COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Enfermagem (Bacharelado)

“O enfermeiro nos diferentes cenários de atuação” foi o tema da Aula Inaugural de Enfermagem

                     

Aconteceu nesta segunda feira a tarde, no Centro de Eventos do Campus Ijuí, a aula inaugural do Curso de Enfermagem. O evento contou com a participação de 120 pessoas, entre estudantes de enfermagem e convidados. A acolhida foi realizada pela coordenadora, professora Marinez Koller Pettenon, dando as boas-vindas a todos os presentes. Na oportunidade convidou todos os docentes do curso para realizarem sua apresentação e saudação.

    A atividade teve como tema central: “O enfermeiro nos diferentes cenários de atuação”. Foi uma tarde de intensa programação, que contou inicialmente com a palestra de abertura sobre marketing pessoal e profissional onde os estudantes tiveram a oportunidade de ouvir o professor Luciano Zamberlan da Unijuí que abordou aspectos importantíssimos sobre a temática, contribuindo com a preparação dos estudantes para se colocarem no mercado de trabalho e também para a vida pessoal.

 Na sequência ocorreu a apresentação de relatos de vivências da inserção profissional, onde enfermeiras egressas da Unijui explanaram sobre suas atuações a partir da profissão escolhida.  A enfermeira Débora Tatiane Hass Savedra, recém formada atuando a 20 dias no Hospital de Caridade de Ijuí, falou sobre sua trajetória acadêmica onde teve que conciliar o trabalho como técnica de enfermagem com os estudos da graduação e os desafios e aprendizagens enfrentados atualmente na condição de enfermeira coordenadora de uma equipe.

A enfermeira Ieda Maria Ávila Vargas compartilhou sobre sua trajetória profissional de mais de 20 anos de atuação. Falou de sua formação acadêmica, da pós graduação Lato e Stricto Sensu, da sua efetivação por meio de um concurso público na Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde como servidora federal teve a possibilidade de ir para o “mundo” aproveitando as várias oportunidades surgidas e que contribuíram na construção do seu currículo profissional. Deste sua formação inicial aqui no curso de enfermagem da Unijuí até a sua atuação atualmente com titulação de pós doutora como pesquisadora na área de políticas públicas de saúde onde participa do projeto de pesquisa de cooperação internacional com King’s College London.

Finalizando a tarde deste grande evento tivemos a palestra intitulada: O enfermeiro no atendimento pré hospitalar com a participação do enfermeiro Edegar Cosmann Moi da Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí e atual coordenador do SAMU e também do enfermeiro Antônio Marcos Rodrigues integrante do serviço. Edegar, explanou sobre o importante papel desempenhado pelo enfermeiro neste lugar, onde deve agir com conhecimento, técnica, habilidade, precisão e rapidez nos atendimentos prestados visando condutas adequadas para a estabilizar a vítima objetivando salvar vidas. Antônio relatou ainda sobre a importância de se ter uma boa formação profissional, enfatizou aos estudantes a participação nos processos de formação continuada não desperdiçando oportunidades.

"Foi uma tarde intensa de conhecimentos, trocas de experiências/ vivencias e integração que contribuíram positivamente para todos os estudantes, professores e convidados presentes. Destaca-se que todos os enfermeiros que contribuíram com o evento, orgulhosamente, são egressos da Unijuí. Salientamos que nesta oportunidade foi realizado a recepção e o acolhimento aos estudantes calouros do curso de enfermagem e que teve os estudantes do nono semestre do curso, portanto do último ano também como organizadores e anfitriões do evento", salienta a coordenadora. 


Egressas de Enfermagem conquistam aprovação em processos seletivos de residência

             

Catiele Raquel Schimidt teve suas aprovações na Universidade Federal de Santa Maria - Saúde da Família – aprovada em 1° Lugar; na Associação Pró-ensino Superior em Novo Hamburgo, mantenedora Feevale – Saúde da Família – aprovada em 2° Lugar; na Escola de Saúde Pública de Florianópolis - Saúde da Família e na Universidade Federal Fronteira Sul, Município de Marau - Saúde da Família.

 

Para a estudante a Universidade proporciona oportunidades de crescimento e aprendizagem com professores qualificados e metodologias atuais de ensino. “Permite a inserção dos estudantes em atividades de pesquisa por meio de grupos de pesquisa, atividades na comunidade por meio de projetos de extensão, o que proporciona ampliar a visão crítico e reflexiva dos estudantes, além do desejo de ser uma profissional diferenciada, proativa”, observa. Ela também destaca que foi bolsista de iniciação científica durante quatro anos, o que possibilitou aproximar-se de docentes, participar de grupo de pesquisa, discutir, realizar estudos, compreender a prática baseada em evidências, o que contribuiu no seu desempenho nos processos seletivos. Durante a formação a estudante desenvolveu estágios extracurriculares, participou de congressos locais, nacionais e internacionais. 

Laura Bandeira foi aprovada em 2°Lugar na Residência Multiprofissional em Saúde da Família da UNIJUÍ/FUMMSAR.

Para Laura, a Unijuí proporcionou o suporte necessário para uma formação diferenciada. “Tive oportunidades durante o curso de vivenciar realidades e experiências, as quais me deram subsídios para optar por determinada área. As professoras do curso oportunizam aos seus estudantes compreender a diversidade de campos de atuação do enfermeiro. Me identifiquei com a saúde coletiva, oportunidade em que fiz minha seleção. Além disso, tive a possibilidade de trabalhar com diferentes categorias profissionais na área de minha preferência, e isso fez com que eu optasse novamente pelo ensino da Unijuí”, complementou.

Cristiane Lamberty obteve êxito na aprovação no processo seletivo da em Oncologia da Universidade de Passo Fundo / Hospital São Vicente de Paula.

Para Cristiane esta conquista é um sonho. “A Unijuí, por meio do seu corpo docente sempre me motivou e demonstrou aos seus estudantes o caminho a ser percorrido para obter o sucesso”, avaliou.


Estudantes de Enfermagem produzem telejornais na disciplina de Ética Profissional e Bioética

O Curso de Enfermagem da UNIJUÍ, no decorrer da disciplina de Ética Profissional e Bioética, ministrada pelas docentes Cátia Cristiane Matte Dezordi e Eniva Miladi Fernandes Stumm, realizaram a apresentação dos telejornais gravados pelos estudantes sobre alguns temas da Bioética na Enfermagem.

A referida disciplina possui a ementa de “estudar e discutir a legislação do exercício profissional da enfermagem, órgãos representativos da profissão centrada nos preceitos da Política Nacional de Humanização. Aborda a Resolução nº 466/12 que trata de pesquisas com seres humanos, aspectos da Bioética, com ênfase nas situações cotidianas relacionadas à enfermagem. Prepara o estudante para se comunicar e interagir eticamente com equipes, indivíduos assistidos e familiares”.

O telejornal é uma das metodologias ativas utilizadas nesta disciplina em que os estudantes gravaram telejornais sobre aborto, transplante de órgãos, eutanásia, distanásia e ortotanásia, assuntos trabalhados em sala de aula. Os telejornais foram construídos em grupos de até seis estudantes. O apresentador da notícia introduziu o tema e posteriormente realizou chamadas dos repórteres “nas ruas”, com entrevistas aos demais estudantes, docentes e pessoas que dialogaram sobre o assunto em pauta.

As professoras avaliaram a atividade como positiva, identificaram que os estudantes se comprometeram ao desenvolver os roteiros de entrevistas, refletiram sobre as diversas formas de utilização dos conceitos e situação em ambiente real da Bioética na Enfermagem, exercitaram comunicação e expressão, raciocínio crítico e analítico que culminou na gravação de lindos telejornais.

As docentes destacam, portanto, a criatividade, envolvimento, dedicação e ampliação do conhecimento dos estudantes na realização dos telejornais, os quais abordaram assuntos importantes da Bioética na Enfermagem embasados pelos conteúdos ministrados em sala de aula e         pela metodologia ativa que auxilia no processo de ensino, aprendizagem e autonomia dos estudantes.


Contribuição dos estudantes: Laboratório de Habilidades ganha banners de Sistemas do Organismo

As professoras de Semiologia do curso de Enfermagem da Unijuí, Joseila Gomes e Rosane Mastella, desenvolveram, ao longo do semestre, aulas com simulações de técnicas de avaliação propedêuticas dos sistemas do organismo, atividades em grupos menores, além de atividades em laboratórios sobre técnicas de avaliações com instrumentos.

Estas dinâmicas, de acordo com as docentes, estimulam aos estudantes um pensamento crítico e reflexivo. E, a partir disto, como contribuição para o Laboratório de Habilidades da Unijuí, os estudantes da disciplina, divididos em grupos, confeccionaram banners dos Sistemas do Organismo. Estes materiais poderão ser utilizados ao longo do curso por eles e por outros estudantes do Departamento de Ciências da Vida (DCVida). As atividades da disciplina foram encerradas nesta segunda-feira, dia 03 de dezembro, com um lanche coletivo.


Professores palestram em Conferência Municipal do Idoso

              

Professores do Departamento de Ciências da Vida –DCVida e do Departamento de Humanidades (DHE) participaram como palestrantes, no último dia 07 de novembro, nas dependências do salão da Primeira Igreja Batista de Ijuí, da IV Conferência Municipal do Idoso, com o tema: Os Desafios do Envelhecer no século XXI e o papel das Políticas Públicas.

A plenária foi dividida em eixos temáticos: o eixo 01 Direitos Fundamentais na Construção/Efetivação das Políticas Públicas Subeixos: 01 – Saúde, foi subsidiado pela palestra apresentada pelas professoras do DCVida, doutoras Lígia Bento Franz e Evelise Moraes Berlezi, integrantes do grupo de pesquisa em Envelhecimento Humano UNIJUÍ/GERON, apresentando  dados da pesquisa desenvolvida com idosos cadastrados nas 15 ESFs ( Estratégias de Saúde da Família) do município de Ijuí, tendo como tema central Fragilidade e Sarcopenia. O objetivo da pesquisa é estudar o processo de envelhecimento humano e sua repercussão na saúde do idoso, na perspectiva da atenção integral, dentre os diversos resultados apresentados destaca-se Mapa Geral da Fragilidade de Idosos no Município de Ijuí, destacados por ESF, classificados como frágil, pré-frágil e não frágil. 

O Prof. Dr. Leopoldo Schonardie Filho – do EDF/DHE/UNIJUI abordou a temática “ Movimento  Humano e a Cognição”, pontuou  sobre a importância da atividade física na terceira idade e mostrou o trabalho realizado com o grupo do PITI ( Programa Integrado para a Terceira Idade). Deixando como sugestão na plenária e designando para o COMUI (Conselho Municipal do Idoso) a seguinte observação: “que o COMUI elabore uma Ficha Cadastral e repasse para todas as entidades que têm ações voltadas ao envelhecimento como: academias; associações; casas lares; sedes de bairros; asilos; entidades educacionais; hospitais; clinicas; clubes e outros ...”

Professor Leopoldo representa a instituição FIDENE – UNIJUÍ junto ao Conselho Estadual da Pessoa Idosa – CEI/RS; ao Fórum Gaúcho do Ensino Superior Sobre Envelhecimento Humano e na Frente Parlamentar em Defesa da Terceira Idade. 

A Conferência contou também com a participação da presidente do Conselho Estadual da Pessoa Idosa Srª Jussara Hauth.

“Foram momentos intensos de informações, conhecimentos e discussão sobre as políticas públicas de atenção ao idoso. Em torno de 160 pessoas participaram da Conferência, contando com um grande número de idosos. Os estudantes do último semestre do Curso de Enfermagem da UNIJUI também marcaram presença significativa no evento”, observa a professora coordenadora do curso de Enfermagem da Unijuí, Marinez Koller Petenon.

A Conferência foi promovida pelo COMUI – Conselho Municipal do Idoso com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social do município de Ijuí.  A UNIJUÍ possui sua representatividade neste Conselho pelas professoras Marinez Koller Pettenon e Angélica Cristiane Moreira.


Egresso da Unijuí assume como vice-diretor da Escola de Enfermagem da USP

                  

A diretora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), Maria Helena Palucci Marziale, e o vice-diretor Pedro Fredemir Palha – Foto: Divulgação

Pedro Fredemir Palha, egresso de Enfermagem da Unijuí, curso em que também atuou como professor, assumiu, neste mês de setembro, como vice-diretor da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), da USP. A cerimônia de posse foi realizada no dia 14 de setembro.

Com mestrado e doutorado pela USP e pós-doutorado pela Universidade de Alberta (Canadá), atua na área de Enfermagem de Saúde Pública, políticas de saúde, organização dos sistemas de saúde, saúde da família, tuberculose, promoção da saúde, enfermagem em saúde coletiva, atenção primária à saúde e gestão em saúde. Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação Enfermagem em Saúde Pública da EERP e presidente da Comissão de Pós-Graduação.

Pedro cursou Enfermagem de 1984 a 1987 na Unijuí, e é egresso da 5ª turma do curso. “Um dos aspectos importantes para relembrar da minha formação na Unijuí é sobre a discussão da inserção da saúde no espaço regional, que foi ampla, realizada com a sociedade, com as lideranças acadêmicas e com lideranças comunitárias, resultando na estruturação deste curso no campo da saúde. A gente tinha uma parte bastante importante em discussão na minha época, que era pensar as populações, destaco o trabalho com as populações rurais. Fazíamos imersões na área rural, o que nos fornecia uma diferenciação na formação, principalmente por podermos olhar as questões da diversidade na área da saúde, olhar para populações específica, vulneráveis, que precisam de políticas inclusivas”, relembra.

O professor também destaca memória do período social da época. “Vivíamos um período importante na sociedade, de mudanças políticas. Estávamos entrando em um período de sociedade mais democrática. Essa efervescência permitiu uma formação importante, pois a Universidade propunha essa discussão mais ampla para a formação dos seus alunos. Destaco o movimento da reforma sanitária brasileira, da reforma política, que foi um grande norte, que me acompanhou no processo de graduação. A Unijuí me proporcionou uma formação acadêmica de extrema qualidade e também uma formação política bastante importante”, destaca.

Como professor na Instituição, iniciou as atividades em 1988, convidado pela coordenação da época. “Foi um grande desafio, pois eu era egresso recente do curso e isso me colocava em outro patamar. Atuei por quase 10 anos como professor, até 1997. Um ano depois realizei processo seletivo e me inseri como professor na USP. Em 2001 prestei concurso público novamente, dessa vez para efetivação, desde então venho atuando na formação e desenvolvendo pesquisas”, complementa.

Sobre esta nova fase na carreira, agora como vice-diretor da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Pedro afirma ser um grande desafio. “Nossa unidade de ensino é bastante importante dentro da USP, pois é o único centro colaborador da Organização Mundial da Saúde para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem no Brasil. Por isso, temos uma responsabilidade muito grande em termos de desenvolvimento na América Latina e Caribe. Além disso, ela está entre as cem melhores escolas de Enfermagem do mundo, isso nos coloca um importante desafio nos campos de ensino, pesquisa, cultura e extensão, além da gestão universitária”, observa.