Saiba como a Biblioteca Universitária se adaptou para atender aos estudantes em tempos de isolamento social

             

No dia da Biblioteca, confira uma entrevista com Laura Dalpiaz, gestora da Biblioteca Universitária Mario Osorio Marques. 

Como está o funcionamento da Biblioteca da Unijuí neste período de isolamento social? 

No Dia Nacional da Biblioteca, gostaria de frisar a necessidade de ações para chamar o público à biblioteca! esse é o grande desafio das bibliotecas universitárias, no momento em que os livros estão deixando de ser usados de certa forma, digo isso em relação aos e-books, artigos eletrônicos, que estão muito em alta. Porém, em função dos decretos municipais da nossa região, da necessidade de isolamento em razão da pandemia, estamos de portas fechadas. Como atender o nosso aluno, aquele que está estudando na sua casa por que as aulas não pararam? A Biblioteca procurou se adequar, tomando as seguintes medidas: temos feito as renovações online, temos os serviços pelo nosso site, atendemos pelo e-mail biblio@unijui.edu.br, por exemplo. Nós temos pessoas atendendo nos três turnos em home office, portanto, se houver alguma necessidade especial para quem está pesquisando, ou fazendo Trabalho de Conclusão de Curso, estudantes de mestrado ou doutorado, ou aqueles que são usuários assíduos da biblioteca, nós temos como fazer este atendimento para não privá-los desse momento de pesquisa importante, de suas escritas acadêmicas na fase final do seu processo acadêmico do curso. 

Apesar de estar de portas fechadas há opções para renovação e a Biblioteca está dando suporte para quem esqueceu de fazer as renovações e não pode fazer a devolução neste momento? 

Tivemos situações de simplificação de multas. Acontece de alguém esquecer de fazer a renovação, por exemplo. Nessa situação que estamos, com a Biblioteca fechada, com isolamento, as pessoas não podem ir aos Campi, por isso temos feito contatos, as pessoas podem fazer contato por e-mail que estamos fazendo ajustes, ninguém está ficando sem atendimento e todos estão podendo renovar seus livros. Também é importante frisar que o acervo está fechado, chaveado, inclusive com as luzes apagadas. Nós temos esse cuidado, se há alguma necessidade de retirar livro, por exemplo, o estudante envia e-mail, o atendente separa previamente e agenda a retirada. Temos cuidado para não permitir acesso ao acervo, que é o que prevê essa situação, além de evitar aglomerações, não podemos permitir ninguém circulando pela Biblioteca. Temos o cuidado de fazer também a quarentena do livro. Nós recebemos os livros e já estamos colocando em rodízio de quarentena por cinco dias, que é a orientação do Conselho Regiona. Os livros só vão para a prateleira depois desse tempo, porque nós temos situações de entrega neste período também, então o estudante faz a entrega na Central de Atendimento ao Aluno, ele não precisa ir até a Biblioteca. Se ele precisa retirar, o atendente vai buscar, passar o álcool em gel na mão, está usando máscara, então a princípio o livro está limpo, não tem nenhuma situação em que possa haver contágio. Da mesma forma orientamos os estudantes a ter cuidados necessários enquanto estiver manuseando pelo menos no primeiro ou segundo dia o material. 

                 

A Biblioteca é referência não só para o estudante, mas para a comunidade também e, nos últimos anos, todo mundo se adapta ao digital, ao online, existe então repositório? O que ele contém para a pesquisa? 

O repositório institucional existe desde 2011. O site da Biblioteca foi adaptado e hoje temos hospedado nesse espaço digital cerca de 6.200 documentos acadêmicos. Em especial, o repositório traz a produção acadêmica da Unijuí: temos artigos e trabalhos completos de conclusão de curso, da graduação, de especialização, temos dissertações e teses. Todos esses artigos precisam ser autorizados pelo autor para serem publicados no repositório, qualquer pessoa que acessa o site da Biblioteca pode acessar, então é preciso esta autorização. Dissertações e teses que o autor não autoriza, e isso acontece por “N” motivos, vem a tese ou dissertação impressa, isso ainda acontece, é um requisito que está no regimento dos cursos.  Fora isso, desde o ano passado estamos ingressando na era das bibliotecas virtuais, então a Unijuí hoje tem duas bibliotecas virtuais, a “pearson” e a “minha biblioteca”,  são plataformas que se complementam nas áreas do conhecimento. E o nosso acesso a elas  infelizmente é gradativo, porque a gente gostaria que todo mundo já tivesse acesso a essas duas bases, mas elas são bastante caras, então, por enquanto, estamos trabalhando para aumentar o número de acessos, na medida em que o contrato vai sendo renovado nós vamos aumentando o número de acessos para que em curto período de tempo todos os nossos estudantes possam ter acesso a essas bases. Grande parte dos professores já tem o cadastro, se não nas duas, pelo menos em uma. A pearson é mais educação e gestão, a minha biblioteca para outras áreas, como a medicina, engenharias, áreas da saúde em geral, as agrárias. É um trabalho que a gente ainda tem como desafio, hoje os alunos 100% EAD têm acesso, os alunos que estão no currículo 2020 e que possuem as disciplina  20% EAD, e que possuem disciplinas do semestre que tem a bibliografia nessas bases também estão tendo acesso.

Confira a entrevista completa: