Unijuí FM - Unijuí
Destaques do Comunic@

Na última terça-feira, dia 9 de agosto, integrantes do Projeto de Extensão Física para Todos, da Unijuí, participaram da 1ª Mostra Científica, Tecnológica e de Inovação Educacional de Santo Augusto. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), ocorreu no Ginásio de Esportes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Antônio Liberato. Além de atividades envolvendo robótica, a programação do evento contou com a exposição do Laboratório Interativo Itinerante do Física para Todos. Passaram pela exposição em torno de 1.300 alunos das redes municipais de ensino de Santo Augusto e Nova Ramada. Três bolsistas do projeto, o professor coordenador e um técnico do Laboratório participaram da ação. O coordenador do projeto, professor Nelson Toniazzo, destacou que a realização do evento foi uma excelente iniciativa da Smec. “Ações dessa natureza contribuem para uma educação científica dos jovens e despertam o gosto pelas ciências e tecnologias”, afirmou. Ele relatou ainda que foram levados em torno de 40 experimentos, que promoveram uma grande interação com os estudantes presentes Desde 1997, o projeto Física para Todos da Unijuí circula em locais como escolas, praças e parques de exposições de municípios do Rio Grande do Sul, oportunizando que crianças, adolescentes e adultos tenham contato com experimentos intrigantes e desafiadores. Por meio dessa experimentação, o projeto leva conhecimento para a população e incentiva o interesse pela Física.                           Slide 1 Slide 2 Slide 3 Slide 4 Slide 5 Slide 6 Slide 7 Slide 8 Slide 9 Slide 10 Slide 11 Slide 12 Slide 13


Na última terça-feira, dia 9 de agosto, integrantes do Projeto de Extensão Física para Todos, da Unijuí, participaram da 1ª Mostra Científica, Tecnológica e de Inovação Educacional de Santo Augusto. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec), ocorreu no Ginásio de Esportes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Antônio Liberato. Além de atividades envolvendo robótica, a programação do evento contou com a exposição do Laboratório Interativo Itinerante do Física para Todos. Passaram pela exposição em torno de 1.300 alunos das redes municipais de ensino de Santo Augusto e Nova Ramada. Três bolsistas do projeto, o professor coordenador e um técnico do Laboratório participaram da ação. O coordenador do projeto, professor Nelson Toniazzo, destacou que a realização do evento foi uma excelente iniciativa da Smec. “Ações dessa natureza contribuem para uma educação científica dos jovens e despertam o gosto pelas ciências e tecnologias”, afirmou. Ele relatou ainda que foram levados em torno de 40 experimentos, que promoveram uma grande interação com os estudantes presentes Desde 1997, o projeto Física para Todos da Unijuí circula em locais como escolas, praças e parques de exposições de municípios do Rio Grande do Sul, oportunizando que crianças, adolescentes e adultos tenham contato com experimentos intrigantes e desafiadores. Por meio dessa experimentação, o projeto leva conhecimento para a população e incentiva o interesse pela Física.                           Slide 1 Slide 2 Slide 3 Slide 4 Slide 5 Slide 6 Slide 7 Slide 8 Slide 9 Slide 10 Slide 11 Slide 12 Slide 13


A Unijuí acredita que o conhecimento transforma o amanhã. Tendo em vista essa premissa, um dos pilares que baseia os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade é, justamente, a produção de conhecimento qualificado. Por meio de seus cursos de Mestrado e Doutorado, a Instituição fomenta o crescimento de toda comunidade regional, com base em pesquisa e inovação. Seis Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu são oferecidos pela Universidade, todos recomendados pela Capes. Quatro deles com a oferta de Mestrado e Doutorado - Desenvolvimento Regional, Direitos Humanos, Educação nas Ciências e Modelagem Matemática e Computacional; e outros dois com ofertas de vagas para Mestrado - Atenção Integral à Saúde e Sistemas Ambientais e Sustentabilidade. O vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, professor Fernando González, destaca que muitas pesquisas de alto impacto para o desenvolvimento da Região são desenvolvidas dentro dos espaços dos Programas. “Os avanços a partir da pesquisa são extraordinários. Por meio deles é possível iniciar esse processo de transformação que o mundo tanto precisa. Nosso objetivo, enquanto Universidade, é pensarmos no bem-estar e evolução da sociedade como um todo. Essa é a nossa missão, também, enquanto pesquisadores e formadores de novos pesquisadores”, ressalta. Para além da contribuição com o desenvolvimento da sociedade, a pesquisa também traz benefícios para o próprio pesquisador. “Os cursos de Mestrado e Doutorado contribuem com uma formação de alto nível, tanto para os profissionais que buscam uma melhor qualificação em seu campo de atuação como para aqueles que pensam em seguir suas carreiras junto à academia”, salienta o professor Fernando. Atuação da Unijuí junto à comunidade O vice-reitor também destaca o compromisso que a Unijuí possui, desde a sua fundação, com a promoção do desenvolvimento econômico, social, cultural e sustentável da Região. “Prova da conceituada trajetória construída junto à comunidade é o número de parcerias sendo consolidadas com empresas da Região interessadas em qualificar seus profissionais junto à Universidade. O desenvolvimento e o desejo de estar sempre aprendendo são contagiosos e isso é o que estamos promovendo por meio dos nossos Programas, a inspiração em continuar a evolução”, finalizou. Ingresso nos cursos de Mestrado e Doutorado O ingresso nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu ocorre por meio de processo seletivo público, divulgado em Edital no Portal da Unijuí. A seleção regular acontece sempre no 2º semestre do ano, com início das atividades no 1º semestre do ano seguinte. Também há a opção de cursar disciplinas como estudante eventual ao longo


Os professores do curso de Agronomia da Unijuí, Gerusa Massuquini Conceição e Emerson Pereira, participam desde ontem, 10 de agosto, até a sexta-feira, dia 12, do Apassul Conecta, o mais novo evento de integração do setor sementeiro do Sul do Brasil.  Promovido pela Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas do RS, o evento acontece na cidade de Bento Gonçalves e tem como objetivo conectar o público a atrações inovadoras, trocas de insights e experiências na área. O evento conta com palestras de Amyr Klink, José Luiz Tejon, Fátima Zorato e demais especialistas que, em bate-papos ou debates, trabalham o futuro do setor produtivo. Além disso, o evento conta com feira tecnológica de startups e um dia técnico, fortalecendo temas como desenvolvimento e gestão.       Slide 1 Lacinia neque maecenas integer imperdiet cras sociis torquent conubia. Slide 2 Curae cras mus nullam euismod magna in ligula hendrerit metus ante. Slide 3 Nisi nunc mus vehicula primis ridiculus nisl senectus, a praesent nascetur blandit proin.


Acadêmicos de Ciência da Computação e Engenharia de Software da Unijuí têm uma nova oportunidade para participar do programa de bolsas da Compass UOL, uma das maiores empresas da área de Tecnologia da Informação (TI). Desta vez, a iniciativa vai capacitar os participantes na área de Spring Boot - uma ferramenta que nasceu a partir do Spring, um framework desenvolvido para a plataforma Java, baseado nos padrões de projetos, inversão de controle e injeção de dependência. Ao todo, são ofertadas 15 vagas para a realização de um curso no período de quatro meses, a partir de 3 de outubro, sendo que 50% delas são prioritárias para mulheres. O programa oferece estágio exclusivo para estudo, em modelo home office, com oferta de bolsas de estudos no valor de R$ 500,00. Ao final do curso, ainda há a possibilidade de efetivação na empresa.  Para participar, o estudante precisa dispor de 20 horas semanais para dedicação ao programa, ter computador e acesso à internet, além de estar com a matrícula ativa na instituição parceira - no caso, na Unijuí. Durante o programa, os participantes vão aprender sobre Metodologia Ágil, Segurança em Aplicações Web, Git, Java, Spring Boot, SQL e MongoDB. Interessados devem se inscrever até o dia 17 de agosto, por meio deste link. A partir do dia 18 de agosto, ocorrerá o início da seleção.


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) surgiu no ano de 1998, sendo utilizado, inicialmente, como uma ferramenta para avaliar a qualidade do Ensino Médio no Brasil. Contudo, com o passar dos anos, este instrumento de avaliação assumiu outra função: constituir-se como porta de acesso ao Ensino Superior, uma vez que, através dele, estudantes podem ingressar em Universidades públicas e privadas de todo País, por meio de políticas públicas de incentivo à democratização da educação. “A importância do Enem para o ingresso no Ensino Superior” foi justamente o tema que baseou a discussão do Rizoma Temático desta quinta-feira, dia 11 de agosto. O debate marcou o retorno do programa neste segundo semestre letivo de 2022. Os convidados foram o técnico-administrativo do Núcleo de Prospecção e Captação Estudantil da Unijuí, Éder Schuinsekel; a professora e coordenadora do curso de Letras: Português e Inglês, Taíse Neves Possani; e o professor e diretor do Totem Vestibulares, Warner Audino. Durante a conversa, o técnico-administrativo Éder Schuinsekel falou sobre uma grande mudança que ocorreu no exame em 2009. “A partir desse ano, as Universidades começaram a aceitar a nota do Enem para ingresso dos estudantes. Hoje nós temos mais de 500 Universidades no País, além de algumas Instituições portuguesas que aceitam o Enem como forma de entrada. E a Unijuí, através do Núcleo de Prospecção, tem esse trabalho de levar para as escolas e mostrar como é a prova do Enem, para que os alunos possam chegar nela e ter um desempenho melhor”, relatou. A redação é um dos pontos da prova que mais recebe atenção. A professora Taíse destacou a evolução das temáticas que norteiam a escrita dos estudantes ao longo da história do Enem. “Se nós pegarmos os temas desde 1998 até hoje, percebemos a complexidade que a redação foi ganhando pelos próprios temas. Eles foram trazendo cada vez mais problemáticas de cunhos sócio-histórico e cultural. Isso foi desafiando os estudantes a pensarem a sua realidade. Eles não só precisam tematizar acerca de um assunto, eles devem se mostrar comprometidos com um olhar crítico-reflexivo, e isso não conquistamos de uma hora para outra”, avaliou. O diretor do Totem Vestibulares, Warner Audino, ressaltou que a formação emocional dos estudantes é tão importante quanto a formação cognitiva. “Nós temos inúmeros exemplos de alunos que eu brinco que poderiam dar aula, que sabem tudo, mas o emocional às vezes prejudica. Então não basta ser bom de conteúdo. Infelizmente, às vezes


1

Baixe o aplicativo Unijuí FM

Fale conosco

Ícone Whatsapp 55 99131 5487
Ícone Skype radio@unijui.edu.br