Memória de Ijuí e do noroeste do estado do Rio Grande do Sul

Visite

AVISO!

O MUSEU ENCONTRA-SE FECHADO PARA VISITAS E ATENDIMENTO AO PÚBLICO.

Mais informações através do telefone 55 3332 -0257 ou por e-mail: madp@unijui.edu.br

Horários de atendimento interno:

  • Segunda-feira somente no turno da tarde: 13h30min às 17h.
  • Terça à quinta-feira, nos turnos manhã e tarde: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h.
  • Sexta-feira somente no turno da manhã, das 8h às 11h30min.

Horários de atendimento:

  • Segunda-feira somente no turno da tarde: 13h30min às 17h.

  • Terça à quinta-feira, nos turnos manhã e tarde: das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h.

  • Sexta-feira somente no turno da manhã, das 8h às 11h30min.

Horários diferenciados mediante agendamento.

O custo da visita é de R$ 8,00 para comunidade em geral e R$ 4,00 para estudantes. Atendimento à grupos, com mais de 10 pessoas, mediante agendamento e com taxas diferenciadas:

  • De segunda à sexta-feira: R$ 3,00 por pessoa.

  • Sábado: R$ 5,00 por pessoa.

  • Domingo e feriado: R$ 10,00 por pessoa.

Acima de 60 anos e Membros Contribuintes são isentos, nas visitas individuais. Para obter mais informações entre em contato com a secretaria do Museu.

Exposição temporária Exposição de longa duração

Exposição temporária

O Museu disponibiliza aos seus visitantes uma área com 135 m² para exposições de curta duração, a fim de possibilitar a apresentação de outras manifestações culturais e, ao mesmo tempo, atrair públicos com interesses diferenciados. Contíguo a esse espaço, há ainda um auditório para 60 pessoas todo equipado.


EXPOSIÇÃO VIRTUAL "AS MULHERES QUE ESTÃO NO MAPA"

O Museu Antropológico Diretor Pestana vai proporcionar à comunidade, de forma online em um website específico, uma exposição com a temática presente nos debates atuais, porém com uma perspectiva municipal. A Exposição Virtual “As Mulheres que estão no Mapa” é o nome da exposição virtual que aborda a visibilidade e representação feminina no contexto das ruas de Ijuí, uma vez que as mulheres representam mais de 50% da população ijuiense. 

A mostra é uma reedição no formato virtual da exposição que já aconteceu de forma física no espaço temporário do Museu. Essa reedição marca um momento importante na história da instituição, onde no ano de 2021 você acompanhará mais exposições virtuais reeditadas e que marcaram a história do Museu como uma forma de comemoração aos 60 anos de fundação do MADP.

ACESSE A EXPOSIÇÃO CLICANDO NESTE LINK: https://sites.google.com/unijui.edu.br/mulheres/in%C3%ADcio

Como conjunto da exposição, no dia 18 de Março,às 8h da manhã, acontecerá um webinar no canal do Youtube do Museu. (youtube.com/c/MuseuAntropológicoDiretorPestana), com o título de “Somos Todas Feministas! Entendendo os conceitos e a vida prática”. A palestra será ministrada por Ana Maria Colling, doutora e pesquisadora do tema abordado, junto da mediação de Graciele Fabricio, historiadora e integrante da diretoria da APMI - Sindicato de Professores da Rede Pública Municipal de Ijuí, órgão que irá desenvolver em parceria com o Museu a conversa.




Exposição de longa duração

A exposição permanente do Museu Antropológico Diretor Pestana ocupa uma área de 500m2.

O objetivo da mesma é retratar aspectos da caminhada do homem que viveu e vive nesta região do Estado, sobretudo, no município de Ijuí. A exposição permanente inicia com o índio pré-missioneiro, primeiro habitante desta região, com seus instrumentos em pedra e cerâmica, seguida do índio missioneiro, principalmente através de sua arte e dos bens culturais produzidos por seus descendentes, hoje, no Rio Grande do Sul.

O negro e o caboclo que aqui habitaram antes da chegada dos imigrantes são retratados a seguir. A exposição destaca, ainda, aspectos da fundação e colonização do município, a imigração, facetas da agricultura e trabalho rural, os processos produtivos artesanais, comunicação e transporte, indústria e comércio, energia, serviços, esporte e lazer, ensino, religião, usos e costumes e a moradia.

O espaço final da exposição foi reservado às manifestações culturais de Ijuí hoje.