COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Coronavirus

A pandemia mundo afora: confira um giro do Rizoma com relatos de diversos países

                   

Todos os dias, seja pelo noticiário ou pelas redes sociais, recebemos diversas informações sobre o enfrentamento ao Coronavírus no Brasil e no Mundo. Como os governos estão agindo? quais medidas de segurança adotas? e como as pessoas estão vivendo em meio a esta pandemia?

A Unijuí, por ser uma instituição de ensino com forte inserção no cenário internacional, possui diversos estudantes (Graduação, Mestrado e Doutorado) realizando atividades acadêmicas em países mundo afora, de diferentes continentes, sem falar em egressos que foram em busca de atividades profissionais fora do Brasil. Dessa forma, recebemos diversos depoimentos de como está sendo a vida em alguns países: China, Inglaterra, Espanha, Irlanda, Portugal e Suécia são alguns deles.

Confira um giro do Rizoma pelo mundo neste enfrentamento ao Coronavírus:

O Programa, que vai ao ar na Unijuí FM e está disponível em diversas plataformas de streaming da internet, também deu um panorama da situação aqui na região, o que irá acontecer semanalmente daqui para a frente. Acompanhe!


Aulas a todo vapor! Estudantes e professores vivenciam diversas possibilidades de ensinar e aprender com ferramentas digitais

Quem diria? Um vírus de dimensões insignificantes (míseros 0,12 micrômetros de diâmetro - um fio de cabelo tem entre 100 a 150 micrômetros de diâmetro) sendo capaz de causar uma catástrofe mundial... Não há praticamente nada que ainda não tenha sido drasticamente afetado pela pandemia provocada pelo Covid19. Ações e medidas só imagináveis em filmes de ficção científica estão se tornando diretrizes da noite para o dia, deixando populações inteiras atônitas.

 

No que diz respeito à educação, em praticamente todos os países as aulas presenciais em todos os níveis foram suspensas, pelo menos temporariamente, como uma medida de isolamento social que visa refrear o ímpeto do contágio, causando os mais diferentes contratempos para todos os envolvidos.

 

Mas, este contexto caótico também está fazendo emergir um conjunto de possibilidades até então largamente resistidas: desenvolver atividades curriculares de forma online. Além da necessária e veloz adaptação a esse novo sistema, o desafio é garantir a manutenção da qualidade e agregação de valor na educação superior, responsável pela formação dos novos profissionais.

 

Na Unijuí, este contexto adverso foi convertido em reptos que estão trazendo respostas surpreendentes à tona! A velocidade com que professores e estudantes conseguiram se adaptar ao novo e temporário esquema foi “algo” de grandioso e significativo: as aulas presenciais foram suspensas na segunda-feira (16/03) e retomadas em sua integralidade no formato online na quinta-feira (19/03). Empenho, suporte técnico, responsabilidade, dedicação, aprendizagem, criatividade e muita colaboração estão sendo palavras-chave nesta transformação ainda em curso.

 

Inúmeros depoimentos de professores e estudantes falam por si: “Estou com ótimas expectativas; vai dar tudo certo.” manifestou um docente diante do desafio. Outro recomendou: “Mais do que só usar as ferramentas [online disponíveis] é necessário pensar em como envolver os estudantes”. Após a primeira experiência, outro docente constatou assombrado: “Estamos aprendendo juntos; está funcionando super bem”, algo que não necessária e automaticamente se verifica em aulas presenciais. Os estudantes também foram elogiados: “Os estudantes estão colaborando e entendendo este momento, interagindo no chat, se esforçando para que as aulas sejam produtivas”. Outro professor disse: “Foi muito boa minha experiência hoje. Trabalhei com o meet e o classroom em duas disciplinas e a avaliação dos alunos foi muito boa... inclusive, estão postando em suas redes sociais que o resultado foi muito positivo”.

 

Ao constatar os primeiros resultados do trabalho, a consultora externa para a transformação digital da Unijuí, que auxilia neste caminho desde 2018, não deixou por menos: “Gente, eu tenho vontade de chorar de alegria de ver vocês tão engajados. Tem muita gente fazendo educação a distância, mas, trabalhar de forma colaborativa online como vocês, são poucas instituições que estão entendendo e se desafiando a fazer. Parabéns a todos!”.

 

O comprometimento e engajamento dos estudantes no processo de ensino e da aprendizagem também foi evidenciado por outra docente nos seguintes termos: “Na aula de hoje, numa Unidade Integradora, os próprios alunos ajudaram a organizar o estudo no meet, entre eles próprios, a partir da orientação do tutor. Além disso, que orgulho, estão organizando uma ‘formação/treinamento’ para toda a turma, pois já entenderam que vão precisar disso. Que os professores vão utilizar as ferramentas e eles mesmos vão usar isso como recurso de estudo em grupo. Estão se colocando à disposição para ajudar os colegas. Estou orgulhosa deles”.

 

Em termos quantitativos, o número de estudantes que passou a interagir com a Universidade via online foi grande. Na última sexta feira o responsável técnico pelos controles de acesso informou que em menos de 48 horas as contas do @sou.unijui.edu.br quintuplicaram, passando para mais de 5.000 estudantes com conta ativa. É basicamente através deste acesso que os estudantes interagem com os professores nas diferentes ferramentas do Classroom.

 

Evidentemente todas estas mudanças estão exigindo muito comprometimento e dedicação: “Dá mais trabalho do que aulas no presencial. Mas, até que gostei!”. De forma similar, a recompensa e os desdobramentos do esforço realizado foram evidenciados por um docente nos seguintes termos: “No fim das contas acredito sinceramente que esta será uma experiência muito interessante para todos: professores e alunos”.

 

Mesmo quem não estava diretamente envolvido com a problemática estabelecida, como foi o caso de uma mãe de estudante que o acompanhou em casa, com muita curiosidade, e diante de todas estas mudanças em curso, constatou satisfeita: “Foi muito show o que eu vi hoje! Parabéns para Unijuí. Às 19 horas a professora já estava lá, chamando, interagindo e respondendo os alunos, e ficou até passado das 22h40min postando coisas e atividades interessantes. Meu filho se entusiasmou com as possibilidades. Eu nunca vi ele tão interessado no curso como dessa vez! Até (me) deu vontade de voltar a estudar”.

 

Em meio a tantas notícias alarmantes, fakes & fatos, todos estes depoimentos evidenciam, com muita clareza, que a UNIJUÍ está “acertando a mão” no que diz respeito ao enfrentamento desse múltiplo desafio: adaptar-se a um modelo emergencial mantendo a sua reconhecida qualidade no ensino e, ainda, agregando valor pelo empenho e aprendizagem coletiva ao seu fazer acadêmico.

 

Ainda há percalços e contratempos? Sim, mas nestes tempos do “fique em casa”, o que seria de nós sem estes desafios? Assim, só resta agradecer e parabenizar a todos pelos resultados alcançados!


Coronavírus: a hidroxicloroquina é eficaz para o tratamento?

Neste momento em que o mundo enfrenta a pandemia de coronavírus, a informação é uma grande aliada para tomar atitudes positivas, que colaborem especialmente para a prevenção. A Unijuí, atenta às dúvidas que surgem e utilizando o conhecimento produzido na Universidade, está buscando deixar a comunidade bem informada. Confira o que diz a coordenadora do curso de Farmácia da Universidade, professora Christiane Colet, sobre o uso da hidroxicloroquina para tratamento do Coronavírus (Covid-19).

Desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a hidroxicloroquina, medicamento utilizado para tratamento da malária, poderia ser testado para tratamento do Covid-19, houve uma corrida às farmácias e os medicamentos já desapareceram das prateleiras aqui no Brasil, mesmo sem sua eficácia contra o Coronavírus ser comprovada. De acordo com a coordenadora do curso de Farmácia da Unijuí, Christiane Colet, além de ser utilizado no tratamento da malária, a hidroxicloroquina é também usado como um imunossupressor em alguns pacientes com doenças autoimunes, como é o caso do lúpus e da artrite reumatoide. Pacientes com essas patologias fazem uso contínuo dessa medicação e já estão com dificuldade para encontrar a hidroxicloroquina nas farmácias do país. 

 

Professora Christiane Colet, coordenadora do curso de Farmácia da Unijuí

A professora explica que a partir dos estudos e dos casos registrados na China e na Itália, surgiram algumas pesquisas publicadas em bases internacionais, ou seja, existem artigos já publicados, nos quais foram relatados o uso da hidroxicloroquina juntamente com a azitromicina, que é um antibiótico. Nesses casos, foi observado que os pacientes hospitalizados em casos graves, que utilizaram essa medicação, tiveram menor chance de óbitos e de intercorrências, quando comparados a pacientes que não fizeram o uso. “Contudo, é preciso observar que foram pacientes graves, foi um teste ainda piloto, a amostra dos estudos é bastante pequena, e não há nenhum dado que indique que o uso prévio do medicamento teria algum fator de proteção contra o vírus, então ele não é um medicamento antiviral, ele foi um medicamento eficaz para tratar pacientes com o vírus e com problemas respiratórios graves”, alerta.

“...não há nenhum dado que indique que o uso prévio do medicamento teria algum fator de proteção contra o vírus, então ele não é um medicamento antiviral, ele foi um medicamento eficaz para tratar pacientes com o vírus e com problemas respiratórios graves”

 

Apesar dos estudos não serem conclusivos, o estoque de hidroxicloroquina está esgotado nas farmácias do Brasil e também nas distribuidoras de medicamentos. “Esse medicamento está em falta no Brasil hoje, o que gera um problema de saúde pública muito grande, uma vez que os pacientes que realmente precisam utilizar não estão conseguindo comprar. Segundo relatos de médicos reumatologistas de Ijuí, muitos pacientes que precisam estão sem medicamento, em detrimento de várias pessoas que estão tomando essa medicação que gera vários efeitos colaterais e possui várias contra-indicações, para uma finalidade que não foi comprovada ainda”, destaca. 

 “Esse medicamento está em falta no Brasil hoje, o que gera um problema de saúde pública muito grande, uma vez que os pacientes que realmente precisam utilizar não estão conseguindo comprar. Segundo relatos de médicos reumatologistas de Ijuí, muitos pacientes que precisam estão sem medicamento, em detrimento de várias pessoas que estão tomando essa medicação que gera vários efeitos colaterais e possui várias contra-indicações, para uma finalidade que não foi comprovada ainda”

 

No Brasil, um hospital declarou nesta semana que está fazendo o teste em seus pacientes hospitalizados em estado grave e em uso de respiradores, relata Christiane. No entanto, ela ressalta que não há nenhum trabalho que indique a hidroxicloroquina como forma de prevenção. “É importante que as pessoas não saiam tomando hidroxicloroquina, a não ser que tenham uma doença para a qual esse medicamento é indicado por um reumatologista, lembrando ainda que o maior conselho para o momento é seguir as medidas de barreira e não utilizar medicamentos sem indicação, pois não há nenhum que seja comprovadamente eficaz na prevenção desse vírus”, ressalta.

Confira ainda informações sobre o uso do ibuprofeno em caso de coronavírus e também sobre produção de álcool em gel: 


Bumom adota sistema de “quarentena de livros”

 

 

Biblioteca Universitária adotou medida como prevenção ao Covid 19

Desde ontem (19/03), antes mesmo da Coletiva de Imprensa em que o prefeito de Ijuí anunciou o fechamento de bibliotecas, museus e teatros na cidade, visando a não aglomeração de pessoas, a Biblioteca Universitária Mario Osorio Marques já havia adotado o sistema de “quarentena” para os livros devolvidos pelos estudantes e professores a partir dessa data.

De acordo com orientações recebidas pelo Conselho Regional de Biblioteconomia no dia 18 de março, os livros precisam, se infectados, de um período de cinco dias para ficarem, minimamente, livres do Covid 19. Assim, visando proteger os trabalhadores e os usuários da Biblioteca,  foi adotado um sistema de “quarentena” de cinco dias antes de devolver os livros ao seu lugar no acervo. Cabe salientar ainda que todas as medidas de segurança e higienização estão sendo tomadas pelas atendendentes, desde o recebimento dos livros, até a destinação à quarentena e posterior recolocação ao acervo bibliográfico. 

A Biblioteca Universitária não está recebendo pessoas em seu interior, porém os funcionários, incluindo sempre uma bibliotecária responsável (que atende em Ijuí), estão trabalhando em regime de plantão e em quantidade reduzida de pessoas em cada um dos campi, sendo adotadas as medidas de proteção indicadas pelos órgãos de saúde. A Biblioteca da Sede Acadêmica (Ijuí) está fechada a partir de hoje até voltar à normalidade de atendimento na cidade.

Os alunos podem se utilizar dos recursos online disponibilizados pela Biblioteca em seu site, como renovação e cancelamento de reservas, além de pesquisa ao Repositório Institucional (que possui trabalhos acadêmicos produzidos nos cursos de graduação e de pós-graduação da Instituição) e Bases de Dados de acesso livre, como o Portal de Periódicos da Capes, cujo acesso é possível graças à oferta e boa avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu da Unijuí. 

Em caso de dúvidas sobre os serviços da Biblioteca, a mesma pode ser contatada pelo pelo telefone 55 3332-0404 ou pelo e-mail biblio@unijui.edu.br, das 8h às 22h. 

 


NOTA OFICIAL FIDENE/05 Unijuí/Rádio Unijuí FM/Museu/EFA

Em atenção aos decretos publicados pelo Estado e pelos municípios da região de abrangência da FIDENE/UNIJUÍ nos últimos dias, com o objetivo de definir ações de contenção da pandemia de Coronavírus, o Comitê Institucional de Prevenção, informa as novas medidas de prevenção a serem adotadas. 

Considerando que os decretos definem medidas que evitam a aglomeração de pessoas, entre elas a suspensão de sistemas públicos de transporte, fica definido o seguinte:

1 - A Instituição passa a atender em regime de plantão, na cidade de Ijuí, Panambi, Três Passos e Santa Rosa. Os setores técnicos-administrativos e de apoio, que realizam atividades presenciais, terão sua lógica de trabalho reorganizada em combinação com o gestor de cada unidade administrativa, utilizando preferencialmente um sistema de rodízio, com o objetivo de evitar aglomerações nos espaços de trabalho. Mesmo assim, a Instituição seguirá funcionando, atendendo demandas acadêmicas, em virtude da continuação da Modalidade Presencial na forma ONLINE e da manutenção, sem alteração, da Modalidade EaD.

2 - Os estudantes que necessitarem de auxílio para a realização das atividades acadêmicas devem priorizar o contato por meio dos canais online de comunicação, especialmente os e-mails institucionais.

3 - A Unijuí Saúde, que realiza atendimento à comunidade externa, em acordo com as normas para prevenção ao coronavírus, irá suspender os atendimentos clínicos eletivos.

4 - O Hospital Veterinário irá atender apenas casos de urgência e emergência. Não haverá marcação de consultas, nem cirurgias eletivas e os animais internados não receberão visitas.

5 - O Laboratório de Análises Clínicas (Unilab) mantém atendimento normal, cuidando e monitorando o acúmulo de pessoas. 

ATUALIZAÇÃO

6. A Farmácia Escola está atendendo normalmente, produzindo, inclusive álcool gel, produto recomendado, além de água e sabão, para a higienização das mãos. Para informações e encomendas, contate: faruniversitaria@unijui.edu.br ou ligue (55)3332-0518 ou Ramal:3213.

A FIDENE/UNIJUÍ entende que vivemos um momento que exige prevenção e cautela. A Instituição está atenta e seguindo todas as medidas de prevenção e orientações definidas pelos decretos estaduais e municipais, visando enfrentar a situação de pandemia. No entanto, entende-se que o papel da Instituição de formar profissionais e educar precisa continuar, por isso a FIDENE/UNIJUÍ enxerga este momento também como sendo de aprendizado. Estamos potencializando o uso de plataformas de ensino online, utilizando novos recursos e descobrindo novas formas de ensinar e aprender, reforçando o nosso compromisso com a educação de excelência.

O Comitê Institucional de Prevenção, em caráter permanente, revisará as orientações conforme a evolução da pandemia. Todas as atualizações serão publicadas APENAS pelos canais oficiais da Universidade. 

Mais informações e/ou atualizações sobre a COVID-19 podem ser obtidas no link: https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus