Diversidade de temas é um dos diferenciais da Semana Acadêmica de Engenharia Química - Unijuí

COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Diversidade de temas é um dos diferenciais da Semana Acadêmica de Engenharia Química

A Semana Acadêmica de Engenharia Química envolveu os estudantes da Unijuí na última semana, em noites repletas de atividades e aprendizados, importantes para o desenvolvimento acadêmico, profissional e pessoal. O evento foi organizado Diretório Acadêmico, secretaria e coordenação do curso, entre os dias 16 e 20 de maio.

A conferência de abertura foi acompanhada pelos acadêmicos de todos os cursos de Engenharia, dos campi de Ijuí, Santa Rosa e Panambi. O palestrante, professor doutor Ricardo Mendes Junior, falou sobre Cidades Inteligentes. A semana contou com diversas atividades, online e presenciais, com mesa redonda, palestras e minicursos.

O coordenador do curso de Engenharia Química da Unijuí, professor Eliseu Kotlinski,  destaca que um dos diferenciais do evento foi a diversidade de temáticas. “Ao longo da semana, diversos temas foram abordados, como: seleção de motobombas e misturadores, digestão anaeróbica de resíduos da produção animal e despolimerização de bagaço de cana por pirólise com micro-ondas. Outro destaque foi uma mesa redonda, com troca de experiências e informações entre egressos do curso. Também foi realizado um minicurso sobre Arduino, ferramenta extremamente importante no processamento de informações para o controle de processos químicos”, destaca o docente.

Luís Gustavo Bohn, estudante do 7º semestre e integrante do Centro Acadêmico de Engenharia Química (CAEGQ), destaca que o evento também foi um desafio em relação à organização, depois de um período com poucas atividades presenciais. “Em suma, podemos afirmar que a Semana Acadêmica foi bem sucedida! Foi gratificante receber o reconhecimento, inclusive dos palestrantes. Trabalhamos com a ideia de buscar temáticas que fossem ao encontro dos interesses da maioria dos colegas e, fazendo assim, um evento agradável para todos”, afirma o acadêmico.


Compartilhe!