COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Coronavirus

Pesquisa sobre coronavírus sugere desaceleração da pandemia no Rio Grande do Sul

               

Dados mais recentes da pesquisa Epicovid19-RS sugerem desaceleração no ritmo de crescimento da prevalência de coronavírus no Rio Grande do Sul. A nova etapa da pesquisa estima que a proporção de pessoas com anticorpos para a Covid-19 é de 1,38% no estado (de 1,06 a 1,76%, pela margem de erro), o que corresponde a um total de 156.753 (que pode variar de 120.362 a 200.559) pessoas que têm ou já tiveram coronavírus na população gaúcha. A proporção é de um caso real de infecção por coronavírus a cada 72 habitantes do RS. 

Os resultados apontam crescimento menor da proporção de casos em relação ao registrado entre as fases anteriores de coleta de dados. A prevalência estimada pela pesquisa saltou de 0,47%, em junho, para 0,96%, em julho, atingiu 1,22%, em agosto, e teve o menor aumento relativo registrado na etapa realizada neste final de semana, com percentual de 1,38%. 

Para a coleta dos dados, profissionais da área da saúde realizaram 4,5 mil entrevistas e testes rápidos para o coronavírus, entre os dias 4 e 7 de setembro, em nove cidades. Os pesquisadores chamam a atenção para a concentração de casos em Canoas: dos 62 testes com resultado positivo, 19 são do município. Passo Fundo teve dez testes positivos, Porto Alegre, nove, e Santa Cruz do Sul, seis. Caxias do Sul e Pelotas tiverem cinco testes positivos, em cada cidade, Santa Maria e Uruguaiana tiveram três testes positivos cada, e Ijuí, dois positivos. 

As oito etapas apontam que cerca de um terço das pessoas (33%) que residem com alguém que tenha testado positivo apresenta o mesmo resultado para o teste. 

Os dados reforçam que a ampliação da testagem no estado reduziu a quantidade de casos não notificados pelas estatísticas oficiais. Para cada caso real de infecção, a pesquisa estima que exista 1,1 não registrado oficialmente. 

Em relação às práticas de distanciamento social, o estudo mostra que um terço (33,2%) da população sai de casa diariamente, 54,1% saem para atividades essenciais, como compra de alimentos e medicamentos, e 12,7% se mantêm sempre em casa. 

Os coordenadores do estudo voltam a recomendar a ampliação da testagem por RT-PCR e a realização de busca ativa de contatos das pessoas que tiverem resultado do teste positivo, para reduzir a disseminação do contágio. 

O EPICOVID19, único estudo populacional sobre coronavírus no mundo a realizar oito fases de acompanhamentos com a população das mesmas cidades, é coordenado pela Universidade Federal de Pelotas e pelo Governo do Estado Rio Grande do Sul, com apoio de doze universidades públicas e privadas. A pesquisa conta com financiamento do Banrisul, do Instituto Serrapilheira, da Unimed Porto Alegre e do Instituto Cultural Floresta. 

Fonte: Universidade Federal de Pelotas

 

 

 


NOTA OFICIAL Fidene/14 Unijuí/Rádio Unijuí FM/Museu/EFA

              

Em atenção às orientações e Decretos do Governo Federal, Estadual e dos municípios da região de abrangência da Fidene/Unijuí nos últimos dias, com o objetivo de definir ações de contenção da pandemia de Coronavírus, e mantendo seu compromisso de reavaliar constantemente suas atividades enquanto perdurar essa situação o Comitê Institucional de Prevenção informa que, considerando a publicação de Nota das Vice-Reitorias de Graduação e de Pós-Graduação que trata sobre as atividades de ensino da Unijuí com as orientações para bandeira laranja e vermelha, procede alterações nas condutas relacionadas ao uso do Transporte Institucional conforme segue:  

Nas situações em que estiverem determinadas tanto a bandeira laranja quanto a vermelha as atividades práticas e os estágios presenciais externos estão permitidos, de acordo com a manutenção do campo de estágio, seguindo os protocolos de cada local, ficando autorizado o deslocamento de carro e/ou ônibus institucional para acompanhamento destas práticas externas. 

Permanecem canceladas as viagens (para fora da região dos Campi e para o exterior) de professores, discentes e técnicos-administrativos salvo: 

  • nas situações relacionadas à coleta de material relacionada à prestação de serviços dos laboratórios da Instituição.

  • nas situações envolvendo ações relacionadas à Educação a Distância.

  • atividades de pesquisa e extensão, de prioridade para continuidade dos trabalhos. 

Reitera as condutas orientadas pela NOTA OFICIAL Fidene/13 Unijuí/Rádio Unijuí FM/Museu/EFA (confira aqui), as relacionadas ao Plano de Contingências (confira neste link), e a Nota das Vice-Reitorias de Graduação e de Pós-Graduação (neste link) que trata sobre as atividades de ensino da Unijuí que traz as orientações para bandeira laranja e vermelha

A Fidene/Unijuí entende que vivemos um momento que exige prevenção e cautela. A Instituição está atenta e seguindo todas as medidas de prevenção e orientações definidas pelos decretos federais, estaduais e municipais, visando enfrentar a situação de pandemia. No entanto, entende-se que o papel da Instituição de formar profissionais e educar precisa continuar, por isso a Fidene/Unijuí enxerga este momento também como sendo de aprendizado e que, paulatinamente, estamos iniciando o retorno de nossas atividades presenciais. 

O Comitê Institucional de Prevenção, em caráter permanente, revisará as orientações conforme a evolução da pandemia. Todas as atualizações serão publicadas APENAS pelos canais oficiais da FIDENE/Universidade/EFA/Museu/Rádio UnijuíFM.

Mais informações e/ou atualizações sobre a COVID-19 podem ser obtidas no link: https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus


Formaturas online: estrutura tecnológica e profissional garantiu o momento especial para mais de 300 formandos da Unijuí

            

Sai o auditório lotado de familiares e amigos, entram em ação câmeras, computadores, celulares e conexão com a internet. Esta foi a realidade para muitos formandos neste ano de 2020, que, diante da situação provocada pela pandemia da covid-19, e a necessidade da obtenção do diploma de educação superior para a atuação profissional, puderam realizar a formatura de forma online. Mais de 300 estudantes de diversos cursos e Campi da Unijuí colaram grau neste sistema.

Para garantir o sucesso e o melhor aproveitamento deste momento, o ápice para um estudante de graduação, a Unijuí montou uma grande estrutura, envolvendo muita tecnologia, profissionais e setores de diversas áreas da Instituição. Uma comissão envolvendo a Reitoria e os cursos de Graduação, Secretaria Acadêmica, Coordenadoria de Informática, Audiovisual e Coordenadoria de Marketing foi montada para a organização de cada cerimônia. Foram 11 atos online ao todo, realizados nos meses de agosto e setembro de 2020.

Na frente das câmeras, a Reitoria e a Secretaria Acadêmica conduzindo todo o processo, e, claro, os sujeitos principais do momento: os estudantes formandos. Mas atrás das câmeras, em cada cerimonial, foram mais de 10 profissionais envolvidos, no trabalho de transmissão e gerenciamento do conteúdo, internet, som e imagem, entre outras funções. Na questão de equipamentos, por exemplo, foram utilizados câmeras de vídeo, notebooks, além de um computador de alta performance, responsável por converter, em tempo real, as imagens do Meet, ambiente onde estavam apenas os formandos e os representantes da Universidade, e direcioná-las para o Youtube, onde os amigos e familiares acompanharam e puderam interagir com a formatura. Neste computador estavam gravadas cenas, imagens, vídeos com relatos de coordenadores de curso e estudantes, levados ao ar no momento definido pelo protocolo desenvolvido pela Secretaria Acadêmica. 

Toda essa tecnologia e trabalho foram disponibilizados para garantir qualidade ao evento. “Como equipe técnica, foi uma experiência nova, pois em um momento difícil como estamos vivendo, acredito que a Unijuí conseguiu levar até as famílias dos seus formandos uma grande alegria. Embora não seja a formatura que todos sonhavam, entendemos que hoje ela é a forma mais segura de comemorarmos. A parceria entre os setores envolvidos foi fundamental para o sucesso dos eventos”, salienta Maiquel Fridhein, que atua no Núcleo de Redes e Banco de Dados da Coordenadoria de Informática da Unijuí.

Os formandos, mesmo diante do quadro e não sendo a colação que sonharam lá no início do curso, aprovaram o momento online. "Foi um momento tão diferente e ao mesmo tempo tão intenso, queira ou não estávamos concluindo nossa Graduação, colocando as esperanças em futuro melhor, na busca profissional. Também foi o fim de uma importante etapa, em que todos os momentos de dificuldade valeram a pena. Mesmo sendo online e a gente não podendo estar junto dos amigos e familiares, a emoção foi grande. Temos muito a agradecer à Instituição e aos professores dos cursos. Foi muito gratificante e recompensadora a nossa conquista!", observa Liege Goergen Romero, formanda de Engenharia Química.

Segundo a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, este momento foi mais uma aprendizagem decorrente da pandemia. “Enquanto Instituição entendemos que o momento de colação de grau é um ritual de passagem do nosso estudante para o mundo do trabalho. É um cidadão que se coloca na sociedade a partir da profissão, marcando todo o esforço de realizar um curso universitário. Além disso, ainda temos o esforço da família, que de várias formas possibilita essa formação. Neste sentido, marcar este momento, torná-lo um momento especial, mesmo que de forma online, é muito significativo para Instituição”, salienta.

Para ver como foram as cerimônias, confira no youtube da Unijuí

 


Pesquisa realiza nova rodada de testes de coronavírus neste fim de semana em Ijuí

Profissionais voluntários da área da saúde voltam às ruas para a testagem do coronavírus em 4,5 mil moradores do Estado, sendo 500 em Ijuí, entre os dias 04 e 07 de setembro.

            

O estudo de Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Rio Grande do Sul (Epicovid19-RS) realiza a oitava rodada de entrevistas e testes rápidos do coronavírus no próximo fim de semana em nove cidades gaúchas, entre elas Ijuí, onde serão realizados 500 testes. Os profissionais voluntários da área da saúde, sob coordenação do Instituto Pesquisas de Opinião (IPO), vão visitar quinhentos domicílios, em cada cidade, e convidar os moradores a fazer o teste rápido para o coronavírus. 

Nesta sexta-feira, dia 04, as equipes vão passar por uma rodada de testes e treinamento no campus da Unijuí, em Ijuí, antes de iniciarem o trabalho de campo. Dessa forma, os coordenadores do estudo contam novamente com a colaboração dos moradores em atenderem as equipes e participarem desta importante pesquisa. Os resultados vão ser divulgados por integrantes da coordenação do estudo e do Governo do RS em aproximadamente 72 horas após a finalização da coleta de dados.

Além do exame, o participante responde a uma breve entrevista sobre ocorrência de sintomas relacionados à Covid-19, busca por assistência médica e rotina das famílias em relação às medidas de distanciamento social. A pesquisa tem apoio das secretarias de saúde e dos órgãos de segurança dos municípios e segue todos os protocolos de biossegurança para proteger a saúde dos entrevistadores e participantes. Em caso de dúvida, os moradores podem entrar em contato com a Brigada Militar para obter informações sobre as visitas às casas.

                

Dados da rodada anterior

A prevalência da infecção por coronavírus ultrapassou o percentual de 1% da população, pela primeira vez, no Rio Grande do Sul, de acordo com a última etapa estudo Epicovid19-RS, realizada no mês de agosto. A estimativa é que a proporção de pessoas com anticorpos para a Covid-19 é de 1,22% no estado (de 0,92 a 1,59%, pela margem de erro), o que corresponde a um total de 139.055 habitantes (que pode variar de 104.902 a 180.665) que têm ou já tiveram o vírus na população gaúcha. A relação é de um caso real de infecção por coronavírus a cada 82 pessoas no RS. 

Na última rodada Ijuí registrou quatro testes positivos na coleta realizada pelos voluntários. 

Sobre o estudo

O Epicovid19-RS, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas em parceria com o Governo do Estado, estima o percentual da população gaúcha infectada pelo novo coronavírus, obtém cálculos precisos da letalidade e avalia a velocidade de disseminação do contágio ao longo do tempo. Em Ijuí a pesquisa é realizada com a coordenação da Unijuí, por meio do Mestrado em Atenção Integral à Saúde e dos cursos de Graduação do Departamento de Ciências da Vida (DCVida).

O estudo mobiliza doze universidades públicas e privadas: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA); Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos); Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc); Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ); Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Universidade Federal do Pampa (Unipampa/Uruguaiana); Universidade de Caxias do Sul (UCS); IMED e Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS/Passo Fundo), Universidade de Passo Fundo (UPF) e Universidade La Salle (Unilasalle).

O Banrisul também participa do financiamento do estudo, junto com a Unimed Porto Alegre, o Instituto Cultural Floresta, também da capital, e o Instituto Serrapilheira, do Rio de Janeiro. 

 


Atividades de ensino da Unijuí: orientações para bandeira laranja e vermelha

                

A troca de bandeiras para a região de Ijuí, Panambi, Santa Rosa e Três Passos no sistema de distanciamento controlado proposto pelo Governo Estadual, tem oscilado entre a laranja e a vermelha nas últimas semanas. Dessa forma, tendo em vista os critérios a serem seguidos em cada bandeira, a Fidene/Unijuí informa à comunidade acadêmica quais são as medidas adotadas em cada um dos campi, a depender da bandeira adotada.

A decisão da Unijuí visa contribuir para a contenção da pandemia de Coronavírus, mantendo seu compromisso de reavaliar constantemente suas atividades enquanto perdurar essa situação. Dessa forma fica estabelecido que:

Bandeira Laranja: 

- As atividades práticas e de estágio presenciais internos, em sala de aula, laboratórios e demais espaços institucionais,  são permitidos, no entanto com 50% da capacidade de cada espaço, de acordo com o Plano de Contingência da Unijuí;

- As atividades práticas e os estágios presenciais externos também são permitidos, de acordo com a manutenção do campo de estágio, seguindo os protocolos de cada local.

Bandeira Vermelha:

- As atividades práticas e de estágio presenciais em sala de aula e em laboratório  ficam suspensas e deverão ser reorganizadas oportunamente, na medida em que for possível sua recuperação;

-  Somente são mantidas as  atividades práticas e de estágio presenciais internas que são essenciais para continuidade de prestação de serviço ou de realização de pesquisa científica, assim como aquelas que são realizadas em espaços abertos da universidade; 

- As atividades práticas e de estágio presenciais externos são permitidos, de acordo com a manutenção do campo de estágio, seguindo os protocolos de cada local.

Aulas online

As aulas online que estão ocorrendo desde o dia 3 de agosto, estão mantidas sem qualquer alteração, independentemente da bandeira. A VRG informa, ainda, que as atividades online para as aulas práticas simuladas síncronas e assíncronas, transmitidas de laboratório, sem a presença de estudantes, devem continuar normalmente, podendo ser incorporadas outras em substituição às atividades presenciais suspensas, de acordo com as especificidades de cada disciplina. 

Casos excepcionais aos acima mencionados deverão ser encaminhados à Vice-Reitoria de Graduação ou Vice-Reitoria de Pós Graduação Pesquisa e Extensão.