Destaques do Comunic@

Muitos conflitos ou desentendimentos entre as pessoas acabam parando na justiça. Na maioria das vezes a solução dada pelo Judiciário não satisfaz ambas as partes envolvidas. Você já pensou em um caminho diferente para resolver este tipo de problema? O Projeto de Extensão “Conflitos Sociais e Direitos Humanos: alternativas adequadas de tratamento e resolução” busca meios alternativos para solucionar os conflitos de maneira mais rápida que o Poder Judiciário, construindo diálogo entre as partes para que saiam satisfeitas com o acordo. Coordenado pela professora Fabiana Fachinetto, o projeto é desenvolvido nas cidades de Ijuí, Três Passos e Santa Rosa, e conta com a colaboração dos professores Tobias Damião Corrêa, Fernanda Serrer, Francieli Formentini e Eliete Vanessa Schneider. Em Ijuí e Três Passos as atividades do projeto são desencadeadas no Balcão de Consumidor, onde são realizados atendimentos aos consumidores que possuem problemas com telefonia, saúde, vício de produto e serviços, endividamento, entre outros problemas. O Balcão surgiu de uma parceria entre Unijuí, Ministério Público Estadual e Poder Público, por meio de convênio.                     Segundo Fabiana, entre as soluções possíveis estão o estabelecimento de diálogo diretamente com o fornecedor envolvido na demanda, ao qual é dada a oportunidade de prestar os esclarecimentos necessários e a composição para solução do problema. “Os consumidores vêm até nós e nossos bolsistas, estudantes do curso de Direito da Unijuí, que realizam o atendimento. Imediatamente se faz o contato com o fornecedor por telefone, narrando o problema e buscando sua solução. Em 80% dos casos a gente consegue resolver”, relata. Conforme a professora, para os casos que não conseguem ser solucionados desta forma, é marcada uma audiência de tentativa de conciliação. “Convidamos o lojista a comparecer, e muitas vezes o resultado é positivo. Entretanto, esgotadas essas possibilidades, é fornecido ao consumidor uma declaração com a descrição de todo o atendimento e providências tomadas na busca da solução do problema, e, com esse documento, ele tem a alternativa de buscar o Judiciário, como o Juizado Especial Cível, para tentar judicialmente a resolução”.                                Para atendimento no Balcão não são observados critérios de renda, porém, é necessário que o consumidor titular do produto ou serviço objeto da reclamação faça pessoalmente, ou mediante procurador e apresente documentos pessoais, nota fiscal, faturas, contratos e demais documentos que demonstrem a relação de consumo, além de números de


Muitos conflitos ou desentendimentos entre as pessoas acabam parando na justiça. Na maioria das vezes a solução dada pelo Judiciário não satisfaz ambas as partes envolvidas. Você já pensou em um caminho diferente para resolver este tipo de problema? O Projeto de Extensão “Conflitos Sociais e Direitos Humanos: alternativas adequadas de tratamento e resolução” busca meios alternativos para solucionar os conflitos de maneira mais rápida que o Poder Judiciário, construindo diálogo entre as partes para que saiam satisfeitas com o acordo. Coordenado pela professora Fabiana Fachinetto, o projeto é desenvolvido nas cidades de Ijuí, Três Passos e Santa Rosa, e conta com a colaboração dos professores Tobias Damião Corrêa, Fernanda Serrer, Francieli Formentini e Eliete Vanessa Schneider. Em Ijuí e Três Passos as atividades do projeto são desencadeadas no Balcão de Consumidor, onde são realizados atendimentos aos consumidores que possuem problemas com telefonia, saúde, vício de produto e serviços, endividamento, entre outros problemas. O Balcão surgiu de uma parceria entre Unijuí, Ministério Público Estadual e Poder Público, por meio de convênio.                     Segundo Fabiana, entre as soluções possíveis estão o estabelecimento de diálogo diretamente com o fornecedor envolvido na demanda, ao qual é dada a oportunidade de prestar os esclarecimentos necessários e a composição para solução do problema. “Os consumidores vêm até nós e nossos bolsistas, estudantes do curso de Direito da Unijuí, que realizam o atendimento. Imediatamente se faz o contato com o fornecedor por telefone, narrando o problema e buscando sua solução. Em 80% dos casos a gente consegue resolver”, relata. Conforme a professora, para os casos que não conseguem ser solucionados desta forma, é marcada uma audiência de tentativa de conciliação. “Convidamos o lojista a comparecer, e muitas vezes o resultado é positivo. Entretanto, esgotadas essas possibilidades, é fornecido ao consumidor uma declaração com a descrição de todo o atendimento e providências tomadas na busca da solução do problema, e, com esse documento, ele tem a alternativa de buscar o Judiciário, como o Juizado Especial Cível, para tentar judicialmente a resolução”.                                Para atendimento no Balcão não são observados critérios de renda, porém, é necessário que o consumidor titular do produto ou serviço objeto da reclamação faça pessoalmente, ou mediante procurador e apresente documentos pessoais, nota fiscal, faturas, contratos e demais documentos que demonstrem a relação de consumo, além de números de


                   Ao comemorar 25 anos de vozes e histórias, o Coral Unijuí, numa parceria com a Unijuí FM reuniu pessoas, memórias e a trajetória do grupo em quatro programas de rádio que foram ao ar em maio. A participação de coralistas desde a sua fundação e novas vozes que passam a integrar o Coral, bem como o olhar das regentes que fizeram a história em diferentes épocas do Coral foram os temas dos dois primeiros programas. Também foram trazidas curiosidades sobre a composição dos espetáculos, projeções para o futuro e as relações familiares e musicais que o grupo proporciona, temáticas dos dois outros programas. A Unijuí FM disponibiliza agora em podcast para novas audições os quatro programas especiais dos 25 anos do Coral Unijuí. Dá o play: O Coral também vai realizar apresentações na região, sendo que a primeira será em Panambi. Confira as informações PANAMBI/RS Data: 01/07/2017 Horário: 20h Local: Anfiteatro do SESI - Rua Konrad Adenauer nº 350. Panambi      Recital Comemorativo: Coral Unijuí e Orquestra do Sesi de Panambi 71 anos Sesi no Brasil 60 anos Unijuí 25 anos Campus Panambi 25 anos Coral Unijuí Entrada Gratuita


Atenção comunidade que utiliza serviços de saúde no Centro Social Urbano (CSU) de Ijuí: o curso de Fisioterapia promove, na próxima terça-feira, o Dia D da Saúde, com programação das 9h às 17h. As atividades serão desenvolvidas em conjunto com equipes da Estratégia de Saúde da Família. Segundo a professora Evelize Berlezi, a proposta é realizar ações de promoção à saúde, em atividade da disciplina Fisioterapia em Saúde Coletiva, atendendo quatro grupos: crianças, mulheres, homens e idosos.                  “A atividade foi construída ao longo do semestre. Nossa proposta é realizar esse mutirão da saúde. Por isso, os estudantes de Fisioterapia estão organizados em quatro grupos de trabalho, focados em cada um desses quatro grupos. É um espaço de ensino-aprendizagem muito importante, a comunidade só tem a ganhar com essa parceria”, avalia. Na programação do dia, o curso vai realizar verificação de pressão arterial, avaliação do estado nutricional e oficina sobre cuidados com a saúde. 


                     Na próxima quarta-feira, dia 28, o Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências -  Mestrado e Doutorado da Unijuí, promove o Seminário Temático “Ética, Comunicação e Meio Ambiente”, no Salão Azul da Unijuí. Dois palestrantes estarão presentes. A conferencista da Universidade Federal de Sergipe, professora doutora Michele Amorim Becker falará sobre “Comunicação de riscos socioambientais na transposição das águas do Rio São Francisco”, e o professor doutor Evaldo Becker palestrará sobre o tema “Guerras e Conflitos por recursos naturais: a ética no uso das águas”. A programação do Seminário acontece em dois turnos. Pela manhã, das 8h30 às 11h30, e pela tarde, das 14h às 16h30. 


A Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí – Criatec realiza, no dia 29 de junho, uma qualificação com o tema “e-Social”. O curso será ministrado pela professora de Ciências Contábeis Roselaine Filipin, especialista em Contabilidade Gerencial e mestre em Ciências Contábeis.                         O e-Social é a escrituração contábil digital da folha de pagamento, e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. Ele é o maior e mais complexo projeto do sistema público de escrituração digital (SPED), e está sendo planejado de forma conjunta por diversos órgãos e instituições, como o Ministério do Trabalho e o Instituto Nacional de Seguridade Social. Por meio desse sistema, os empregadores passarão a comunicar ao governo, de forma unificada as informações relativas aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS. A qualificação acontecerá na Criatec, localizada na Rua do Bosque, nº 495, bairro Universitário (à direita no trevo de acesso ao Campus da Unijuí), com início às 9h e término ao meio dia. As vagas são abertas ao público e gratuitas. Os interessados devem se inscrever até o dia 28 de junho, pelo email criatec@unijui.edu.br. 


1

Baixe o aplicativo Unijuí FM

Fale conosco

Ícone Whatsapp 55 99131 5487
Ícone Skype radio@unijui.edu.br