Estudei por um semestre na Faculdade de Direito da Universidade do Porto

"Estudei por um semestre na Faculdade de Direito da Universidade do Porto"

 Confira o Relato de Intercâmbio de Mariana Mallmann, estudante de Direito.

 

  “The past cannot be changed.The   "The future is yet in your power” (Mary Pickford). O intercâmbio acadêmico é um grande desafio na vida de qualquer estudante, significa ter autonomia para perseguir sonhos e aprender que nem tudo na vida sairá como planejado, mas que alguns objetivos poderão ser alcançados se persistirmos.

  Estudei por um semestre na Faculdade de Direito da Universidade do Porto, em Portugal, nomeadamente nos cursos de Direito e Criminologia. Um período de mobilidade acadêmica é a oportunidade perfeita para aprender a ser mais autodidata na hora de estudar. Os professores da Universidade do Porto incentivam justamente a ter essa autonomia, tendo em vista que não encaminham qualquer espécie de material de estudo e instigam o aluno a realizar sua própria investigação.

 Se eu pudesse definir o intercâmbio em uma só palavra, seria “saudade”. A partir do momento em que você sai do seu país de origem para enfrentar os desafios que o mundo tem a oferecer, sua vida se tornará uma eterna saudade. Primeiramente sentirás saudade de casa, da família e de todos os amigos que deixou para trás. E com o passar do tempo, mesmo antes de ir embora, vai começar a sentir saudade desse país que te acolheu, e de todos os amigos que lá fizestes. Não vai querer deixar Portugal, mas também não vai querer ficar longe de seu país. É muito contraditório, mas viverás sentindo saudade, porque Portugal tornou-se um pedaço de quem tu és.

 Há muitos aspectos positivos na forma de organização do povo português que poderão ser por nós observados, visando melhorar a nossa própria organização enquanto país. Durante a mobilidade, tive a oportunidade de visitar a antiga “cadeia da relação do Porto”, que foi uma prisão do século XVIII, descrita como “insalubre” por diversos autores portugueses como Ayres de Gouvêa. Isso incentivou os portugueses a melhorar a condição de vida dos detentos, o que nos dias atuais resultou em prisões bem estruturadas se comparadas às prisões brasileiras. Outro aspecto que os portugueses estão a nossa frente é na segurança pública, afinal, estamos a falar de um dos países mais seguros do mundo. Esse fato decorre de uma abordagem policial predominantemente “preventiva”.

 O intercâmbio é um momento de muito aprendizado, tanto acadêmico quanto pessoal, e sem dúvidas é uma experiência que todos os estudantes deveriam ter a oportunidade de vivenciar. A Unijuí está em um ótimo patamar, e consegue preparar muito bem os estudantes para enfrentar os desafios de estudar em uma das melhores universidades do mundo. Consegui acompanhar as aulas, realizar os trabalhos e buscar o conteúdo necessário para os exames.

 Gostaria de agradecer imensamente a Universidade do Porto e à UNIJUÍ pela oportunidade e pelo voto de confiança. Também gostaria de prestar minha gratidão a minha família, e ao pessoal do Escritório de Relações Internacionais da UNIJUÍ, por todo o apoio durante o processo de candidatura.