Aula Pet - Estudantes do sétimo ano da EFA debatem sobre a importância do cuidado aos animais

A aula de Português da turma C71 da EFA, na segunda feira 08/06, iniciou com a sala cheia de convidados especiais. Lá estavam: o Theo (Caetano), a Branca (Gabrielli Monteiro),  o Luke (João Lacorth), o Floquinho ( Bruno), o Toby (Gabriel), a Cacau (Júlia),  a Bombom (Arthur Hartmann), a Lilica ( Milena), o Max (João Feller), o Vince (Nícolas), a Capivara (Renan), a Luna (Ana), a Cacau (Gustavo), a Pou (Bianca), o Flocos (Rafaela), a Smile (Bernardo), o Thor (Joana), a Kuki (Pedro), a Chica (Cristiano Ronaldo), o Pingo (Arthur Copetti), o Luki (Eduardo), o Ted (Eduarda), a Cacau (Samantha), a Lua (Gabrieli Santana), Sandy (Luis Felipe)

Toda esta galera PET foi apresentada à turma, através de seus tutores. São bichinhos de estimação que fazem a vida dos meninos e das meninas do sétimo ano muito mais alegre, cheia de traquinagens, diversão e muito amor.

Há pelo menos quatro encontros, as aulas de PORTUGUÊS, têm trazido a discussão sobre o cuidado com a vida e, especialmente a vida animal. Leituras informativas inseridas em notícias e reportagens revelaram algumas tristes realidades de descuido para com animais de pequeno porte, nos conta Rosana Barros, responsável por este projeto. Ela destaca que esta organização didática tomou uma proporção maior do que a esperada, pois os/as alunos/as se envolveram emocionalmente com o tema.

Os estudantes, bastante compenetrados, leem os materiais propostos e, a partir destes textos, realizam debates, em específico, sobre como conscientizar a população para não haver maus tratos a seres tão indefesos quanto gatos, cachorros, coelhos, tartarugas, calopsitas e vários outros. Impressiona, segundo Rosana, a maturidade com a qual demonstram sua indignação por quem é capaz de maltratar a vida, principalmente indefesa.  Todos têm muito evidente que este é um crime. Além disso, buscam conhecer o trabalho de ONGs e de como é possível colaborar para que a comunidade PET tenha acesso a um lar e cuidados com alimentação, carinho e todo o aporte veterinário.

A escolha por este tema veio porque, a cada aula online, sempre apareciam os bichanos na tela, causando um alvoroço bom, conta a professora. Bastava iniciar o meet que, a qualquer momento da aula desfilavam, entre as crianças, gatos, cachorros, até um coelho e uma calopsita, daí a ideia em trazê-los para a sala de aula efetivamente e inserir as aprendizagens específicas do componente curricular aos interesses comuns. Fiquei muito impressionada ao questionar sobre quantos teriam um animal de estimação em casa e obter cem por cento de resposta afirmativa, como poderia desperdiçar este dado?, informa a professora, revelando-se animada.

Nesta semana, ao apresentarem seus estimados amiguinhos, cada um/uma usou e extrapolou de adjetivos e advérbios que construíram descrições recheadas de caracterizações e que demonstraram a importância destas vidas às famílias dos alunos da turma C71 da EFA. Na sequência, haverá produção textual de gêneros variados, incluindo-se notícias amplas, reportagens, crônicas e narrativas fantásticas, bem como escrita de uma redação sob o tema AMIGOS OU CONEXÕES? Proposto pelo Jornal da Manhã. Além disso, os estudantes organizaram seu “MURALNIMAL”, onde serão expostas fotos registrando momentos do dia a dia entre os pré-adolescentes, seus amigos PET e sua convivência familiar, nas suas residências.