Unijuí FM - Unijuí
Destaques do Comunic@

Nesta sexta-feira, dia 2 de dezembro, ocorreu o encerramento do Curso de Formação de Jovens Lideranças Estudantis, promovido pela Unijuí - Campus Três Passos. Além da entrega dos certificados de participação aos estudantes, a programação da tarde contou com um momento de confraternização e avaliação do curso.  Com duração de 10 horas, a formação foi dividida em três encontros, que aconteceram nos meses de outubro e novembro. Participaram cerca de 50 alunos do Ensino Fundamental e Médio, da Escola Estadual de Educação Básica Padre Gonzales, do Instituto Estadual de Educação Érico Veríssimo e da Escola Estadual de Ensino Médio Águia de Haia. O primeiro encontro realizado foi com o professor do curso de Direito, Thiago dos Santos da Silva, que abordou o tema “Meu sonho é ser o maior Hokage: juventude, cidadania e política a partir do anime Naruto”. No segundo, os advogados e ex-presidentes do Centro Acadêmico de Direito (Cadi), Luiz Gustavo Sarmento e Vitória Zambonato, bem como o atual presidente do Cadi, Gabriel Bueno da Silva, falaram sobre o assunto “Da escola à Universidade: experiências para compartilhar sobre o movimento estudantil”. O bate-papo foi mediado pelo coordenador do campus Três Passos, professor André Giovane de Castro. No terceiro encontro, “É hora de planejar: como posso contribuir com a minha escola?”, as professoras do curso de Direito Fernanda Serrer, Eliete Schneider e Márcia de Oliveira incentivaram os estudantes a refletirem sobre seu papel dentro das escolas e como eles poderiam colaborar para melhorias nas mesmas. Dessa forma, nesta sexta-feira, os alunos realizaram um feedback sobre a atividade proposta pelas docentes, compartilhando como foi a recepção das escolas quanto às ideias apresentadas por eles, as questões que evoluíram e as expectativas para o próximo ano. O coordenador do campus Três Passos, professor André Giovane de Castro, destacou que a primeira edição do Curso de Formação de Jovens Lideranças Estudantis foi muito significativa. “Nós ficamos muito felizes, enquanto instituição e enquanto professores, de podermos compartilhar um pouco do que a nossa Universidade tem a oferecer para a comunidade de Três Passos. Nesse caso, especialmente para os estudantes do Ensino Fundamental e Médio”, afirmou. “Para nós, que estamos na escola, sentirmos que estamos fazendo parte de algo assim, que estamos sendo ouvidos, é muito incrível e nos rendeu muito conhecimento. Nos sentimos bem e evoluindo com o passar do tempo, então o período que passamos aqui, nestes três encontros, foi muito bem aproveitado”, avaliou a estudante Sara Vitória


Nesta sexta-feira, dia 2 de dezembro, ocorreu o encerramento do Curso de Formação de Jovens Lideranças Estudantis, promovido pela Unijuí - Campus Três Passos. Além da entrega dos certificados de participação aos estudantes, a programação da tarde contou com um momento de confraternização e avaliação do curso.  Com duração de 10 horas, a formação foi dividida em três encontros, que aconteceram nos meses de outubro e novembro. Participaram cerca de 50 alunos do Ensino Fundamental e Médio, da Escola Estadual de Educação Básica Padre Gonzales, do Instituto Estadual de Educação Érico Veríssimo e da Escola Estadual de Ensino Médio Águia de Haia. O primeiro encontro realizado foi com o professor do curso de Direito, Thiago dos Santos da Silva, que abordou o tema “Meu sonho é ser o maior Hokage: juventude, cidadania e política a partir do anime Naruto”. No segundo, os advogados e ex-presidentes do Centro Acadêmico de Direito (Cadi), Luiz Gustavo Sarmento e Vitória Zambonato, bem como o atual presidente do Cadi, Gabriel Bueno da Silva, falaram sobre o assunto “Da escola à Universidade: experiências para compartilhar sobre o movimento estudantil”. O bate-papo foi mediado pelo coordenador do campus Três Passos, professor André Giovane de Castro. No terceiro encontro, “É hora de planejar: como posso contribuir com a minha escola?”, as professoras do curso de Direito Fernanda Serrer, Eliete Schneider e Márcia de Oliveira incentivaram os estudantes a refletirem sobre seu papel dentro das escolas e como eles poderiam colaborar para melhorias nas mesmas. Dessa forma, nesta sexta-feira, os alunos realizaram um feedback sobre a atividade proposta pelas docentes, compartilhando como foi a recepção das escolas quanto às ideias apresentadas por eles, as questões que evoluíram e as expectativas para o próximo ano. O coordenador do campus Três Passos, professor André Giovane de Castro, destacou que a primeira edição do Curso de Formação de Jovens Lideranças Estudantis foi muito significativa. “Nós ficamos muito felizes, enquanto instituição e enquanto professores, de podermos compartilhar um pouco do que a nossa Universidade tem a oferecer para a comunidade de Três Passos. Nesse caso, especialmente para os estudantes do Ensino Fundamental e Médio”, afirmou. “Para nós, que estamos na escola, sentirmos que estamos fazendo parte de algo assim, que estamos sendo ouvidos, é muito incrível e nos rendeu muito conhecimento. Nos sentimos bem e evoluindo com o passar do tempo, então o período que passamos aqui, nestes três encontros, foi muito bem aproveitado”, avaliou a estudante Sara Vitória


Nesta semana, entre os dias 28 de novembro e 1º de dezembro, ocorreram diversas apresentações durante a Mostra de Projetos Integradores do segundo semestre de  2022, nos campi de Ijuí e Três Passos. Foram socializados trabalhos das áreas de Medicina Veterinária, Psicologia, Direito, Agronomia, Ciências Biológicas, Pedagogia e Educação Física e Gestão, reunindo turmas de Administração e Ciências Contábeis. Além destes, também apresentaram-se acadêmicos da Saúde, que engloba os cursos de Nutrição, Enfermagem, Farmácia, Biomedicina e Fisioterapia. Do curso de Medicina Veterinária, ocorreram apresentações nos módulos 2 e 4, com os temas geradores “Processo Saúde-Doença” e “Saúde Pública e Medicina Veterinária Preventiva”. Na área de Psicologia, foram trabalhados os temas “A escuta do sujeito” e “Psicologia e Educação'', nos módulos 2 e 4, respectivamente, e da Agronomia, “Sistemas Hortícolas”, no módulo 4. Já os projetos do módulo 2 da área da Saúde abordaram a temática “Atenção à Saúde”; de Ciências Biológicas, módulo 4, a “Biodiversidade e Ambiente”; de Pedagogia e Educação Física, módulo 4, “Planejamento, Currículo e Metodologia”; e  e nos módulos 2 e 4 Gestão foram “Competitividade e Agregação de Valor” e “Marketing e Relação com o Mercado”. No campus Três Passos, o curso de direito abordou “Relações negociais, jurisdição e formas alternativas de solução de conflitos” e “Direitos Humanos e Fundamentais no mundo globalizado”, nos módulos 2 e 4.  Para a estudante do 1º semestre de Biomedicina, Maria Eduarda da Silva Göller, foi gratificante participar pela primeira vez da Mostra de PI’s. “Adquiri muito conhecimento e experiência. Ter contato com a comunidade em meu primeiro semestre da Graduação foi um diferencial para que pudesse ter dimensão da profissão que escolhi seguir. Acredito que conseguimos agregar positivamente a vida dos caminhoneiros, classe profissional de grande importância para economia e desenvolvimento do nosso país”, destacou a estudante que realizou um trabalho juntamente com seu grupo sobre atenção à saúde dos caminhoneiros.  Luiza Mousquer Bueno Calegaro, acadêmica do 2º semestre de Medicina Veterinária, apresentou um projeto sobre a resistência de micro-organismos causadores de mastite bovina aos tratamentos usuais. “O Projeto Integrador nos proporciona, desde o início da nossa formação acadêmica, a experiência de praticar a fala em público, assim como nos instiga a obter maior entendimento da parte prática do curso, onde podemos aplicar o conhecimento das aulas teóricas em situações reais”, contou. Os PIs são componentes curriculares que fazem parte da Graduação Mais, o novo modelo de cursos de graduação da Unijuí. Por meio deles,


Nesta quinta-feira, 1º de dezembro, o curso de Medicina da Unijuí, em parceria com o serviço de Hemoterapia do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) e Hemocentro Regional de Cruz Alta, promoveu uma ação para cadastro de doadores de medula óssea. O evento foi realizado no Complexo 2 - Unijuí Saúde, onde 35 pessoas realizaram o cadastro.  A segunda edição da ação foi organizada, neste ano, pela acadêmica do sexto semestre do curso de Medicina, Isabella Stivanin Lacerda, e pela professora Cheila Eickhoff, que destacou que esta foi uma ação de solidariedade engajada pelos estudantes que abraçaram a ideia e demonstraram amor e cuidado com o próximo. “Existem muitos pacientes que dependem dessa doação para sobreviverem e esta iniciativa estimula a sociedade para doação de órgãos”. Para a enfermeira e coordenadora do Hemocentro Regional de Cruz Alta, Angélica Trentini, as ações de coleta de medula óssea são fundamentais. “É muito importante para mantermos a diversidade de doadores disponíveis no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), em busca da compatibilidade com algum paciente. É o segundo ano que realizamos a coleta, organizada pelos acadêmicos de Medicina da Unijuí, uma parceria muito importante pro nosso serviço, que tem abrangência regional”, frisou.


Nos dias 18 e 19 de novembro, os alunos Alfredo Henrique dos Santos e Karin Coppetti, a egressa Diovana Machado da Silva e o professor Roberto Carbonera, do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí, acompanhados do professor Daniel Rubens Cenci, que faz parte do PPGSAS e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito, ao lado da professora Anna Paula Bagetti Zeifert, participaram do Seminário Internacional Ciudades Sostenibles, intitulado como Reunión de la Red de Posgrados Stricto Sensu en el marco de la Agenda 2030, realizados pelas instituições UNaM, Unijuí UGD e Unochapecó. Os participantes apresentaram suas pesquisas envolvendo a Agenda 2030 na Faculdad de Humanidades y Ciencias Sociales - UNam, localizada em Posadas - Misiones, na Argentina. Foi um momento de socialização das pesquisas realizadas ao longo do ano, que envolvem a Agenda 2030 de forma multidisciplinar. Estes momentos de diálogos e reflexões são necessárias no processo formativo dos discentes e docentes, de modo a estabelecer a troca de saberes e experiências, pois a busca pela efetivação das metas e objetivos propostos pela ONU, através da Agenda 2030, continua. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) fazem parte da agenda global estabelecida na Cúpula de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas em setembro de 2015, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem alcançadas até 2030. Documento que inclui diversas questões que objetivam a qualidade e bem-estar de todos. Por Diovana Machado da Silva, egressa do PPGAIS


Estudantes das redes municipal e estadual do município de Chiapetta, que participaram das oficinas do Projeto de Extensão Programe seu Futuro da Unijuí, receberam na tarde desta quinta-feira, 1º de dezembro, seus certificados de conclusão dos módulos Scratch, Kodular e Jogos GDevelop.  A cerimônia foi realizada em Chiapetta, contando com a presença do coordenador do projeto, professor Marcos Cavalheiro; com o bolsista Gustavo Hanke Finkler; com a responsável pelo Escritório de Relações Universidade-Comunidade da Agência de Inovação e Tecnologia (Agit) da Unijuí, Graciele da Rosa Bertoldo; com o prefeito e a secretária de Educação de Chiapetta, Eder Both e Arminda Inês Strücker; com o presidente da Câmara de Vereadores de Chiapetta, Aldair Clovis Maron; e com as diretoras, professoras e estudantes das Escolas Anchieta, Professora Lorette Fanck e Haydee, integrantes do projeto. Conforme explicou o professor Marcos Cavalheiro, desde que o convênio foi firmado entre a Unijuí e o Executivo de Chiapetta, estudantes do 7º Ano do Ensino Fundamental ao 2º Ano do Ensino Médio participam de oficinas promovidas pelo Projeto de Extensão, que trabalharam a linguagem de programação Scratch, o desenvolvimento de softwares para celular, por meio do aplicativo Kodular; e a criação de jogos através da plataforma GDevelop. As aulas aconteceram de forma online e presencial, sempre com o apoio e assessoramento da Agit da Unijuí. De acordo com Gustavo, que esteve à frente das oficinas, um dos principais objetivos do projeto foi desenvolver o pensamento computacional entre os alunos, que é uma forma de tentar resolver um problema a partir da sua transformação em pequenas etapas. “Trabalhamos com diferentes programas justamente para que os estudantes possam desenvolver o pensamento computacional, independente da plataforma utilizada”, comentou, ressaltando que os participantes também aprenderam comandos básicos de programação e participaram de oficinas de empreendedorismo e pitch. Para a cerimônia de certificação, os estudantes, divididos em grupos, tiveram que preparar um projeto relacionando os conteúdos vistos nas oficinas, que pudessem atender a um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Eles ainda tiveram que elaborar um pitch - uma apresentação breve, de até quatro minutos, para mostrar um pouco do que foi desenvolvido. Segundo a responsável pelo Escritório de Relações Universidade-Comunidade da Agit, Graciele da Rosa Bertoldo, durante o período em que os estudantes participaram do projeto - cerca de um ano e meio, foi possível realizar várias trocas: as oficinas presenciais aconteciam em Chiapetta, mas os alunos tiveram a oportunidade de vir para Ijuí conhecer e usufruir da estrutura da


1

Baixe o aplicativo Unijuí FM

Fale conosco

Ícone Whatsapp 55 99131 5487
Ícone Skype radio@unijui.edu.br