COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Egresso da Unijuí assume como vice-diretor da Escola de Enfermagem da USP

                  

A diretora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), Maria Helena Palucci Marziale, e o vice-diretor Pedro Fredemir Palha – Foto: Divulgação

Pedro Fredemir Palha, egresso de Enfermagem da Unijuí, curso em que também atuou como professor, assumiu, neste mês de setembro, como vice-diretor da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), da USP. A cerimônia de posse foi realizada no dia 14 de setembro.

Com mestrado e doutorado pela USP e pós-doutorado pela Universidade de Alberta (Canadá), atua na área de Enfermagem de Saúde Pública, políticas de saúde, organização dos sistemas de saúde, saúde da família, tuberculose, promoção da saúde, enfermagem em saúde coletiva, atenção primária à saúde e gestão em saúde. Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação Enfermagem em Saúde Pública da EERP e presidente da Comissão de Pós-Graduação.

Pedro cursou Enfermagem de 1984 a 1987 na Unijuí, e é egresso da 5ª turma do curso. “Um dos aspectos importantes para relembrar da minha formação na Unijuí é sobre a discussão da inserção da saúde no espaço regional, que foi ampla, realizada com a sociedade, com as lideranças acadêmicas e com lideranças comunitárias, resultando na estruturação deste curso no campo da saúde. A gente tinha uma parte bastante importante em discussão na minha época, que era pensar as populações, destaco o trabalho com as populações rurais. Fazíamos imersões na área rural, o que nos fornecia uma diferenciação na formação, principalmente por podermos olhar as questões da diversidade na área da saúde, olhar para populações específica, vulneráveis, que precisam de políticas inclusivas”, relembra.

O professor também destaca memória do período social da época. “Vivíamos um período importante na sociedade, de mudanças políticas. Estávamos entrando em um período de sociedade mais democrática. Essa efervescência permitiu uma formação importante, pois a Universidade propunha essa discussão mais ampla para a formação dos seus alunos. Destaco o movimento da reforma sanitária brasileira, da reforma política, que foi um grande norte, que me acompanhou no processo de graduação. A Unijuí me proporcionou uma formação acadêmica de extrema qualidade e também uma formação política bastante importante”, destaca.

Como professor na Instituição, iniciou as atividades em 1988, convidado pela coordenação da época. “Foi um grande desafio, pois eu era egresso recente do curso e isso me colocava em outro patamar. Atuei por quase 10 anos como professor, até 1997. Um ano depois realizei processo seletivo e me inseri como professor na USP. Em 2001 prestei concurso público novamente, dessa vez para efetivação, desde então venho atuando na formação e desenvolvendo pesquisas”, complementa.

Sobre esta nova fase na carreira, agora como vice-diretor da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Pedro afirma ser um grande desafio. “Nossa unidade de ensino é bastante importante dentro da USP, pois é o único centro colaborador da Organização Mundial da Saúde para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem no Brasil. Por isso, temos uma responsabilidade muito grande em termos de desenvolvimento na América Latina e Caribe. Além disso, ela está entre as cem melhores escolas de Enfermagem do mundo, isso nos coloca um importante desafio nos campos de ensino, pesquisa, cultura e extensão, além da gestão universitária”, observa.


Compartilhe!