Blog tá ligado Blog tá ligado

A internet vai sobreviver?

 

Como será o futuro da internet? A Super Interessante tem uma visão um tanto assustadora, confira um trecho:

"Como você talvez saiba, ontem a Federal Communications Commission, a Anatel dos EUA, decidiu acabar com a chamada “neutralidade da rede”: princípio que obrigava os provedores de internet a tratarem igualmente todos os dados, sem poder discriminar ou privilegiar nada do que passa por suas redes. Os deputados e senadores americanos, que trabalharam a favor da medida, receberam mais de US$ 100 milhões em doações das empresas de telecomunicações, as grandes beneficiadas dessa história (não é só no Brasil, veja você, que corporações compram as graças dos políticos). O fim da neutralidade é a maior mudança da história da internet – que, ao longo dos próximos anos, poderá se transformar em algo radicalmente diferente. E não para melhor."

O texto completo está no site da Revista.


"O Intercâmbio Acadêmico possibilita viver em uma outra realidade"

Confira o relato do estudante do curso de Direito da UNIJUÍ, Rafael Zimmermann, sobre o seu intercâmbio na Polônia 

O Intercâmbio Acadêmico possibilita viver em uma outra realidade. Estar na Polônia é viver uma realidade totalmente diferente da que vivemos no Brasil.  Os aspectos sociais, culturais e urbanísticos são muito desenvolvidos e evidenciam a preservação cultural do povo Polonês. Assim, por meio de sua história buscam preservar a riqueza das suas gerações.

Outro aspecto importante, é a possibilidade de viver em contato com uma realidade universitária, também muito distinta da realidade brasileira, já que a vida universitária não se resume apenas ao local de ensino. É, antes de tudo, um local de convivência, o que acontece entre pessoas de diversas partes do mundo. 

Rafael Zimmermann realiza intercâmbio na Polônia

Neste mesmo sentido, a Universidade Maria Curie-Sklodowska, a qual estudo, se desenvolveu no centro da cidade, em meio à hospitais, lojas, mercados, bares, pubs, centros culturais, teatros, igrejas, etc., o que altera totalmente o formato tradicional do campus como vemos no Brasil, em locais retirados da cidade.  Ou seja, a vida universitária faz com que tenhamos um sentimento de pertencimento ao local de ensino. 

Quanto às aulas, para quem realiza intercâmbio acadêmico todas elas são ofertadas em inglês. Dependendo do curso, é possível ter aulas em Português, Francês, Espanhol, Italiano, Russo, e, claro, polonês. Além disso, as aulas aqui dependem muito mais do aluno buscar o conhecimento do que necessariamente, apenas o comparecimento em sala de aula, tendo em vista que o formato de ensino europeu. 

Com isso, para todos os alunos que buscam um intercâmbio acadêmico vir para a Polônia será uma oportunidade de viver em outra realidade, praticar as Línguas Inglesa e Polonesa, bem como viver com um custo de vida muito semelhante ao custo de vida brasileiro. Também, é possível viajar e conhecer na prática uma grande parte da história que conhecemos somente nos livros. 


Estudantes de Ciências Biológicas têm trabalho premiado em 9º SIEPE

Trabalho apresentado pelos estudantes de Ciências Biológicas no 9° Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (9° SIEPE) foi contemplado com o prêmio de melhor trabalho na modalidade Banners. O SIEPE ocorreu em Santana do Livramento (RS) e Rivera (Uruguai), no período de 21 a 23 de novembro de 2017.

Apresentado pela estudante Camila Morizzo Copetti, o trabalho intitulado “Exposição Conhecer para Preservar: Doenças que Assola(ra)m a Humanidade” é de autoria de Camila Morizzo Copetti, Andressa Palharini Machado, Agatha do Canto Shubeita, Francisco Johann Fensterseifer e Leriane Flores Galvão e foi orientado pela professora Mara Lisiane Tissot Squalli Houssaini. Todos estes estudantes são bolsistas do Programa de Educação Tutorial – PETBiologia (MEC/SESU), e a professora Mara é a tutora do grupo.

O trabalho se trata das atividades de elaboração, execução e monitoria da Exposição Conhecer para Preservar, ocorrida no Museu Antropológico diretor Pestana (MADP), Ijuí/RS, nos meses de junho e julho deste ano. Os estudantes apresentaram uma reflexão sobre a problematização e os conceitos biológicos trabalhados na exposição, assim como a receptividade do público visitante, principalmente do grande número de estudantes da Educação Básica da região Noroeste do Rio Grande do Sul, além de universitários e público espontâneo.








 
Unijuí - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
Coordenadoria de Marketing

Rua do Comércio, 3000
Bairro Universitário
Ijuí - RS
98.700-000
(55) 3332 0692
(55) 3332 0555

Aguarde...
Carregando...