COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Enfermagem (Bacharelado)

Curso de Enfermagem trabalha a Segurança do Paciente em aula inaugural

Com uma história de mais de 40 anos, o curso de Enfermagem da Unijuí promoveu nesta quinta-feira, dia 13 de maio, sua aula inaugural, com a presença da doutora Fernanda Paese, da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. A palestra foi mediada pela professora Adriane Kolankiewicz.

Antes da participação da convidada, a coordenadora do curso, professora Marinez Pettenon, destacou que pela primeira vez o evento de recepção aos estudantes aconteceu de forma online - o que possibilitou que mais pessoas acompanhassem a aula. A educadora também relembrou a história do curso, que ao longo das décadas vem se reinventando para proporcionar uma formação de qualidade aos seus acadêmicos. 

Fernanda trabalhou o tema “Segurança do paciente: avanços e desafios no contexto da Atenção Primária à Saúde” e destacou aos participantes a importância de, desde o primeiro semestre até o final do curso, ter em mente a importância de ações que visem a segurança. “Esse é um assunto discutido há muitos anos. Lá atrás, quando mulheres morriam durante o parto, percebeu-se que a simples ação de lavar as mãos poderia reduzir as mortes. No mundo moderno, o tema chamou bastante a atenção a partir da divulgação de um relatório, “Errar é humano: construir um sistema de saúde mais seguro”, em 1999, nos Estados Unidos, que apontava que entre 44 e 98 mil mortes aconteciam por erros em processos de assistência", explicou.

O tema, que inicialmente era trabalhado na assistência hospitalar, também se voltou à Atenção Primária À Saúde, onde pacientes também sofriam eventos adversos, como quedas, administração incorreta de medicamentos e falha em sua identificação, por exemplo.

“Um dado de 2015 mostrou que, no contexto nacional, 434 mil óbitos aconteciam por eventos adversos. É claro que errar é humano, mas precisamos trabalhar para evitar que erros aconteçam”, explicou Fernanda.

Acompanhe o debate na íntegra:


Segurança do paciente estará em pauta na aula inaugural da Enfermagem

A partir das 19h10 desta quinta-feira, dia 13 de maio, acontece a aula inaugural do curso de Enfermagem, com o tema “Segurança do paciente: avanços e desafios no contexto da Atenção Primária à Saúde”. O evento será transmitido pelo canal da Unijuí no Youtube, neste link.

Participará da aula a doutora Fernanda Paese, da Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. A palestra será mediada pela professora doutora Adriane Kolankiewicz.


Pesquisa do curso de Enfermagem avalia a cultura de segurança do paciente

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da recém-graduada no curso de Enfermagem e agora mestranda no Programa de Educação nas Ciências da Unijuí, Karina Andressa Cavalheiro Zimmermann, se desenvolveu a partir de sua identificação com a temática de segurança do paciente. Orientada pela professora Adriane Cristina Bernat Kolankiewicz, a pesquisa foi intitulada "Cultura de segurança do paciente na perspectiva dos trabalhadores de uma instituição hospitalar acreditada".   

Segundo Karina, seu interesse pela temática surgiu por meio do grupo de pesquisa ao qual pertencia. “Fui bolsista de iniciação científica e a proposta do grupo era exatamente a mesma. Decidi pelo tema por influência do trabalho, em razão do meu interesse pessoal e, claro, por ser um assunto muito atual e importante na área da saúde”, explica Karina.

O objetivo do estudo foi avaliar a cultura de segurança do paciente entre todos os profissionais atuantes em uma instituição hospitalar e comparar os resultados entre as categorias profissionais. Pesquisas bibliográficas foram as principais fontes de pesquisa, já que elas disponibilizam evidências dos resultados.

A pesquisa buscou munir os profissionais de conhecimento e evidências e, por meio disso, qualificar os serviços de saúde. Também contribui para a comunidade científica, destacando-se por seus bons resultados e contribuindo para que novos estudos sejam realizados. “Penso que a pesquisa destaca-se, pois existem poucos estudos publicados que abordem o tema sob essa perspectiva. A maior parte dos estudos obtém mais resultados negativos do que positivos, portanto, acredito que esses aspectos são os diferenciais da minha pesquisa”, ressalta.

Após a conclusão do curso, a acadêmica dará continuidade aos estudos. “Iniciarei o curso de mestrado, resultado do meu engajamento na iniciação científica, e a partir disso continuarei me capacitando. Quanto à carreira profissional na Enfermagem, colocarei em prática todo o conhecimento adquirido na graduação, na iniciação científica, me mantendo sempre atualizada, pois acredito na prática baseada em evidências, o que só é possível por meio do estudo”, finaliza.

Por Evelin Ramos, bolsista de Popularização da Ciência da Unijuí


Profissional formada pela Unijuí é a primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 em Ijuí

Esta quarta-feira, dia 20 de janeiro, ficará marcada na história de Ijuí e, principalmente, da profissional da rede de saúde pública, Sandra Del Frari. Formada no curso de Enfermagem e egressa da Especialização em Oncologia, ambos ofertados pela Unijuí, Sandra foi a primeira pessoa imunizada contra a covid-19 na cidade. Ela recebeu a dose após o fim do primeiro turno de trabalho, quando outros funcionários, seus colegas no Centro de Triagem, também foram vacinados. Quem aplicou a dose foi, coincidentemente, uma ex-colega e amiga sua, também formada na turma de 1997 do curso de Enfermagem: a coordenadora técnica da Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde, Salester Ruver.

“Me sinto mais tranquila, agora, para exercer a minha profissão, que requer contato direto com os pacientes infectados, na prestação de assistência e orientações”, destacou a profissional, que relata que o trabalho no Centro de Triagem, responsável por acolher pessoas com sintomas respiratórios, vem aumentando gradualmente, o que preocupa toda a equipe. “Trabalhamos das 7h às 19h, diariamente, com acolhimento, triagens, coleta de exames, consultas médicas e encaminhamentos, conforme a evolução clínica e agravamento do quadro dos pacientes”, explicou.

Mesmo diante de um cenário grave, de uma doença que já levou a óbito 68 pessoas somente em Ijuí – além de já ter contaminado mais de 3,8 mil, Sandra não tem dúvidas quanto à escolha profissional que fez. “Minha escolha se reafirma todos os dias, quando presto assistência aos pacientes. Em todos os momentos sinto que faço o que gosto e com gosto. Amo a minha profissão.”

Na avaliação da enfermeira, a especialização que fez qualificou, ainda mais, o serviço que realiza. “Sem dúvidas, considero que tive uma ótima formação e a oportunidade de especialização profissional só contribuiu e acrescentou à minha trajetória”, finalizou.

Ijuí recebeu 1.158 doses da vacina contra a covid-19. Nessa etapa, serão vacinados profissionais da saúde que estão na linha de frente contra a epidemia e aposentados institucionalizados.

A Unijuí, lembrando, também é parceira no combate ao novo coronavírus: realiza desde a produção de álcool em gel até exames pelo método RT-pCR para detecção da doença, em parceria com o Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisa). Também colabora na realização de pesquisas que acompanham a evolução da pandemia. Inclusive, na próxima segunda-feira, dia 25, terá início em Ijuí a coleta de amostras biológicas para o projeto de pesquisa Epicovid-19 – BR 2: Inquérito Nacional de Soroprevalência de Acesso Expandido, coordenado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Este é o mais amplo estudo sobre a prevalência de infecção pelo SARS-CoV-2 realizado no País e ficará sob a responsabilidade do Laboratório de Análises Clínicas (Unilab) da Instituição.

* Foto: Prefeitura de Ijuí


Estudante de Enfermagem é aprovada em primeiro lugar em prova de residência

Acadêmica do 10º semestre do curso de Enfermagem da Unijuí, Jacqueline Stephanini foi aprovada, em primeiro lugar, no processo seletivo para Residência Multiprofissional em Saúde do Grupo Hospitalar Conceição de Porto Alegre, na área de Enfermagem em Oncologia e Hematologia. Com duração de dois anos, a pós-graduação Lato Sensu busca qualificar profissionais para a prática da atenção integral ao paciente hemato-oncológico, no Sistema Único de Saúde (SUS), no que se refere à saúde individual, familiar e coletiva, e no trabalho em equipe interdisciplinar.

A jovem conta que o que a motivou a pensar na residência foi o fato de poder trabalhar e, ao mesmo tempo, continuar estudando na sua área de interesse. Jacqueline fez um dos seus estágios finais no Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), o que a incentivou a seguir neste caminho. “A residência proporciona uma oportunidade única de realizar a especialização, na modalidade de pós-graduação, com uma equipe multiprofissional, o que oferece um aprendizado maior e muito importante para a prática profissional. A minha experiência no Cacon não só me levou a escolher a oncologia, como também me ajudou na realização da prova. As questões específicas eram relacionadas à prática profissional na área, a qual vivenciei durante o meu estágio”, relatou.

Jacqueline não imaginava que conquistaria a primeira colocação - já que havia apenas uma vaga por profissão. Da residência, também farão parte os cursos de Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Serviço Social.

Jacqueline, agora, prepara-se para mudança à Capital do Estado. “Quero dar o melhor de mim nesse tempo, que será de muito aprendizado e crescimento. Tenho certeza que a residência abrirá muitas portas no futuro”, destacou a jovem, que afirma ter orgulho de ser aluna da Unijuí. “Vou levar as experiências e aprendizados que tive com meus colegas, professores e enfermeiros para o resto da vida. Na Unijuí recebemos uma formação completa. Temos muitas atividades práticas em diversas áreas ao longo do curso, que nos proporcionam uma visão geral e integral do cuidado em saúde”, disse. Durante a graduação, Jacqueline também foi bolsista de iniciação científica e estagiária na Universidade.


“Formamos profissionais para cuidar da vida”

            

O dia 12 de maio é um momento especial na história da Enfermagem, em que se comemora o dia do profissional enfermeiro(a). Esta data é alusiva ao nascimento de Florence Nightingale, enfermeira fundadora da enfermagem moderna, britânica que destacou-se nas batalhas e guerras e ficou famosa pela sua atuação na guerra da Crimeia. Cuidou de soldados feridos, utilizando o senso científico. Fundou a Escola de Enfermagem San Thomas, em Londres, no ano de 1860, um marco para a história da enfermagem contemporânea.

“A partir disso a Enfermagem passou a ser vista como ciência, com evidências científicas e foi consolidada como profissão. Neste momento em que a história de certa forma se repete, a enfermagem se destaca na linha de frente da pandemia da covid-19”, observa a coordenadora do Curso na Unijuí, professora Marinez Koller Pettenon. Complementa a professora, observando que diversos estudantes do curso também estão auxiliando no combate, realizando estágios de Enfermagem na Secretaria Municipal de Saúde e no Hospital de Caridade de Ijuí, atendendo a comunidade. “Desta maneira, desde os semestres iniciais do curso, aprendem e vivem a experiência da profissão escolhida e os seus grandes desafios”.

Neste ano, a comemoração tem um significado todo especial, pois o curso de Enfermagem da Unijuí comemora 40 anos de história. “Formamos profissionais para cuidar da vida, espalhados hoje pelo Brasil e também no exterior, levamos também os nossos cumprimentos a todos eles. Agradecemos à Universidade, que investe e qualifica o nosso curso. Temos  uma proposta pedagógica que insere nosso estudante desde muito cedo nas atividades práticas e estágios, objetivando a atuação dos mesmos na vivência prática e contato com nossos pacientes e usuários que buscam o serviço, com muita qualidade, ciência, comprometimento e eficiência, qualificados para atuarem na rede de atenção à saúde (Hospitais, Clínicas, Estratégias de Saúde da Família, Unidades de Saúde, Serviços Especializados, Auditoria, Serviços Autônomos/Empreendedores)”, relata a professora.

Fotos de arquivo do curso de Enfermagem da Unijuí

2020, o ano da Enfermagem

O ano de 2020 foi escolhido o ano mundial da Enfermagem, por meio da campanha Nursing Now, com o movimento para valorização e qualificação da enfermagem enquanto profissão no mundo. “O que não prevíamos é que teríamos que enfrentar uma pandemia. E hoje estamos aí, na linha de frente, lamentavelmente temos perdidos profissionais nesta batalha, mas hoje a homenagem é para todos estes guerreiros, que incansavelmente enfrentam, com muita competência e conhecimento, o cuidado a todos os indivíduos que necessitam nos leitos hospitalares, na atenção primária à saúde, nas clínicas e em todos os locais onde cuidamos da vida”, destaca.

Hoje é dia de comemorar e de parabenizar a cada profissional da Enfermagem, seja ele enfermeiro, técnico de enfermagem, ou integrante de equipes da área. “Saliento que a valorização vai além disso, pois enquanto categoria profissional lutamos por melhores salários, condições de trabalho, carga horária compatível, aposentadoria especial, entre outras questões. Aproveito o momento e parabenizo a todos os nossos professores do Curso, nossos estudantes, os colegas das instituições parceiras da Universidade com quem mantemos vivos a nossa profissão com dignidade, cuidando da vida com muita ciência e evidência científica. Estamos juntos sempre e mais fortes somos assim!”, finaliza.