COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Cultura

MADP promove o III Sarau Literário: Museu e Diversidade Cultural

               

O Museu Antropológico Diretor Pestana - MADP, em parceria com a Associação de Amigos do MADP promove o III Sarau Literário, com os objetivos de revelar novos talentos, incentivar a expressão cultural da comunidade, mostrar a diversidade étnica da nossa cidade.

O encontro entre as diversas etnias que formaram Ijuí, proporcionou entre outras coisas, uma diversidade de manifestações artísticas culturais. O sarau será um momento de valorização da arte e da cultura possibilitando o compartilhamento do conhecimento reflexivo e prático de elementos que compõem a linguagem.

Este evento integra a programação da 12ª Primavera dos Museus com o tema “Celebrando a Educação em Museus”, através da aproximação e colaboração entre o museus e sociedade civil, contribuindo para a formação integral dos envolvidos, com vistas ao desenvolvimento social.

O Sarau Literário, patrocinado pela A Boa Compra e Cia da Música, será realizado no sábado, dia 22 de setembro de 2018 no Museu Antropológico Diretor Pestana e estará com uma programação especial, a partir das 14h.

Programação

  • Abertura do III Sarau Literário às 14h com a participação especial do Coral UNIJUÍ, e apresentações artísticas com a participação de algumas das Etnias. 
  • Visita à Exposição de Longa Duração, ao som de piano acústico. 
  • Visita à Exposição Temporária “Crenças e Superstições no Imaginário Sul-Rio-Grandense”.

Recordando essências: EFA apresenta a XX edição do Festidance!

               

“Diferentes olhares, diversos saberes artísticos”. Este foi o tema da 20ª edição do Festidance da EFA, realizado nesta quarta-feira, 12 de setembro, no Salão de Atos do Argemiro Jacob Brum, Campus Ijuí. E o público lotou o local do evento, prestigiando as apresentações artísticas. 

Junto ao tradicional evento de danças da EFA, aconteceu uma mostra de arte, coordenada pela professora Vivian Lunardi. A ideia foi mostrar diferentes linguagens da arte, envolvendo ambientes diversos e o princípio que norteia as práticas artísticas: a criação pelo constante processo de ler, reler, fazer, refazer, criar, recriar, estudar, aprimorar, envolver-se e encantar-se com a produção das diferentes linguagens, por diversos saberes artísticos. 

No evento, foi possível visualizar diferentes olhares e saberes artísticos, resgatando a essência e a proposta da EFA, que sempre foi pioneira na arte e no movimento, bem como, possibilitar o olhar sensível, crítico e criativo em nossa contemporaneidade.As danças foram coordenadas pelas professoras de Educação Física, Eduarda Virginia Burckardt e Silvana Prates Marchioro, com as turmas dos Anos Finais e Ensino Médio. Os alunos foram por diferentes obras de arte consagradas, com o objetivo de debaterem e construírem, de forma expressiva e significativa, uma coreografia contemplando possibilidade de diálogo com a obra. Além disso, de forma criativa, produziram a inserção na exposição que se encontra no hall de entrada da EFA nos próximos dias. 

Segundo a diretora da Escola, professora Maria do Carmo, essa edição abrilhantou de forma muito significativa as comemorações dos 50 anos da EFA. “O Festidance é referência do trabalho realizado na escola, pois traz em seu âmago marcas da filosofia da escola, com produções coreográficas de muita ousadia, criatividade, expressividade e acima de tudo sensibilidade e protagonismo dos estudantes envolvidos”, avalia.

 


Café Filosófico debateu filosofia, lucros e desenvolvimento social

                  

No fim da tarde de terça-feira, a Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica – Criatec, ligada a Agência de Inovação e Tecnologia da Unijuí realizou, no Gasteiz Vitória do Campus Ijuí, a segunda edição do Café Filosófico.

O tema debatido foi “Empreendedor como agente de transformação social – a filosofia alinhada ao negócio lucrativo que traz desenvolvimento para a sociedade”. Os convidados da edição foram o professor Dr. Sidinei Pithan da Silva e o empreendedor Cledison Fritzen, a conversa foi mediada pela professora Dra. Vania Lisa Fischer Cossetin.

Segundo Maria Odete Garcia Palharini, coordenadora da Criatec, o objetivo do bate-papo é compartilhar conhecimento e fazer a conexão entre filosofia e o empreendedorismo. O Café Filosófico é uma promoção da Unijuí por meio da Agência de Inovação e Tecnologia da Unijuí (Agit) e Incubadora de Empresas e Inovação Tecnológica da Unijuí (Criatec), com apoio do Departamento de Humanidades e Educação (DHE), Inova Noroeste – Rede de Inovação do Noroeste Gaúcho e Gasteiz Vitória.


Nesta quinta-feira: música gaúcha e nativista vão ganhar destaque no Entardecer Cultural

Na próxima quinta-feira, dia 13, o Coral Unijuí e convidados da Tertúlia Universitária promovem uma nova edição do Entardecer Cultural. O evento ocorrerá no hall da biblioteca e será aberto ao público em geral, a partir das 18h30.

Serão realizadas apresentações artísticas de canto, música instrumental, além de poesia do cancioneiro gaúcho e nativista. Os acadêmicos Uilisson Figueiró Marques, Leonardo Armando Frizzo, André Pizutti e Mateus Meotti, em parceria com o músico, poeta e compositor Pedro Darci de Oliveira, vão realizar as apresentações.

O Sicredi é patrocinador deste Entardecer Cultural, por meio de projeto em que o Coral Unijuí foi contemplado.

 


Museu: como anda a tua história?

 

Um dos instrumentos de comunicação mais antigos da cidade de Ijuí, o telégrafo, está exposto no Museu Antropológico Diretor Pestana - MADP. Ele faz parte da Exposição de Longa Duração do Museu e antigamente era usado para transmitir mensagens de um ponto para outro, codificando a mensagem na antiga Estação Ferroviária de Ijuí.

O telégrafo e o Museu possuem muitas coisas em comum. Assim como o instrumento exposto, o Museu codifica mensagens do passado para o presente, por meio de seus objetos museais e suas atividades de celebração e preservação da história.

O telégrafo é no mínimo curioso para jovens nascidos no século XXI, comparado com os smartphones que cabem na palma da mão e transmitem mensagens cada vez mais precisas e rápidas. Aliás, foi por meio deles que o incêndio que destruiu 90% do acervo do mais antigo Museu Nacional repercutiu e levantou o debate sobre a importância dessas instituições.

A preservação da história é fundamental para o avanço de pesquisas que desenvolvem a sociedade.  Para a diretora do MADP, Stela Zambiazi, os museus prestam um serviço social às pessoas. “O que dá sentido à existência do museu é a necessidade de manter vívida a memória social, saberes e historicidade. Nada disso têm sentido sem as pessoas. Portanto, a razão de um museu existir é para servir às pessoas. Evidentemente reunimos vestígios da cultura material, que traduzem os sentimentos de memória e identidade, mas não o fazemos por excentricidade e, sim, porque é o que representa o imaginário cultural regional”, comenta.

O Museu Nacional, assim como tantos outros, sofria com a falta de repasse de verbas que seriam necessárias para a manutenção do prédio e avanços nas pesquisas. Em Ijuí, Stela explica que o Museu é uma organização sem fins lucrativos, assim a questão dos recursos financeiros se torna muito importante para sua manutenção e consequente viabilização.

Os valores reunidos nas campanhas são usados em novos projetos, pois é preciso inovar tanto em reflexões quanto em proposições, manter a continuidade de processos já existentes e investir em melhorias pontuais de caráter estrutural. Ou seja, todos os valores arrecadados retornam em forma de produtos e serviços à comunidade, no sentido de manutenção das memórias coletivas da sociedade.

As principais despesas do Museu Antropológico Diretor Pestana

Preservar a memória implica em investimentos relacionados ao espaço físico, infraestrutura, equipamentos, material para acondicionamento e embalagem, energia elétrica e, principalmente, recursos humanos. A equipe do MADP é altamente qualificada, o que se reflete na excelência do trabalho.

Como ajudar o MADP (e tantos outros museus)

Reconhecer o trabalho e a importância dessas instituições é o primeiro passo. De acordo com Stela, comparecer aos eventos promovidos pelo Museu é o início. “Este reconhecimento da importância precisa ser efetivo na forma de comparecimento aos eventos promovidos, acompanhar o MADP nas redes sociais, prestigiar as exposições temporárias e fazer uso da memória preservada na Instituição. Participar da vida do MADP em todos os aspectos, utilizando-o no que é proposto, é a maior contribuição que podemos receber”, salienta.

Por outro lado, contribuições financeiras podem ser feitas das seguintes formas:

• As pessoas podem ser parceiras do Museu, tornando-se “Membros Contribuintes”, por meio de contribuições financeiras mensais via DEMEI (conta de luz), Banco do Brasil ou Banrisul.

• Por meio do Mecenato, colaborando com os projetos culturais do Museu, destinando uma parcela do seu Imposto de Renda para a Instituição.  A Pessoa Física que optar pela declaração de renda, pelo formulário completo, pode contribuir com até 6% do imposto devido. A Pessoa Jurídica que faz a declaração com base no lucro real, pode contribuir com até 4% do imposto devido.  Tanto para Pessoa Física como para Pessoa Jurídica é possível deduzir 100% do valor doado.

• Sendo Amigo do Museu, por meio da Associação de Amigos do Museu Antropológico Diretor Pestana, que tem por objetivo principal apoiar a integração do Museu Antropológico ao processo de dinamização cultural de Ijuí e Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da participação ativa de pessoas, empresas e grupos interessados.


“Gatos” e “Os Croods” em cartaz no Cine Aipan

 

O Museu Antropológico Diretor Pestana – MADP e a Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural - AIPAN, com o apoio do Sinpro Noroeste e o SindiComerciários Ijuí promovem durante todo o ano, o CINE AIPAN, através da exibição de filmes com temática socioambiental. Os filmes são exibidos, gratuitamente, às 19h30min, no Auditório do Museu.

Confira as próximas sessões:

 

12 de setembro de 2018 : “GATOS”

Na cidade de Istambul, há gatos domésticos perdidos da cidade que vivem livres, mas têm relações com os moradores da região. No entanto, a realidade da metrópole antiga está mudando e existem cada vez menos lugar para os gatos viverem na cidade turca.

Tempo de duração:  80min

 

14 de setembro de 2018: “OS CROODS”

Família da pré-história vê sua caverna ser destruída. Depois disso, os Croods partem em uma aventura em busca de um novo lugar para morar, liderados por um garoto muito imaginativo que lhes ajuda a desbravar um mundo inteiramente novo.

Tempo de duração:  98 min

 

Participe!

Traga toda sua família para um momento de informação, cultura e lazer.

 

Museu Antropológico Diretor Pestana - MADP

Rua Germano Gressler, 96, Bairro São Geraldo (ao lado da Sede Acadêmica da UNIJUÍ)

Mais informações: telefone (55) 3332-0257 / e-mail madp@unijui.edu.br.

 


Talentos locais subiram ao palco da Tertúlia Universitária deste domingo

Um evento artístico cultural com professores, estudantes, técnicos administrativos e de apoio e egressos da Unijuí, assim se constituiu a 3ª Tertúlia Universitária – Descobrindo Talentos, que na tarde deste domingo, 02, esteve no palco no Salão de Atos Argemiro Jacob Brum e ao vivo na Rádio UNIJUÍ FM.

A abertura ficou a cargo do Coral Unijuí, com “Hino ao Rio Grande” e “Céu, Sol, Sul, Terra e Cor”, seguida por apresentações de grupos vocais, instrumentais, intérpretes solistas e também declamação. Também foi feita homenagem a um dos grandes nomes da cultura gaúcha, o folclorista, compositor, radialista e pesquisador brasileiro, Paixão Côrtes, falecido recentemente, por meio de versos proferidos pelo comentarista da Rádio UNIJUÍ FM, Vander Olson.

A regente do Coral, Helena Sala, avaliou esta terceira edição da Tertúlia Universitária. “A gente conseguiu trazer novos talentos, tinha gente que nunca tinha subido num palco e fez isso pela primeira vez, aqui na Unijuí”, afirma. Já a Assessora de Cultura da instituição, Sirlei Schneider, projetou a quarta edição do evento. “A Tertúlia veio para ficar, este ano o desafio era trazer talentos internos e para o próximo ano vamos fomentar ainda mais esta ideia. A Tertúlia é um berçário para outros festivais”, resume. “Foi um dos melhores eventos, porque tivemos gente nossa, aqui da casa”, também avaliou o cerimonialista Pedro Darci de Oliveira.

A Comissão Avaliadora, que selecionou as 15 composições, teve como integrantes o músico, poeta, compositor, jurado de diversos festivais nativistas, Pedro Darci de Oliveira; o advogado e comentarista do projeto Na Trilha dos Festivais, da Unijuí FM, Vander Olson; o professor  universitário pesquisador no âmbito da Sociologia Regional, Ênio Silva; a Assessora de Cultura da Unijuí, Sirlei Schneider; e a regente do Coral Unijuí, Helena Sala. O evento é uma promoção da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, por meio do Coral UNIJUÍ e na UNIJUÍ FM teve apoio de Tabaimóveis Ijuí, Ecos Sistema de Ensino, Clic Rápido Telecom, Ótica Albrecht, Erva Mate Seiva Pura, Goldentur, TopWay English School, Ramos e Copini Autopeças, Posto Lara Ijuí, Vip Rent a Car Locadora, Guia Fácil, Madeireira Leal e Rustic Móveis.

Além da Tertúlia Universitária, ainda foi realizada uma ação da promoção Férias de Ouro UNIJUÍ FM e Goldentur Viagens e Turismo, que em dezembro irá premiar um participante com um voucher de R$ 2.500,00 em viagem. O regulamento encontra-se em www.radio.unijui.edu.br.


Tertúlia Universitária é neste domingo

Evento promovido pela UNIJUÍ e UNIJUÍ FM também terá atividades realizadas pelos apoiadores do evento, mateada e ação da Promoção Férias de Ouro.

                   

O mês de setembro começa com um tributo à cultura gaúcha com a realização da 3ª Tertúlia Universitária: Descobrindo Talentos, uma realização da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, por meio do Coral Unijuí, com apoio da UNIJUÍ FM e da Coordenadoria de Marketing. Subirão ao palco montado no estacionamento dos ônibus durante o Domingo no Campus, a partir das 15h30, 15 performances artísticas. 

Segundo a regente do Coral UNIJUÍ, Helena Sala, uma comissão avaliadora realizou a triagem e foram selecionados grupos vocais, instrumentais, intérpretes solistas e declamação. “A proposta era realizar este ano um intercâmbio entre professores, funcionários da instituição e estudantes dos quatro campi, a fim de divulgar este trabalho vocal, instrumental e de poesia. E eles estarão cantando e interpretando músicas gaúchas e nativistas neste domingo”, explica a regente, que também participou da comissão avaliadora, também composta por Pedro Darci de Oliveira, Vander Olson, Enio Silva e Sirlei Schneider. 

Além da Tertúlia Universitária, o Domingo no Campus fará uma ação integrando a promoção Férias de Ouro, alusiva aos 17 anos da Rádio UNIJUÍ FM, com apoio da Goldentur Viagens e Turismo. Serão distribuídos à comunidade os cupons para participação no Concurso Cultural que dará um voucher de R$ 2.500,00 para escolha de um roteiro turístico. Em caso de chuva, a Tertúlia Universitária será mantida, transferida para o Salão de Atos Argemiro Jacob Brumm. 

Mateada, com a Erva-Mate Seiva Pura e ações dos apoiadores do Domingo no Campus também acontecerão durante o domingo, a partir das 14h, com a Taba Imóveis, Ecos Sistema de Ensino, Clic Rápido Telecom, Ótica Albrecht e Top Way English School.

Relação dos talentos selecionados para a Tertúlia Universitária:

- Alisson Matuzalém Berno Frós - Interpretação Vocal: Senhor das Manhãs de Maio
- André Lucca Pizutti - Declamação: Poesia " O Tubiano"
- Banda Boa - Interpretação Vocal: "Cantador de Campanha"
- Campeiros da Agrovet -Interpretação Vocal: "Nego Betão"
- Caroline De Oliveira Barboza - Interpretação Vocal: "Renascimento"
- Cláudio Porazzi - Interpretação Vocal: "Cria do Carajá"
- Daiana Dal Ros - Interpretação Vocal: "Por que Canto"
- Davi Roberto Borges de Moraes -Interpretação Vocal: "Manotaço" 
- Fernanda de Souza Peres - Interpretação Vocal: "Balseiros do Rio Uruguai"
- Família Sala - Interpretação Vocal: Meus Amores
- Josi Anne Fagundes- Interpretação Vocal: Vira Virou
- Matheus Guilherme Libardoni Meotti - Música Instrumental: "Missioneiro"
- Trio Bem Capaz - Interpretação Vocal: Tatuagens
- Uílisson Giordan Figueiró Marques e Leonardo Frizzo: Interpretação Vocal: A primeira Vez
- Vocal Querência - Interpretação Vocal: "Nos Mourões do Meus Rio Grande"


Casa cheia para a estreia do espetáculo Na Onda do Rock

                

Elvis Presley, The Beatles, The Rolling Stones, Raul Seixas e Rita Lee, entre outros artistas, invadiram o Salão de Atos Argemiro Jacob Brum na noite deste domingo, dia 19 de agosto. O Projeto “Na onda do Rock”, apresentado pelo Coral Unijuí, Cia. Cadagy e convidados proporcionou um mergulho ao gênero musical.

Com o público lotando todos os espaços do local, o enredo do espetáculo percorreu diversas fases do gênero musical, contadas a partir da década de 50. Tudo começou em uma canção de Elvis Presley, um dos precursores do Rock, iniciando com uma mostra que traça, em retrospectiva, intercalando narrativas, fotos, vídeos, canto coral, banda e performance artística, a história do rock. O objetivo do projeto foi proporcionar um mergulho no gênero musical que transformou o mundo da música e possui um legado de histórias e memórias, além de muitas curiosidades. A intenção foi resgatar músicas marcantes em diferentes décadas de história.

               

O espetáculo "Na onda do Rock", realizado pelos grupos culturais da Unijuí Coral Unijuí sob a regência de Helena Sala e Cia Cadagy, sob a coordenação de Fábio Novello e contou com a participação especial dos músicos convidados Lucas Prauckner, Carlos Montano, Oseias Machado, João Pedro Van der Sand e o Conjunto Instrumental CEAP sob a regência de Adriano Kronbauer. A sonorização e iluminação feita pela Cdlândia Som e Luz; Filmagem equipe de Áudio da Unijuí, cenário confeccionado por Dorotéia Eickhoff; apoio do Marketing da Unijuí, Assessoria de Cultura da Unijuí e Rádio Unijuí FM.

O evento foi financiado pelo Programa Empreender para Transformar do Sicredi das Culturas RS, no qual o Coral Unijuí foi contemplado, e também foi patrocinado por Lair Cabeleireira e Eletrônica Spitzer.

                        

Confira, em vídeo, trechos do espetáculo

                                        

                                        

                                        

                                        

 


Escolas de Ijuí e região foram protagonistas do Domingo no Campus!

                    

No último fim de semana, as escolas da rede pública Municipal, Estadual e privada foram as grandes protagonistas em mais uma edição do Domingo no Campus! Promovido pela Unijuí e Rádio Unijuí FM, o evento contou com um desfile de bandas marciais, organizado com o apoio da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e Secretaria Municipal de Educação (Smed).

A reitora da Unijuí, professora Cátia Maria Nehring, lembrou dos tempos de colégio, onde foi porta bandeira da banda marcial. "Nós valorizávamos muito isso, é um posicionamento de disciplina, organização, e a turma que tocava na banda era muito unida nessa causa de apresentar a escola para a comunidade", disse em entrevista na 106.9.

O coordenador da 36ª CRE, Cláudio de Souza, também recordou a década de 70, onde todas as instituições de ensino contavam com suas próprias bandas marciais. "As escolas sempre se preparam o ano todo para o desfile de 7 de Setembro, e estão tendo mais uma oportunidade de mostrar o trabalho que vêm desenvolvendo", completou.

Já o secretário municipal de Educação, Eleandro Lizot, parabenizou a Rádio e a Universidade pelo evento. Em entrevista, ele também lembrou da época em que assumiu o cargo de secretário municipal. "Há oito anos tínhamos poucas escolas com bandas marciais, e a partir do interesse das instituições isso foi se ampliando tanto na Rede Municipal quanto na Estadual", disse.

Confira a entrevistas logo abaixo:

Participaram do desfile - em ordem de apresentação - o Colégio Evangélico Augusto Pestana (Ceap); Centro de Educação Básica Francisco de Assis (EFA); Colégio Estadual José Lange; Escola Municipal Ruy Ramos; Colégio Estadual Modelo; Instituto Municipal de Ensino Assis Brasil (Imeab); Colégio Sagrado Coração de Jesus (CSCJ); Escola Estadual de Ensino Médio Bozano; Escola Estadual de Ensino Médio Otávio Caruso Brochado da Rocha; Escola Estadual de Ensino Médio Emil Glitz; Escola Municipal Deolinda Barufaldi e Instituto Estadual de Ensino Guilherme Clemente Khoeler (Polivalente).

O evento também contou com a tradicional mateada, brinquedos infláveis para as crianças, exposição de aeromodelos e uma cabine fotográfica da Schmalz Foto e Vídeo registrando a presença da comunidade que visitou o campus na tarde do último domingo, 20.