Pós-Graduação em Educação nas Ciências promoveu seminário sobre Complexidade, Educação e Civilização Planetária

O Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências da Unijuí promoveu o Seminário Temático “Complexidade, Educação e Civilização Planetária”, entre os dias 28 e 29 de agosto, ministrado pelo professor doutor Edgard de Assis Carvalho.

O Seminário foi promovido em conjunto pelo Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências e pela Vice-Reitoria de Graduação, integrando o evento ao Programa de Formação Continuada de Docentes Unijuí – Subprograma Formação Geral - GESTÃO 2017-2019.

Dentre os assuntos abordados estão a concepção de complexidade; a necessidade de religar os saberes científicos, filosóficos, artísticos; saberes transdisciplinares para a educação do futuro; reforma do pensamento; problematização dos fins da educação; instalação de modalidades transdisciplinares de ensino e pesquisa; enfrentamento e superação dos paradoxos e contradições que a globalização tecnoeconômica exibe nos dias correntes; consolidação da ética da compreensão planetária a fim de possibilitar a construção de vias democráticas abertas, equitativas, conviviais para o futuro da humanidade.

Ao final do seminário foi aberto espaço para o público se manifestar, o que enriqueceu ainda mais a discussão, oportunizada pelo diálogo e a troca de experiências entre os presentes. Participaram estudantes da graduação, mestrado, doutorado e professores da Unijuí.

Edgard é graduado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo, possui doutorado em Antropologia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro, Pós-Doutorado pela Escola de Estudos Avançados em Ciências Sociais, e Livre-docência pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, UNESP.

Atualmente é professor titular de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Coordenador do Núcleo de Estudos da Complexidade. É Membro do Conselho Científico da Universidad del Mundo Real, Hermosillo, México e representante da Cátedra itinerante da UNESCO Edgar Morin.

 


Compartilhe!