COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Avanços Tecnológicos na Produção de Aveia na Região Noroeste Colonial/RS

               

A aveia branca (Avena sativa L.) é um cereal que apresenta múltiplos propósitos. O aumento do cultivo da aveia branca nos últimos anos procede dos inúmeros benefícios que a mesma oferece ao sistema de produção. Por ser cultivado no período de estação fria do ano, proporciona excelente cobertura de solo, com grandes benefícios ao sistema de semeadura direta. Na alimentação animal tem assumido grande importância como produtora de grãos, forragem, feno, silagem e composição da ração. Além disto, vem sendo cada vez mais utilizada na alimentação humana, pelo alto teor de proteínas de qualidade e fibras solúveis, caracterizando um alimento de alta qualidade para o consumo, com benefícios à saúde pela redução do colesterol e riscos de enfermidades cardiovasculares Portanto, o enorme crescimento e gama de finalidades de uso da aveia nas unidades de produção e qualidade à alimentação humana tem favorecido o crescimento no número de agroindústrias familiares e indústrias de alimentos para processamento do cereal.

É cada vez maior a demanda por cultivares em manejos com a aveia que promovam produtividade e qualidade industrial e química de grãos voltada a uma população cada vez mais exigente em produtos mais saudáveis. Destaca-se o grande volume de produtos e sub produtos obtidos com a aveia voltada a alimentação humana e a principal região produtora de grãos de aveia para o Brasil situa-se no noroeste colonial. Nesta região, vem ocorrendo uma elevada demanda por grãos de aveia de maior qualidade industrial e química junto a uma crescente estruturação de agroindústrias familiares e do setor industrial. Portanto, exigindo novos padrões de produção mais limpos e sustentáveis com atributos que atendam às necessidades das indústrias de alimentos e consumidores.

A indicação de cultivares com desenvolvimento de manejos mais eficientes em promover redução do acamamento de plantas, melhor habilidade competividade em reduzir uso de herbicidas, com adaptabilidade e estabilidade ás variações climáticas e com redução no uso de agroquímicos, representam grandes desafios em qualificar o domínio desta região na qualidade de grãos de aveia a alimentação para o Brasil. Do ponto de vista da qualidade dos produtos há um crescimento no nível de exigência do consumidor, isso demandado tanto pelo mercado interno como externo, exigindo produtos oriundos de sistemas de produção limpos e sustentáveis. Portanto, os processos biológicos que assegurem a sanidade vegetal são decisivos na obtenção de produtos saudáveis, considerando que estes processos estão relacionados às práticas de manejo as quais podem desencadear riscos à saúde, contaminação, poluição ambiental e resíduos de agroquímicos em alimentos. Assim, avanços acerca dos sistemas de produção da aveia para alimentação humana geram a necessidade de ações multidisciplinares em vários campos do conhecimento.

Na perspectiva de avanços, pesquisadores e técnicos do Departamento de Estudos Agrários e Departamento de Ciências Vida da UNIJUÍ e junto ao programa de mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade vem desenvolvendo o projeto Avanços Tecnológicos na Produção de Aveia na Região Noroeste Colonial/RS, apoiado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do estado do Rio Grande do Sul/SDECT, na busca de manejos mais limpos e sustentáveis com qualidade dos grãos à alimentação no noroeste gaúcho. Os resultados destas pesquisas foram apresentados no dia 18/10/2018 no II Curso de Atualização em Tecnologia e Produção de Aveia no Instituto Regional de Desenvolvimento Rural/IRDeR/UNIJUÍ com a realização de um curso na parte da manhã, seguindo a tarde com a realização do Dia de Campo. Conforme relata o coordenador do projeto prof. José Antonio Gonzalez da Silva, “a UNIJUÍ por intermédio do Departamento de Estudos Agrários-DEAg tem forte inserção regional desenvolvendo trabalhos de pesquisa de elevado realismo em fornecer inovação e tecnologia sobre a cultura da aveia, subsidiando técnicos, agrônomos, cooperativas e empresas locais e da ligação direta com os pequenos e médios agricultores do noroeste colonial. Ressalta-se que compreende pesquisas de caráter multidisciplinar e interdisciplinar e com uma atuação em mais de 50 municípios da região. Portanto, ações de pesquisas de grande relevância em parceria com associações e empresas tem alavancado a produção de alimentos de alta qualidade e com fortes investimentos de aprimoramento da pesquisa e do processo de produção. Destaca-se que hoje essa região representa a maior produtora de grãos de aveia do Brasil, fornecendo um produto de alta qualidade para inúmeros processos industriais para todos os estados da federação. Além disso, comenta do grande envolvimento de todos os agentes na realização de palestras, cursos e dias de campo com agricultores, setor produtivo e da indústria, alunos de agronomia, mestrado e doutorado na inovação de processos que vem sendo idealizados.


Compartilhe!