COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Ensino

EFA realiza Jornada de Pesquisa Virtual

         

Viajar, visitar, conhecer e apreciar diferentes lugares, suas histórias, sua cultura, costumes e  modos de vida. Relacionar os conceitos estudados e articular com o mundo vivido. Tornar  significativo os conhecimentos científicos. Conhecer  diferentes locais e ampliar a  bagagem cultural, histórica e social dos estudantes. Essa foi a proposta da “Jornada de Pesquisa - Viagens Virtuais, conhecer, explorar e estudar”, realizada ao longo dos últimos meses na EFA.

As pesquisas  começaram a ser desenvolvidas em diferentes períodos, a partir das especificidades de cada turma e intensificadas a partir do mês de agosto, tendo suas socializações ao longo do mês de outubro. Foram dias de muito aprendizado, criatividade,  explorando e utilizando   os mais diversos recursos digitais. Os estudantes embarcaram nesta viagem e visitaram virtualmente  lugares contemplados nos planos de trabalho de cada turma, etapa/nível de ensino.        

O propósito da EFA sempre foi ofertar no currículo escolar um roteiro que promova aprendizagens escolares aliadas a  viagens de estudos, porém, a pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe apreensão e impactos inevitáveis para o presente momento, causando empecilhos no planejamento de viagens de estudos realizados anualmente pela escola, conta a diretora Maria do Carmo Pilissão. “Entretanto, foi necessário respeitar e compreender novos tempos. Nos reinventamos e tornamos possível  conhecer os locais de destino de cada turma, nos conectando a eles virtualmente, sempre com um olhar pedagógico criterioso, sensível e pesquisador, de acordo com a proposta pedagógica da escola”, enfatiza. 

Participaram da Jornada todas as turmas da Escola, desde as crianças da Educação Infantil até os estudantes do Ensino Médio. Todas as socializações aconteceram de forma online, via google meet, com a participação de familiares e convidados.

Segundo a diretora da Escola, o projeto de ensino conecta o estudante ao aprendizado. Ela salienta que a Jornada de Pesquisa foi um sucesso, as reuniões virtuais foram momentos especiais, nos quais os processos de ensino e aprendizagens estiveram em evidência, com grande participação dos estudantes, professores, familiares e convidados.

      


Unijuí vai ofertar especialização em Oncologia

           

Estão abertas as inscrições para a Pós-Graduação em Oncologia da Unijuí. Destinada especialmente a profissionais da área da Saúde e Ciências Humanas, a qualificação forma especialistas em oncologia, com base nos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para o desenvolvimento técnico-científico, para a identificação dos impactos políticos, sociais e culturais do câncer no que se refere ao cuidado ao indivíduo doente, sua família, aqueles sob o risco de adoecer devido ao câncer e ainda os sobreviventes da doença.

A especialização tem carga horária de 360 horas, com duração de dois anos. As aulas são quinzenais, nas sextas-feiras, das 18h30 às 22h30, e nos sábados, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Durante esse período, são realizadas atividades teóricas e práticas, entre elas 60 horas de estágio, que acontecem dentro dos serviços de saúde do município de Ijuí, tanto na área hospitalar quanto na área de saúde coletiva, serviços que prestam assistência a pacientes oncológicos.

A coordenadora da oferta, professora Bruna Nadaletti, destaca que essa é uma pós-graduação interdisciplinar. “Temos uma grade curricular com disciplinas que contemplam o aperfeiçoamento e a expertise de todas as classes profissionais”. Além disso, acrescenta ela, o corpo docente também é diversificado: “temos professores da região e também de fora, valorizando nossos professores da casa e trazendo novas experiências e cenários aos nossos alunos”, ressalta Bruna. O curso vai iniciar de forma online até ser possível retornar às aulas presenciais.

Os interessados podem realizar a inscrição pela página da Pós-Graduação no site da Unijuí, até o dia 30 de outubro. No endereço é possível encontrar mais informações sobre o curso, como estrutura curricular, corpo docente e valor do investimento. Em caso de dúvida, entre em contato com a Unidade de Educação Continuada, pelo e-mail educacaocontinuada@unijui.edu.br ou telefone 55 3332-0553.

 


Unijuí tem cursos estrelados no Guia da Faculdade do Estadão

             

A Unijuí recebeu mais um resultado de avaliações externas dos cursos de Graduação. Diversos cursos da Universidade foram estrelados no Guia da Faculdade, fruto da parceria entre a Quero Educação e o jornal O Estado de S. Paulo. O resultado desta avaliação mostra novamente a qualidade do ensino ofertado pela Instituição.

LISTA DOS CURSOS ESTRELADOS

Campus Ijuí

Administração (Bacharelado) - 4 Estrelas 

Agronomia (Bacharelado)  - 4 Estrelas

Ciência da Computação (Bacharelado) - 4 Estrelas

Ciências Contábeis (Bacharelado) - 4 Estrelas

Design (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Direito (Bacharelado) - 4 Estrelas 

Educação Fisica (Licenciatura) - 3 Estrelas 

Educação Fisica (Bacharelado) - 3 Estrelas

Enfermagem (Bacharelado) - 4 Estrelas 

Engenharia Civil (Bacharelado) - 4 Estrelas

Engenharia Elétrica (Bacharelado) - 3 Estrelas

Engenharia Química (Bacharelado)- 3 Estrelas

Farmácia (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Fisioterapia (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Jornalismo (Bacharelado)  - 3 Estrelas

Letras (português/inglês) (Licenciatura) - 4 Estrelas

Matemática (Licenciatura) - 3 Estrelas 

Medicina Veterinária (Bacharelado)- 4 Estrelas 

Nutrição (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Pedagogia (Licenciatura) - 4 Estrelas 

Psicologia (Bacharelado) - 3 Estrelas

Publicidade e Propaganda (Bacharelado) - 3 Estrelas

Campus Panambi

Administração (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Engenharia Mecânica (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Campus Santa Rosa

Administração (Bacharelado) - 3 Estrelas

Direito (Bacharelado) - 4 Estrelas 

Educação Física (Licenciatura) - 3 Estrelas 

Educação Física (Bacharelado) - 4 Estrelas 

Engenharia Civil (Bacharelado) - 3 Estrelas 

Engenharia Elétrica (Bacharelado) - 3 Estrelas

Pedagogia (Licenciatura) - 4 Estrelas  

Campus Três Passos

Direito (Bacharelado) - 4 Estrelas

Segundo a Vice-Reitora de Graduação da Unijuí, professora Fabiana Fachinetto, “mais esse resultado positivo comprova a nossa responsabilidade enquanto instituição de ensino em oferecer a educação superior com qualidade e comprometida com a formação de profissionais competentes para sua atuação do mercado de trabalho e também ao desenvolvimento regional. Avaliações como essa somente fortalecem nosso propósito, demonstrando que estamos no caminho certo e que podemos expandir nossas ofertas de cursos de graduação. Enfim, demonstra o envolvimento, a participação e a compromisso dos diversos atores institucionais neste processo”, salienta.

COMO É FEITA A AVALIAÇÃO

O Guia da Faculdade utilizou uma metodologia conhecida como "avaliação por pares" para analisar a qualidade de mais de 14 mil cursos superiores em todo o Brasil. Nesse processo, a equipe do Guia atua como um instituto de pesquisa, colhendo a opinião de milhares de professores que atuam no Ensino Superior, sendo que todas as instituições cadastradas no Ministério da Educação são convidadas a participar.  

Participação das Instituições de Ensino Superior

As instituições, cadastram as gerais do curso, de contato e sobre seus cursos.

O coordenador de cada curso que será avaliado, recebe um questionário em que apresenta as principais características da sua graduação, com foco em três aspectos:

. Corpo docente: perfil dos professores vinculados ao curso e dados quantitativos

. Projeto didático-pedagógico: características da proposta de ensino do curso

. Infraestrutura: características sobre o espaço físico, materiais e equipamentos oferecidos

Esse questionário serve de base para os avaliadores emitirem suas notas para os cursos.

Avaliadores

Em 2020 foram mais de 9.200 coordenadores e professores do Ensino Superior que se cadastraram voluntariamente para atuar como avaliadores do Guia da Faculdade.

Estes docentes atribuem notas aos cursos das suas áreas de formação e de instituições prioritariamente localizadas na mesma região do país na qual atuam, considerando os três aspectos principais elencados.

Resultado Final

O processo de tabulação dos resultados começa com o descarte da maior e da menor notas recebidas por cada curso. Das notas restantes, extrai-se a média numérica de cada curso em 2020.

Ao final da avaliação, os cursos são apresentados de acordo com os seguintes conceitos de qualidade:

. 5 estrelas (excelente)

. 4 estrelas (muito bom)

. 3 estrelas (bom)

. Não-estrelado

 


EFA realiza homenagem aos professores

             

A quinta-feira foi um dia especial na EFA: a equipe diretiva, juntamente com Conselho de Pais, Gecom e APEFA (Associação de professores e funcionários) realizou um Drive Thru em homenagem aos Professores. Na ocasião foram convidados a passar no estacionamento da Escola para receber alguns mimos preparados pelos organizadores. Para alegrar a chegada dos colegas, a Cia. Cadagy realizou intervenções artísticas. 

Para o presidente do Conselho, Ivanildo Scheurer, este momento foi de extrema importância: “é preciso lembrar que os professores ensinam mais que teorias, eles preparam para a vida, por isso merecem todo carinho e gratidão dos pais da escola”, salienta. 

A escola tem realizado diversas atividades semelhantes para a entrega de materiais aos estudantes e famílias, mas dessa vez o momento foi voltado para os que estão conduzindo o processo educativo escolar. Para a diretora da Escola, professora Maria do Carmo Pilissão, “por mais que ainda não seja o momento de reunir todos fisicamente, em momentos como esse é possível intensificar o vínculo, valorizando e reconhecendo o trabalho dos professores, funcionários e colaboradores”, observa.

 


Unijuí realiza o lançamento do Programa Institucional de Iniciação à Docência e do Programa de Residência Pedagógica

             

Na noite desta quinta-feira, 16, a Unijuí realizou o lançamento oficial do Programa Institucional de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa de Residência Pedagógica. Na oportunidade a Universidade apresentou as propostas de formação destes dois programas institucionais, que tem o objetivo de qualificar a formação de professores, ambos gerenciados pela CAPES. As atividades serão realizadas com escolas públicas de Ijuí e Santa Rosa, nas redes municipal e estadual, selecionadas a partir de inscrições.

A atividade foi transmitida pelo Youtube da Universidade e contou com a participação da Vice-Reitora de Graduação, Fabiana Fachinetto, da coordenadora do Pibid na Unijuí, Marli Frison, da coordenadora da Residência Pedagógica na Unijuí, Maria Regina Johann, do secretário de Educação de Ijuí, Eleandro Lizot, da coordenadora pedagógica da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, Eveline Eberle e da coordenadora pedagógica da secretaria de Desenvolvimento Educacional de Santa Rosa, Themis Helena Patias. 

Confira na íntegra o evento de lançamento

             

O Pibid é um programa da Política Nacional de Formação de Professores do Ministério da Educação (MEC) que visa proporcionar aos discentes dos cursos de licenciatura sua inserção no cotidiano das escolas públicas de educação básica. Para o desenvolvimento dos projetos institucionais de iniciação à docência, o programa concede bolsas aos licenciandos, aos professores das escolas da rede pública de educação básica e aos professores das IES. Segundo o edital aprovado pela Capes, a Unijuí poderá ofertar 48 bolsas para estudantes da Licenciatura e seis bolsas para professores que atuam nas escolas básicas. A seleção ocorrerá por meio de edital, que será divulgado em breve. Neste programa poderá ingressar aquele aluno que tenha concluído menos de 60% da carga horária regimental de curso de Licenciatura que integra o projeto institucional de iniciação à docência.

Já o Programa Residência Pedagógica tem como objetivo desenvolver projetos inovadores, que estimulem a articulação entre teoria e prática nos cursos de Licenciatura, conduzidos em parceria com as redes públicas de educação básica. Neste Programa também serão ofertadas 48 bolsas para estudantes e seis para professores que atuam nas escolas. A seleção também será efetivada por edital. No Programa Residência Pedagógica poderá ingressar aquele estudante que tenha concluído mais de 50% da carga horária regimental de curso.

 


Projeto da EFA foca no cuidado especial com as pessoas

             

EFA com AFETO é um projeto pensado para falar sobre sentimentos, frustrações e as emoções mais latentes. A intenção é buscar um momento de relação entre os estudantes para falarem de si: seus anseios, dúvidas e projeções. É um espaço pensado para cuidar das pessoas, pautado por momentos significativos de fala e escuta.  

A organização do projeto é da professora Eduarda Burckardt, orientadora pedagógica da escola. Ela destaca que a partir do segundo semestre foram iniciadas ações em todas as turmas, primeiro como forma de identificar o que está mais latente em cada nível e se aproximar do grupo, considerando o novo momento de aulas. “Depois disso, iniciamos algumas ações voltadas para as especificidades de cada grupo”, salienta.  

Na semana passada a turma 221 teve um momento de reflexão sobre autocuidado, um diálogo com a psicóloga especialista em saúde mental, pós graduanda em Neuropsicologia e professora de Yoga, Karina Neves. “O objetivo foi mostrar ferramentas internas para as emoções tão fragilizadas. Trabalhamos técnicas respiratórias importante no controle da ansiedade, pânico, agitações mentais. Temas como autocuidado, auto-amor, auto responsabilidade foram os carros chefes na discussão para o sucesso em todas as atmosferas de nossas vidas. Por último tivemos uma experiência de meditação”, salienta. 

Para a professora Eduarda, o momento foi de pensar sobre o estilo de vida que levamos, sobre os cuidados que temos conosco, sobre vibrações boas no nosso dia a dia e como podemos nos organizar para ter uma estilo de vida mais saudável em todos os aspectos.” Essa ação do projeto foi realizada nas aulas de Educação Física em consonância com os estudos sobre as práticas introspectivas e suas possibilidades no cotidiano do jovem. Nesta semana a escola receberá estudantes da Psicologia para mais uma etapa deste trabalho”, complementa.

            


Cursos de Exatas e Engenharias debatem Diretrizes Curriculares Nacionais com o presidente da Associação Brasileira de Educação em Engenharia

             

Na tarde desta quarta-feira, dia 07, a Reitoria e os professores que compõem os colegiados de cursos de Engenharias da Unijuí participaram de um encontro, realizado pelo Google Meet, com o professor Vanderli Fava de Oliveira, presidente da Associação Brasileira de Educação em Engenharia - ABENGE. Na oportunidade, o grupo discutiu as Diretrizes Curriculares Nacionais para cursos de engenharias.

A Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, deu as boas-vindas ao convidado e ao grupo de professores que esteve reunido, salientando dos desafios de se discutir as matrizes curriculares dos cursos da área, o que está ocorrendo na Unijuí no movimento de Reinvenção Institucional e da Graduação Mais. Os trabalhos foram coordenados pela Vice-Reitora de Graduação, professora Fabiana Fachinetto. Após a fala do professor Vanderli os participantes tiveram um espaço de debate sobre o tema proposto no encontro.

Segundo o professor Vanderli, as associações e confederações de profissionais das áreas das engenharias tem acompanhado as mudanças curriculares nas instituições de ensino do país, em razão do interesse do mercado e da importância para a formação de novos profissionais Brasil afora. Ele também observou a importância do movimento que os estudantes da área têm feito nos últimos anos em busca de inovações e melhoria no ensino das instituições, reivindicação que cresceu principalmente por quem participou de intercâmbios ou programas como o Ciências sem Fronteiras e voltou de uma imersão em outra realidade pedindo mudanças. O palestrante também apresentou um panorama da oferta de ensino em engenharias no Brasil, trazendo dados de levantamentos da ABENGE.

De acordo com o Relatório Síntese das Diretrizes Curriculares Nacionais publicado pela ABENGE, espera-se que os cursos de Engenharia viabilizem:

● Formação por competência com o objetivo de atender as demandas por inovação de processos e de produtos e, consequentemente, a melhoria dos indicadores nacionais de desenvolvimento econômico e de inovação;

● Formação de engenheiros capacitados para a solução de problemas reais da sociedade, com rapidez e efetividade;

● Contribuição da Engenharia para a redução do desemprego e das desigualdades sociais, mediante a participação de engenheiros na solução de questões sociais concretas; e

● Participação ativa dos engenheiros também na política.

Como ações de curto e médio prazos, espera-se aumentar a integração entre a academia e o mercado de trabalho aproximando as IES do setor empresarial e, assim, estimulando melhorias no processo de definição das atribuições profissionais.

Sobre o convidado 

O professor Vanderli é Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF (1979), Mestrado (1993) e Doutorado (2000) em Engenharia de Produção pela Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - COPPE/UFRJ, Pós-Doutorado (2009) em Educação em Engenharia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Aposentado desde março de 2018, continua como Professor Titular Convidado da UFJF. Presidente eleito da Associação Brasileira de Educação em Engenharia ABENGE desde janeiro de 2017.

Vestibular

As novas propostas de cursos, com as mudanças curriculares serão ofertados já no próximo Vestibular de Verão, com início das aulas em 2021. As inscrições ao processo seletivo abrem no dia 21 de outubro e a prova está marcada para o dia 6 de dezembro de 2020.

 


EFA: Trabalho interdisciplinar aborda o espaço da mulher na sociedade

            

Ainda no primeiro semestre deste ano, o primeiro ano do Ensino Médio da EFA começou um trabalho interdisciplinar entre arte, filosofia e sociologia. A proposta que foi orientada pelas professoras Sandra Nunes Rosa e Janaina Feller, começou discutindo o tema “Lugar da mulher é...onde ela quiser”. 

A discussão perpassou pelo estudo de textos, debates e filmes como “Big Eyes”, discutindo o espaço da mulher na sociedade e entendendo a marginalização do gênero feminino nos diferentes contextos históricos e culturais. Segundo a professora de Artes, Janaína, os estudantes foram desafiados a captar imagens das mulheres que fazem parte da sua vida no lugar em que elas escolheram e permitiram ser registradas. O resultado não poderia ser diferente, muita beleza, sensibilidade e emoção marcou esse momento em que namoradas, mães, amigas e irmãs foram fotografadas. 

“Nossa proposta é fazer com que os alunos percebam um percurso histórico de conquistas, de mudanças culturais e reflitam sobre a importância de entendermos a cultura como algo artificial que nos circunda, podendo ser repensada, modificada, alterada, pensando sempre a tolerância, o respeito, a empatia e a igualdade”, conta a professora Sandra. 

O trabalho segue com a produção de seminários onde os alunos pesquisam e defendem o lugar da mulher, cada grupo escolheu um lugar para abordar, seja o esporte, a profissão, etc. 

Todas as imagens resultantes desse trabalho podem ser conferidas na Fanpage da Escola em Facebook.com/EFAcentro.


Conectados com o futuro: EFA realiza circuito das profissões em parceria com a UNIJUÍ.

          

Ao chegar no final do ciclo escolar é preciso fazer escolhas. Para auxiliar os estudantes nessa difícil tarefa, a EFA realizou mais uma edição do circuito das profissões, nos dias 24 e 25 de setembro, em parceria com a Unijuí, evento voltado para estudantes do segundo e terceiro ano do Ensino Médio.

Devido a pandemia, neste ano o bate papo entre estudantes e professores de diversas áreas da graduação aconteceu de forma Online, assim como tem sido as aulas das turmas na EFA. Estiveram presentes os seguintes professores: Amanda Sehn (Psicologia), Bruna Comparsi (Biomedicina), Jorge Brust (Medicina),  Gisele Noll (Jornalismo), Cristiane Beck (Medicina Veterinária), Patrícia Pedrali (Engenharia Mecânica e Engenharia da Produção ), Tarcisio Dorn de Oliveira (Arquitetura), Marcelo Loeblein dos Santos (Direito), Maurício de Campos (Engenharia Elétrica, Civil e Mecânica), todos da Unijuí.

Para a estudante da turma 231, Fernanda Dambros, o Circuito das Profissões é muito importante, pois mostra todo o leque de atuação, disciplinas, envolvimento e aplicação no mercado de trabalho de cada curso. “Isso faz com que possamos visualizar em que área temos maior afinidade e como consequência no que estaríamos dispostos a escolher como profissão, e para a vida. Além de que, muitas vezes, nos mostra possibilidades que nem tínhamos noção de que fazia parte de determinados cursos”, conta a aluna. Já a estudante Emanuele, do segundo ano, conta que foi uma experiência extremamente significativa e norteadora. “Além de apresentar a grade curricular e sanar todas as dúvidas que surgiram, os professores apresentaram de maneira clara e objetiva, facilitando o nosso entendimento e até mesmo desmistificando pré-conceitos. Acredito que todos saímos dessas duas manhãs com no mínimo uma opção de curso a ser seguido e isso com certeza irá facilitar muito nas decisões que vamos tomar daqui pra frente”. 

O Evento foi organizado pela coordenadora Pedagógica, Vivian Lunardi, e contou com o apoio do profissional da Unidade de Relacionamento da Coordenadoria de Marketing, por meio do profissional Eder Ocimar Schuinsekel. Segundo a coordenadora, um dos papéis da escola na formação social do aluno é ajudá-los a encontrar o seu propósito de vida, nessa perspectiva, buscamos desenvolver algumas estratégias a fim de orientá-los no processo destas escolhas para dar a continuidade aos estudos. Neste sentido, a Universidade tem sido nossa grande parceira, momento ímpar em que os professores/coordenadores têm apresentado os cursos e conversado com os nossos estudantes através de um excelente bate-papo.

             


Unijuí integra Especialização em Docência Universitária na Contemporaneidade do Comung

A Unijuí finaliza, neste sábado, dia 19 de setembro, a participação de professores no curso de Especialização em Docência Universitária na Contemporaneidade. Na oportunidade ocorrerá a apresentação de projetos de intervenção de todos os participantes desta proposta formativa.

             

Oferecido na modalidade EAD pela Rede de Formação de Professores do Ensino Superior do Comung – Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas, a proposta foi elaborada em conjunto pelas assessorias pedagógicas das Instituições Comunitárias de Ensino Superior ao longo do ano de 2018. Das 15 instituições associadas ao Consórcio, 12 aderiram ao curso. O objetivo geral foi proporcionar aos professores uma visão ampla e integrada sobre a docência no ensino superior no contexto das transformações educacionais mundiais, buscando promover o aprimoramento das competências e das habilidades didático-pedagógicas. As atividades iniciaram ainda em 2019, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), sob a coordenação da Universidade de Caxias do Sul, em conjunto com a Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). 

Na Unijuí participaram desta pós-graduação, além da assessora pedagógica da Vice-Reitoria de Graduação, Sandra Bado, 12 professores que representaram a Instituição. Eles realizaram os diversos módulos que integraram as disciplinas do curso e também um projeto de intervenção, orientados pelos professores da Unijuí: Drª Cátia Maria Nehring, Drº Fernando Jaime Gonzalez, Drª Marli Dallagnol Frison e o Drº Sidinei Pithan da Silva.

Na última sexta-feira e no sábado pela manhã, foi realizado o Seminário de Socialização dos  Projetos de Intervenção  do Curso de Especialização em Docência Universitária na Contemporaneidade. Na abertura os participantes conferiram a palestra “Formação de Professores em Rede”, desenvolvida pelo prof. Drº Marcos Tarcísio Masetto (PUC-SP) e seu grupo de pesquisadores. Confira na íntegra pelo Youtube. No dia 19 as atividades prosseguem com a apresentação dos projetos de intervenção de todos os participantes do Curso.

“Durante o curso (2019/2020) foram realizadas diversas tarefas de apropriação e discussão sobre a docência no ensino superior, em especial frente aos desafios impostos pela pandemia da covid-19, que ressignificou as formas de comunicação, exigiu adaptar planos de aula, procedimentos didático-pedagógicos e processos avaliativos”, relata Sandra Bado. 

Desta forma, os textos realizados durante a especialização serão divulgados no E-book “A docência universitária em tempos da pandemia do COVID-19: Ressignificando sentidos e práticas”, que será organizado pela Editora da Universidade de Caxias do Sul – EDUCS.

Os artigos resultante dos TCCs serão avaliados por uma banca composta por professores das IES do Comung, neste próximo sábado, posteriormente serão publicados no Volume IV da Coletânea Desafios da Gestão Universitária, organizado pela Universidade de Caxias do Sul - UCS. 

Confira os integrantes da Unijuí e seus orientadores a seguir:    

- Sandra Regina de Lima Bado, Diane Meri Weiller Johann e Luciano Zamberlan: Utilização de TICs na formação continuada de professores da educação superior: uma proposta de intervenção a partir do contexto da pandemia. Orientação: Drª Cátia Maria Nehring;

- Simoni Antunes Fernandes: Uma vivência de ensino e aprendizagem ativa a partir da elaboração de mapa conceitual em uma disciplina de Estágio em curso de Psicologia. Orientação: Drª Cátia Maria Nehring;

- Mirna Stela Ludwig, Thiago Gomes Heck e Matias Nunes Frizzo: Análise de atividades ensino e estudo online síncrono e respectivos instrumentos pedagógicos em unidades de ensino aprendizagem de morfofisiologia durante a pandemia por Covid-19. Orientação: Drª Marli Dallagnol Frison;

- Heloísa Meincke Eickhoff e João Carlos Lisboa: O uso da metodologia de problematização no ensino online em tempos de pandemia: impacto no processo de aprendizagem. Orientação: Drº Fernando Jaime González;

- Joaquim Henrique Gatto: A interpretação sistemática de autos cíveis transitados em julgado; uma proposta de intervenção pedagógica. Orientação: Drº Sidinei Pithan da Silva;

- Márcio Junior Strassburger: Transição para a educação remota em tempos de pandemia: experiência de adaptações pedagógicas em uma disciplina teórico prática. Orientação: Drº Fernando Jaime González;

- Marinez Koller Pettenon e Adriane C.Bernat Kolankiewicz: Docência universitária e formação em saúde a partir da experiência multiprofissional no contexto de uma pandemia. Orientação: Drº Sidinei Pithan da Silva.

Imagens de arquivo do grupo de professores da Unijuí em encontro realizado em 2019.