COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Produção de erva-mate aos moldes da cultura Guarani será realizada na AFFI

O Projeto Roda Carijo será realizado nos dias 23, 24 e 25 de maio.

                    

O Coletivo Catarse, por meio do Projeto Roda Carijo, em parceria com o Museu Antropológico Diretor Pestana e com a Unijuí, promove a circulação do filme Carijo e do evento Carijada, produção de erva-mate aos moldes tradicional e ancestral indígena Guarani. Financiado pelo sistema Pró-cultura RS, da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, a programação é aberta e gratuita. Todo o processo desse feitio – a colheita da erva-mate, o processamento, a secagem na estrutura chamada carijo, além da moagem em pilão e soque, será demonstrado em oficinas. A ideia é garantir a exposição do processo e a participação do público em todas as suas etapas.

Durante a secagem, que ocorre numa das noites, será preparada uma pequena festa, chamada de Ronda do Carijo, em que se acompanha a secagem com atividades culturais (música, contação de histórias, causos e a confraternização da comunidade ao redor do carijo) a fim de que a chama do carijo nem se apague nem suba muito ao ponto de que a erva queime por completo – "pois esta é a tradição". O conhecimento é Guarani, e o processo produtivo é a intersecção com a cultura imigrante que passava a tomar conta do estado a partir do século XVIII.

As atividades estão recebendo apoio também da 36a Coordenadoria Regional de Educação e das Secretarias Municipais de Educação e de Cultura, Esporte e Turismo, que estão viabilizando sessões do filme em escolas da rede de educação de Ijuí. Haverá ainda sessões no próprio Museu e no Galpão Crioulo da AFFI.

 

Sobre o Projeto

O Roda Carijo é um projeto financiado pelo sistema PRÓ CULTURA RS, através do edital #juntospelacultura (03/2015), da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. "Carijo, o filme" é um média-metragem de 53 minutos que versa sobre uma estrutura que serviu como o primeiro salto produtivo de produção da erva-mate – anteriormente, os Guarany apenas penduravam chumaços de erva sobre uma fogueira. Mistura do conhecimento indígena com a ânsia pela larga escala acumulativa do imigrante branco, o carijo segue hoje como uma cultura de resistência – é peça chave de uma produção essencialmente artesanal e de característica camponesa. São poucos os que resistem fundados no Rio Grande do Sul, mas aqueles que mantêm a chama acesa produzem um mate de sabor intenso e carregado na ancestralidade típica dos povos originários desta terra. O carijo, além de representar o amor do nosso povo ao hábito de tomar o chimarrão nos remete às raízes da formação do nosso Estado. Este filme foi contemplado em edital do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) na linha de patrimônio cultural imaterial, tendo sido lançado em 2014.

 

Foto: Coletivo Catarse/Divulgação

Legenda: Jefferson Pinheiro, da equipe do Coletivo Catarse, realizando o “sapeco” da erva-mate, em atividade de carijada em Soledade, realizado em março deste ano


Compartilhe!