COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Evento envolveu estudantes e professores na discussão do tema Cidades Inteligentes e Cidadania

Aula Inaugural e Seminário Temático do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências aconteceu

nesta semana, de forma online

Dois importantes eventos aconteceram nesta segunda e terça-feira, dias 1 e 2 de março, promovidos pelo Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências da Unijuí (PPGE): a Aula Inaugural e o Seminário Temático, que tratou do tema “Cidades Inteligentes: múltiplos olhares a partir da educação nas ciências e o fazer da extensão universitária”. O evento foi transmitido online e contou com a presença de educadores renomados, não só do país, mas também do exterior.

“Nestes dois dias, tivemos o privilégio de receber importantes professores, de instituições internacionais e brasileiras, muitos deles antigos parceiros de nossos convênios e pesquisas. Educadores que estão, em outras universidades, empenhados em discutir o tema das cidades inteligentes, das cidades educadoras. Contamos também com uma participação expressiva de nossos estudantes e uma qualificada definição dos termos envolvidos no debate. Tudo isso nos faz ter certeza que começamos muito bem o semestre letivo do programa”, destacou o professor Sidinei Pithan da Silva, que coordenou o evento ao lado das professoras Helena Callai e Caroline Raduns.

Na avaliação do professor Sidinei, o movimento provocado pelos palestrantes permite apostar em perspectivas dialógicas, inter e transdisciplinares em relação à construção do conhecimento. “O evento permitiu uma integração de profissionais e, principalmente, o envolvimento de estudantes de diferentes níveis, desde o doutorado até a iniciação científica. Nos permitiu pensar os temas da cidade, da democracia, da relação entre desenvolvimento científico e tecnológico com o desenvolvimento humano e social. Foi uma importante reflexão para todos os participantes”, destacou o professor.

A programação contou com aula inaugural, debates e com o lançamento do livro “Escrita e pesquisa em Educação nas Ciências: experiências do Pós-Doutorado”, que apresenta a constituição do Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências a partir do olhar do atual coordenador, professor Sidinei Pithan da Silva, e de três ex-coordenadores: José Pedro Boufleuer, Helena Copetti Callai e Eva Teresinha de Oliveira Boff. A partir destas perspectivas, são explicitados os 25 anos de história do programa. 

O enfoque produzido pelo evento possibilitou ampliar o sentido das propostas de internacionalização desenvolvidas pelo PPGE, sintonizando com o movimento concreto das ações e políticas de pesquisa e de extensão desenvolvidas pela Unijuí em âmbitos local, regional e nacional. Educar para a cidadania, e compreender o desafio público e coletivo de como podemos pensar e viver na cidades, mobilizou os pesquisadores de várias universidades brasileiras (Unijuí / Imed / UFN / UPF / Ufsc / Unisc / Univille) e europeias (Universidade de Sevilha e Universidade de Lisboa). 

Conforme afirma o professor Sidinei, refletir sobre o lugar e o papel das Universidades, das Escolas e da própria sociedade, enquanto instâncias educadoras, permitiu idealizar entre os envolvidos no evento um compromisso com a construção de outro projeto de educação possível, no qual as problemáticas sociais e concretas vividas nas cidades possam se tornar temas de debate, reflexão e pesquisa. O que faz lembrar, como aponta, da frase célebre de Péricles, em seu discurso sobre a democracia e a política na Grécia Clássica: para nós, “a reflexão não inibe a ação”. 

“A construção de cidades inteligentes, em pleno século 21, precisa estar sintonizada com a ampliação do papel da política e da ética na construção do bem comum, o que significa considerar o compromisso com a ampliação das liberdades humanas e da cidadania, bem como com o combate a todas as desigualdades e injustiças sociais. Tarefa emancipatória que se amplia a partir da necessidade de reconhecer os diferentes contextos e diferenças, do ponto de vista social e cultural, assim como do ponto de vista socioambiental”, assinala o professor Sidinei Pithan da Silva. Por isso, o tema de assumir a prática de extensão universitária, a partir de um enfoque dialógico, crítico e relacionado à pesquisa e à educação, torna-se uma via que o debate gerado no evento encaminha como forma de criarmos (inclusive em tempos de pandemia) saídas para enfrentar a crise da covid-19.    

 

 


Compartilhe!