COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Nutrição (Bacharelado)

Alunos de escola aprendem sobre alimentação saudável em atividade prática

               

Como ter uma alimentação melhor e fugir dos alimentos ultraprocessados? Esta é uma questão que tem ganhado cada vez mais relevância, por isso, nada melhor que aprender na prática para tentar mudar os hábitos alimentares. Este foi o objetivo da atividade realizada na noite de segunda-feira, 13 de maio, no Laboratório de Nutrição da Unijuí. Na oportunidade os alunos do 9º ano da Escola Estadual Ruy Barbosa, o Ruizinho, de Ijuí, participaram de uma aula prática com degustação, na disciplina de Nutrição e Dietética II, sobre alimentação do adolescente.

Os alunos colocaram a mão na massa, com auxílio dos universitários. “Eles interagiram com dedicação e criatividade na elaboração de preparações, as quais podem passar a compor o cardápio dos jovens daqui para a frente”, salienta a professora da disciplina, Karina Rios.

O objetivo foi integrar os estudantes de Nutrição a um dos públicos que a disciplina se preocupa. Além disso, a proposta da atividade contemplou a reflexão para uma alimentação mais consciente, por reconhecer que os jovens, muitas vezes, fazem escolhas inadequadas de alimentação. “Uma das características relatadas é não ingerir água suficiente, consumir alimentos ultraprocessados, ou mesmo não realizar refeições importantes, como o café da manhã. Esses hábitos prejudicam o aprendizado, a participação nas aulas de educação física e contribuem para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como o sobrepeso, compulsão alimentar, ansiedade, entre outras situações”, complementa a professora.

A atividade também foi acompanhada pelo professor Evandro, da disciplina de Educação Física e pelas professoras de Arte, Janaina Feller e Vera Pompeo.


Estudantes de Nutrição participam de atividade na Incubadora de Empresas da Unijuí

                  

Estudantes do curso de Nutrição participaram, na sexta feira, 12, na disciplina de Gestão em Organizações de Alimentação e Nutrição, de atividade sobre empreendedorismo na Criatec, organizada pela coordenadora da Incubadora, Maria Odete Palharini.

No primeiro momento tiveram a oportunidade de fazer um bate-papo com João Fenando Weber, sócio da empresa Doled, que desenvolve e comercializa produtos de iluminação Led para dois nichos específicos: iluminação de aquário e hidroponia. O empresário relatou sua experiência, contando que o primeiro negócio surgiu de um hobby. Ele percebeu uma oportunidade de negócio, vendeu um carro e começou o negócio na garagem de casa. Só depois incubou empresa na Criatec, e, em uma das tantas oportunidades de qualificação oferecida, tomou conhecimento do edital INOVA/SEBRAE, submeteu e aprovou um projeto. Com o recurso desenvolveu um produto que permite o cultivo de hortaliças em ambiente controlado sem uso de agrotóxicos. Com a contrapartida financeira da empresa, utilizou para construir uma sede própria e melhorar o processo produtivo.

Logo após o consultor do SEBRAE, Ezequiel Schumann Rosa, palestrou sobre o tema “Identidade Empreendedora”, fazendo com que os acadêmicos questionassem e participassem ativamente na construção de conhecimentos na área da Gestão de Negócios e Empreendedorismo. Também trouxe conhecimentos sobre inovação, traços de personalidade dos empreendedores e as características do comportamento empreendedor.

Em outra data os alunos também participaram da atividade de discussão sobre responsabilidade social das empresas. “Desafiar os acadêmicos do curso de Nutrição a pensar a gestão de negócios na área de alimentação e nutrição, com perfil empreendedor e inovador, qualifica a atuação dos profissionais nas diferentes áreas de atuação do Nutricionista”, observa a professora Eilamaria Libardoni Vieira. 

Segundo a coordenadora da Criatec, Maria Odete Palharini, as visitas técnicas proporcionam aos alunos conhecer a Incubadora e os benefícios que ela oferece para aqueles que querem ter seu próprio negócio, apoiando, desde a ideia até a formação e o desenvolvimento da empresa. Oferece, ainda, infraestrutura física e tecnológica e um pacote de serviços, que inclui assessorias e consultorias em cinco eixos de desenvolvimento do negócio. Possibilita também a troca de experiência com quem está vivenciando os desafios e conquistas da vida de um empreendedor. 

“A fala do jovem empreendedor João Fernando despertou nos alunos o interesse de aprofundar os estudos na área e demonstrou que os acadêmicos podem sim empreender a partir dos "sonhos" pautados no que eles fazem de melhor”, complementou a professora Eilamaria. 


Aula Inaugural de Nutrição abordou o tema "Dietas sustentáveis: o que é uma dieta adequada no século XXI?"

                      

Na noite de 28 de março, no Centro de Eventos da Unijui, o Curso de Nutrição promoveu a Aula Inaugural de 2019. No ato, o Curso de Nutrição recebeu a professora, nutricionista egressa da Unijui, Dra. Rozane Marcia Triches, que palestrou sobre o tema "Dietas sustentáveis: o que é uma dieta adequada no século XXI?" 

Na oportunidade, a Dra. Rozane conduziu as discussões e problematizações acerca da dieta monótona e pouco variada da população mundial, baseada em trigo, milho e arroz. As discussões também abordaram o quanto nossa dieta impacta na saúde do planeta: a pegada ecológica (a metodologia de contabilidade ambiental que avalia a pressão do consumo das populações humanas sobre os recursos naturais). As discussões seguiram a cerca de como variar a dieta, torná-la saudável e sustentável, com menor impacto ambiental.


Curso de Nutrição participa de Dia de Campo sobre Segurança e soberania alimentar

                

O curso de Nutrição da Unijuí participou da oficina “Segurança e soberania alimentar: um resgate das comidas de família”, realizada no 11º Encontro de final de ano - Dia de Campo da Emater Catuípe, na comunidade Esquina Bom Sucesso.

As comunidades incentivadas pela extensionista Claudia Numes levaram para a oficina uma receita que representasse a comunidade, dentre elas biju, cucas, bolo de noiva, queijadinha, doce de vinho e lasanha.

Ao discutir sobre as lembranças das comidas de família, muitas emoções e resgates das culturas alimentares foram apresentadas pelas pessoas que participaram da oficina. Ingredientes e receitas simples, como o nhoque de farinha e ovos, trouxeram a lembrança da nona e da mãe.
A canjica e o arroz socado no pilão trouxeram as vivências na produção da comida. "A mãe socava o arroz às 11 horas quando vinha da roça para cozinhar para o almoço". Eu socava erva-mate num pilão da minha família". Essas e outras falas enriqueceram o dia.

As farinhas moídas nos moinhos de pedra fizerem florescer o hábito de comer polenta com leite.
Os cochichos, as conversas oportunizaram florescer as lembranças e a oportunidade de não serem esquecidas pelas famílias.

Durante a oficina foi questionado: Quem vai ensinar as próximas gerações a cozinhar?

A transmissão dos conhecimentos sobre processo de produzir e de cozinhar os alimentos favorece a diminuição no consumo de alimentos ultraprocessados, que hoje colaboram para o desenvolvimento das doenças crônico não transmissíveis".

Para a professora Eilamaria Libardoni Vieira, que também é agricultora e apaixonada por produzir alimentos e cozinhar, poder contar um causo com os agricultores sobre o quanto é importante cultivar a cultura alimentar das famílias não deixa morrer ou adormecer a prática de preparar os alimentos consumidos pela família, que além de nutrientes tenham um laço afetivo, uma história. “A comunidade de Esquina Bom Sucesso está de parabéns por proporcionar um evento pensado, decorado e organizado com tanto primor. Ruas pintadas e floridas, salão enfeitado com artesanatos feitos pelas mãos de famílias e comida de verdade. A Emater de Catuípe tem desenvolvido um trabalho elogiável com o resgate das sementes e mudas crioulas e da cultura alimentar do município. Valorizar e consumir a comida de verdade traz benefícios à saúde do corpo e da mente”, observa a professora.


Temperos, ervas e especiarias entraram nas práticas do curso de Nutrição

               

Os estudantes da disciplina Técnica Dietética II, do curso de Nutrição da Unijuí, realizaram visita técnica no supermercado da Cooperativa Cotripal, em Ijuí. O objetivo foi realizar uma aula prática para que pudessem conhecer os temperos, condimentos, ervas e especiarias desidratados e in natura, condimentos utilizados nas preparações doces e salgadas, agregando sabor, aroma, qualidade nutricional e auxiliam na diminuição da utilização de sal e açúcar nas preparações.

Na visita tiveram a oportunidade de conhecer e acompanhar o serviço de produção da padaria e confeitaria e do açougue, desde o recebimento de gêneros alimentícios até a distribuição. Também foi apresentado o programa de qualidade da empresa na produção de alimentos. A responsável pelo serviço, Jeniffer Carré, acompanhou a visita.

Segundo a professora Eila Maria Libardoni Veira, responsável pela disciplina, para trabalhar os conhecimentos sobre ervas, condimentos, temperos e especiarias, foi realizada aula prática no Laboratório de Nutrição. “O objetivo desta aula foi oportunizar aos estudantes as técnicas de pré-preparo, preparo e o conhecimentos sobre a utilização desses ingredientes na gastronomia, para agregar conhecimentos sobre o processo de cozinhar. A alquimia do preparo de caldos, sopas, molhos, risotos e carnes com temperos e especiarias é a arte de fazer comida de verdade com sabor, aroma e qualidade nutricional”, complementou a professora.

Para conhecer os cortes de hortaliças, Andressa Burmann, egressa do curso de Nutrição e especialista em Gastronomia Aplicada a Nutrição pela Unijuí, foi convidada para uma aula prática, também no Laboratório, falando sobre hortaliças, temperos, ervas, especiarias e condimentos. Nessa noite, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer os cortes, praticar e elaborar receitas com as hortaliças picadas à brunoiese, chifonadas, em cubos, bastonetes e outros.

Todas as atividades foram desenvolvidas nas últimas três semanas de aulas, iniciando no final do mês de outubro.


Estudantes de Nutrição realizam visita técnica em Santa Maria

Os estudantes do 8º semestre do curso de Nutrição realizaram visita técnica no setor de Nutrição do Hospital Universitário de Santa Maria e do Restaurante Universitário. A visita foi planejada pelos professores do estágio em Nutrição Clínica II e Alimentação Institucional II.

A Nutricionista Taiana Corrêa acompanhou a visita no serviço de Nutrição e Dietoterapia do HUSM, onde são produzidas as refeições dos pacientes internados, acompanhantes e profissionais em serviço. São produzidas em torno de 1.500 refeições por dia entre dietas livres e especiais. A nutricionista destacou o programa de qualidade na produção e distribuição das refeições e enfatizou a importância do Nutricionista na produção de refeições na área hospitalar. A gestão de pessoas também foi apresentada como ponto de destaque na qualidade do serviço prestado.

A Técnica de Nutrição Vera, do Restaurante Universitário da Universidade Federal de Santa Maria, apresentou a estrutura física e de equipamentos na produção e distribuição das refeições no café da manhã, no almoço e no jantar servidas aos estudantes da universidade. 

São produzidas em torno de 8.000 refeições/dia. O serviço também distribui as refeições para o restaurante do centro. Na oportunidade os estudantes puderam acompanhar o serviço de refeições transportadas. Os estudantes e professores, como visitantes, tiveram a oportunidade de almoçar no restaurante da universidade.

De acordo com o depoimento da Maiara Gregory a visita agregou conhecimentos na produção de refeições hospitalar e institucional, pois foi possível acompanhar na prática da produção de refeições em grande escala, a gestão de pessoas, os programas de qualidade. O amor e a dedicação dos nutricionistas e colaboradores foram muito significativos.

Participaram da visita as Professoras Eilamaria Libardoni Vieira, Aline Madalozzo, Mariana Novack.