COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Comunicação Social - Publicidade e Propaganda (Bacharelado)

Estudantes de Comunicação da Unijuí apresentam trabalhos na Intercom Sul

                     

A Intercom realiza todos os anos cinco congressos regionais, dentre eles a Intercom Sul, que integra os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Neste ano, o evento aconteceu no Centro Universitário da Fundação Assis Gurgacz, localizado na cidade de Cascavel - PR, durante os dias 29 de junho a 1º de julho. O tema norteador das discussões foram as desigualdades, os gêneros e como a comunicação pode e deve fomentar os debates nas comunidades e na mídia. A abertura trouxe discussões acerca de Gêneros, Mídias e Interfaces, conduzidas por Ana Carolina Escosteguy, doutora em Ciências da Comunicação e Vânia Sandeleia, doutora em Ciência Política.

Inúmeras palestras e oficinas aconteceram ao mesmo tempo, com isso os alunos saíam e entravam nas salas em busca de novos conhecimentos. A oficina Comunicação corporal, por exemplo, convidava os estudantes a serem criativos e a se soltarem enquanto brincavam com os movimentos e expressões do corpo. Na tarde de sábado, a FAG organizou o Intercom Sessions, com música ao vivo ao som do rapper Paladino. Para quem gosta de Games, também teve o campeonato Fifa 18 Liga das feras da Comunicação.

As apresentações dos trabalhos pelos alunos da Unijuí iniciaram na sexta-feira pela manhã, com os trabalhos que concorreram no Expocom, e finalizaram no sábado à tarde. Na categoria Intercom Júnior foram cinco trabalhos defendidos. As acadêmicas de Publicidade e Propaganda, Carine Massi e Bárbara Schmidt, defenderam o artigo O Marketing em campanhas: estudo de caso das marcas Three Dogs e Three Cats, orientado pela professora Nilse Maldaner. “Ter participado de outros congressos como ouvinte já havia sido muito enriquecedor, mas poder apresentar o meu trabalho junto com minha colega Bárbara, foi com certeza uma experiência única! É extremamente gratificante saber que nosso artigo foi aceito e melhor ainda foi poder compartilhar a nossa temática com os demais estudantes e professores que estiveram presentes. Durante esses dias de evento, eu também pude conferir muitos trabalhos interessantes, com abordagens totalmente diferentes e vi muita coisa que estudei na graduação sendo aplicada na prática”, comenta Carine.

Para a acadêmica de Jornalismo Marjorie Bock, que apresentou o artigo sobre Mídia e direitos humanos: a representação da mulher na mídia de fronteira, a Intercom é um evento que abrange diversos aspectos da futura profissão. “Esse ano a FAG organizou muito bem as pautas de interesses dos alunos, focando na discussão sobre gênero e mídia, um debate muito importante no momento em que estamos passando, buscando acabar com discursos machistas e preconceituosos e prezando por uma mídia democrática. É a segunda vez que apresento trabalho no Intercom Júnior e mais uma vez foi uma experiência incrível. Poder relatar minha pesquisa para acadêmicos de outras universidades e conhecer sobre outras pesquisas demonstra a importância dessa socialização para minha construção profissional. É muito bom ouvir novas opiniões, críticas e também conhecer novas referências vinda das pesquisas de outros colegas”, destacou a estudante.

Já para a acadêmica de Publicidade e Propaganda, Sthéfany Oliveira, em sua primeira vez no evento, apresentando o trabalho Plurais 2.0: Empatia e a Experiência no Estudo da Publicidade Social, “a experiência em defender o Projeto Plurais 2.0 foi muito importante. Levamos um conteúdo que era muito próximo ao tema do evento e as pessoas gostaram, tivemos um ótimo debate sobre o assunto de empatia e o papel do profissional de publicidade como gerador de mudanças. Trouxemos muitas ideias novas na bagagem, tivemos um bate papo sobre diversidade e como a publicidade está se adaptando as novas necessidades do público, de como ela pode ser mais responsável e ir muito além da venda”.

Podemos dizer que esta edição da Intercom Sul 2018 foi um sucesso! Para quem foi pela primeira vez, fica o gostinho de quero mais. Quem já tinha ido, agradece a oportunidade de poder participar e trazer a cada evento novas ideias. 

Confira a lista completo dos trabalhos apresentados na Intercom Sul 2018: 

INTERCOM JR 

Publicidade e Propaganda

O Marketing Social em campanhas: estudo de caso das marcas Three Dogs e Three Cats. Por: Bárbara Matschinske Schmidt, Carine Massi e orientação da professora Nilse Maldaner;

Plurais 2.0: Empatia e a Experiência no Estudo da Publicidade Social. Por: Sthefany Dyovana Barboza de Oliveira e orientação da professora Nilse Maldaner;

O que o jeito LDRV de contar histórias tem a ensinar para a publicidade. Por:

Bruna Gabriela Pazuch Cabral Perez, Nessana Klein e orientação da professora Rúbia Schwanke. 

Jornalismo

Mídia e direitos humanos: a representação da mulher na mídia de fronteira. Por: Marjorie Barros Bock e orientação da professora Vera Raddatz;

A queda do avião da Associação Chapecoense de Futebol: uma análise da configuração do acontecimento em GaúchaZH. Por: Mariane Ramos Santos e orientação da professora Lara Nasi; 

Comunicação Audiovisual

A formação e historicidade da radiodifusão no município de Panambi. Por: Daniella Rigodanzo Koslowski e Valéria Foletto e orientação da professora Vera Raddatz.

PRÊMIO EXPOCOM 

Documentário Jornalístico e Grande Reportagem em áudio e rádio

A crescente presença feminina do mundo dos jogos eletrônicos como entretenimento e a reação do grande público. Por: Maria Antônia Santos e orientação da professora Vera Raddatz. 

Produção multimídia

Caminhos do Rincão: uma construção multimídia em jornalismo rural. Por: Natan Pipper Torzeschi, Caroline Gonçalves Batista, Crystian Dias Carniel, Danúbia Gois dos Santos, Dieison Jocemar Engroff, Dionatan Gabbi Pezzetta, Emerson Fraton Barbosa, Fabiane Borges Madril, Giuli Ana Izolan, Juliana Andretta, Lara Cristina dos Santos, Laura de Moura Pimentel, Laura Degliuomini Lanzarin, Marjorie Barros Bock, Nataline Tuane Nervis, Rafael da Rosa Vitoria e orientação da professora Lara Nasi.

Por Daniella Koslowski, acadêmica de Jornalismo.

 


Criatividade e inovação marcaram a Semana Acadêmica da Comunicação

Seis noites de evento marcaram a Semana Acadêmica da Comunicação 2018, que neste ano trouxe a novidade de dois dias de integração com os cursos do Dacec.

                 

Empreendedorismo social, dificuldades e novas oportunidades no mercado de trabalho nortearam os seis dias de Semana Acadêmica da Comunicação 2018. A programação iniciou na quinta e sexta, 10 e 11, da última semana, com a Semana Acadêmica integrada dos cursos do Departamento das Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação – DACEC, que teve como objetivo debater o empreendedorismo e a criatividade e inovação na criação de novos negócios.

As atividades específicas da Comunicação continuaram nesta segunda-feira, com a palestra sobre Culturas digitais, consumo e diversidade: problematizando os estudos sobre a internet no campo da comunicação, ministrada pela professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFSM, Sandra Rubia da Silva. Na terça e quarta-feira, as atividades foram dedicadas à apresentação de cases que debateram a importância das parcerias para os resultados nos negócios, com a diretora da Agência RDV de Porto Alegre e editora do portal Meu Bairro, egressa da Unijuí, Letícia Demoly, e a relevância da mídia independente e colaborativa para as narrativas de uma cidade, com a experiência da TV OVO, de Santa Maria, apresentada por um de seus fundadores, o publicitário Diego Araújo. Em seu último dia, a Semana Acadêmica abriu espaço para o projeto ZH na Faculdade e recebeu o jornalista e editor de esportes do grupo, Diego Araújo, que apresentou o caso: GaúchaZH: o produto de uma integração.

Conforme a coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, Rúbia Schwanke, os seis dias de evento devem ser celebrados, pois cumpriram com êxito seus objetivos. “Acredito que atingimos os objetivos traçados. Nós trouxemos palestrantes que discutiram de diferentes pontos de vista a questão do empreendedorismo, mostrando muito da realidade do mercado, das possibilidades disponíveis aos nossos acadêmicos tanto no mercado de trabalho, quanto na academia”, avalia.

A acadêmica do 7º semestre de Jornalismo, Juliana Andretta, comenta que o evento foi uma oportunidade para conhecer mais o mercado de trabalho. “Essa foi a minha quarta semana acadêmica. A desse ano, sem dúvida, deixou uma sementinha de possibilidade em, futuramente, iniciar um negócio meu, na minha área. Conhecer exemplos de empreendimentos, de egressos da UNIJUÍ, que deram super certo, é motivador”, comenta. Ainda sobre os temas debatidos, Juliana destaca o que mais lhe chamou atenção foi o debate sobre a internet. “Algumas das conversas foram bem esclarecedoras, como a da Sandra na segunda-feira, que trouxe como tema a internet. Para nós, comunicadores, a internet é um vasto campo de possibilidades de atuação, de captação, de produção. Um comunicador pode sim, utilizar a internet muito a seu favor, tanto os jornalistas como os publicitários”, destaca.

Para o formando de Publicidade e Propaganda Matheus Bassi, as discussões foram válidas, especialmente por debater o empreendedorismo. “É um caminho que muitos dos formados acabam exercendo, na área ou fora dela. Para mim a melhor noite foi com a Letícia, pois ela mostrou que nossas áreas, Publicidade e Jornalismo, só agregam umas às outras”. Giovana Carré, acadêmica do 5º semestre de Jornalismo, enfatizou aa importância das discussões que demonstraram “como é possível ter êxito na profissão mesmo com todos os desafios impostos”. 

Por: Daniella Koslowski, estudante de Jornalismo.


Filme dirigido por egresso da UNIJUÍ estreia nos cinemas

Após sete anos de gravações, o filme Cromossomo 21 estreou nessa quinta-feira, 30, nos cinemas de todo Brasil. O filme é dirigido e roteirizado pelo egresso de Publicidade e Propaganda da Unijuí Alex Duarte e protagonizado pelo egresso de Administração Luís Fernando Irgang. Para Alex, a estreia, em especial nos cinemas da região de onde cresceu como Santo Ângelo e São Luiz Gonzaga, faz nascer a sensação de missão cumprida. “Como autor da obra é um exemplo de que tudo é possível. Para a inclusão social, o filme tem representado uma grande mudança comportamental e quebrado crenças negativas sobre o universo da deficiência”, afirma.

O longa-metragem mostra a rotina da jovem Vitória, que na prática é igual a de todo jovem. No entanto, ela tem medo de perder a pessoa que ama, o namorado Afonso, por causa do preconceito da família dele. É questionadora, destemida e vai lutar por sua autonomia e seus ideais. Quem interpreta a protagonista é Adriele Pelentir, uma jovem com Síndrome de Down.

O protagonista Luís Fernando Irgang relata que “participar do Cromossomo 21 foi uma experiência indescritível, um crescimento muito grande quanto artista, afinal, foi meu primeiro contato com o cinema, mas sobretudo como pessoa, meu crescimento foi muito maior. Ter contato, conhecer essas pessoas que passam por dificuldade de acesso, de locomoção, de acesso a cultura, a lazer, entretenimento, até mesmo emprego e educação. A gente passa a valorizar a vida, valorizar as pessoas, enxergar as pessoas e não as diferenças, mas enxergar as pessoas como elas são de verdade aquilo que elas podem fazer. O Cromossomo 21 tem essa mensagem de acreditar nas pessoas, acreditar que elas podem ser o que elas quiserem, basta ter igualdade de oportunidade. Participar disso enquanto artista, emprestar o meu trabalho e a minha arte para transmitir para o público essa mensagem de amor, de respeito de inclusão de igualdade é algo sensacional”, comenta.

O longa foi exibido no Festival de Gramado em 2016 (Menção Honrosa), prêmio que veio a somar ao vencer como Filme Destaque no Los Angeles Brazilian Festival e ao de Melhor Filme (voto popular) no Festival Internacional de Cinema de La Mujer, em Punta DeLeste. 

 


Lançamento das novas marcas e premiação marcaram abertura do Festicom

 
 

Evento segue nesta quarta-feira com palestra sobre "Design Content: como criar conteúdo para social media."


Leia mais...

Pesquisa sobre consumo midiático do jovem brasileiro foi apresentada na UNIJUÍ

 

Na noite de quarta-feira foi apresentada aos alunos do curso de Comunicação Social da UNIJUÍ a pesquisa “Jovem e Consumo Midiático em Tempos de Convergência”, desenvolvida por Nilda Jacks e Mariângela Toaldo, professoras e doutoras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS.


Leia mais...

Acadêmica de Publicidade e Propaganda promoveu desfile de moda noiva e exposição fotográfica

Foto: Vick Almeida

Foto: Vick Almeida

Na noite de terça-feira, dia 04, a acadêmica Andressa Gomes Willig, do curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, apresentou para os colegas, professores, funcionários e comunidade em geral, o seu Projeto Experimental de Conclusão de Curso.


Leia mais...