Notícias

Histórias de mulheres que dão nome às ruas de Ijuí são contadas no rádio

A Rádio UNIJUÍ FM, numa parceria com o Museu Antropológico Diretor Pestana, está trazendo para o rádio histórias de vida, de trabalho e de luta de mulheres que dão nome às ruas de Ijuí. A série, no ar diariamente às 10h, às 13h30 e às 16h30, reproduz informações da exposição virtual “As Mulheres que estão no Mapa”, que iniciou as comemorações dos 60 anos do MADP.

Este trabalho do Museu tem como objetivo levantar o debate em torno das representações das mulheres no contexto das ruas de Ijuí. Segundo informações da exposição, as mulheres representam mais de 50% da população ijuiense, mas este número não reflete a realidade na nominação das ruas, já que apenas 6,4% das ruas da cidade levam nomes de figuras femininas. “Nesse comparativo é ressaltado que existem mais ruas nomeadas com cidade, estado ou País, do que propriamente mulheres”, traz os dados.

Fazem parte da exposição virtual e tem suas histórias contadas no rádio, nomes como: as professoras Alice Couto e Jenny Conny; uma das fundadoras do Jornal Die Serra Post, em Ijuí, Júlia Herock Löw; a agricultura Carlota Burtet; a PM feminina Cabo Toco; a imperatriz Dona Leopoldina, entre outros nomes. Além da vida e obra dessas mulheres, tanto a exposição quanto a série no rádio trazem a localização de onde fica a rua. 

A ideia de compartilhar no rádio estas histórias também tem como objetivo fazer o convite para que as pessoas acessem a exposição virtual do MADP, no link: cutt.ly/YzgvX9e


UNIJUÍ FM completa 20 anos e lança campanha comemorativa

Nesta segunda-feira (05/04), a Rádio Unijuí FM lançou a campanha que marca os 20 anos da emissora, comemorados em 20 de julho de 2021. Com o mote “Tocando histórias”, a campanha tem como objetivo, além de celebrar as duas décadas de atividade da Rádio, resgatar o papel e a importância desse meio de comunicação, trabalhar o relacionamento com os ouvintes, promover um resgate do passado e planejar ações para o futuro.

A campanha foi lançada nas redes sociais da Rádio Unijuí (Facebook, Instagram, Twitter e YouTube) e também na programação da 106.9 FM, por meio de chamadas e vinhetas comemorativas. Durante todo o ano, serão realizadas ações e programas especiais, como um show on-line e a produção de vídeos que relembram momentos marcantes da história da Rádio. 

Confira abaixo o texto e o vídeo com o manifesto de 20 anos da Rádio Unijuí:

Desde o primeiro play, lhe fazemos companhia. Você que acorda cedo e se liga no Expresso Sonoro, com as primeiras informações do dia. Ou que gosta dos debates que trazemos no Rizoma. Você que acompanha as tardes leves do Rádio Ideia e os hits do Rádio Tag. E também que encerra a sua noite com as notícias do Eclético, ou, simplesmente, gosta de música.

Para além do rádio, a Unijuí FM cumpre seu papel comunitário e se faz presente em diversos momentos marcantes. Já estivemos no Fórum Social Mundial, no Festival de Cinema de Gramado, nas eleições. Percorremos o Estado acompanhando os festivais nativistas, levamos a rádio para as escolas com o Ações Sustentáveis e o Hora do Recreio, descobrimos jovens escritores no Concurso Literário. Levamos alegria aos aprovados no Vestibular com a divulgação do Listão. E também noticiamos a tristeza da pandemia. 

Sempre comprometidos com você: nosso ouvinte! Procuramos ter uma programação diferenciada, seja jornalística, educativa ou musical. Trabalhamos temas fundamentais para o exercício da cidadania e o desenvolvimento regional, fazendo um jornalismo crítico e de relevância comunitária. Sempre, é claro, na companhia de boa música!

Em duas décadas nos reinventamos para acompanhar as mudanças do mundo e levar a informação até você. Somos sons, fatos e a sua voz.

Trocamos conhecimento. Geramos debate. Rodamos música. Tocamos histórias! Rádio Unijuí FM - 20 anos.

Como primeira ação, a Unijuí FM está promovendo um sorteio em seu Instagram, com o apoio do Esporte Clube São Luiz, no qual dois vencedores ganharão uma camiseta do Rubro.

Confira as regras e participe clicando na publicação abaixo:


Rizoma esclarece dúvidas sobre animais peçonhentos

Pouco se fala em acidentes com animais peçonhentos, mas eles existem, em significativo número, e preocupam quando acontecem. Afinal, o que devemos fazer quando somos vítimas ou quando acompanhamos um caso?

Para esclarecer estas dúvidas, o Rizoma Temático desta quinta-feira, dia 8 de abril, abordou o tema “Animais Peçonhentos: como agir e prevenir acidentes”. À frente do bate-papo, estiveram a professora Juliana Maria Fachinetto,  tutora do Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Ciências Biológicas da Unijuí; a estudante e bolsista PET, Caroline Thérese Aygadoux Martins; e a ambientalista e professora no curso de Ciências Biológicas, Francesca Werner Ferreira.

“O primeiro ponto que devemos destacar é que os animais peçonhentos não são do ‘mal’. São mais do bem do que do mal, na verdade. Outro ponto a ser destacado é que há uma diferença entre os animais venenosos, que produzem veneno, e os animais peçonhentos, que produzem substâncias que são tóxicas para outros animais - e eventualmente essa toxicidade também afeta os seres humanos, e possuem a capacidade de inocular o veneno. Essa inoculação acontece através de picadas, por exemplo, caso de abelhas, aranhas, escorpiões e parte das serpentes”, explicou a professora Francesca, lembrando que os seres humanos não são presas destes animais. O ataque é uma reação de defesa.

De acordo com a professora Juliana Maria Fachinetto, conforme registros, são mais comuns acidentes com serpentes, em áreas rurais, e com aranhas e escorpiões, em áreas urbanas. Os dados constam no Sistema Nacional de Informações Toxicológicas (Renaciat).

Segundo a acadêmica Caroline Martins, bolsista PET, os estudantes do curso de Ciências Biológicas têm contato com os animais peçonhentos dentro da disciplina de Zoologia e, junto ao Programa, ocorre um estudo mais aprofundado sobre o tema. “Inclusive trabalhamos em um guia, que será disponibilizado nos canais da Unijuí, onde mostramos a distribuição destes animais pelo Rio Grande do Sul, quais as espécies mais comuns, onde estão localizadas e qual o tipo de veneno que possuem. Também falamos sobre como evitar acidentes e a forma correta de prestar os primeiros socorros. Há diversos mitos, como sugar o veneno da cobra, colocar açúcar ou pó de café, que acabam por agravar o estado da vítima”, destacou a estudante.

Confira o Rizoma Temático na íntegra:



Encontro Casual está disponível em podcast

A partir desta semana, o Encontro Casual poderá ser encontrado em podcast nas plataformas de streaming, como o Spotify. O tradicional programa de entrevistas da Unijuí FM traz personalidades das mais diversas áreas, que contam sobre suas trajetórias pessoais e profissionais. O bate-papo continuará sendo transmitido na programação da 106.9 aos sábados, às 10h, com reprise  aos domingos, às 23h.

No ar há 20 anos, o Encontro Casual é a atração mais antiga da Unijuí FM, a única presente desde a fundação da emissora. O programa descontraído, de cerca de 1 hora , reúne música e conversa em um só lugar. O público tem a oportunidade de conhecer não só a história dos convidados, mas também o gosto musical, uma vez que os entrevistados selecionam as canções veiculadas no decorrer da entrevista, que, geralmente, possuem um significado especial para eles.

Em 2020, o Encontro Casual passou por uma reformulação: com a pandemia de Covid-19, foi necessário adaptar a maneira de realizar as entrevistas, que eram gravadas no estúdio da Rádio, o que também ampliou as possibilidades de convidados. Ao migrar para o formato online, foi possível mesclar entrevistas com personalidades locais e regionais a conversas com figuras reconhecidas nacionalmente, como a cantora Clarice Falcão, o ex-jogador de basquete Oscar Schmidt, a escritora Martha Medeiros e a bailarina Ana Botafogo.

Como parte da programação de aniversário de 20 anos da Unijuí FM e com o objetivo de aliar o tradicional formato do programa com as atuais tendências de consumo de áudio, neste ano, o Encontro Casual apresenta outra novidade: será veiculado em podcast nas plataformas de streaming. Os primeiros episódios de 2021 já estão disponíveis no Spotify. Confira:


Sub-categorias