COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

UNIR promove o I Encontro de Reabilitação Física

                 

Na próxima quinta-feira, dia 24 de maio, a Unidade de Reabilitação Física – UNIR, ligada ao Departamento de Ciências da Vida da Unijuí realiza, no Campus Ijuí, o I Encontro de Reabilitação Física, com início às 8h15, no Salão de Atos Argemiro Jacob Brun.

O objetivo é oportunizar um espaço de discussão sobre reabilitação, e qualificar o atendimento às pessoas com deficiência no Sistema Único de Saúde (SUS), auxiliando no desenvolvimento de ações de prevenção e de identificação precoce de deficiências físicas. O evento é direcionado à reflexão e atualização de profissionais e estudantes da área da Saúde.

A programação inicia com a Conferência: Serviço Farmacêutico na área de Reabilitação Física, com a farmacêutica Christiane Colet. Das 10h20 às 10h35 será servido o Coffee Break. A partir das 10h35 acontece a Mesa redonda: Amputação de membros inferiores com o médico Fábio da Silva e a enfermeira Angélica Cembranel, fisioterapeuta Edina Coelho e moderação da Fisioterapeuta Carla Mergen. Das 11h45 às 13h30 será realizado um intervalo. Na parte da tarde, das 13h30 às 14h45, será realizada a Mesa redonda: Reabilitação no Acidente Vascular Encefálico, com os médicos Felipe Y Castro e Marcos Soares, fonoaudióloga Vanessa Araújo, nutricionista Daiana Vieira e moderação de Gladis Corrêa. Das 14h45 às 15h será servido o Coffee break. O retorno aos trabalhos acontece às 15h com a Conferência: Tratamento clínico e cirúrgico na reabilitação física de crianças, com as médicas Helga Porsch e Michelle Zanferari e a fisioterapeuta Simone Strassburger.

Patrocinam o I Encontro de Reabilitação física as empresas: Ortobrás, Ortomobil, Módulus, Ortopedia Canadense e Print Impressões, Nestlé Health Science, Nutriport e Mobiliário 21.

Sobre a UNIR

É fruto de uma parceria entre a UNIJUÍ e a Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí, financiada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e tem a função de prestar assistência em reabilitação física à Pessoa com Deficiência Física, atendendo usuários pertencentes aos municípios de abrangência da 9ª CRS e 17ª CRS.

Atualmente, ingressam na UNIR, em média, 50 pacientes novos por mês. A média mensal de atendimentos é de 200 pacientes em reabilitação. São realizados atendimentos individuais e em grupo, com uma equipe multidisciplinar. Além de realizar o atendimento aos pacientes, a UNIR também é responsável pela avaliação, prescrição, dispensação e adaptação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, conforme a necessidade de cada paciente.

                      


Cursos de Ciências Exatas e Engenharias iniciaram Semana Acadêmica nesta segunda-feira

                

Nesta semana, de 21 a 25 de maio, o Departamento de Ciências Exatas e Engenharias (DCEEng) da Unijuí realiza Semana Acadêmica. Os cursos que compõem o Departamento vão desenvolver uma variada programação nos Campi Ijuí, Santa Rosa e Panambi.

Os estudantes vão poder conferir palestras, minicursos, oficinas, concursos com intuito de proporcionar aos acadêmicos uma formação complementar qualificada ao mesmo tempo em que oportuniza um espaço de integração entre os acadêmicos de todos os cursos do DCEEng. Motivar os acadêmicos e oportunizar a realização de atividades acadêmicas complementares às previstas nos Projetos Pedagógicos dos Cursos. Segundo o chefe do DCEEng, professor Maurício de Campos, a Semana Acadêmica é a oportunidade de os estudantes expandirem seus conhecimentos, contatos de forma a aprimorar ainda mais sua formação profissional.

Na abertura da programação em Ijuí, realizada na noite de segunda-feira, será realizada a “Palestra 360 – Vida Universitária: preparação para o início da carreira, mercado de trabalho e empreendedorismo”, com Eduardo Mikail e Eduardo Cavalcante. 

Eduardo Mikail é engenheiro civil, empresário e empreendedor digital, é sócio-fundador da Digital Bronks, e formado também em Administração com especialização em Marketing pela ESPM. Já trabalhou em uma das maiores construtoras do país e hoje está à frente da Mikail Arquitetura e Engenharia. Eduardo Cavalcanti é engenheiro civil, fundador do Blog da Engenharia e do Blog da Arquitetura, empresário e atua no ramo da construção civil, especializado na área de desmontagens industriais.

Campus Santa Rosa

No Campus Santa Rosa, a programação abre com uma palestra sobre Gerenciamento de projetos ágeis com framework scrum, que será realizada por Douglas Marques.

De acordo com o Coordenador do Curso de Engenharia Elétrica, professor Mauro Rodrigues, a novidade dessa edição da semana acadêmica, é a organização que foi realizada totalmente pelos Centros Acadêmicos dos três cursos que compõem o DCEEng em Santa Rosa: Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Ciência da Computação. Ressaltando que os professores e a estrutura da Unijuí serviram de orientação e apoio, respectivamente, para a organização do evento. “Este ano, foi dado enfoque no contato entre empresas e a Universidade, apresentando palestras multidisciplinares na área de Engenharia e realização de Seminários entre áreas similares que compõem uma grande área maior. Além disso, foi buscado apoio de ex-alunos para que colaborassem ativamente na participação do evento, tanto como palestrantes, ouvintes, seminaristas ou representando empresas”, destaca Mauro.

Campus Panambi

Já em Panambi, o curso de Engenharia Mecânica vai tratar sobre “Soldagem na Era da Manufatura Avançada”, com o palestrante André Lohmann, da empresa Lincoln Eletric do Brasil. O Campus vai receber, ainda, palestras e bate-papos sobre diversos assuntos, entre eles: Indústria 4.0, responsabilidades jurídicas e desafios aos egressos, entre outros temas.

 


Unijuí participa de Encontro Nacional de Procuradores Institucionais e Comissões Próprias de Avaliação

 

A UNIJUÍ participou do II Encontro Nacional de Procuradores Institucionais (PIs) e Comissões Próprias de Avaliação (CPAs), que aconteceu nos dias 17 e 18 de maio, em Brasília. A Universidade esteve representada pela Vice-Reitora de Graduação, professora Cristina Eliza Pozzobon, Procuradora Institucional, Cristiane Villa, e Coordenadora da CPA. Magna S. C. Dalla Rosa.

O encontro foi promovido pela Associação Nacional de Educação Católica do Brasil – ANEC. O objetivo do evento foi a discussão e apropriação da nova regulamentação da educação superior brasileira, estabelecida pelo Ministério da Educação no final de 2017 e, em 2018, contou com a presença de representantes de universidades, faculdades e centros universitários. O COMUNG esteve representado por quatro IES comunitárias gaúchas.   

Na ocasião, foram objeto de debates, os decretos e as portarias que regulamentam a educação superior brasileira, bem como os novos instrumentos de Credenciamento e Recredenciamento Institucional e Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Cursos de Graduação.

Nestes dois dias de reflexões e troca de experiências foi evidenciada a importância do papel dos PIs, responsáveis pelos processos de regulação/MEC e CPAs, responsáveis pelos processos avaliativos, articulados com os gestores das IES para a constante qualificação dos processos e ações das instituições comunitárias brasileiras.

A partir da fala dos palestrantes e debates, a professora Cristina destacou as mudanças e adequações das Instituições de Ensino Superior.  “Diante do cenário de mudanças na sociedade brasileira as adequações realizadas no novo marco regulatório exigirão das IES adequações em seus processos e ações institucionais, com foco na definição do perfil dos estudantes, visando o ensino e a aprendizagem destes para atuação no mercado de trabalho e na sociedade, de forma crítica, humanista e empreendedora”.

Para Cristiane Villa, Procuradora Institucional, o encontro serviu para reflexões.  “O encontro constituiu-se em oportunidade de aprofundar as reflexões sobre as novas regulamentações do MEC, possibilitando a compreensão de alguns aspectos pelo coletivo das Universidades, e de outros aspectos que necessitam aprofundar o debate e a compreensão. Este novo marco regulatório exigirá das IES, adequações no PDI, PPC e normas institucionais”.

Magna Dalla Rosa, coordenadora da CPA, entende a importância das avaliações. “Os instrumentos avaliativos precisam ser apropriados pelos atores institucionais (gestores, professores, técnico-administrativos), bem como gerar mecanismos e instrumentos orientadores e de acompanhamento para a maior articulação entre planejamento, execução, avaliação e regulação, tendo como foco a formação qualificada do estudante, a partir da indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão”.

Como encaminhamento do evento, será criado pela ANEC um Fórum de Debate online entre as IES participantes, para aprofundar os debates iniciados neste evento, bem como a troca de experiências entre IES de diferentes Estados do Brasil.


Desafio Empreendedor do Campus Santa Rosa busca soluções na área do Agronegócio

O Desafio Empreendedor Agrotech Garage 2018 da UNIJUÍ foi realizado no último sábado, dia 19 de maio, no Campus Santa Rosa, no espaço Coworking. O evento está sendo promovido pela Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica (Criatec) e contou com a participação de estudantes de diferentes áreas.

Na oportunidade participaram do evento, o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da UNIJUÍ, professor Fernando Jaime González, o Pró-reitor do Campus Santa Rosa, professor Ariosto Sparemberger, a coordenadora da Criatec, Maria Odete Palharini e o técnico Administrativo responsável pela Criatec Campus Santa Rosa, Lucas Escher.

Durante a abertura do evento o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da UNIJUÍ, professor Fernando, ressaltou a importância da participação dos estudantes, enfatizando a temática do agronegócio como uma das principais economias do país e com isso evidenciou a preocupação em estimular os estudantes em desenvolverem novas tecnologias para essa área.

A programação teve início através da contextualização de problemas e demandas na área da agricultura. Na sequência ocorreu a dinâmica de validação, formação de equipes e a oficina de modelagem de soluções e negócios. Na parte da tarde ocorreram as mentorias e trabalhos nas equipes, onde deverão apresentar propostas de solução para um problema identificado e que necessitará ter sua aplicabilidade na área da agricultura. 

Os participantes também foram contemplados com a apresentação de dois cases de sucesso. O case de empreendedorismo voltado para o agronegócio, por meio da empresa graduada pela Criatec, Agroworks, apresentada pelo Sócio e Diretor Jonas Reiter e o case de empreendedorismo vencedor da Olimpíada Empreendedora no ano de 2016, empresa incubada pela Criatec, Simbiozy, apresentado pela sócia/proprietária Patricia Schorr.

O Desafio Empreendedor terá sequência no dia 19 de maio com as atividades: desenvolvendo um Pitch de sucesso, detalhamento, entrega e apresentação do Pitch e premiação das equipes vencedoras. O evento conta com o apoio da UNIJUÍ, Agência de Inovação e Tecnologia da UNIJUÍ (AGIT) e Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT).

Sobre o Desafio Empreendedor Agrotech Garage 2018

O Desafio Empreendedor tem como objetivo estimular a criatividade e a inovação por meio de atividades que auxiliem no processo de inovação, possibilidade aos participantes o exercício de sua capacidade de criar, de resolver problemas e encontrar soluções, buscando agregar valor para a sociedade e para a Instituição, por meio das possíveis soluções identificadas e gerando novos negócios.

Os participantes deverão apresentar propostas de alguma solução para um problema identificado, que deve ter sua aplicabilidade na área da agricultura.

1º lugar – 01 vaga na pré-incubação da Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da UNIJUÍ Campus Santa Rosa, troféu e 40 horas de consultoria na área da gestão.

2º Lugar – 01 vaga na pré-incubação da Incubadora de empresas de Inovação Tecnológica da UNIJUÍ e troféu.

3º Lugar – Troféu. 

 

 


Fidene/Unijuí e 27º Grupo de Artilharia renovam parceria

A Fidene/Unijuí e o 27º Grupo de Artilharia de Campanha – Grupo Monte Caseros, assinaram a renovação da parceria que garante desconto para militares lotados no Grupo de Artilharia em Cursos de Graduação ofertados pela Universidade.

O convênio entre as duas Instituições tem o objetivo de gerar condições para a mútua cooperação educacional, técnica e científica, por meio do desenvolvimento conjunto de atividades específicas de ensino, pesquisa, extensão e de capacitação.

De acordo com o Vice-Reitor de Administração da Unijuí, Dieter Rugard Siedenberg, a parceria visa estreitar as relações com o Grupo e proporcionar o acesso ao conhecimento. “Por meio deste convênio é viabilizado, por um lado, o acesso ao ensino acadêmico sobretudo de jovens que estão prestando o serviço  militar, beneficiando aproximadamente 30 pessoas e, por outro lado, é possibilitada a realização de atividades conjuntas e pesquisas nas áreas de nutrição, educação física, psicologia e ações sociais, entre outras”, comenta.

 


Empreender em um mundo globalizado é tema de Ciclo de formação para a Pesquisa e Extensão

              

Nesta quarta-feira 16 de maio, a UNIJUÍ realizou no Centro de Eventos do Campus Ijuí, o Ciclo de Formação para a Pesquisa e Extensão 2018. O evento recebeu a palestra: “Empreender em um mundo globalizado: desafios e oportunidades”, uma realização da TOPWAY English School, com apoio da Unijuí FM, que teve como objetivo proporcionar aos estudantes mais informações sobre empreendedorismo, além de sugerir que se desafiem em startups e busquem resultados acima da média. O evento também pontuou sobre diferenciais de mercado, como o domínio do inglês e todas as oportunidades advindas dessa qualificação.

A palestra foi gratuita e ministrada por Israel Riella, diretor de expansão do grupo TOPWAY; mentoring em desenvolvimento humano; MBA em Liderança e Coaching em Gestão de Pessoas; com mais de 22 anos dedicados à formação executiva e empreendedorismo em alta performance.

Em entrevista à Rádio Unijuí FM, Israel colocou sua posição: “Para esse perfil de público é importante entender o que o mercado oferece, acredito que as pessoas que saem de um ambiente acadêmico se perguntam quais os caminhos seguir após esse momento. O que fazer? Empreender ou trabalhar numa empresa são dúvidas bem pertinentes, e eu acredito que posso contribuir de alguma forma, esclarecendo alguns fatores relacionados nessa questão de empreender num ambiente globalizado”. Ele complementa: “Nós somos um povo empreendedor, todo aquele que não tem uma carteira assinada é empreendedor: o pedreiro, a diarista, o vendedor, o autônomo, todos eles são empreendedores. Nós temos isso desde a nossa veia infantil, quando nos perguntam: o que você quer ser quando crescer? Ali é despertada essa veia empreendedora”.


Campus Santa Rosa promove V Semana Acadêmica das Licenciaturas

 

A V Semana Acadêmica das Licenciaturas em parceria com a Formação Geral e Humanista teve abertura no Campus Santa Rosa, na noite de segunda-feira, dia 14, no auditório central. Na oportunidade os participantes debateram o tema “Ensinar e Aprender na Cibercultura: Desafios e potencialidades”, com o professor Adão Caron Cambraia.

O evento tem como objetivo tematizar a educação e a formação no horizonte do ciberespaço e das políticas públicas para a Educação Básica e debate sobre os desafios e as perspectivas da educação no contexto social atual.

A abertura contou com a presença do Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, professor Fernando Jaime González, do Pró-reitor do Campus Santa Rosa, professor Ariosto Sparemberger, da Coordenadora do curso de Educação Física, professora Cléia Rigon Dorneles e da mediadora dos trabalhos, professora Hedi Maria Luft.

Segundo a Coordenadora do Núcleo de Formação de Professores da UNIJUÍ, professora Maria Regina Johann, a formação de profissionais em diferentes áreas, torna-se necessária, por meio de espaços com diferentes modos de acesso ao conhecimento, debates e saberes. “A semana acadêmica amplia aquilo que se discute em sala de aula, traz o olhar dos nossos colegas professores que estão na escola básica, de intelectuais que estão pensando temas de suas pesquisas, também traz a presença dos estudantes do Ensino Médio. Dessa forma atingimos os objetivos, proporcionando uma semana de novas aprendizagens para os nossos acadêmicos”, ressalta Maria Regina. 

A programação contemplará atividades até sexta-feira. Na noite de terça-feira, dia 15, A reforma no Ensino médio: desafios e potencialidades para pensar a educação”, foi a temática debatida pela palestrante Vânia Lisa Fischer Cossetin.

 

Atividades realizadas na noite de terça-feira.

 

Hoje, dia 16, serão realizados minicursos com diferentes temáticas, envolvendo os cursos de Pedagogia e Educação Física. Na quinta-feira, dia 17, a palestra será sobre,“A experiência escolar enquanto tempo para a singularização de si”, com a professora Franciele dos Anjos. Na última noite, a professora Daiana Hartmann, palestrará sobre a “Proposta de ensino para Dança Escolar Maternal ao Ensino Médio”.

De acordo com a coordenadora do curso de Pedagogia, professora Marta Estela Borgmann a Semana Acadêmica das Licenciaturas e Formação Geral Humanista é um momento em que se privilegia durante uma semana, discussões e reflexões, referente a formação dos professores. “Se constitui em um espaço de pesquisa, de reflexão, de indagações, interpretações em relação aos desafios que se apresentam na formação dos professores, na atualidade. Proporcionando para além da sala de aula, trocas de experiências e momentos de reflexão sobre o papel do professor na sociedade, que sempre será muito importante para a formação humana”, destaca Marta.  

Abertura da Semana Acadêmica das Licenciaturas no Campus Santa Rosa.


Unijuí apresenta o Projeto Pedagógico do curso de Medicina

                     

Na noite desta terça-feira, dia 15, a Unijuí deu mais um passo no processo de implantação do curso de Medicina em Ijuí. Com a participação de médicos e gestores da Rede de Atenção Básica e de Hospitais parceiros no Projeto, além de professores dos cursos da área da saúde e também outros departamentos da Unijuí, foi realizada, no Centro de Eventos do Campus Ijuí, uma apresentação do Projeto Pedagógico do Curso.

A Reitora da Unijuí, professora Catia Nehring, fez uma apresentação sobre a trajetória da FIDENE/UNIJUÍ, suas mantidas, relação com a comunidade, os cursos que oferece, os principais números em relação a estudantes, professores e técnicos administrativos e de apoio. Além disso fez um resgate do processo de implantação do Curso de Medicina, que teve seu primeiro projeto aprovado institucionalmente em 1992 até o atual Projeto do curso de Medicina, aprovado no Conselho Universitário em 2012, com revisão realizada em 2016.  O projeto atual é fruto de um coletivo de instituições e uma demanda da comunidade regional, envolvendo principalmente a Prefeitura de Ijuí e seu sistema de atenção básica, os hospitais de Caridade e Bom Pastor de Ijuí e Hospital de Panambi.

O Coordenador do Curso, professor Jorge Brust e a professora Mirna Ludwig, membros do NAPI, apresentaram o Projeto Pedagógico do Curso de Medicina, seus objetivos, perfil do egresso, estrutura curricular, processo de avaliação, formas de ingresso e carga horária do curso. Destacaram a estrutura curricular, baseada em Unidades de Ensino e Aprendizagem – UEA e Unidades Integradoras – UI, o que vai exigir planejamento e trabalho coletivo do grupo de professores, valorizando suas expertises e competências. Além disso o alinhamento do PPC à política do Sistema Único de Saúde, sendo que o acadêmico começa a estabelecer relação com os cenários de prática, já nos primeiros semestres do curso.

Participaram do evento integrantes do Hospital de Caridade de Ijuí, Bom Pastor, FUMSSAR e Hospital Vida e Saúde de Santa Rosa e Sociedade Hospital de Panambi.

Este evento foi um dos primeiros em que a Instituição socializa sua proposta para a comunidade Médica Regional. No dia 29 de maio, atividade organizada também no Centro de Eventos do Campus Ijuí, tem por objetivo explicitar os compromissos de todas as Instituições, Universidade e Parceiras, no projeto de formação médica, considerando as exigências do Edital e o impacto da formação no Sistema Único de Saúde e suas implicações para a Rede Pública de baixa, média e alta complexidade.

Questão Judicial

No encontro, a Reitora também abordou sobre a questão judicial envolvendo o curso de Medicina, pois, na segunda-feira, 14 de maio, Portaria da SERES nº 328, de 10 maio de 2018, sobre a suspensão do prosseguimento da chamada pública regida pelo Edital 1/2017/SERES/MEC, que trata da seleção de propostas para autorização de funcionamento de cursos de Medicina para os municípios de Ijuí/RS, Limeira/SP e Tucuruí/PA. A suspensão foi motivada por um processo movido pela Sociedade Regional de Ensino e Saúde S/S Ltda, concorrente a implantar o curso de Medicina na cidade de Limeira/SP, que ingressou com ação judicial alegando desrespeito ao referido Edital no que tange a uma mesma instituição não poder concorrer em mais de uma cidade. “A AGU – Advocacia Geral da União está trabalhando para derrubar esta liminar. A Unijuí não é parte desse processo, porém, estamos tomando as providências jurídicas cabíveis ao caso”, salientou a Reitora Catia Nehring.

Confira a nota da Unijuí na íntegra sobre o caso.


Projeto Aproxima realiza oficina de Cidadania em Santa Rosa

A UNIJUÍ em parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Rosa, realizaram a primeira oficina de cidadania do Projeto Aproxima. A oficina teve como tema: Urbanismo e Meio Ambiente, ministrada pela Professora Elenise Felzke. O encontro ocorreu no dia 07 de maio, no Salão da Comunidade Católica da Vila Auxiliadora.

O Programa Aproxima tem o objetivo de melhorar a gestão dos bairros de Santa Rosa, através de associações organizadas, que possam existir como ente jurídico com personalidade própria e que permita que os bairros da cidade se organizem em seus núcleos, reunindo-se mensalmente, com diretoria eleita pela sua comunidade, com definições de prioridades, necessidades e apoios necessários que possam produzir uma melhor qualidade de vida aos moradores de cada local.

Na oportunidade estiveram participando o Pró-reitor da UNIJUÍ, Ariosto Sparemberger, o Vice-Prefeito, Luís Antônio Benvegnú, a Coordenadora do Projeto por meio do Escritório Modelo da UNIJUÍ, professora Fernanda Serrer e o Coordenador do Projeto Aproxima, José Luis Martins e demais cidadãos da localidade.

 


Maio Amarelo: Unijuí integra ações que visam um trânsito mais seguro

O assunto foi tema do Rizoma da Unijuí FM. Confira:

                      

Visando conscientizar a população e chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, o movimento Maio Amarelo congrega diversos órgãos e instituições, que realizam ações de conscientização, entra elas a Coordenadoria Municipal de Trânsito e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)/Unijuí.

O assunto foi tema do Rizoma, da Unijuí FM na última semana.  Os estúdios da 106.9 receberam representantes de ambos os órgãos, além de professores e especialistas. Entre eles, participaram de um bate-papo ao vivo o professor de Física na Educação para o Trânsito, Nelson Toniazzo; o especialista em trânsito Ubiratan Erthal, ex-coordenador de Trânsito no município de Ijuí; o vereador Jeferson Dalla Rosa, presidente da Comissão Especial por um Trânsito Mais Seguro; o presidente da CIPA/Unijuí, João Lucas Pereira; e a agente de trânsito Elaine Cabral, coordenadora das atividades do Maio Amarelo.

Durante a entrevista, o especialista Ubiratan Erthal destacou o índice de mortes no trânsito por ano no Brasil, que chega à marca de 40 mil pessoas. "Tudo isso é decorrente de uma imprudência generalizada, é falta de atenção ou desobediência às regras", disse o ex-coordenador, apontando a faixa etária das vítimas em idades que vão dos 14 aos 34 anos.  

"Grande parte daquilo que nós chamamos de acidente não é um acidente, é esperado", afirmou o professor Nelson Toniazzo enquanto explicava a física por trás dos acidentes de trânsito. O sujeito que dirige a 80km/h em via urbana anda a 22,2 metros por segundo; seu tempo de reação, sendo aquele em que ele olha para alguma coisa e aciona os freios, vai para 2.5 segundos; iniciando a frenagem nesta velocidade, multiplicado por 2.5, ele andará 80 metros antes de pisar no freio. "Ou seja, qualquer coisa que acontece numa distância menor que 80 metros pode ocasionar uma colisão sem frenagem", concluiu. 

Já o vereador Jeferson Dalla Rosa abordou os entraves políticos por trás da questão que envolve o trânsito. "Quando se fala em trânsito só pensamos nos veículos, mas o trânsito envolve o pedestre, o ciclista e todos que interagem naquele meio e que deveriam conviver em harmonia mas, na verdade, o que ocorre é uma disputa pelo espaço", explicou. De acordo com ele, as ações desse cunho, geralmente, não trazem votos e, em função disso, se torna necessário mudar a visão política. "Você é político para melhorar a vida das pessoas e não pra pensar somente na próxima eleição", disse.

                    

O coordenador da CIPA/Unijuí, João Lucas Pereira, aproveitou o momento para destacar as programações a serem desenvolvidas pela Universidade dentro da programação do Maio Amarelo. Além da exposição de um veículo acidentado nas proximidades do lago do campus Ijuí, haverá, nos próximos dias, uma exposição de banners promovida pela Polícia Rodoviária Federal, além de uma panfletagem nos dias 15 e 16, concentrada nos terminais de ônibus, em parceria com a Coordenadoria de Trânsito. "O objetivo é conscientizar as pessoas para que tenham essa dimensão do problema que é o trânsito, hoje, a níveis municipal, estadual e nacional", complementou.

E a agente de trânsito, Elaine Cabral, falou sobre as atividades do Maio Amarelo em âmbito municipal, a serem desenvolvidas pela Coordenadoria de Trânsito - as quais você pode conferir clicando aqui. "É acidente mas tem a nossa responsabilidade dentro dele, então nosso objetivo é fazer esse chamamento para a conscientização", enfatizando a importância de assumir a frente e tomar a atitude correta em defesa de um trânsito mais seguro.

Confira já a entrevista na íntegra logo abaixo:

O movimento

Este ano, o Movimento Maio Amarelo traz como mote a "atenção pela vida". Seu objetivo é promover uma ação integrada entre o Poder Público e sociedade civil, colocando em pauta o tema da segurança viária no intuito de mobilizar a comunidade envolvendo os mais diversos segmentos. Entre eles, órgãos governamentais, empresas, entidades e associações. Em 11 de maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito, consagrando o mês de maio como referência mundial para as ações que acontecem no mundo inteiro. A cor amarela, por sua vez, simboliza a atenção na sinalização de trânsito.