COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Clínica de Fisioterapia da Unijuí realiza reabilitação de pacientes pós-covid-19

Com 39 anos, Júlio Cézar Beal Junior não imaginava que ficaria 33 dias num hospital, em decorrência da Covid-19. Os primeiros sintomas da doença apareceram no dia 20 de janeiro e, poucos dias depois, ele recebeu a confirmação do diagnóstico. No dia 27, precisou ser internado, e após três dias já estava intubado com 92% do pulmão comprometido. “Fiquei 12 dias intubado, tive que realizar uma traqueostomia, permaneci 20 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e perdi mais de 15 kg”, relatou o jovem, que é portador de asma.

Assim como ele, Jamir Antônio Marques, de 49 anos, que é hipertenso, permaneceu 26 dias no hospital: foi intubado e chegou a ficar 10 dias em coma. Ele conta que, quando saiu da UTI, não conseguia falar e nem mexer o lado direito do corpo. Inês Alves Paz, de 49 anos, por sua vez, permaneceu 11 dias hospitalizada por complicações da Covid-19.

Esse é o relato de três pacientes que necessitaram de reabilitação por sequelas da Covid-19, o que hoje vem sendo chamada de Síndrome Pós-Covid. Sintomas que permanecem de forma variável em frequência e em intensidade, como fadiga, falta de ar, dores musculares, dificuldades de linguagem, raciocínio e memória podem ser evidenciados desde os casos mais leves até aqueles que necessitaram de internação e de tratamento intensivo. 

A Clínica Escola de Fisioterapia da Unijuí realiza desde o ano passado atendimento a pacientes que necessitam de reabilitação, com o objetivo de restaurar funções físicas, respiratórias e cardiovasculares, devolvendo a eles qualidade de vida. “Muitas pessoas que deram alta hospitalar e precisaram dar sequência ao tratamento nos procuraram. Foi uma demanda que surgiu e que atendemos por meio do estágio final do curso de Fisioterapia e de projetos do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde”, destacou a professora supervisora do estágio na Clínica Escola de Fisioterapia, na área de reabilitação cardiorrespiratória, e também docente no Programa de Pós-Graduação, professora doutora Eliane Roseli Winkelmann.

Os atendimentos começaram em pequeno número no primeiro semestre de 2020, aumentaram no final do ano e tiveram uma alta significativa no início de 2021. Atualmente, são 35 pacientes em reabilitação. Muitos ainda contam com tratamento multiprofissional, realizado pela Unidade de Reabilitação Física de Ijuí (Unir). “Atendemos pessoas de diferentes idades, que apresentam alterações respiratórias e muita fraqueza muscular. Elas são encaminhadas por hospitais, pela Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí (referenciadas pelo SUS), a partir da indicação de um médico ou por iniciativa do próprio paciente”, explicou a educadora, lembrando que, para atender à demanda, a Clínica de Fisioterapia se reinventou: projetos foram criados e estudantes preparados para a nova realidade. Isso porque, até o início do ano passado, a maioria dos pacientes atendidos tinha outras patologias, como insuficiência cardíaca, pós-infarto agudo do miocárdio, doença renal e pós-operatório.

“Muitos pacientes deixaram de realizar o atendimento de forma presencial, em razão do risco de contrair a Covid-19. Por isso, não tivemos um aumento no número de pessoas atendidas presencialmente. Para aqueles que necessitam, nós também realizamos o teleatendimento”, comenta Eliane.

Segundo a coordenadora do curso de Fisioterapia, professora doutora Simone Zeni Strassburger, a pandemia evidenciou a importância do profissional fisioterapeuta, desde o ambiente hospitalar, onde é um dos profissionais de referência no manejo respiratório do paciente internado, até o nível ambulatorial, reabilitando e restabelecendo uma condição de vida funcional aos pacientes. O curso de Fisioterapia da Unijuí também reforça sua importância à comunidade, oferecendo um serviço de qualidade para atender essa demanda.

A evolução positiva de Júlio, Jamir e Inês já é evidente. Eles seguem na luta pela recuperação total e retomada de todas suas atividades, que serão conquistadas com empenho e dedicação e com o auxílio do serviço de reabilitação pós-covid da Clínica Escola do curso de Fisioterapia da Unijuí.


Compartilhe!