Vacinação foi o tema da semana no Rizoma! Confira já a entrevista na íntegra:


Por determinação do Ministério da Saúde, a campanha de vacinação contra pólio e sarampo foi prorrogada até o dia 14 de setembro. O prazo foi estendido nos Estados que ainda não atingiram a meta de vacinar pelo menos 95% das crianças de 1 a 5 anos. No Rio Grande do Sul, os dados indicam uma cobertura de 85,94% na pólio e de 85,62% no sarampo. Em todo o país, durante a campanha, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses.

E para falar sobre o assunto, o Rizoma Unijuí recebeu, na manhã desta quarta-feira, 5, a enfermeira do SESMT (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) Unijuí, Fernanda Goi; o presidente do Rotary Clube Ijuí, Vilmar Bertoncello; e a presidente do Rotary Clube Nova Geração, Mirian Machado. Na ocasião, os convidados falaram sobre a importância da vacinação e atuação dos rotarianos em suporte à campanha.

Para Fernanda Goi, prevenir é sempre a melhor forma de mantermos a saúde e protegermos nossos corpos. Ela também enfatiza, em sua fala, a importância de estar atento ao calendário de vacinação, começando a tomar vacinas desde a infância e reforçando-as ao longo da vida. "Quem não se vacina não vai colocar em risco apenas a sua própria saúde, mas também a dos seus familiares e outras pessoas com quem tenha contato", disse a enfermeira.

Em nome do Rotary Clube Ijuí, o presidente da entidade, Vilmar Bertoncello, falou sobre o engajamento na campanha e o trabalho realizado globalmente para a erradicação da pólio. Sobre a cobertura vacinal, Bertoncello afirmou que apenas em Ijuí, na última semana, foi atingida a meta de 100.82%. "O número inclui pessoas que vieram de outras cidades com suas crianças e aproveitaram para fazer a vacinação por aqui", explicou.

Já a presidente do Rotary Clube Nova Geração, Mirian Machado, as pessoas não estão reconhecendo a devida importância e necessidade de levar seus filhos para vacinar. "Como estamos em uma geração que não conviveu com a doença, se criou uma mentalidade de que ela foi erradicada", comentou. Mirian aproveitou o espaço para, também, reforçar que uma criança não vacinada pode prejudicar não apenas a si mesma, mas à toda sua turma ou comunidade.

Abaixo você confere, na íntegra, a entrevista do Rizoma na manhã desta quarta-feira, 5: