Professora realiza fala sobre a importância do brincar

Na tarde da última quarta feira, 20/08, os professores da Educação Infantil e Anos Iniciais se reuniram no auditório para assistir a dissertação de mestrado do colega professora de educação física, Eduarda V. Burckardt. Na oportunidade o trabalho com o título “O brincar e a indústria cultural: é possível salvar a criança?” Foi socializado provocando o grupo para pensar sobre a criança e sua relação com o brincar.


Na ocasião o debate acerca da influência da indústria cultural foi discutido, propondo um momento de reflexão da interferência dos brinquedos industrializados e eletrônicos na rotina das crianças. Nesse viés, surge como alternativa para pensar e de fato valorizar o brincar como essência para a criança por meio do brincar e se-movimentar e suas inúmeras possibilidades.
Dessa maneira, a reflexão sobre o uso excessivo de aparelhos tecnológicos e brinquedos com funções pré determinadas, desacomodou o grupo no sentido de pensar a escola e os espaços para o brincar como necessidade vital da criança.
Segundo a professora, nós adultos não podemos roubar o que as crianças tem de mais essencial: o brincar.