COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Unijuí e Ceriluz vão desenvolver sistema de leitura remota de medidores de energia

             

A Unijuí e a Ceriluz, em nova parceria, vão desenvolver um sistema de leitura remota de medidores de energia. O projeto prevê a criação de programas computacionais para realizar leitura remota dos dados dos medidores de energia de clientes do grupo A, englobando aproximadamente 300 medidores. 

O Projeto será desenvolvido pelo Grupo de Automação e Controle (GAIC), ligado ao Departamento de Ciências Exatas e Engenharias da Unijuí. Segundo o professor Paulo Sausen, um dos responsáveis deste Projeto, a automatização e unificação destas rotinas para qualquer modelo/fabricante de medidor, tanto em periodicidade quanto em tratamento dos dados adquiridos, irá aumentar a confiabilidade do sistema como um todo e reduzir significativamente o tempo necessário para realizar o faturamento, minimizando o tempo entre a leitura inicial e a emissão da fatura para pagamento por parte do consumidor. “Quando o sistema estiver finalizado, uma série de informações poderão ser utilizadas, de forma online, para análise de carga do sistema ou mesmo para constatar interrupções no fornecimento de energia, possibilitando a análise de forma rápida e segura da qualidade de energia fornecida aos seus consumidores. Também será possível detectar, em tempo real, o aumento ou redução de consumo de determinado cliente, ou conjunto de clientes de uma determinada região/alimentador”, complementa. Ainda de acordo com o professor, a automatização e manipulação automática dos dados dos medidores em tempo real possibilita ampliar a análise da qualidade do serviço prestado pela concessionária, gerando informações que podem ser utilizadas tanto pelo grupo técnico quanto administrativo.

De acordo com Bráulio Schussler, engenheiro eletricista responsável técnico pela área de distribuição de energia da Ceriluz, para a Cooperativa, uma vez o projeto conseguindo atender as especificações propostas, possibilitará a aquisição e tratamento dos dados de uma forma muito mais precisa, disponibilizando os resultados de estudos e análises de forma muito mais rápida e consistente. “Também será possível integrar este sistema, que será desenvolvido, aos sistemas hoje utilizados pela Ceriluz, além de possibilitar a automatização de alguns processos, o que poderá reduzir consideravelmente o tempo despendido por pessoas que hoje realizam esses processos. Outro aspecto relevante do projeto será a possibilidade de análise dos dados em tempo real. Este pode ser um ganho considerável para a área de engenharia no que trata de tomadas de decisões técnicas. A expectativa é que tenhamos sucesso nesta empreitada, principalmente se levarmos em conta o tempo e empenho disponibilizados por todos os profissionais envolvidos no referido projeto", observa. 

A parceria foi estabelecida no início do mês de abril entre as duas Instituições, tendo como elo a Agência de Inovação e Tecnologia da Universidade (Agit), que possui a responsabilidade de negociar tecnologias, dar subsídio aos pesquisadores na efetivação de projetos de parceria e fomentar a transferência de tecnologia da Unijuí com o setor produtivo. A Agit vem auxiliando pesquisadores sendo o elo institucional entre os parceiros interessados no conhecimento gerado na Universidade. 

 


Compartilhe!