Memória de Ijuí e do noroeste do estado do Rio Grande do Sul

Exposições Temporárias Museu

Museu em recesso

Durante o periodo de festas o Museu estará em recesso

 

A instituição não fará atendimento externo no período de 23 de dezembro a 08 de janeiro. O retorno as atividades normais ocorrerá no dia 09 de janeiro de 2012.


EXPOSIÇÃO MEMÓRIA FERROVIÁRIA DE IJUÍ - 1911-2011

As ferrovias foram construídas com o objetivo estratégico de integração e desenvolvimento. O ramal ferroviário Cruz Alta - Ijuí, inaugurado em19 de outubro de 1911, exerceu papel fundamental no desenvolvimento socioeconômico da cidade.

A exposição ocorre de 10 de outubro a 23 de dezembro de 2011


A inauguração da ferrovia foi fundamental para a emancipação política do município em 1912, e sua importância foi ressaltada frequentemente nos relatórios municipais. Conforme Roche, fez dobrar a produção, triplicar a exportação e quadriplicar os preços das terras: "Graças ao estabelecimento da estrada de ferro, a produção de 1912 aumentou 270% relativamente à de 1904, a exportação 370% e a importação 400%. O valor da exportação, por habitante, passou de 88 para 120 mil reis" (p. 64-65)[1].

Embora o período áureo das ferrovias no Brasil data de meados do século 19 até final da década de 1950, quando o modelo ferroviário começou a ser substituído pelo modelo rodoviário, a ferrovia ainda está presente na vida do município com ramal operado pela América Latina Logística - ALL, e através do patrimônio arquitetônico e da memória coletiva da população.

No que diz respeito ao patrimônio arquitetônico, ressalta-se a edificação da Estação de Ijuí, a Caixa d’água e a Ponte sobre o Rio Ijuí.

Aproveitando a efeméride do Centenário da Ferrovia em Ijuí, o Museu Antropológico Diretor Pestana e a Associação de Amigos do MADP realizam a Exposição: Memória Ferroviária de Ijuí 1911–2011, utilizando acervo próprio e cedido por museus, arquivos, trabalhadores ferroviários e comunidade local.

O Projeto permitirá, ainda, a realização de atividades educativo-culturais, encontros e debates, a fim de aprofundar a temática e discutir a importância do patrimônio material e imaterial para a identidade local.

 

 

Objetivos

- Comemorar o Centenário de funcionamento da Viação Férrea em Ijuí.

- Resgatar aspectos da história ferroviária em Ijuí.

- Identificar o papel socioeconômico da ferrovia para o desenvolvimento do município.

- Promover junto à comunidade local reflexões sobre patrimônio, memória e identidade, tendo como referencial a história da Viação Férrea em Ijuí.

- Incentivar atitudes positivas frente à Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural do Município.

- Valorizar a ação dos diferentes agentes envolvidos.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 10/10 – Abertura da exposição

Horário:18 horas    

Local: Sala de Exposição do MADP

 

Dia 31/10 – Encontro dos Ferroviários (entrada gratuita)

Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17 horas

Local: Sala de Exposição do MADP

 

Dia 16/11 – Mesa Redonda - Patrimônio e Educação Patrimonial

Palestrantes: Lorenzo Cunegatto (Arquiteto) e Alexandre Penna Mattos (Arqueólogo).

Horário: 19 horas         

Local: Auditório da Sede Acadêmica da Unijuí

        

Dia 29/11 – Demonstração da utilização do Telégrafo - Jovenil Menezes, Museu Ferroviário de Santo Ângelo.

Horário: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17 horas

Local: Sala de Exposição do MADP

 

Atividades paralelas a exposição:

 

Exibição dos documentários:

  • “Nos trilhos da memória”, produzido pelo Tribunal Regional do Trabalho 4ª região.
  • “Memorável Trem de Ferro”, produzido por Ernoy Luiz Mattiello e Vilmar Miguel Sartori.

 

Mostra Coletiva “Pare, Olhe, Escute” - Sala Java Bonamigo de13 a 31 de outubro.

 

Promoção

Museu Antropológico Diretor Pestana e Associação de Amigos do MADP

 

Patrocínio

Município de Ijuí – Poder Executivo



[1] ROCHE, Jean. A Colonização alemã e o Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS: Globo, 1969.

 


Projeto Raízes Gaúchas

Exposição: Um, dois, três e... já! O lúdico na cultura gaúcha e Ciclo de Estudos Raízes Gaúchas

Período: 09 de agosto a 03 de outubro de 2011

 
 

EXPOSIÇÃO CONHECER PARA PRESERVAR


 

A Assembléia Geral das Organizações das Nações Unidas – ONU - declarou 2011 como o “Ano Internacional das Florestas” exaltando o papel fundamental das pessoas na gestão. Conservação e exploração sustentável das florestas no mundo.


Os 50 anos do MADP!

O Museu Antropológico Diretor Pestana promoveu uma intensa programação ao longo da última quarta-feira, 25 de maio, data que assinalou os 50 anos de sua fundação.

Pela manhã e a tarde, as atividades foram desenvolvidas no Salão de Atos do Campus da UNIJUÍ, com a exibição de vídeos, palestra e apresentações culturais. O ponto alto foi a solenidade realizada à noite, no auditório da Sede Acadêmica, com uma expressiva participação de lideranças da comunidade.


Povos Indígenas em destaque no Museu - Confira a programação


O Museu Antropológico Diretor Pestana e a Assessoria de Assuntos Indígenas da Fidene promovem, no período de 12 de abril a 27 de maio, a exposição “Práticas e Saberes dos Povos Indígenas Brasileiros”.