POR ONDE TUDO COMEÇA: A educação de crianças pequenas

Por Sônia Falcão, professora da educação infantil, turma A11, crianças de dois anos

Meu coelho é o bobinho

Mora na casa da minha vovó

Ele pega comida da minha mão

Seu pelo é preto e branquinho

Gabrieli Zuckert Santana

(5 anos , Educação Infantil, Poesia XI alunos mostram o que fazem)

 

             Sim, Eles entendem tudo, interagem e aprendem! Eles vivem nos surpreendendo, as vezes parece que não estão prestando atenção em nada do que acontece ao redor deles e, de repente, fazem algo que demostram que estão conectados a tudo. É uma palavra, um gesto, um olhar, uma pergunta, uma gargalhada. Segundo a professora Sônia, para estar bem e desenvolver-se as crianças precisam de cuidados e cuidar não envolve somente estar atento aos cuidados biológicos e relacionais, é pautado em como ajudar o outro a se desenvolver como ser humano, desenvolvendo capacidades e habilidades. O cuidar exige conhecimento e cooperação de profissionais e família. Educar e cuidar acontecem em condições de aprendizagens intencionais afetivas e pedagógicas orientadas pelo adulto mediador do processo educativo. A criança tem um desenvolvimento integrado, o desenvolvimento físico está intimamente ligado ao desenvolvimento psicológico e cultural, ou seja, a criança se constitui como sujeito com personalidade e como membro de um grupo a partir das experiências concretas que tem com o seu meio. Usar do imaginário, da sensibilidade, do olhar, do prazer de estar com a criança, possibilita novas descobertas, no cotidiano da sala de aula percebemos que muitas vezes as crianças estão brincando e nos surpreendem com perguntas e colocações a cerca do que esta acontecendo ao seu redor, esta “conectada” esta é uma característica da criança pequena, a percepção, e os educadores necessitam estar atentos, porque a criança aprende e se desenvolve basicamente pelo viés da brincadeira. Nem sempre a criança consegue verbalizar o que sente ou deseja, é possível compreende-la através da expressão, sobretudo corporal e mediados pela palavra construirão vínculos afetivos, formas de convivência social e aprendizagens.

Nas turmas da Educação Infantil o Educar e Cuidar tem um significado amplo e ao mesmo tempo singular a cada criança. O trabalho é realizado na perspectiva de oportunizar a criança a aprender, questionar, expressar-se, construir conhecimento e a desenvolver autonomia tanto individual quanto coletiva na realização de pequenas tarefas, ampliando principalmente a as interações, a linguagem oral, motricidade e sociabilidade. As atividades acontecem em diferentes espaços, de forma espontânea, em que as crianças fazem suas próprias escolhas, fundamentais ao tempo do desenvolvimento infantil como o desenvolvimento da autonomia e interação e resolução de conflitos, como também, as atividades são proporcionadas pela professora que, de forma intencional, faz intervenções e mediações importantes ao que se espera e se propõem para a criança e ao grupo.  Educar para o olhar, para o ouvir, para o falar, para o aprender a relacionar-se, e a desenvolver aspectos que são determinantes nas aprendizagens como a concentração, a atenção, a motricidade, a construção/internalização de regras, o saber buscar informações, pesquisar, para ampliar o conhecimento já adquirido e construir novos. Oportunizar vivências no sentido de promover a ampliação do universo das diferentes linguagens infantis: oralidade, representação gráfica: desenho, pintura, colagem, representação simbólica, brincadeiras de imitação, faz de conta, sociabilidade, movimento, ritmo, musicalidade e o desenvolvimento da motricidade fina, relativa a destreza das mãos e dedos e motricidade ampla, movimento corporal como um todo proporcionando a integridade entre os aspectos cognitivos, emocionais e sociais, desenvolvidas pela mediação da ludicidade, pesquisa e linguagem.