COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Unijuí e o Cooperativismo: Uma história em comum, competências que impulsionam para o futuro

 

A trajetória da Unijuí, ao longo de seis décadas, se confunde com a história e a evolução do cooperativismo no Rio Grande do Sul e no Brasil. As bases comunitárias e os princípios norteadores da Fidene/Unijuí, sustentadas na autogestão, na solidariedade e na responsabilidade coletiva se assemelham à identidade histórica e à evolução do próprio cooperativismo.

De acordo com o professor Pedro Luís Büttenbender, Coordenador do Curso de Pós-Graduação em gestão de Cooperativas, a atuação preferencial da Unijuí está territorialmente identificada com as bases históricas do surgimento do Cooperativismo no RS, no Brasil e na América Latina, que foram as reduções Jesuítico-Guaranis. Desde a sua fundação a Fidene/Unijuí possui laços de integração e cooperação com o sistema cooperativo, expressos através de programas, cursos e projetos articulados em comum, e também através de estratégias colaborativas em prol do desenvolvimento da região.

“O ambiente de cooperação constituído entre estas organizações demonstrou ser fértil e de resultados positivos, oportunizando a capacitação, formação e qualificação de cooperativistas”, afirma Büttenbender.

Este ambiente de cooperação e inter cooperação é também fortalecido pela germinação e execução conjunta de várias outros novos programas e projetos de educação e de desenvolvimento do cooperativismo, assentando-se em:

  • Oferta do Curso Superior em Gestão de Cooperativas, em cooperação entre Sescoop/RS, Unijuí, Cooperativas e outras organizações de educação e fomento ao cooperativismo.
  • Oferta de disciplinas, cursos, projetos e eventos abordando temáticas do cooperativismo, da gestão, da governança, da legislação e do desenvolvimento do cooperativismo e da sociedade. Estas iniciativas resultam em produções e publicações que contribuem com os ativos e fundamentos sobre o cooperativismo.
  • Realização de cursos de capacitação de curta duração e projetos de extensão no âmbito do cooperativismo.
  • Publicações sobre o cooperativismo, com apoio prioritário das Editoras Unijuí e Sescoop/RS.
  • Execução de projetos de pesquisas e estudos que resultam em teses, dissertações, monografias e outras produções científicas, sociais, tecnológicas e de desenvolvimento do cooperativismo.
  • Proposição e execução de projetos de pesquisa sobre os temas das doutrinas, da gestão, governança e desenvolvimento, integrando redes nacionais e internacionais de estudiosos, especialistas e pesquisadores em cooperativismo.

“De outra parte, as iniciativas empreendidas na área do cooperativismo possuem uma forte ligação com o mundo empírico e a realidade cotidiana das cooperativas, complementadas pelas relações de cooperação e integração nacional e internacional com o sistema cooperativo. Destacam-se experiências concretas de intercâmbios nacionais e internacionais de estudantes e professores como, por exemplo, o cooperativismo do Paraguai, da Argentina, do Uruguai e de outros países. A participação ativa na Rede Latino-Americana de Investigadores Cooperativos - REILAC, ligados também à OCB e à ACI. Intercâmbios de professores e estudantes com o cooperativismo canadense, europeu e outros”, destaca Pedro.

Agregam-se às prioridades da excelência acadêmica as práticas pedagógicas inovadoras na educação e formação em cooperativismo, na graduação e na pós-graduação, com a adoção de metodologias ativas de aprendizagens. Estas metodologias se constituem referência também no Encontro de Docentes do Cooperativismo, estimulando e acelerando a aprendizagem, oportunizando maior interatividade e novas experiências, aproximando e integrando a universidade no ambiente cooperativo, transformando estes também em permanentes espaços de formação e educação cooperativa.

O professor Pedro também ressalta que os integrantes dos programas voltados ao cooperativismo são todos agentes inseridos na vida cotidiana das cooperativas, integrando-as como dirigentes, associados e/ou funcionários. “A apresentação deste caso diferenciado e inovador, com sua trajetória histórico-evolutiva de cooperação, é a expressão da capacidade de produzir resultados na educação cooperativa e demais áreas, além das capacidades institucionais individuais. A combinação e complementação de competências e afinidades institucionais, com a inter cooperação, agregam valor à vida e ao desenvolvimento sustentável das regiões”, ressalta Büttenbender.

Encontro de Docentes do Cooperativismo

A Unijuí participa no dia 08 de novembro do Encontro de Docentes do Cooperativismo em Bento Gonçalves. Na oportunidade um grupo de professores da Universidade atuará em debates acerca das metodologias ativas no ensino do cooperativismo.

O Encontro de Docentes faz parte da programação do XVIII Seminário Gaúcho do Cooperativismo. O evento tem como objetivo oferecer espaço para docentes discutirem, em um contexto cooperativista, experiências, desafios e possibilidades didáticas em sala de aula, e é direcionado para docentes do campo de educação superior cooperativista.

Confira nas imagens algumas atividades desenvolvidas na área do cooperativismo na Unijuí:


Compartilhe!