COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Extensão

Rondon: viagem precursora possibilita a primeira imersão da Unijuí em Novo Oriente do Piauí

                     

Uma nova realidade desdobrou-se para a professora Luciana Viero, de 7 a 13 de abril, período em que esteve no Piauí, em viagem precursora do Projeto Rondon – Operação João de Barro 2019. Como uma das coordenadoras, ela representou os professores e acadêmicos que integram o grupo da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Unijuí.

A viagem tem como principal objetivo ultimar as preparações para as atividades do projeto. A partir desse momento há a primeira imersão dos representantes das Instituições de Ensino Superior, nas comunidades em que realizarão ações de 12 a 28 do mês de julho. As equipes foram recepcionadas em evento solene, na sede do poder executivo do Piauí, em Teresina, que contou com a presença do coordenador-geral do Projeto Rondon, Almirante Barros Coutinho, e do governador do Estado, Wellington Dias.

Nos dias subsequentes, Luciana teve contato com a vida e a cultura do município de Novo Oriente do Piauí – que conta com uma população estimada em pouco mais de 6 mil habitantes –, onde os universitários da Unijuí irão desenvolver as atividades elaboradas para o projeto. “O que mais me tocou foi a hospitalidade e o acolhimento do povo. Eles têm um carinho muito grande pelos rondonistas”, enfatizou ela ao relembrar a chegada à localidade. 

Ao retornar da precursora, a coordenadora destacou aos alunos a respeito das principais observações feitas, para que o planejamento das ações permita a execução de atividades que realmente tenham impacto e transformem a vida das 16 comunidades do município que serão visitadas pelo grupo da Unijuí. Em reunião realizada nesta semana, na sala dos conselhos da Universidade, os oito acadêmicos, em conjunto com as coordenadoras Luciana e Maria Aparecida Zasso, pensaram proposições que tem por interesse melhorar as condições dos moradores das respectivas localidades.

O encontro expositivo contou com apresentação de fotos, que permitiram aos universitários – junto ao relato detalhista da professora –, ter dimensão das principais problemáticas a quais devem apresentar soluções viáveis para as realidades da população novo-orientense.

O planejamento é intensificado

Destacam-se no planejamento, atividades que visam o auxílio no controle de doenças, bem como sugestões para com o trato animal, principalmente de galinhas. Oficinas a respeito de bovinos, suínos, caprinos e ovinos também deverão ser realizadas. A criação de peixes será outro tema abordado. O planejamento para hortas comunitárias; manejo do solo visando uma melhor produtividade e técnicas alternativas e baratas de irrigação também foram pensadas. Oficinas de orientação alimentar, reaproveitamento de lixo orgânico e outros materiais que podem ser reaproveitados, entre outras atividades, foram elencadas. Ressalta-se ainda ações que possibilitem a economia e fomentem melhoria econômica das comunidades. Por fim, manifestações culturais devem integrar a grade de programação dos trabalhos do grupo.      

A expectativa se faz cada vez maior no peito dos jovens rondonistas da Unijuí, que como João de Barro – com seu canto mais bonito –, querem levar informações e difundi-las aos corações que, do outro lado do país, aguardam ansiosos os viajantes da instituição. Luciana afirma que o morador do Novo Oriente tem muito desejo no aprendizado que receberão e, apesar disso, é afirmativa na conclusão: “a maior transformação será dos próprios alunos”.

Por Róbson Gomes


Estudantes da região aprendem a desenvolver aplicativos inovadores para dispositivos móveis

O Projeto de Extensão da Unijuí “Programe o seu futuro” estará trabalhando com estudantes de escolas municipais, estaduais e particulares, de Santa Rosa e Ijuí, nos próximos dois anos.

O objetivo principal é ensinar e transferir conhecimento tecnológico para o desenvolvimento de aplicações inovadoras em dispositivos móveis (smartphones e tablets), demonstrando que cada pessoa pode ser um ente ativo da tecnologia e despertando o espírito empreendedor.

Durante a noite de terça-feira (16), foi realizado o primeiro encontro com os pais dos estudantes interessados em participar do projeto. A atividade foi realizada no mini auditório do Campus Santa Rosa e contou com a participação do Pró-Reitor, professor Marcos Paulo Scherer, do Coordenador dos cursos de Engenharia, professor Mauro Fonseca Rodrigues e do Coordenador do Projeto, professor Marcos Ronaldo Melo Cavalheiro.

Para o coordenador do projeto, a perspectiva é trabalhar em conjunto com a comunidade por meio das escolas e com o apoio de empresas, na realização das ações almejadas. “Serão utilizadas diferentes metodologias e tecnologias para aprimorar o conhecimento e habilidades dos estudantes, preparando-os para uma carreira profissional nas diversas áreas das ciências exatas. Além de aperfeiçoar o raciocínio lógico dos estudantes e com isto melhorar seu desempenho em sala de aula, bem como no desenvolvimento de habilidades e competências”, destaca Marcos.

Primeira aula com os estudantes nos Campi Santa Rosa e Ijuí:

O projeto contempla a participação de estudantes do ensino fundamental e médio, gratuitamente. A metodologia utilizada será por meio de sala de aula invertida, os encontros serão nas terças-feiras em Ijuí e nas quintas-feiras em Santa Rosa. O primeiro encontro já ocorreu no dia 11 de abril no laboratório de informática do Campus Santa Rosa e em Ijuí na tarde de ontem (16).

Na próxima terça-feira, dia 23 de abril, estará ocorrendo no auditório do DCEEng, uma reunião com os pais dos estudantes envolvidos em Ijuí.

Reunião com os pais dos estudantes em Santa Rosa:

 


Alunos aprendem conceitos na prática em Feira do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias

                

Mais de 500 alunos de 39 escolas participaram, em Pinhal, na última quinta-feira, dia 04, da mostra do Projeto Feira Extensão em Ação, parceira entre Unijuí e Grupo Creluz, iniciando as atividades do Programa Educacional Ligado nas Escolas em 2019, do Grupo.

Segundo a professora do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias (DCEEng) da Unijuí, Caroline Raduns, uma das organizadoras da atividade, a parceria tem o objetivo de levar para a região de atuação da Creluz, atividades dos Projetos de Extensão do Departamento. “Visa aproximar os conceitos em uma exposição interativa, prática”, complementa. Participaram da atividade os Projetos “Física Para Todos”, “Feira de Matemática”, “MathGo”, “Energia Amiga” e “Rompendo Barreiras”.

“Pudemos ver, na prática, os conceitos trabalhados em sala de aula. Isso é muito importante e a experiência foi ótima ”, salientou a professora Josiane Manfio, da Escola Municipal 30 de Novembro, de Jaboticaba. Os estudantes também aprovaram e ficaram entusiasmados com os projetos: “a gente teve bastante ideias que podem ser usadas nas nossas feiras de ciências com os Projetos”, observou Andrele Frozzi, estudante de Pinhal.

Confira, em vídeo do grupo Creluz, como foram as atividades

                      

Texto: com informações do Grupo Creluz.


Autoestima é tema de roda de conversa

O Laboratório de Atividade Física e Promoção à Saúde da Unijuí promoveu na tarde de 27 março, a 1ª Roda de Conversa do ano de 2019, no campus Santa Rosa. A temática do encontro abordou uma reflexão sobre autoestima.

Para o usuário do Laboratório, Emerson Kaefer, o tema proposto foi interessante e pertinente. “A autoestima aborda a nossa individualidade fazendo com que possamos entender e reavaliar os nossos sentimentos. Esses encontros são importantes pois nos fazem compreender e interagir em grupo”, destaca o usuário.

Na oportunidade os participantes também realizaram uma atividade em grupo de caça ao tesouro e um lanche ao ar livre para finalizar o encontro.

 


Projeto Rondon: encontro dá início ao planejamento da Operação João de Barro

 

Equipe da Unijuí integrará atividades do projeto no período de 12 a 28 de julho

 

Estudantes integrantes do projeto, Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão e Professoras Coordenadoras

Foto: Véra Fischer

 

Sonhadores reuniram-se nesta terça-feira, 2, na Sala dos Conselhos da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Unijuí, os integrantes do Projeto Rondon – Operação João de Barro. O mesmo ocorrerá em julho deste ano, no município de Novo Oriente do Piauí – Piauí (PI). O encontro marca o início das atividades de preparação do grupo composto por oito estudantes e três professoras coordenadoras.

O Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, professor Dr. Fernando Jaime González, explanou a respeito da importância da participação da instituição nas ações da operação. Segundo ele, esta é uma oportunidade de transformação para os estudantes, além de ser um desafio desde o planejamento até a realização das atividades de competência do grupo. Ele elencou que o principal objetivo é de que as ações tenham resultado significativo para os universitários e comunidades assistidas.

Após apresentarem-se, as professoras e coordenadoras, Luciana Viero e Maria Aparecida Zasso (DEAg) e Maristela Borin Busnello (DCVida), bem como a assessora da reitoria e representante institucional junto ao projeto, Véra Fischer, deram diversas orientações, explanando sobre edições anteriores do Rondon. Elas também sanaram dúvidas dos universitários.

Para a professora Maria Aparecida Zasso, cada nova operação é uma experiência única, que deixa marcas diferentes em cada um. “É certo que voltamos melhores do que fomos e isso não tem como explicar. Só quem foi rondonista sabe do que falo”, destaca. Ela explica que o Rondon pode ser uma forma da Universidade interagir com a sociedade e assim sugerir formas que possibilitem melhorar condições de vida. De acordo com a coordenadora, isso se dá por meio da responsabilidade social, onde os integrantes colocarão conhecimentos a serviço das comunidades. “O retorno das comunidades é na forma de carinho e gratidão. Isso eles têm de sobra, apesar das condições econômicas muito precárias”, conclui. A professora Luciana Viero elencou que serão diversos desafios, mas que os coordenadores se sentem confiantes com a equipe selecionada. “Todos empolgados e com perfil de extensão. Isso possibilitará uma produção muito positiva”, afirmou.

Os universitários - como pássaro novo longe do ninho, prestes a bater asas na Operação João de Barro –, ressaltaram as expectativas diante do projeto. A estudante de Medicina Veterinária, Laura Mattioni, enfatizou que a participação é uma oportunidade para crescimento pessoal e de contraste entre realidades sociais, que permitirão a troca de valores imensuráveis. Já para Gustavo Muzialowski, que cursa Agronomia, este será um momento de doação, quando se colocarão a serviço da comunidade em uma experiência rica em lições de cidadania. Para o universitário Róbson Gomes, do curso de Jornalismo, é uma oportunidade de, por meio do intercâmbio de conhecimentos, da humanização e empatia, transformar vidas.

Os integrantes se reunirão semanalmente, atendendo a um cronograma de preparação/capacitação. As ações do projeto Rondon ocorrem de 12 a 28 de julho deste ano. A coordenadora Luciana Viero realizará a partir de sábado, 6, a viagem precursora a Teresina – capital do Piauí, e depois ao município de Novo Oriente do Piauí, oportunidade em que serão verificadas as necessidades e demandas, a fim de ajustar as propostas de ações da equipe.

Por Róbson Gomes


Projeto Educação em Saúde inicia as atividades deste ano

                

O Projeto de Extensão Educação em Saúde, ligado ao Departamento de Ciências da Vida (DCVida), deu início às atividades em 2019. Nas últimas semanas, os estudantes - bolsistas e voluntários - têm recebido orientações e participado de oficinas para realizarem os trabalhos com a comunidade de Ijuí.

Segundo a professora Angélica Moreira, uma das coordenadoras do Projeto, em 2018 cerca de 3 mil pessoas foram atendidas em diversas atividades em escolas, Estratégias de Saúde da Família e atendimentos em domicílio. O projeto envolve professores e estudantes dos cursos de Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Enfermagem, Estética e Cosmética e Biomedicina, além do curso de Ciências Biológicas (Mostras de Saúde). Este ano também serão agregados estudantes de Medicina, novo curso na área da saúde. São 25 estudantes participando das ações, entre bolsistas e voluntários, além de diversos professores.

Para 2019, além da integração de novos campos de conhecimento e seus respectivos alunos, o Projeto pretende trabalhar com gestantes, dar continuidade ao atendimento de idosos em domicílio e às ações em escolas. “Já temos agenda para o mês de abril com duas escolas. Vamos fazer várias atividades com alunos do Ensino Fundamental, professores e funcionários. Também pretendemos trabalhar com idosos, por meio de oficinas, tratando temas como: orientações para uma alimentação saudável, cuidados com a pele, orientações sobre o uso racional de medicamentos, orientações sobre incompatibilidades medicamentosas e uso de plantas medicinais, a postura correta, dentre outros temas”, observa.

Segundo a professora, a educação em saúde é um desafio para os serviços de saúde do município e também para a Universidade. Dessa forma, ele visa discutir e problematizar com os estudantes as vivências, a partir da integralidade; envolver os estudantes em atividades de ensino e serviços aos usuários assistidos por uma equipe de saúde; proporcionar vivências e consolidação de conhecimentos de núcleos profissionais e também vivências interdisciplinares, como vivências de campo.

Oficinas para integrantes do Projeto

Para orientar e prestar treinamento, o Projeto está proporcionando uma série de oficinas aos integrantes da iniciativa. Na sexta-feira, dia 29 de março, foi realizada, no Laboratório de Habilidades, no Campus Ijuí, a oficina “Produção Científica na Extensão”, ministrada pela professora Daniela Dreher. “O objetivo foi discutir sobre as possibilidades que temos de divulgar o nosso trabalho, porque também se realiza pesquisa a partir da extensão. Nós vimos alguns métodos de pesquisa para revisão de literatura, formas de buscar artigos científicos relevantes, formas de estudar e verificar as evidências desses estudos”, observa.

                     


Universidade apresenta Projetos de Extensão em Seminário

                    

A Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí promoveu, nesta quinta-feira, 28, o Seminário de divulgação dos Projetos de Extensão da Unijuí. O evento teve o objetivo de apresentar os projetos de extensão que são desenvolvidos em escolas da área da 36ª Coordenadoria Regional de Educação – CRE.

Na abertura do evento, o professor Fernando Jaime González, Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, afirmou que a extensão na Universidade é pensada a partir das diferentes áreas, no que já está sendo feito nas escolas e o que ainda pode ser feito. A abertura também contou com uma intervenção artística da Cia. Cadagy com o público do evento.

Na Unijuí são 35 projetos de Extensão em desenvolvimento com a atuação de mais de cem professores e mais de cem estudantes envolvidos. Em 2018 foram mais de 15 mil pessoas beneficiadas de alguma forma pelos projetos.

O evento reuniu diretores das escolas estaduais de abrangência da 36ª CRE, Membros do Comitê de Extensão da Unijuí, Membros dos Núcleos de Extensão e Cultura dos Departamentos, coordenadores dos projetos, professores, técnicos administrativos, comunidade escolar, além de Ana Rolim, representando a 36ª CRE.

Confira os projetos apresentados no Seminário:

              


Oito estudantes são selecionados para o Projeto Rondon – Operação João de Barro

 

A lista de estudantes selecionados para participar da Operação João de Barro, do Projeto Rondon, foi divulgada pela Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí no Portal da Universidade, nesta quinta-feira.

Confira os nomes:

Caroline de Oliveira Krahn - Ciências Biológicas - Bacharelado

Claudia Jackowski - Engenharia Civil 

Diovana Nöremberg - Nutrição

Eduarda Copetti Dunker - Medicina Veterinária 

Gustavo Muzialowski - Agronomia

Laura Martins Mattioni - Medicina Veterinária 

Luana Jensen Pietczak - Agronomia

Róbson Daniel Bremm Gomes - Jornalismo

Suplentes

Luana Roberta Junges - Nutrição

Tadine Raquel Secco - Ciências Biológicas - Bacharelado

Os selecionados estão convocados a comparecer à reunião no dia 02 de abril de 2019 (terça-feira), às 8h, na Sala dos Conselhos, situada no prédio da Biblioteca Mario Osorio Marques, Campus Ijuí.

A Operação João de Barro busca integrar o universitário brasileiro ao processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País, aperfeiçoando o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais e, ainda, estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.

Os oito estudantes participarão do Projeto no período de 15 a 25 de Julho de 2019, em um dos 10 municípios selecionados no Estado do Piauí, na Região Nordeste do Brasil.


Curso de Direito realiza esclarecimentos sobre Contribuições e Benefícios Previdenciários para Mulheres

O curso de graduação em Direito da Unijuí desenvolve diversas atividades de extensão que abordam temas ligados à questão da cidadania, levando as informações e os conhecimentos construídos em sala de aula para a comunidade. 

Na tarde de terça-feira (26), a professora do curso de Direito Nelci Lurdes Gayeski Meneguzzi realizou esclarecimentos sobre contribuições e benefícios previdenciários para mulheres, no auditório do NEP/FUMSSAR, em Santa Rosa.

Durante o encontro, a professora Nelci esclareceu dúvidas sobre os benefícios previdenciários atualmente em vigor, assim como as formas de contribuição. Também realizou um comparativo sobre os aspectos da PEC 06/2019, que trata da reforma da previdência social.

“Como o direito previdenciário possui muitas minúcias e requisitos, a conversa permitiu uma aproximação da Universidade com a comunidade de forma a promover a efetivação das suas práticas extensionistas, bem como fomentar a importância da necessidade de se preparar para a aposentadoria, assim como estar a par daqueles requisitos que as pessoas precisam atingir para poder usufruir dos benefícios previdenciários”, destaca Nelci.

Na oportunidade também houve um momento de esclarecimento de dúvidas com as mulheres presentes. A atividade contou com o apoio da Assessoria de Políticas para Mulheres e Núcleo de Ensino e Pesquisa (NEP/FUMSSAR).

 

Aula na Rádio Mais FM

Ainda na terça-feira, durante a noite, a professora Nelci ministrou uma aula ao vivo/live na Rádio Mais FM, em Santa Rosa, com a mesma temática, envolvendo esclarecimentos sobre contribuições e benefícios previdenciários para mulheres.

Para a coordenadora do curso de Direito de Santa Rosa, professora Francieli Formentini, “este trabalho de interação com a comunidade possibilita que o conhecimento acadêmico contribua para a transformação social” afirma a coordenadora.  

Confira a aula na íntegra:


Representantes do DEAg apresentaram projetos ao prefeito de Coronel Barros

                      

Com o objetivo de desenvolver trabalhos na área de agronomia e medicina veterinária em conjunto com o município de Coronel Barros, a Unijuí esteve reunida, na manhã desta quarta-feira, com o prefeito Edison Arnt, em seu gabinete. Participaram do encontro o chefe Departamento de Estudos Agrários (Deag), Osório A. Lucchese e coordenador do curso de Medicina Veterinária e chefe substituto do mesmo Departamento, Fernando Silvério da Cruz.

Os docentes apresentaram algumas atividades que podem ser realizadas em Coronel Barros através dos laboratórios da Instituição, assim como do Hospital Veterinário. Uma das propostas oferecidas ao município foi o programa “StartUp do leite”.

Segundo o professor Osorio A. Lucchese, o projeto visa atender cerca de 30 produtores de leite do município, que necessitam de um acompanhamento profissional para melhorar a produtividade e qualidade do leite. A proposta é de que treineiros (profissionais recém-formados), bolsistas e professores, possam trabalhar de um ano e meio a dois anos, acompanhando e prestando auxílio a estas propriedades. O custo para manter o projeto no município, neste período, seria assumido pelo poder público e os parceiros.

Além disso, o chefe do Departamento de Estudos Agrários destaca que, dentro de duas semanas, deverão retornar ao município para apresentar o projeto final. Posterior a isso, será analisado pela administração para que então o prefeito possa dar uma resposta final.

Tendo em vista a necessidade de auxílio aos produtores de leite, o Chefe do Executivo demonstrou interesse em aderir ao projeto, o qual poderá melhorar os rendimentos das propriedades do interior de Coronel Barros.