Destaques do Comunic@

                 O curso de Administração do Campus Três Passos realizou, nesta quarta, dia 22 e quinta-feira, dia 23, atividades da Semana Acadêmica, com atividades no Auditório do Campus. O evento foi elaborado por estudantes, com o auxílio do Laboratório de Gestão e professores, com o objetivo debater temas emergentes e inovadores, além de integrar estudantes, professores e comunidade de Três Passos e da região celeiro. Na primeira noite de discussões o tema foi “Empoderamento Feminino – Mulheres empreendedoras”, com as painelistas Michele Machado, proprietária da Loja de Cosméticos Guria Bonita, Letícia Cassol Huppes, especialista em maquiagem de Noivas e Tayná Petry, sócia-proprietária da Jú Moda Íntima. E nesta quinta-feira, encerrando a programação o tema em discussão foi  “A Evolução da Liderança – De chefe a Líder”, realizada pelos painelistas Reamir Larssen, sócio-proprietário do Grupo Larssen e Gustavo Mateus Roesler, gerente de Negócios do Sicredi Três Passos. De acordo com o coordenador do Curso de Administração de Três Passos, professor  Dr. Ariosto Sparemberger, a realização da Semana Acadêmica é mais uma ação, entre tantas outras, que ocorrem no processo de formação dos estudantes. “A Universidade ao cumprir sua missão de formar profissionais com excelência também tem o compromisso de estar integrada à comunidade local e regional. E isso ocorre por meio da proposta pedagógica dos nossos cursos”, destaca.


                 O curso de Administração do Campus Três Passos realizou, nesta quarta, dia 22 e quinta-feira, dia 23, atividades da Semana Acadêmica, com atividades no Auditório do Campus. O evento foi elaborado por estudantes, com o auxílio do Laboratório de Gestão e professores, com o objetivo debater temas emergentes e inovadores, além de integrar estudantes, professores e comunidade de Três Passos e da região celeiro. Na primeira noite de discussões o tema foi “Empoderamento Feminino – Mulheres empreendedoras”, com as painelistas Michele Machado, proprietária da Loja de Cosméticos Guria Bonita, Letícia Cassol Huppes, especialista em maquiagem de Noivas e Tayná Petry, sócia-proprietária da Jú Moda Íntima. E nesta quinta-feira, encerrando a programação o tema em discussão foi  “A Evolução da Liderança – De chefe a Líder”, realizada pelos painelistas Reamir Larssen, sócio-proprietário do Grupo Larssen e Gustavo Mateus Roesler, gerente de Negócios do Sicredi Três Passos. De acordo com o coordenador do Curso de Administração de Três Passos, professor  Dr. Ariosto Sparemberger, a realização da Semana Acadêmica é mais uma ação, entre tantas outras, que ocorrem no processo de formação dos estudantes. “A Universidade ao cumprir sua missão de formar profissionais com excelência também tem o compromisso de estar integrada à comunidade local e regional. E isso ocorre por meio da proposta pedagógica dos nossos cursos”, destaca.


                   Na última terça-feira (21), a Rádio UNIJUÍ FM realizou mais uma atividade de integração junto à educação básica: uma Oficina de Radionovela para representantes de sete escolas estaduais de abrangência da 36ª CRE, que desenvolvem atividades de rádio em seus ambientes. Durante toda a tarde, foi trabalhada teoria e prática com alunos de 11 a 16 anos que já desenvolvem atividades de redação, locução e edição de programas de rádio para os intervalos das aulas em suas escolas. A oficina resgatou a história do rádio, das radionovelas estrangeiras e nacionais, o radioteatro, curiosidades do gênero, a elaboração de roteiros, vídeos e fotos trazendo exemplos de época, além de um recorte para a tendência deste formato em 2019 via podcasts e a experiência da UNIJUÍ FM em elaboração de radionovelas. Após a teoria, os cerca de 30 alunos e professores participaram da construção de uma radionovela, em grupos que ficaram responsáveis pela sugestão de efeitos sonoros para o roteiro, a gravação das locuções e a edição em Sony Vegas e Sound Forge. O grupo ainda visitou a estrutura da UNIJUÍ FM onde puderam acompanhar a programação musical e a rotina de trabalho no rádio.  Os representantes da Escola de Ensino Fundamental João Carlini, de Ajuricaba, avaliaram a visita de forma positiva, a partir das contribuições proporcionadas pela equipe que ministrou a Oficina de Radionovela. “Gostamos muito de participar dessa experiência que a gente teve de conhecer a Rádio UNIJUÍ FM, essas informações acrescentaram muito no nosso dia a dia e no trabalho que a gente tem com a rádio na escola”, disseram.  Radionovelas na UNIJUÍ FM Em 2015, através do Concurso Literário que previa a reescrita de um conto infantil na perspectiva ambiental, atividade integrante do projeto Ações Sustentáveis nas Escolas, cerca de 150 alunos enviaram seus textos para concorrer à premiação. Os 12 selecionados, do 6º ao 9º anos tiverem seus textos transformados em radionovelas. Em 2018, novamente a sistemática foi abordada no Concurso Literário "Eu, Meu Personagem e o Meio Ambiente", com 400 contos inscritos trazendo personagens da literatura, cultura popular, história, filosofia, artes e ciências num enredo sobre sustentabilidade em tempos do século 21. Durante o evento de premiação, trechos das 12 radionovelas premiadas foram colocadas ao vivo para anunciar os ganhadores.  Para 2019 Para o segundo semestre de 2019 a UNIJUÍ FM realiza o Concurso Literário “Folclore Brasileiro e o Nosso Meio Ambiente”, que prevê a produção textual


                O Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências – Mestrado e Doutorado – PPGEC-Unijui, e o Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional/IFFarroupilha - (PROFEPT) promoveram o II Encontro de Debates sobre Trabalho, Educação e Currículo Integrado – ENTECI, nos dias 21 e 22 de maio de 2019. Na abertura do evento, na manhã de terça-feira, 21, o professor Dr. José Clóvis de Azevedo, do IPA, palestrou sobre Educação Integral: fundamentos e práticas. Durante a tarde, os 185 trabalhos inscritos em diversos eixos temáticos foram apresentados em 21 Rodas de Conversa, totalizando 220 participantes. Após as discussões, os componentes de cada eixo reuniram-se e fizeram uma síntese, que foi apresentada na manhã de quarta-feira, dia 22. Ao final, ocorreu uma sistematização, realizada pela Dra. Marilandi Maria Mascarello Vieira, do IFSUL-Sertão e da Dra. Rubia Emmel, do IFFar – Santa Rosa. A programação também contou com um debate sobre a Base Nacional Curricular Comum, realizada na noite de terça-feira, dia 21, com a Dra. Marilandi Maria Mascarello Vieira e o Dr. Fernando González. Na tarde do dia 22 de maio, o II ENTECI foi encerrado com a palestra do professor Sidinei da Cruz Sobrinho, do IFSulriograndense – Passo Fundo. O evento propiciou a interlocução entre estudantes do ensino médio integrado ao profissional; licenciandos e professores da Unijui; IFFar campi Alegrete, São Borja, São Vicente, Jaguari, Panambi, Santo Augusto, Santa Rosa, Santo Ângelo, Panambi, Frederico Westphalen; IFSul Sertão, Bento Gonçalves; IFSulriograndense Caxias do Sul, Passo Fundo; Universidade da Fronteira Sul – UFFS- Cerro Largo e Realeza; UFSM, URI-Santo Ângelo.


               Destacar-se na pesquisa acadêmica é um cálculo básico, mas não tão simples, segundo o pesquisador Fábio da Silva Veiga, brasileiro de nascimento, vivendo há mais de uma década em Portugal e Espanha. Para ele, a pesquisa acadêmica é a soma de 20% de vocação mais 80% de construção e, portanto, o desempenho depende da capacidade de articulação, do esforço individual e das relações estabelecidas pelo pesquisador no mundo acadêmico, bem como da organização e trabalho em torno do seu objeto de estudo. O professor e pesquisador brasileiro-europeu participou nesta quarta, 22 de maio, de um encontro com professores, doutorandos, mestrandos e bolsistas de iniciação científica do Programa de Pós-Graduação em Direito da Unijuí, a convite do coordenador do PPGDH Maiquel Wermuth e do professor Doglas Cesar Lucas, com quem Veiga tem mantido contato pela relação de pesquisa. A atividade foi promovida pelos Grupos de Pesquisa Biopolítica e Direitos Humanos e Fundamentação Crítica dos Direitos Humanos do PPGDH e se desenvolveu no auditório do Programa, com a proposição de apresentar e discutir o tema: “A pesquisa jurídica no exterior: práticas e potencialidades de internacionalização”.    Fábio da Silva Veiga é pesquisador da Capes e professor da Universidade Europeia de Madri. Coordena ainda o Pós-Doutorado em Direito Público da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, e preside o IBEROJUR – Instituto Iberoamericano de Estudos Jurídicos. Sua trajetória acadêmica na Europa é o testemunho de que o cálculo projetado por ele (vocação+construção) tem como resultado 100%. Para o professor Veiga, quem faz pesquisa anda na frente, pois o pesquisador por meio de seu trabalho oferece muitas contribuições à sociedade e assim antevê e entende os processos de diversas realidades, independente da área de pesquisa que escolher. Segundo o relato do professor Fábio da Silva Veiga, os principais desafios da área são o financiamento, as oportunidades, a formação e o desenvolvimento contínuo do pesquisador. Mas a responsabilidade para que uma pesquisa de destaque se concretize é fruto de uma tríade de aspectos: pessoal, institucional e de Estado, ou seja,  envolve a participação pessoal do pesquisador com suas intenções e dedicação à pesquisa, as políticas das instituições no incentivo à pesquisa e o papel do Estado na efetivação de políticas de educação superior e apoio à pesquisa. Pesquisa se constrói, portanto, com trabalho, mérito e incentivo. As publicações podem alavancar um bom currículo que consequentemente pode reverter em financiamentos, no ponto de vista


                       Quem acessou o site da Unijuí já nas primeiras horas desta quarta-feira, dia 22 de maio, se deparou com três textos diferentes na sessão de notícias, o Comunic@: uma em inglês, outra em espanhol e também em russo! O motivo: celebrar a diversidade de línguas faladas na Universidade por estudantes e professores de Graduação e Pós-Graduação. E não só isso, pois no fim de tarde e durante a noite, uma verdadeira celebração da diversidade cultural ocorreu na Instituição, na primeira edição do Dia das Línguas Estrangeiras. A programação contou com um amplo conjunto de atividades, realizadas de forma simultânea, como workshops, rodas de conversa, karaokê, palestras, sessões de cinema, exposição oral de trabalhos de pesquisa, apresentações culturais, mostra gastronômica, grupos de leitura, entre outras atividades. Para além desta celebração, o objetivo foi mostrar a importância de se aprender outro idioma, proporcionando a prática das línguas inglesa, espanhola, alemã, entre outras, em situações reais, em ambientes não formais, de forma espontânea, descontraída e divertida. Segundo o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Fernando Jaime González, “o Dia das Línguas Estrangeiras é uma iniciativa acadêmica, que envolve toda a Unijuí, orientada a sensibilizar a comunidade universitária sobre o valor do uso e a aprendizagem de línguas estrangeiras para o ensino, a pesquisa e a extensão. O propósito foi estimular os estudantes a ter contato e usar alguma língua estrangeira durante suas atividades na instituição”. Confira um pouco do que aconteceu neste Dia                                                                          


1

Baixe o aplicativo Unijuí FM

Fale conosco

Ícone Whatsapp 55 99131 5487
Ícone Skype radio@unijui.edu.br