Unijuí FM - Unijuí
Destaques do Comunic@

Nos dias 20 e 22 de maio, aconteceu a socialização da Jornada de Pesquisa 2024 com a Educação Infantil e Anos Iniciais do Centro de Educação Básica Francisco de Assis - EFA. Na ocasião, a comunidade escolar teve a oportunidade de conferir os estudos realizados em cada turma. Para este ano, a Escola trouxe como tema central da Jornada as "Invenções que transformaram a humanidade". O projeto é uma das marcas pedagógicas da EFA e visa envolver os estudantes na pesquisa científica, desenvolver a criatividade e a reflexão, além de promover aprendizagens sobre as invenções que marcaram a história da humanidade. As crianças da Educação Infantil e Anos Iniciais embarcaram em uma viagem no tempo, abordando o subtema “Da Pré-história à Contemporaneidade”, em parceria com o Museu Antropológico Diretor Pestana (Madp), que acolheu as famílias, as quais puderam visitar e apreciar o acervo. De acordo com a especificidade de cada turma, foram abordados aspectos relacionados ao estudo de cientistas e estudiosos que embarcaram em uma jornada fascinante por meio da pesquisa, experimentos e invenções, oferecendo soluções para os problemas cotidianos. Segundo a coordenadora da Educação Infantil e Anos Iniciais que acompanhou o projeto, Greise B. S. Michael, “a Jornada de Pesquisa é uma oportunidade valiosa para os estudantes se envolverem em um ambiente de aprendizado colaborativo. Além disso, receber um feedback construtivo durante esses eventos é fundamental para o aprimoramento do trabalho acadêmico, pois são nestas interações que os pesquisadores identificam pontos fortes e áreas de melhoria em seus projetos, contribuindo assim para o desenvolvimento contínuo de suas habilidades e aprendizagens. Além disso, ao envolver as famílias nos eventos de socialização, cria-se um ambiente de apoio e incentivo que pode ser fundamental para o sucesso dos estudantes”. Em julho, acontecerá a socialização da Jornada dos Anos Finais e Ensino Médio, abordando o subtema “Da Idade da Pedra à Inteligência Artificial”.       Slide 1 Lacinia neque maecenas integer imperdiet cras sociis torquent conubia. Slide 2 Curae cras mus nullam euismod magna in ligula hendrerit metus ante. Slide 3 Nisi nunc mus vehicula primis ridiculus nisl senectus, a praesent nascetur blandit proin.


Nos dias 20 e 22 de maio, aconteceu a socialização da Jornada de Pesquisa 2024 com a Educação Infantil e Anos Iniciais do Centro de Educação Básica Francisco de Assis - EFA. Na ocasião, a comunidade escolar teve a oportunidade de conferir os estudos realizados em cada turma. Para este ano, a Escola trouxe como tema central da Jornada as "Invenções que transformaram a humanidade". O projeto é uma das marcas pedagógicas da EFA e visa envolver os estudantes na pesquisa científica, desenvolver a criatividade e a reflexão, além de promover aprendizagens sobre as invenções que marcaram a história da humanidade. As crianças da Educação Infantil e Anos Iniciais embarcaram em uma viagem no tempo, abordando o subtema “Da Pré-história à Contemporaneidade”, em parceria com o Museu Antropológico Diretor Pestana (Madp), que acolheu as famílias, as quais puderam visitar e apreciar o acervo. De acordo com a especificidade de cada turma, foram abordados aspectos relacionados ao estudo de cientistas e estudiosos que embarcaram em uma jornada fascinante por meio da pesquisa, experimentos e invenções, oferecendo soluções para os problemas cotidianos. Segundo a coordenadora da Educação Infantil e Anos Iniciais que acompanhou o projeto, Greise B. S. Michael, “a Jornada de Pesquisa é uma oportunidade valiosa para os estudantes se envolverem em um ambiente de aprendizado colaborativo. Além disso, receber um feedback construtivo durante esses eventos é fundamental para o aprimoramento do trabalho acadêmico, pois são nestas interações que os pesquisadores identificam pontos fortes e áreas de melhoria em seus projetos, contribuindo assim para o desenvolvimento contínuo de suas habilidades e aprendizagens. Além disso, ao envolver as famílias nos eventos de socialização, cria-se um ambiente de apoio e incentivo que pode ser fundamental para o sucesso dos estudantes”. Em julho, acontecerá a socialização da Jornada dos Anos Finais e Ensino Médio, abordando o subtema “Da Idade da Pedra à Inteligência Artificial”.       Slide 1 Lacinia neque maecenas integer imperdiet cras sociis torquent conubia. Slide 2 Curae cras mus nullam euismod magna in ligula hendrerit metus ante. Slide 3 Nisi nunc mus vehicula primis ridiculus nisl senectus, a praesent nascetur blandit proin.


Na noite desta quinta-feira, 23 de maio, aconteceu no Salão de Atos da Unijuí a 1ª Jornada de Pesquisa da Unimed, que teve como objetivo a troca de experiências e a atualização profissional na área da saúde. O evento também marcou o início das atividades do Comitê de Pesquisa e Publicação Científica do Hospital Unimed/RS, que contará com a parceria da Unijuí, por meio do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde (PPGAIS) e dos cursos da área da saúde, em especial, do curso de Medicina.  Conforme explicou o médico Elias Berg, que até então estava à frente do Comitê, o projeto tem o intuito de fomentar a produção científica no município, unindo o conhecimento técnico dos médicos cooperados à expertise dos pesquisadores do PPGAIS, que vão orientar e conduzir os estudos, permitindo que os estudantes do curso de Medicina tenham envolvimento direto neste trabalho, coletando dados e tendo acesso ao arquivo de casos do Hospital Unimed, além do contato com diferentes especialistas.  “Nossos médicos poderão trazer para o Comitê um assunto, um caso que gostariam de trabalhar para publicação, e nós iremos buscar estudantes interessados na área, além de ligá-los a um professor orientador no PPGAIS. Para a Unimed, é muito importante olhar para a sua carteira de clientes e entender quem são os seus pacientes. Saber, por exemplo, que em determinado período do ano aumentam os casos de determinada doença e, com isso, podem ser comprados insumos extras antecipadamente, com economia, ou mesmo contratado um novo plantonista. O trabalho científico pode gerar o uso consciente dos recursos e a economia a médio e longo prazos”, destacou o médico Elias Berg.  Tanto médicos quanto estudantes poderão ampliar sua produção científica, e os acadêmicos ainda terão a oportunidade de ter experiência na área de saúde suplementar e o contato com especialidades de interesse, o que contribui para a qualificação do currículo. O PPGAIS, por sua vez, terá a possibilidade de trazer estudos para a vida real e de promover pesquisas multidisciplinares com outras instituições de ensino, além de poder, futuramente, aumentar suas linhas de pesquisa.  Coordenadora do PPGAIS, a professora Adriane Kolankiewicz participou do evento e fez uma breve apresentação do Programa aos estudantes, que neste ano completa uma década de história. Com mais de 170 mestres formados, o PPGAIS lançou seu doutorado neste ano, contando com professores de diferentes áreas de atuação. Quem também participou do evento foi o coordenador do


A Unijuí recebeu, nesta quinta-feira, 23 de maio, no campus Santa Rosa, o diretor da empresa AGCO, Alexandre Mattosinho. A visita teve o objetivo de discutir futuras parcerias e projetos entre a empresa e a Universidade. Além do gestor, também estiveram presentes no encontro o vice-reitor de Administração da Unijuí, professor Edson Padoin, a vice-reitora de Graduação, professora Bruna Comparsi, a coordenadora do campus Santa Rosa, professora Taciana Enderle, e os professores Sandro Sawicki e Francisco Kraemer Em um primeiro momento, a professora Bruna Comparsi fez uma apresentação sobre como é estruturado o ensino na graduação. Comentou que a ideia da distribuição dos cursos em formato de módulos possibilita aproximar os estudantes do cotidiano, buscando ver o que pode aproximar a teoria do ambiente real. Também comentou sobre a possibilidade de parcerias e a flexibilização dos cursos na Educação Continuada para atender a demanda de ensino das empresas.  A coordenadora do campus Santa Rosa, professora Taciana Enderle, destaca que há exemplos de empresas que detém parceria com a Unijuí, onde muitos funcionários que são estudantes já conseguiram desenvolver projetos, dentro dos Projetos Integradores, que possibilitaram ganhos para essas empresas parceiras. “Estamos muito contentes pois temos um resultado muito bacana, por isso buscamos mostrar para a AGCO a importância da graduação e formação dos colaboradores.” O diretor da AGCO reforça que uma parceria com a Universidade não está descartada. Segundo ele, parcerias que possam ser desenvolvidas no sentido de incentivar e qualificar os recursos humanos da empresa são muito importantes. “Esse desenvolvimento é necessário para a pessoa e para a empresa. A minha intenção com essa visita é justamente para nos aproximarmos. Não é somente verificar o que se pode fazer hoje, mas começar a criar uma visão e construir juntos uma parceria ao longo do tempo. Tudo o que foi apresentado neste encontro é música, pois é justamente o que estamos buscando”, comenta Alexandre.   O gestor complementa dizendo que há intenção de uma aproximação com a Universidade, pois tem se preocupado com o fluxo do recurso humano e que a ideia é fomentar quem mora em Santa Rosa e trabalhar para que essas pessoas se qualifiquem.  Conforme o vice-reitor de Administração, professor Edson Padoin, é importante a aproximação com a AGCO, pois a Universidade está preocupada com o ensino, mestrado e doutorado, mas também com o futuro profissional dos estudantes. “Sabemos que as coisas acontecem na indústria e estabelecermos esse laço é importante. Efetuamos várias


Na tarde desta quinta-feira, 23 de maio, o Programa Sinergia e a Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica - Criatec da Unijuí promoveram o evento “Mãe Empreendedora”, com o intuito de compartilhar experiências e despertar o interesse de outras mães pelo empreendedorismo. Conforme destacou a analista de Planejamento da Criatec, Elizandra Pinheiro da Silva, o empreendedorismo moderno traz novas ideias, vieses, abordagens e soluções para o mercado. “E cada mãe empreendedora tem uma experiência única, habilidades e insights que podem despertar em outras mulheres o desejo por empreender. Exatamente por isso, propusemos essa roda de conversa, para debatermos sobre os desafios e as oportunidades para as mulheres e, especialmente, mães empreendedoras”, destacou.  Quatro mulheres foram convidadas para o evento: a professora Fabiana Fachinetto, que há 23 anos atuou junto à Universidade e que hoje está à frente de duas franquias da Natura nos municípios de Ijuí e Santa Maria; e a professora do curso de Administração da Unijuí, Fernanda Pasqualini, que junto com o seu marido, o também professor Luciano Zamberlan, hoje coordena a franquia de café em Ijuí, a Go Coffe.  Também foram convidadas as incubadas na Criatec, Bruna do Amaral, que está à frente da empresa de marketing criativo Ubah; e Denize da Rosa Fraga, que é professora do curso de Medicina Veterinária da Unijuí e coordena a startup Suport D Leite, que tem incubado um produto na Incubadora, chamado SuporTest Antibiograma.             Slide 1 Lacinia neque maecenas integer imperdiet cras sociis torquent conubia. Slide 2 Curae cras mus nullam euismod magna in ligula hendrerit metus ante. Slide 3 Nisi nunc mus vehicula primis ridiculus nisl senectus, a praesent nascetur blandit proin. Slide 4 Slide 5 Slide 6


A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Unijuí fez a entrega oficial do Relatório Integral de Autoavaliação Institucional, do ciclo avaliativo 2021-2023, ao reitor da Universidade, professor Dieter Siedenberg, e aos vice-reitores de Graduação, professora Bruna Comparsi; de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, professor Daniel Knebel Baggio; e de Administração, professor Edson Luiz Padoin, com a participação das respectivas equipes de cada pasta. Segundo a coordenadora da CPA, Magna Dalla Rosa, este relatório sistematiza os processos e os resultados da autoavaliação institucional na Unijuí no ciclo de 2021-2023, realizados pelas suas diferentes unidades administrativas, com base no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - Sinaes e no Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI. Neste ano, o Relatório foi reestruturado buscando aperfeiçoá-lo cada vez mais como uma ferramenta de gestão e planejamento para a constante qualificação da Universidade. Nas palavras do reitor, professor Dieter Siedenberg, o conteúdo deste Relatório evidencia o reconhecimento da Unijuí pelo MEC/Capes, pelas comunidades interna e regional, como uma Universidade de qualidade, nas dimensões do ensino, da pesquisa e da extensão. Exemplo disso é a sua forte atuação há 67 anos na Educação Superior, tendo formado em torno de 45 mil profissionais (graduados, pós-graduados, mestres e doutores) com um índice de, em torno, 85% de empregabilidade dos egressos após a formatura. Cientes da responsabilidade com o desenvolvimento regional, os gestores e a CPA reiteram o seu compromisso no fortalecimento da autoavaliação institucional, ferramenta necessária para o fomento das constantes melhorias exigidas pelos agentes acadêmicos articulados com a avaliação externa. Para acesso ao Relatório de 2023, clique aqui.


1

Baixe o aplicativo Unijuí FM

Fale conosco

Ícone Whatsapp 55 99131 5487

Utilizamos cookies para garantir que será proporcionada a melhor experiência ao usuário enquanto visita o nosso site. Ao navegar pelo site, você autoriza a coleta destes dados e utilizá-los conforme descritos em nossa Política de Privacidade.