ijuí, para profissionais graduados em Medicina e registrados em seu respectivo Conselho Profissional. O programa prevê a formação de especialistas em medicina da família e comunidade, sendo que o curso tem carga horária de 5760 horas/aula, com bolsas financiadas pelo Ministério da Saúde. 

O edital completo poderá ser conferido no Portal, mais informações pelo fone 55 3332-0553.


Unijuí no Esporte: jiu-jitsu por amor e pelo pódio

Durante todo o ano diversos atletas levam o nome da Universidade ao pódio em diversas modalidades do esporte em todos os cantos do Brasil. São atletas que se dedicam, conquistam e se superam todos os dias. O Especial UNIJUÍ no Esporte pretende contar essas histórias inspiradoras em uma série de reportagens com atletas apoiados pela UNIJUÍ.



A história de Daniel Fagundes no Jiu-Jitsu, por exemplo, começou entre 2009 e 2010 quando participou do primeiro campeonato em Cruz Alta. No início, o esporte era apenas hobby e aos poucos a adrenalina das competições caiu no gosto do atleta.

De 2013 a 2015 participou de 9 competições, estaduais e regionais. Depois disso a frequência das participações aumentou. De 2016 a 2017 foram 13 competições. Daniel começou a levar a sério o esporte e passou de 3 treinos por semana para 13, 10 de jiu-jitsu e 3 de preparação física.

Foi em 2013, também, que Daniel começou a construir sua relação com a UNIJUÍ e ingressou no curso de Ciência da Computação. Logo após, começou a trabalhar como programador de tecnologia da informação na Coordenadoria de Informática da Unijuí – COINF. 

“Comecei a trabalhar e estudar na Unijuí. Como estava participando de diversos campeonatos juntamente com a minha equipe, resolvi mostrar um pouco do nosso trabalho com o esporte para a Unijuí e em 2015 iniciamos uma parceria que até hoje já nos proporcionou participar de mais de 20 competições em diversas cidades do Brasil”, comenta.

Daniel é proprietário da Academia onde é professor, a Team Fagundes, uma filial da Scorpyon Jiu-Jitsu de Porto Alegre. Nesses anos de parceria o atleta já conquistou diversos campeonatos. Na faixa roxa conquistou o terceiro lugar no Brazil Pro National da UEAJJF e campeão estadual na Copa Prime.

Na faixa marrom foi campeão do Gramado International Open da IBJJF, bronze no Abu Dhabi Grand Slam, no Rio de Janeiro e campeão estadual. Nesse ano, foi graduado à faixa preta de jiu-jitsu com o seguinte histórico: campeão do campeonato interno, a Copa Scorpyon em Canoas; vice-campeão no estadual; bronze no absoluto (categoria sem limite de peso) e bronze no Floripa Spring International Open.

As conquistas de Daniel até agora foram muito comemoradas, mas em 2018 o plano continua “quando iniciamos a nossa parceria eu tive a oportunidade de levar o nome da Unijuí para diversos lugares. Em 2018 pretendo ir mais longe ainda! ”, comenta Daniel. 

Quer saber mais sobre o Jiu-Jitsu? No vídeo abaixo o Daniel fala mais sobre o esporte: 


"Little Forest e O Pequeno Príncipe", serão exibidos no Museu Antropológico Diretor Pestana

O Museu Antropológico Diretor Pestana – MADP e a Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural - AIPAN, com o apoio do Sinpro Noroeste e o SindiComerciários Ijuí promovem durante todo o ano, o CINE AIPAN, através da exibição de filmes com temática socioambiental. Os filmes são exibidos, gratuitamente, às 19h30min, no Auditório do Museu.

Confira os filmes que serão exibidos em dezembro:

Dia 06 de dezembro (quarta-feira) será exibido o filme “Little Forest”

Sinopse: A história de Ichiko (Ai Hashimoto), uma jovem que decide sair da cidade e voltar para o campo. Ela agora vive sozinha e sobrevive com os próprios alimentos que planta.

Tempo de Duração: 117 min

 

Dia 08 de dezembro (sexta-feira) será exibido o filme “O Pequeno Príncipe

Sinopse: Um piloto de avião sofre um acidente e cai em pleno deserto do Saara. Lá, acaba conhecendo um jovem garoto, um pequeno príncipe que vem de outro planeta. Os dois acabam embarcando numa jornada de sonhos, onde o garoto irá contar suas histórias ao novo amigo, que redescobrirá valores da infância.

Tempo de Duração: 98 min

 

Participe!

Traga toda sua família para um momento de informação, cultura e lazer.

 

Museu Antropológico Diretor Pestana - MADP

Rua Germano Gressler, 96, Bairro São Geraldo (ao lado da Sede Acadêmica da UNIJUÍ)

Mais informações: telefone (55) 3332-0257 / e-mail madp@unijui.edu.br.

 

 


PIBID/UNIJUÍ: interação entre universidade e escola

O PIBID – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, financiado pela CAPES - atua compromissado com a educação e com a comunidade, contribuindo na formação de sujeitos capazes de construírem uma sociedade que reconhece os seus problemas e intervém no sentido de atender as suas necessidade e perspectivas. Neste final de ano, várias atividades de sistematização e socialização das ações desenvolvidas por bolsistas do Pibid nas escolas parceiras do PIBID/UNIJUÍ estão acontecendo.

Nesta sexta-feira, 1 de dezembro, O Grupo de Teatro ‘A Turma de Dionísio’, da cidade de Santo Ângelo, apresentou a peça teatral ‘As aventuras de Fortúnio’ para alunos da rede pública estadual de educação. “Há alguns meses já estamos fazendo movimento em todos os cantos do Brasil em prol do PIBID. Para que ele fique. Aqui na UNIJUÍ, nós vamos aproveitar esse momento de integração com as redes para mostrar e dar visibilidade o quanto cada criança, cada família está sendo beneficiada por vários movimentos”, observa a professora Taise Neves Possani, coordenadora institucional do PIBID-UNIJUÍ.

Também nesta sexta-feira, antes das atividades com as escolas, os professores e bolsistas integrantes do Programa realizaram um ato de sensibilização da comunidade para a importância das ações do PIBID, e contra o corte do Programa pelo Governo Federal. “Estamos manifestando para que não seja cortado o PIBID, continue nos moldes que ele tem hoje. Nós queremos o PIBID nos moldes atuais com o estudante de licenciatura podendo fazer a sua formação tendo essa bolsa que é um incentivo para que ele permaneça e podendo estar dentro da escola num processo formativo que acontece ao longo de toda a formação”, complementa.

 

Parcerias que garantem as atividades

A interação entre Universidade e rede pública de ensino ocorre por meio de importantes parcerias. Dessa forma, ao longo do ano diversas atividades são realizadas pela Unijuí em parceria com a rede pública Municipal e Estadual de Ensino. No dia 30 de setembro, durante o Salão do Conhecimento, ocorreu uma atividade de reflexão sobre as experiências do PIBID, com a presença do secretário de Educação de Ijuí, Eleandro Lizot.

Nos dias 29 e 30 de novembro, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Centenário desenvolveu atividades que marcam ações compartilhadas entre licenciandos e professores, as quais primam pelo protagonismo estudantil. Essas atividades foram organizadas pela escola, com participação efetiva dos bolsistas de supervisão e de iniciação à docência que atuam na escola.

No dia 29, ocorreu uma mostra de trabalhos da área Ciências Humanas, coordenada pela professora bolsista Danieli O. Biolchi, momento em que foram apresentados resultados de diversos estudos, os quais foram produzidos em grupos, envolveram alunos do 6º ao 9º ano e contemplaram temas que integram o programa curricular das disciplinas da referida área. A apresentação de cada trabalho foi avaliada por uma equipe formada pelo coordenador da 36ª CRE, Claudio de Souza, pelas coordenadoras de subprojetos do PIBID/UNIJUÍ, professoras Isabel Battisti e Vera L. Trennepohl.

Já no dia 30 de novembro, aconteceu a socialização com o coletivo dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental, professores e funcionários da escola, na forma de vídeos, apresentação oral com auxílio de painéis e cartazes, encenações e danças. Nesse momento, especialmente as áreas de conhecimento Linguagens e Matemática trouxeram sistematização de estudos desenvolvidos no decorrer do ano letivo, destacando-se, mais uma vez, a atuação dos Bolsistas de iniciação à docência que atuam na referida escola.

Esta é uma das atividades que consolida a efetiva articulação entre Universidade e Escola por meio de ações do PIBID, provocando transformações no âmbito das escolas e da Universidade. Intervém, assim, positivamente na formação do professor – bolsista ou não do programa –, e dos licenciandos, bem como na aprendizagem dos estudantes da escola.

#ficapibid


Criatec é escolhida para participar do Programa de Incubação e Aceleração de Impacto

A Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da UNIJUÍ – CRIATEC foi uma das 26 incubadoras escolhidas para participar do Programa de Incubação e Aceleração de Impacto. O Programa é promovido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) em parceria com o Sebrae e o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE).

O objetivo é o de mobilizar as incubadoras e criar estratégias para atrair, selecionar e acompanhar a estruturação de negócios de impacto social e ambiental. O programa é divido em três etapas. A primeira tem início ainda em dezembro deste ano e término em maio de 2018. Nesta fase, o foco é a capacitação dos participantes na temática de negócios de impacto.

Na segunda fase serão selecionados até 10 empreendedores de todo o país para apresentar seus planos de ação. Deles, serão escolhidos apenas cinco vencedores, um por região, que receberão um prêmio em dinheiro no valor de R$ 10 mil para apoiar todo o plano, além de receberem mentoria de associados do ICE, vouchers de serviços do Sebrae e uma inscrição para a Conferência Anprotec 2018. A terceira e última etapa será a fase de acompanhamento, na qual os selecionados receberam apoio para a implementação dos planos de ação, participarão de grupos de aceleradoras e incubadoras do programa e poderão fazer conexões com outras organizações que atuam com negócios de impacto.

O Programa de Incubação e Aceleração de Impacto já recebeu, aproximadamente, R$ 43 milhões em investimentos diretos e indiretos que foram revertidos às empresas incubadas/aceleradas. Até o momento já foram 45 incubadoras participantes desse programa que tiveram a oportunidade de acelerar cerca de 2.817 empresas. 


Unijuí recebe pelo segundo ano consecutivo o Prêmio de Responsabilidade Social

                 

A Unijuí comemora mais uma premiação recebida na noite desta quinta-feira, 30 de novembro, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A Universidade recebeu, pelo segundo ano consecutivo, o troféu de Responsabilidade Social, premiação máxima conferida pela Assembleia Legislativa gaúcha, pelo Prêmio de Responsabilidade Social.

Instituído por Lei Estadual, o Prêmio de Responsabilidade Social é uma promoção do Parlamento Gaúcho, em uma parceria da Assembleia Legislativa do Estado com a sociedade civil. O título reconhece, no âmbito das organizações gaúchas, a realização de projetos voltados ao bem-estar social e à preservação do meio ambiente. Está a primeira vez que uma Universidade recebe a premiação máxima do Parlamento Gaúcho duas vezes seguidas. 

A Reitora da Unijuí, professora Cátia Maria Nehring, destaca que o prêmio materializa todas as ações desenvolvidas pela FIDENE e suas mantidas. “No ano em que comemoramos 60 anos de ensino superior, ganhar o prêmio é um orgulho para todas as pessoas que fazem o cotidiano da Instituição, nos quatro campi. É um momento para fechar as comemorações deste ano, e já pensarmos em todas as nossas atividades para buscarmos o prêmio em 2018 novamente”, salientou a Reitora.

              

Sobre o prêmio

Para participar do prêmio, instituições de diversas categorias protocolam o Balanço Social, documento produzido anualmente. A comissão do Prêmio se baseia nele para conceder a premiação. As instituições que atingem um índice estabelecido, ganham o certificado. Dentro destes certificados, 20% dos melhores índices ganham a medalha. E, a que teve melhor desempenho, ganha o troféu, que é o caso da Unijuí. A Universidade desde 2001 atinge o índice necessário para receber o certificado, tendo ganho em 2015 a medalha e em 2006 e 2016 a premiação máxima, o que vai se repetir em 2017.

O prêmio é organizado por uma Comissão Mista, atualmente formada por representantes de 14 entidades: Associação dos Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE), Associação Riograndense de Imprensa (ARI), Conselho Regional de Administração do RS (CRA/RS), Conselho Regional de Contabilidade do RS (CRC/RS), Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul – (Federasul), Federação das Associações dos Municípios do RS (FAMURS), Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Federação do Comércio de Bens e de Serviços (Fecomérico), Observatório de Responsabilidade Social das Universidades Brasileiras (ORSUB), Organização Parceiros Voluntários (OPV), Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), Serviço Social da Indústria (Sesi) e Serviço Social do Comércio (Sesc) e Sindicato e Organização das Cooperativas RS-OCERGS/SESCOOP.

Finalista do prêmio Tema Norteador

A Unijuí também foi uma das finalistas na categoria de Tema Norteador do Prêmio, que este ano era voltado à equidade de gênero. A Universidade concorreu com o Projeto“Sala de Diálogo: da violência ao respeito”.

O Projeto, que é desenvolvido em uma parceria entre a Unijuí (representada pelos cursos de direito e psicologia), Penitenciária Modulada de Ijuí/SUSEPE e Ministério Público do RS, realiza intervenções junto aos autores de crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher, presos (preventiva ou definitivamente) no módulo de apoio da Penitenciária Modulada de Ijuí, buscando auxiliar na identificação e combate das causas motivadoras da prática dos atos violentos, buscando evitar a prática da reincidência e educar à não-violência contra as mulheres.

O Tema Norteador da 18ª Edição do Prêmio de Responsabilidade Social englobou cases de ações efetivadas em 2016, que representam práticas e ações para desenvolver formas de enfrentamento ao machismo, à violência de gênero e às desigualdades, tendo como base os Princípios para o Empoderamento das Mulheres, lançado pela ONU Mulheres, e Pacto Global.

              

(esquerda para direita) Vice-Reitora de Graduação da UNIJUÍ, professora Cristina Pozzobon; professora de psicologia Sônia Fengler; Reitora da UNIJUÍ professora Cátia Maria Nehring; Coordenadora do Relatório Social Roselaine Jung; jornalista Fabiana do Prado Sánchez e gerente da Coordenadoria de Marketing da UNIJUÍ, Giancarlo Dari Bottega.