Rizoma temático promove discussão sobre a digitalização do agronegócio

A tecnologia é a peça-chave na incorporação de práticas sustentáveis no campo. A otimização de recursos, ao mesmo tempo que alavanca o desempenho agrícola, entrega valor ao produto, assegura a perenidade do negócio e não compromete o futuro do meio ambiente. Mas como está a digitalização do campo na nossa região?

Para debater o tema “Digitalização do Agro: o uso das tecnologias para potencializar a produtividade no campo”, o Rizoma Temático da Unijuí FM foi ao ar nesta quarta-feira, dia 2 de junho, com quatro convidados: o superintendente do Senar-RS, Eduardo Condorelli; o professor do curso de Agronomia e coordenador do Programa de Melhoramento Genético de Grãos e Forrageiras da Unijuí, Ivan Carvalho; a representante da startup Agricon, Eduarda Olivia Schneider; e o representante da APC Inova, Alessio Cagliari.

Segundo Condorelli, a digitalização no campo vem crescendo rapidamente. No passado, como conta, o lema das famílias era: se o filho não quisesse estudar na zona urbana, iria para a fazenda. Hoje há uma alteração: só vai para fazenda quem estudar. “Temos uma necessidade de maior produtividade, com maior resultado econômico, num mesmo espaço territorial. Isso faz com que tenhamos um avanço muito grande da eficiência de produção e, óbvio, uma evolução em tecnologias, em todas as regiões”, destacou.

Professor na Unijuí, Ivan Carvalho reforçou que o agricultor é uma pessoa informada e que, hoje, o campo é regido por tecnologia embarcada, GPS e imagens por satélite, por exemplo. “O que eu observo, na região, é que há muitos produtores utilizando tecnologias de ponta, outros que estão se adaptando e outros que ainda passam por processo de adaptação. Acredito que, nos próximos cinco anos, teremos uma reviravolta tecnológica”, afirmou.

Eduarda explicou que a Agricon nasceu com o objetivo de conectar produtores rurais a compradores, nos mercados interno e externo, a partir de uma plataforma digital que usa tecnologia blockchain. “Além da comercialização do produto, trabalhamos com a conexão destes dois importantes elos da cadeia, realizando a rastreabilidade deste produto. O objetivo é valorizar a cadeia do agronegócio. Precisamos dar voz aos produtores rurais e aos agentes que interferem neste processo, trabalhando para que essa cadeia chegue à gôndola do consumidor”, completou Eduarda.

A APC Inova realiza o monitoramento e controle de produtos, reduzindo perdas e permitindo a gestão em tempo real. O software de automatização desenvolvido otimiza o controle da unidade armazenadora, gerando agilidade, segurança e precisão a partir da coleta de informações em tempo real, que pode ser realizada de qualquer dispositivo conectado à internet. Segundo Alessio, hoje a APC Inova possui um mix de produtos e o desafio é manter a qualidade no pós-colheita, no processo de armazenagem. “Não só manter, mas entregar a gestão da armazenagem do produto na palma da mão do produtor”, disse.

Confira o Rizoma Temático na íntegra: