COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Extensão

Seminário de Extensão: a socialização das atividades desenvolvidas pelos projetos na Universidade

                

Com o objetivo de apresentar os resultados e atividades dos Projetos de Extensão desenvolvidos na Unijuí, foi realizado, na tarde de quarta-feira, dia 12, o Seminário de Extensão. Professores, estudantes bolsistas e estudantes voluntários que atuam em projetos da modalidade "Ações Comunitárias" estiveram reunidos, no Centro de Eventos, para socializar o trabalho realizado ao longo deste ano. O evento também contou com a participação da Reitora, professora Cátia Maria Nehring e do Vice-Reitor de Administração, Dieter Rugard Siedemberg. 

De acordo com a Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, atualmente são desenvolvidos 10 projetos de Extensão, com mais de 40 professores, além de 40 bolsistas e também estudantes voluntários na Universidade. “O objetivo foi reunir os professor e bolsistas destes projetos de Extensão e proporcionar uma visão geral do que se faz em Extensão na Universidade. Foi um momento importante de socialização do que foi produzido ao longo do ano”, observa o Vice-Reitor da pasta, professor Fernando Jaime González.

Também foi objetivo do encontro criar possibilidades de diálogo entre os diferentes projetos, para futuras colaborações. “Muitos projetos trabalham com o mesmo público de interesse, por isso, precisamos abrir caminhos para parcerias e trabalho em conjunto entre eles. Temos muito para crescer e desenvolver com este trabalho em conjunto”, complementa o Vice-Reitor.

Para o próximo ano a Universidade já prepara novos projetos, no intuito de ampliar o trabalho de Extensão com a comunidade regional. Com o objetivo de popularizar e informar a sociedade sobre as atividades, será desenvolvido o Projeto “Ciência para Todos”, que vai disponibilizar acesso ao conhecimento e práticas de extensão para as escolas da região. Outro projeto que vai beneficiar as escolas é o “Circuito Universitário de Promoção da Ciência”. Nesta proposta, as escolas vão poder agendar visitas e oficinas com os Projetos de Extensão de acordo com as atividades que estão desenvolvendo em sala de aula. Os dois Projetos já possuem, inclusive, identidade visual, que foram apresentadas pelo gerente da Coordenadoria de Marketing da Unijuí, Giancarlo Dari Bottega. Além disso, a Universidade passará a oferecer 15 Projetos nesta modalidade de Ações Comunitárias em 2019.

Outro ponto importante, e que a Vice-Reitoria procura desenvolver com os diferentes projetos ao longo do ano é estimular o protagonismo dos bolsistas. “Vamos intensificar, no próximo ano, este ponto. Queremos desafiar o desenvolvimento de atividades dos estudantes com outras áreas diferentes da sua, com o objetivo de desenvolvermos competências profissionais”, salienta o professor Fernando González, Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão. 


Projeto de Extensão do curso de Direito participa de festa natalina da Escola Timbaúva

Na noite de 7 de dezembro, a Escola Estadual Timbaúva realizou a “Noite de Natal”, nas dependências do Auditório Central da Unijuí Campus Santa Rosa. No evento estavam presentes os professores, amigos e familiares dos alunos da escola, que realizaram diversas apresentações em comemoração a festa natalina, bem como a retrospectiva das atividades desenvolvidas ao longo do ano de 2018.

Na oportunidade o Projeto de Extensão Conflitos Sociais e Direitos Humanos: Alternativas Adequadas de Tratamento e Resolução, representado pelas professoras Francieli Formentini e Fernanda Serrer e as alunas bolsistas Amanda Corim e Jaqueline Griebler, prestou seus agradecimentos a escola parceira do projeto, destacando a oportunidade que a mesma conferiu a Universidade e ao Curso de Direito quanto a realização de dinâmicas relacionadas com a Mediação de Conflitos Escolares.

Na mesma ocasião, foram prestadas homenagens aos alunos e professores da turma do 7º ano, os quais integraram a equipe de trabalho, destacando a importância do diálogo na resolução dos conflitos por intermédio da mediação escolar.

O projeto tem como objetivo a promoção da cultura de paz na escola, bem como estimular o diálogo entre a direção, professores e alunos. Ao longo dos encontros são trabalhados e debatidos vários temas de grande relevância como responsabilidade, cooperação, engajamento social, alteridade, preconceitos e violência.

Confira o vídeo com a homenagem prestada aos alunos e à escola Timbaúva.


Segunda ação comunitária do Projeto Rondon é realizada no Distrito de Itaí, em Ijuí

                  

O projeto piloto para o município de Ijuí “Ações Comunitárias”, nos “moldes” do Projeto Rondon, para as áreas de Comunicação, Meio Ambiente, Trabalho e Tecnologia e Produção, desenvolvido pela Unijuí, juntamente com o Poder Executivo de Ijuí e em parceria com a Escola Estadual de Ensino Fundamental Pedro Maciel, ocorreu no dia 03 de dezembro, no Distrito de Itaí, em Ijuí. A ação foi organizada pelos extensionistas selecionados para o projeto Rondon -  Operação Parnaíba 2019 da Unijuí, coordenados pelas professoras Leonir Terezinha Uhde e Maria Aparecida Zasso. O grupo de estudantes desenvolveu oficinas voltadas para a capacitação da comunidade, envolvendo práticas do cotidiano, como saúde pública e zoonoses e o aproveitamento integral de alimentos.

As atividades foram realizadas na Estadual de Ensino Fundamental Pedro Maciel, das quais participaram estudantes com idades entre seis e quinze anos e a comunidade em geral. As oficinas ocorreram pela parte da manhã e da tarde e tiveram como foco trabalhar com os participantes possibilidades para melhorar a realidade local, colaborando para o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento da qualidade de vida.

Pela parte da manhã ocorreu a exposição fotográfica com registros do Distrito de Itaí e uma dinâmica que estimulou a socialização sobre os principais pontos da localidade, como a Fonte da Ilha, a ponte ferroviária e a antiga fábrica de refrigerante, a escola estadual, as áreas de cultivo agrícola e o rio Ijuí.  Após a interação, os estudantes do curso de Medicina Veterinária conversaram sobre saúde pública e zoonoses e destacaram as formas de prevenção e controle das mesmas.

Na parte da tarde, as estudantes de Nutrição deram sequência
às atividades, destacando questões práticas sobre higiene e manipulação de alimentos e a utilização integral de frutas, legumes e vegetais. Além disso, desenvolveram uma receita de bolo, aproveitando todas as partes da banana.

As oficinas do projeto piloto Ações comunitárias: construção de soluções para o desenvolvimento com sustentabilidade e fortalecimento da cidadania, bem-estar social e qualidade de vida buscam preparar os universitários para a realização da ação extensionista no Piauí em 2019, além de estimulá-los para as práticas cidadãs voluntárias, colaborando para o desenvolvimento das comunidades.

 


Projeto Rondon: estudantes realizam ação comunitária no Bairro Getúlio Vargas, em Ijuí

              

Os extensionistas do projeto Rondon - Operação Parnaíba 2019, juntamente com os professores coordenadores, Felipe Libardoni e Leonir Terezinha Uhde, realizaram, no dia 26 de novembro, o projeto piloto Ações comunitárias: construção de soluções para o desenvolvimento com sustentabilidade e fortalecimento da cidadania, bem-estar social e qualidade de vida. A ação ocorreu na sede do Bairro Getúlio Vargas, de Ijuí, com a presença de moradores locais. Um dos focos da ação foi discutir sobre os problemas da comunidade. Os estudantes proporcionaram um diálogo com os participantes, que apontaram os principais problemas do bairro, sendo eles: o descarte inadequado de resíduos em um terreno baldio e os animais errantes, como cachorros e cavalos.

Após a exposição, os extensionistas apresentaram propostas para melhorar a realidade do bairro e as ações diárias dos moradores. A estudante do curso de Medicina Veterinária, Eduarda Copetti Dunker, destacou a necessidade do descarte correto do lixo para evitar a proliferação de animais e doenças. Também apresentou quais fatores podem colaborar para a contaminação dos alimentos. A graduanda de Nutrição, Nicole Mantovane da Silva, trouxe a importância da higienização para a manipulação dos alimentos e o reaproveitamento integral de frutas, legumes e vegetais. Os estudantes do curso de Agronomia, Adriano Udich Bester, Daniela Regina Kommers e Tatiana Nataniele Mentz apresentaram sugestões de hortas suspensas com o aproveitamento de garrafas PETs e a utilidade das plantas medicinais e condimentares. Houve a confraternização entre os participantes, que degustaram um bolo feito com o aproveitamento integral da banana e chás de plantas medicinais.

A ação comunitária no Bairro Getúlio Vargas proporcionou à comunidade a troca de conhecimento e à capacitação perante questões importantes do dia a dia. Além disso, possibilitou aos universitários a prática voluntária, estimulando a cidadania e colaborando para o desenvolvimento social, através do espírito de equipe e da integração entre diferentes áreas do conhecimento.

As oficinas foram definidas em capacitações que foram realizadas neste segundo semestre, visando a preparação para a Operação Parnaíba, próximo destino do Projeto Rondon, que acontecerá em 2019. O município de Cabeceiras do Piauí é um dos quinze do estado do Piauí que foi contemplado com ações desenvolvidas pelo Projeto, através do Ministério da Defesa.


Unijuí se reúne com representantes da Feira de Economia Solidária para o planejamento de ações

                 
 

Na última sexta-feira foi realizada uma roda de conversa entre a Universidade e mulheres artesãs que integram a Feconsol - Feira de Economia Solidária. Participaram deste encontro Elizandra Pinheiro da Silva, analista de Planejamento da AGIT/ITECSOL, Sirlei Noemi Schneider, assessora da Vice-Reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, a professora Arlete Regina Roman, e as integrantes da Feconsol: Jurema Bueno da Silva (presidente), Ines Batista da Silva (secretaria) e a associada Lucia Hentshke. A atividade ocorreu no Campus Ijuí.

Este encontro teve como objetivo a socialização de experiências na produção de artesanato com o reaproveitamento de materiais, como por exemplo os tecidos de guarda-chuvas e sombrinhas estragadas, que, ao invés de irem para o lixo, podem se tornar sacolas, bolsas, pacotes de presente, dentre outros produtos. A proposta é construir um plano de ações para o recolhimento de guarda-chuvas quebrados, os quais serão repassados às artesãs para a produção destes objetos, proporcionando um incremento de renda, e evitando danos ao meio ambiente.

Para além dessa ação, foi pensado no planejamento de futuras oficinas de artesanato aos integrantes da Feconsol, tendo a proposta de reutilização de materiais alternativos na confecção dos mesmos. Planejou-se também o desenvolvimento de oficinas de reaproveitamento de alimentos e saúde da mulher, para as mulheres integrantes da ACATA e ARL6, associações incubadas pela Itecsol.


Integrantes do Projeto Rondon realizam preparativos para a Operação Parnaíba

              

A Unijuí está em fase de preparação para a Operação Parnaíba, próximo destino do Projeto Rondon, que acontecerá em 2019. O município de Cabeceiras do Piauí é um dos quinze do estado do Piauí que foi contemplado com ações desenvolvidas pelo Projeto, através do Ministério da Defesa.

Os estudantes da Unijuí selecionados Adriano Udich Bester, Daniela Regina Kommers e Tatiana Nataniele Mentz, do curso de Agronomia, Chaeli Quevedo Branco Oliveira e Gustavo Henrique Mendes Bedendo, do curso de Medicina Veterinária, Juliana Andretta, do curso de Jornalismo, Cristiane Zeni Bender Slaviero e Nicole Mantovane da Silva, do curso de Nutrição irão realizar oficinas durante duas semanas no município, no Conjunto B de Ações: Comunicação, Trabalho e Meio Ambiente e Tecnologia e Produção.

No período de 23 a 29 de setembro foi realizada a viagem precursora pela professora coordenadora do Projeto na Universidade, Leonir Terezinha Uhde, juntamente com a professora Sandra Cristina Pillon, da Universidade de São Paulo/Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. A viagem ocorre aproximadamente 4 meses e meio antes da operação, quando os professores coordenadores realizam a visita ao município que irão atuar com toda a equipe (2 professores e 8 estudantes), no período de 18 de janeiro a 03 de fevereiro de 2019. O intuito é conhecer as lideranças do município para definir os aspectos relacionados a alojamento, alimentação e transporte, apresentar o plano de trabalho e fazer as adequações necessárias.

Em Cabeceiras do Piauí foi realizada reunião com os secretários e líderes comunitários; participação em atividades do Núcleo de Cidadania; e visita em quatorze povoados. Foram definidos 21 locais para a realização das ações dos Conjuntos A e B. Destes, 20 são povoados, considerados como núcleos de ação, nos quais os demais povoados estarão inseridos.

Imagens da viagem precursora.

Encontros e reuniões

No dia 05 de outubro ocorreu a primeira reunião com a equipe formada para o projeto Rondon. Na oportunidade, os estudantes puderam socializar em equipe e receberam as primeiras orientações sobre as atividades que serão realizadas entre os dias 18 de janeiro e 3 de fevereiro de 2019. A equipe pôde conhecer um pouco sobre a realidade do município que receberá as ações do projeto a partir da exposição oral da professora Leonir Terezinha Uhde, que esteve no município de destino dias antes, realizando a viagem precursora. O município localiza-se no norte piauiense, na microrregião do baixo Parnaíba, com mais de 608 mil quilômetros quadrados e uma população próxima dos 10 mil habitantes.

Este encontro contou também com a participação do professor Dr. Fernando Jaime González, Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, que acolheu a equipe, salientando a importância das atividades que serão realizadas pelo Projeto Rondon. Ele parabenizou os professores coordenadores e estudantes por aceitarem o desafio de participar deste projeto da Universidade, levando e trazendo conhecimento de uma outra região do país. Lembrou, também, que esta é uma atividade de extensão que leva a marca da Unijuí e, portanto, espera que a equipe tenha êxito no seu desenvolvimento.

Na reunião, os estudantes selecionados também puderam absorver quais são as maiores necessidades existentes no município, entre elas, manejo de animais errantes, a produtividade familiar, o melhor aproveitamento do caju, armazenamento de água e cuidados com a alimentação, saneamento básico urbano e rural e a disponibilidade de meios de comunicação no ambiente rural e urbano.

A segunda reunião realizada com a equipe de rondonistas da Unijuí aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, com o objetivo de expor alternativas para solucionar ou amenizar os problemas pertinentes no município de Cabeceiras do Piauí, no estado do Piauí. Na oportunidade, os estudantes dos cursos de Agronomia, Jornalismo, Medicina Veterinária e Nutrição apresentaram suas propostas de intervenção no território de Cabeceiras, como primeira atividade prática solicitada. Nas semanas anteriores, os estudantes de cada curso se reuniram com o intuito de encontrar alternativas cabíveis para a resolução das questões mais preocupantes identificadas no município piauiense. As equipes, correspondentes a cada curso, apresentaram os resultados de suas pesquisas.

Deste encontro, além dos professores coordenadores do Projeto, participaram a professora Véra Fischer, representante institucional junto ao Projeto Rondon, e a assessora de extensão da Unijuí, Sirlei Schneider.

- os estudantes Adriano Udich Bester, Daniela Regina Kommers e Tatiana Nataniele Mentz, do curso de Agronomia, direcionaram suas pesquisas para os alimentos mais produzidos no município, com destaque para o caju, o babaçu, a carnaúba, a mandioca e o mel, trazendo questões como formas de cultivo e aproveitamento dos mesmos. Além disso, apresentaram questões importantes sobre captação e armazenamento da água;

- a representante do curso de Jornalismo, Juliana Andretta, apresentou propostas de oficinas relativas à comunicação e à educação, com o foco de trabalho com as crianças, além de diálogos com os meios de comunicação do município, com o intuito de propor uma maior atenção ao meio rural, para promover o setor;

- os rondonistas do curso de Medicina Veterinária Chaeli Quevedo Branco Oliveira e Gustavo Henrique Mendes Bedendo apresentaram soluções para melhorar a produtividade, especialmente na pecuária, destacando a alimentação bovina, manejo de caprinos e ovinos, controle e prevenção de doenças e a posse responsável para o problema dos animais errantes;

- as estudantes de Nutrição Cristiane Zeni Bender Slaviero e Nicole Mantovane da Silva focaram a pesquisa na segurança alimentar, destacando o cultivo orgânico, a criação de hortas e a higienização, conservação e reaproveitamento de alimentos.

A terceira capacitação dos extensionistas selecionados da Unijuí para o projeto Rondon 2019 - Operação Parnaíba ocorreu na manhã do dia 05 de novembro. Estiveram na reunião os oito estudantes selecionados da Universidade, juntamente com os professores coordenadores Leonir Uhde, Maria Aparecida Zasso e Felipe Libardoni. Na oportunidade, foram delimitadas questões práticas a serem realizadas no município de Cabeceiras do Piauí, local onde serão executadas as ações pelos rondonistas da Unijuí e da Universidade de São Paulo.

O foco inicial do encontro foi sobre as atividades culturais que serão realizadas no município de destino, com o intuito de levar um pouco das culturas gaúcha e paulista para o território piauiense. Em geral, as equipes de extensionistas assistem às apresentações da cultura local, conhecendo hábitos alimentícios, vestuário, tradições e história do município sede da ação, mas também levam conhecimento sobre sua cultura, dispondo de apresentações artísticas para a aproximação com a população local.

Além disso, houve o planejamento do Projeto Piloto para a execução no município de Ijuí. O projeto piloto consiste no experimento prático das ideias expostas, com o intuito de ter uma resposta referente a viabilidade de execução e possíveis resultados obtidos. O projeto piloto, além de colaborar para a definição das questões a serem realizadas no Piauí, colabora para o auxílio de mudanças em uma determinada comunidade. Os locais selecionados para a realização do projeto em Ijuí são o Bairro Getúlio Vargas e o Distrito de Itaí.

Projeto Piloto – Município de Ijuí/RS

O Projeto Piloto do Projeto Rondon será realizado no município de Ijuí, no Bairro Getúlio Vargas (área urbana) e no Distrito de Itaí (área rural), com a programação e organização das ações sob a coordenação do professor Felipe Libardoni e participação das professoras Leonir Uhde e Maria Aparecida Zasso, todos do Departamento de Estudos Agrários (DEAg) da Unijuí.

Cronograma

Ações do Projeto Piloto:

26 de novembro – segunda-feira – tarde – Bairro Getúlio Vargas 3

Local: Sede do Bairro  

Programação da Ação do projeto Piloto no Bairro Getúlio Vargas (urbano) 

14h: Apresentações, inscrição dos participantes e dinâmica inicial

14h45: Oficina Saúde Pública: zoonoses

15h25: Oficina: aproveitamento integral dos alimentos e higienização de alimentos – receitas

16h05: Oficina:quintais produtivos e plantas medicinais

16h45: Encerramento/avaliação e entrega dos certificados.

As demais atividades no Bairro e no Distrito de Itaí não têm datas confirmadas.

Rondon


É uma iniciativa realizada pelo Ministério da Defesa/Coordenação-Geral do Projeto Rondon em parceria com o Governo do Estado do Piauí e municípios contemplados. Tem o apoio do 25º Batalhão de Caçadores do Exército Brasileiro e contará, também, com a participação de Instituições de Ensino Superior (IES) de diversos estados do país. No caso específico de Cabeceiras do Piauí, foi criado o Núcleo do Projeto Rondon do município.


Balcão do Consumidor apresenta o trabalho de atendimento à comunidade

                   
 

Com o objetivo de aproximar a Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão dos projetos de Pesquisa e Extensão desenvolvidos pelos cursos da Unijuí, o Vice-Reitor da pasta, professor Fernando González, está realizando, neste segundo semestre de 2018, uma rodada de visitas aos Departamentos. Na última quarta-feira, o professor esteve no Balcão do Consumidor, em Ijuí, que funciona junto ao Procon da cidade.

As instalações e o trabalho foram apresentados pela professora Fabiana Fachineto e pelo professor Tobias Damião Corrêa. Desde que foi criado, em 2013, mais de 13, 5 mil atendimentos foram realizados. E, neste ano de 2018, de janeiro até início de novembro, já foram realizados mais de 2,3 mil atendimentos no espaço.

O Balcão do Consumidor é um serviço da Unijuí para a resolução de conflitos em relações de consumo. Com uma proposta de trabalho diferenciada, destaca-se de outras iniciativas semelhantes no Estado, pois poucos serviços oferecem, além do atendimento básico, outras formas de resolução, como audiências para mediação entre consumidor e fornecedor, serviço oferecido pelo Balcão.

Os consumidores são atendidos por bolsistas da Universidade, estudantes do curso de Direito da Unijuí. Imediatamente se faz o contato com o fornecedor por telefone, narrando o problema e buscando sua solução. Dessa forma, mesmo atendendo cerca de 250 reclamações mensais, a resolutividade está na faixa dos 80%.

Para atendimento no Balcão não são observados critérios de renda, porém é necessário que a reclamação seja feita diretamente pelo consumidor titular do produto, ou então por meio de um procurador. O reclamante deve ainda apresentar documentos pessoais, além de nota fiscal, faturas, contratos e demais documentos que demonstrem a relação de consumo, além de números de protocolo (em caso de telefonia) e a tentativa frustrada de resolução do problema diretamente com o fornecedor.

                     

O Balcão do Consumidor está vinculado ao Projeto de Extensão “Conflitos Sociais e Direitos Humanos: alternativas adequadas de tratamento e resolução”, que busca meios alternativos para solucionar os conflitos de maneira mais rápida que o Poder Judiciário, construindo diálogo entre as partes para que saiam satisfeitas com o acordo.

Coordenado pela professora Fabiana Fachinetto, o projeto é desenvolvido nas cidades de Ijuí, Três Passos e Santa Rosa, e conta com a colaboração dos professores Tobias Damião Corrêa, Fernanda Serrer, Francieli Formentini e Eliete Vanessa Schneider.

Em Ijuí e Três Passos as atividades do projeto são desencadeadas no Balcão de Consumidor, onde são realizados atendimentos aos consumidores que possuem problemas com telefonia, saúde, vício de produto e serviços, endividamento, entre outros problemas. O Balcão surgiu de uma parceria entre Unijuí, Ministério Público Estadual e Poder Público, por meio de convênio.

Em Santa Rosa o projeto apresenta um viés diferente, com enfoque nos conflitos decorrentes das relações familiares, por meio de um convênio instituído com o Tribunal de Justiça e Defensoria Pública. Os atendimentos acontecem no Escritório Modelo.


Balcão do Consumidor soluciona conflitos envolvendo contratos de consumo

O Balcão do Consumidor da Unijuí Campus Santa Rosa, iniciou suas atividades durante o segundo semestre deste ano, após uma parceria realizada entre a Universidade e o Procon do Estado do Rio Grande do Sul. O objetivo é prestar atendimento preliminar de consumidores, buscando a solução de conflitos resultantes de relações de consumo de forma extrajudicial.

De acordo com a professora do curso de Direito, Fernanda Serrer, o Balcão do Consumidor apresenta-se como mais uma porta para a solução pacífica e pré-processual de conflitos envolvendo contratos de consumo e representa mais um serviço que a Universidade coloca à disposição da Comunidade local.

O serviço é gratuito, sendo que os atendimentos são realizados por estudantes do Curso de Graduação em Direito da Unijuí, sob a orientação dos professores e de um assessor jurídico. Os atendimentos ocorrem nas segundas, terças e quintas-feiras, no período da tarde.

Os interessados poderão ir até o Escritório Modelo, no Centro Profissional Puntel, situado na Avenida Rio Branco, nº 657, Sala 201, onde está instalado o Balcão do Consumidor da Unijuí. Mais informações poderão ser contatadas pelo fone (55) 3511-5296.

 


Projeto de Educação em Saúde apresenta atividades e resultados desenvolvidos com a comunidade

                 

Com o objetivo de aproximar a Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão dos projetos de Pesquisa e Extensão desenvolvidos pelos cursos da Unijuí, o Vice-Reitor da pasta, professor Fernando González, está realizando, neste segundo semestre de 2018, uma rodada de visitas aos Departamentos. Nesta terça-feira, dia 13 de novembro, ele esteve no Departamento de Ciências da Vida (DCVida) para conhecer de perto o Projeto de Extensão “Educação em Saúde”. O projeto envolve professores e estudantes, bolsista ou voluntários, dos cursos de Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Enfermagem, Estética e Cosmética e Biomedicina, além do curso de Ciências Biológicas (Mostras de Saúde).

A coordenadora do Projeto, professora Angélica Moreira, acompanhada das professoras, Adriane Huth, Marinez Petenon, Marilei Uecker e bolsistas do Projeto, apresentou o funcionamento, as atividades, bem como o resultado das ações com a comunidade. Neste ano foram realizadas uma série de atividades, entre elas:

Oficinas de capacitação e qualificação com os estudantes para intervenção junto à comunidade; Oficinas de educação em saúde com professores da Escola IMEAB; Oficinas de educação em saúde com pais de alunos de ensino fundamental da Escola IMEAB; Oficinas de educação em saúde com estudantes de ensino fundamental e médio; “Mostra de Saúde” nas Escolas; Atividade com a Comunidade: participação na comemoração dos 60 anos da Escola IMEAB; Associação: Oficinas de Educação em Saúde com a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais APADEVI; Oficinas de Educação em Saúde em ESF e em UBS; Mulheres: Clube de Mães e Grupo de Idosas Cristo Rei; Atendimento Domiciliar a Idosos “não ativos” vinculados à ESF Assis Brasil - “Home Care”; Reunião com a equipe de Saúde da ESF Assis Brasil: apresentação e discussão acerca do estado de saúde dos idosos assistidos; Atividades vinculadas ao Programa Integrado para a Terceira Idade (PITI); Reuniões entre equipe de professores e estudantes para socialização, discussão, problematização e avaliação das ações em saúde realizadas; Elaboração de Trabalhos Científicos.

                       

Atividades realizadas em Escola na primeira semana de novembro

Desafios do Projeto

A educação em saúde é um desafio para os serviços de saúde e também para a Universidade. Dessa forma, ele visa discutir e problematizar com os estudantes as vivências, a partir da integralidade; envolver os estudantes em atividades de ensino e serviços aos usuários assistidos por uma equipe de saúde; proporcionar vivências e consolidação de conhecimentos de núcleos profissionais e também vivências interdisciplinares, como vivências de campo. “Esta intervenção na comunidade congrega os conhecimentos nas diferentes áreas, garantindo à população atendida atividades de promoção, prevenção e reabilitação em saúde”, observa a coordenadora. 

A partir de convênio firmado entre a Unijuí e a Secretaria de Saúde de Ijuí, a metodologia utilizada para a realização das atividades abrange ações com a população assistida na Estratégia de Saúde da Família (ESF) Assis Brasil e na Escola IMEAB. A dinâmica do projeto desenvolve a extensão. Participam professores e estudantes bolsistas/voluntários nas atividades de ensino e extensão dos cursos de Graduação em Enfermagem, Estética e Cosmética, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição e Biomedicina. As metodologias pensadas para as atividades são estruturadas a partir de metodologias ativas, como a metodologia da problematização. 


Conheça Projetos de Extensão desenvolvidos no Programa de Mestrado e Doutorado em Educação nas Ciências

                    

O Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências desenvolve Projetos de Extensão com o objetivo de socializar a produção científica do Programa. Alguns deles estão em desenvolvimento desde o ano de 2013, integrando pós-graduandos, bolsistas, técnicos-administrativos e professores.

Um dos projetos é intitulado "Espaço do Programa de Pós-graduação em Educação nas Ciências na Rádio UNIJUÍ FM", de autoria de Carmen Antunes, Franciele da Silva dos Anjos, Ligia Vanessa da Silva e Andrei Martins Krug.  "O projeto considera que o rádio continua sendo um importante veículo de comunicação, estando presente na vida diária de muitas pessoas das mais variadas faixas etárias. Nesse contexto, as rádios universitárias representam um importante canal de difusão da produção acadêmica. Nesse âmbito se insere este projeto, entre o Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências e a Rádio UNIJUÍ FM, para a divulgação da produção intelectual do Programa, como dissertações, teses, artigos, livros, dentre outras".

Outro Projeto desenvolvido no Programa é intitulado "Projeto de incentivo à produção e divulgação de textos acadêmicos na área de educação, produzidos pelos egressos, mestrandos e doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências", sob autoria de Carmen Antunes, Jenerton Arlan Schütz e Thaís de Souza Lasch.

"O objetivo principal deste projeto é a elaboração de um texto acadêmico relacionado a área de educação, produzido pelos mestrandos e doutorandos, semanalmente, publicado no site do Programa e divulgado por e-mail ao público do PPGEC".

Para a Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências, professora Eva Teresinha de Oliveira Boff, é muito importante o desenvolvimento contínuo destes dois projetos, para a divulgação e socialização da produção intelectual dos pesquisadores. Os referidos projetos servem também para a atuação dos bolsistas (CAPES, CNPq, FAPERGS e UNIJUÍ) do Programa, no incentivo às ações enquanto pesquisadores do PPGEC.

Ainda, observou que a participação de mestrandos, doutorandos, secretárias, egressos e técnico-administrativo nestes projetos, proporciona, além da integração entre os mesmos, o conhecimento e aprendizagem. Recentemente esses projetos foram apresentados no Salão do Conhecimento da Unijuí.