COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Coronavirus

Pesquisa estadual que está mapeando o avanço da covid-19 retorna neste fim de semana a Ijuí

              

A pesquisa que está mapeando o avanço do coronavírus no Rio Grande do Sul está de volta em Ijuí. Após uma pausa de algumas semanas, quando foram concluídas as primeiras quatro etapas, o estudo retoma com os testes rápidos a partir deste fim de semana, dias 27 e 28. Serão realizadas mais quatro etapas, com previsão de encerramento no mês de setembro de 2020. 

Neste sábado e domingo serão visitadas 500 residências em Ijuí, seguindo os mesmos protocolos já estabelecidos desde o início da pesquisa: as casas são escolhidas de forma aleatória, por sorteio, seguindo critérios do Censo do IBGE, e em cada casa uma pessoa é testada, também por sorteio, além disso é aplicado de um questionário para informações complementares. Para o teste basta apenas uma gota de sangue, em alguns minutos o resultado é informado. Desta forma, os dados são enviados diretamente à coordenação da pesquisa, que é a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e o Governo do Rio Grande do Sul. A Unijuí não divulga os resultados antes da coordenação, que deverá divulgar as informações em 48 após a conclusão da coleta de testes e dados.

Serão mais de 30 voluntários nas ruas neste fim de semana, todos eles testados para a covid-19, identificados e com equipamentos de segurança. Eles também foram treinados e receberem todas as orientações para seguir os protocolos do estudo. A Unijuí, que coordena a pesquisa em Ijuí, por meio do Mestrado em Atenção Integral à Saúde e demais cursos de Graduação na área, reforça o pedido de colaboração da comunidade para que recebam os voluntários da pesquisa e participem deste importante estudo. Em caso de dúvida, a comunidade pode entrar em contato com os órgãos de segurança do município para verificar a abordagem dos voluntários da pesquisa, pelo número: 3332-0150, com a Brigada Militar. Outros dois telefones foram disponibilizados: (55) 9 9182 6453 e (53) 9 8409 0884.

Se você ainda tem dúvida, consulte este guia de perguntas e respostas elaborado pela Unijuí sobre o estudo, que é denominado EPICOVID-19: acesse aqui. 

Cronograma das novas etapas

Etapa 5: 27-28 de junho

Etapa 6: 25-26 de julho

Etapa 7: 22-23 de agosto

Etapa 8: 26-27 de setembro

Caso a prevalência passe de 1%, o espaçamento entre uma rodada e outra diminui para três semanas. E caso a prevalência passe de 5%, este espaçamento diminui para duas semanas. 

 

Mais sobre o estudo

O governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), da Secretaria da Saúde (SES) e do Comitê Científico, indicou a necessidade de estudo em relação à prevalência do coronavírus no RS para analisar a velocidade de expansão da infecção em uma amostra representativa da população gaúcha. Neste contexto, foi aprovada a proposta de pesquisadores de instituições educacionais gaúchas, sob liderança da UFPel, e participação de uma rede de 12 universidades federais e privadas, entre elas a Unijuí. O estudo tem um custo estimado em R$ 1,5 milhão e tem o apoio da Unimed Porto Alegre, do Instituto Cultural Floresta, também da capital gaúcha, e do Instituto Serrapilheira, do Rio de Janeiro. 

Confira os resultados das primeiras quatro fases no site do Governo Estadual, neste link.

 


Unijuí organiza calendário de recuperação de atividades presenciais com protocolos de segurança

             

A Unijuí, desde o dia 19 de março, em razão da pandemia, está cumprindo o calendário acadêmico dos cursos presenciais de forma online. O primeiro semestre já está se encaminhando ao final desta forma, porém, algumas disciplinas que envolvem atividades práticas ou estágios, precisam ser realizadas presencialmente. Desta forma, a Universidade está organizada para atender estas demandas, no intuito de garantir que os estudantes não tenham prejuízo acadêmico e possam realizar estas atividades com segurança.

As primeiras práticas iniciaram nesta quarta-feira, dia 24 de junho, para estudantes de Agronomia e Engenharia Civil, seguindo a Portaria do MEC nº 544/2020 que regulamenta diversas situações e também autorização dos Governos Estadual e Municipal, a partir de um Plano de Contingência e calendário apresentado pela Universidade.

As atividades vão acontecer de forma gradual, escalonada, evitando aglomerações, dando preferência, neste momento, para turmas de formandos. Cada curso está organizando um calendário de recuperação de aulas práticas e, segundo a Vice-Reitora de Graduação, professora Fabiana Fachinetto, nem todas as turmas vão conseguir recuperar de imediato estas aulas, o que também deve ocorrer ao longo do segundo semestre. Outras medidas de segurança adotadas são medição de temperatura, uso obrigatório de máscara e outros EPI’s, além da disponibilização de álcool em gel.

A Vice-Reitora de Graduação, professora Fabiana Fachinetto, gravou um vídeo comentando estas questões. Confira na íntegra: 

                

Atividades presenciais e online

Considerando a Portaria MEC nº 544/2020, publicada no dia 17/06/2020, que autorizou a substituição das disciplinas presenciais por atividades online até 31 de dezembro de 2020, bem como o Plano de Distanciamento Controlado implantado no Estado do Rio Grande do Sul, autorizando o retorno ao presencial apenas dos estágios e das atividades práticas de laboratório de pesquisa e ensino, a Unijuí publicou portaria própria, regulamentando diversas situações, entre elas: 

A Portaria MEC nº 544/2020, ao autorizar a substituição das disciplinas presenciais por atividades online até 31 de dezembro de 2020, ressaltou que essa é uma opção da instituição de ensino. Neste sentido, reafirmamos que nossa real expectativa é de retornarmos à presencialidade de todas as atividades dos cursos de graduação tão logo o Governo do Estado do Rio Grande do Sul permita, o qual semanalmente está reavaliando a política de enfrentamento ao COVID-19 e atualizando as normativas e protocolos. De qualquer maneira, as atividades acadêmicas do 2º semestre começam no dia 03 de agosto, conforme previsto nos calendários institucionais.

Cada curso de graduação está construindo o cronograma de retorno e de recuperação das atividades práticas presenciais e de estágio, o que acontecerá a partir do dia 24 de junho de 2020, priorizando o retorno gradual e escalonado ao presencial das turmas que têm estudantes formandos nos 1º e 2º semestres deste ano e somente daqueles cursos que possuem a necessidade de realizar tal atividade neste momento.

Alguns cursos irão recuperar as atividades práticas e estágios somente em meados de agosto, considerando especialmente o cenário de redução ou agravamento da pandemia e os critérios estabelecidos no Plano de Distanciamento Controlado. Isso será comunicado a cada turma.

Confira Nota oficial sobre esta situação na íntegra neste link

 


Estudo sugere que o distanciamento social insuficiente pode estar relacionado com o rápido aumento de casos de covid-19 em Ijuí

             

Um estudo da Unijuí, por meio do Mestrado em Atenção Integral à Saúde, relacionando a adesão ao distanciamento social e a rotina diária da população de Ijuí com a evolução no número de casos de covid-19, sugere que as medidas de prevenção realizadas nos meses de abril e maio podem ter sido insuficientes para evitar o aumento na transmissão do coronavírus na cidade. O estudo demonstra que o distanciamento social estava em torno de 66% no início de abril, sendo diminuído para aproximadamente 50% no final do mês de maio, coincidindo com o aumento de cerca de três vezes no número de casos em Ijuí (entre 24/5 e 7/6), alcançando os 100 casos no dia 21/06, duas semanas antes do previsto (05/07) considerando uma estimativa de crescimento rápido (exponencial) de casos na cidade.

O estudo sugere que a implementação de medidas de prevenção que promovam  uma diminuição de 50% na taxa de transmissão do coronavírus nos próximos 15 dias, pode ter um importante efeito na redução do número de pessoas expostas ao vírus. Com a redução da taxa de transmissão, a proporção da população exposta poderá reduzir para 20% em um cenário no qual 80% da população de Ijuí poderá estar exposta ao vírus caso nenhuma medida for tomada. Consequentemente, esta redução na exposição terá impacto direto na diminuição no número de infectados, hospitalizações e mortes, evitando ou atenuando a sobrecarga no sistema de saúde público e privado. Assim, os autores reiteram a importância do cumprimento das medidas de prevenção recomendadas pelos decretos municipal e estadual. 

Os dados utilizados para esta análise foram obtidos a partir dos resultados da pesquisa epidemiológica sobre o coronavírus (EPICOVID19-RS) realizada quinzenalmente pela Unijuí em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Os resultados correspondem ao comportamento social informado de 1.750 moradores de diferentes bairros de Ijuí, de todas as idades. O estudo epidemiológico em Ijuí, que tem como coordenadora local a professora do Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde, Evelise Moraes Berlezi, terá mais quatro rodadas previstas, sendo a próxima já no final de semana (dias 27 e 28 de junho). 

O artigo intitulado “Insufficient social distancing may be related to a future COVID-19 outbreak in Ijuí-Brazil: Predictions of further social interventions.” (tradução aproximada: distanciamento social insuficiente pode estar relacionado a um futuro surto de casos de COVID-19 em Ijuí-Brasil: Predições sobre intervencões sociais adicionais.) está divulgado no modo online, no link  https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.06.22.20132910v1. Os autores optaram pela divulgação no modelo pré-print (divulgado mesmo antes da revisão científica de especialistas), considerando a urgência na divulgação dos resultados, a fim de contribuir como alerta à população acerca da importância e relevância dos cuidados necessários, como o distanciamento social, higienização e uso de máscara, que devem ser tomados neste momento em que a transmissão do coronavírus na cidade está em pleno crescimento. Além disso, embora com base em dados locais, o estudo pode gerar generalizações que podem ser consideradas para outras cidades e subsidiar medidas de políticas públicas e uma melhor compreensão entre os níveis de adesão necessários de distanciamento social para conter a pandemia. 

Os autores destacam, ainda, que este tipo de estudo só pode ser realizado devido a participação cuidadosa e eficiente da equipe de voluntários da pesquisa EPICOVID19-RS em Ijuí, composta principalmente de estudantes dos diferentes cursos da área da saúde e biológicas da Unijuí (Biologia, Biomedicina, Estética, Farmácia, Fisioterapia, Medicina e Nutrição) e alunos do Mestrado em Atenção Integral à Saúde (Programa em associação entre a Unijuí e Unicruz), assim como pela ampla divulgação de informações sobre os casos de covid-19 do município de Ijuí.

            


Secretário de Governança e Gestão Estratégica do Estado debate perspectivas socioeconômicas em evento do Corede Noroeste Colonial

              

Nesta segunda-feira, dia 22, o Corede Noroeste Colonial promoveu debate sobre as perspectivas socioeconômicas em razão da pandemia de covid-19, contando com a participação do secretário de Governança e Gestão Estratégica do Rio Grande do Sul, Claudio Leite Gastal, O diálogo foi mediado pelo presidente do Corede, professor Nelson Thesing e pelo ex-presidente e agora coordenador do Programa de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento da Unijuí, professor Sérgio Allebrandt.

Transmitido abertamente para toda a região, o objetivo foi discutir sobre os desequilíbrios sociais, o estudo, o planejamento e o acompanhamento das ações públicas da região, em prol do desenvolvimento, além de projetar ações que possam minimizar, não só os impactos da pandemia, mas também garantir uma visão a curto e médio prazo, de ações que possam desenvolver a comunidade.

O presidente do Corede, Nelson Thesing, comenta os principais desafios que se colocam neste contexto: “a primeira questão que se coloca, afinal, é: o que o estado do Rio Grande do Sul vai ter de instrumento para auxiliar o desenvolvimento? Que tipo de acesso das políticas públicas pode contar com o apoio do governo federal? Que tipo de diálogo nós vamos estabelecer com nossas administrações municipais e com nossa comunidade? Esse é o primeiro desafio. O segundo desafio que se coloca, é o que efetivamente cada área, cada setor nós podemos começar a trabalhar nas próximas semanas?”, questiona.

Confira o debate na íntegra:

           


NOTA AOS ESTUDANTES E PROFESSORES DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL DA UNIJUÍ

Considerando a Portaria MEC nº 544/2020, publicada no dia 17/06/2020, que autorizou a substituição das disciplinas presenciais por atividades online até 31 de dezembro de 2020, bem como o Plano de Distanciamento Controlado implantado no Estado do Rio Grande do Sul, autorizando o retorno ao presencial apenas dos estágios e das atividades práticas de laboratório de pesquisa e ensino, vimos informar aos estudantes da Unijuí o que segue:

 

  1. A Portaria MEC nº 544/2020, ao autorizar a substituição das disciplinas presenciais por atividades online até 31 de dezembro de 2020, ressaltou que essa é uma opção da instituição de ensino. Neste sentido, reafirmamos que nossa real expectativa é de retornarmos à presencialidade de todas as atividades dos cursos de graduação tão logo o Governo do Estado do Rio Grande do Sul permita, o qual semanalmente está reavaliando a política de enfrentamento ao COVID-19 e atualizando as normativas e protocolos. De qualquer maneira, as atividades acadêmicas do 2º semestre começam no dia 03 de agosto, conforme previsto nos calendários institucionais;

  2. O Governo do Estado do Rio Grande do Sul autorizou o retorno presencial imediato tão somente dos estágios e das atividades práticas de laboratório de ensino e pesquisa, exigindo o cumprimento de uma série de medidas preventivas. Diante disso, a Universidade está organizando o retorno exclusivamente destas atividades, a partir da avaliação e definição da coordenação e Núcleo Docente Estruturante de cada curso de graduação.

  3. Cada curso de graduação está construindo o cronograma de retorno e de recuperação das atividades práticas presenciais e de estágio, o que acontecerá a partir do dia 24 de junho de 2020, priorizando o retorno gradual e escalonado ao presencial das turmas que têm estudantes formandos nos 1º e 2º semestres deste ano e somente daquelescursos que possuem a necessidade de realizar tal atividade neste momento.

  4. Alguns cursos irão recuperar as atividades práticas e estágios somente em meados de agosto, considerando especialmente o cenário de redução ou agravamento da pandemia e os critérios estabelecidos no Plano de Distanciamento Controlado. Isso será comunicado a cada turma.

  5. A comunicação aos estudantes com indicação de quais turmas com atividades práticas e estágios retornarão imediatamente ou no decorrer do segundo semestre, assim como do dia e do turno de cada atividade, será realizada a partir da secretaria de cada curso de graduação.

  6. Ratificamos nosso compromisso em cumprir a carga horária de estágios e de atividades práticas de todas as disciplinas ofertadas neste 1º semestre de 2020, com o uso de meios e tecnologias digitais e informação/ comunicação ou de forma presencial. Neste sentido, informamos que o MEC delegou à universidade a avaliação e decisão das substituições cabíveis, sendo que é o que estamos fazendo a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais de cada curso de graduação.

  7. Quanto ao programa de bônus concedido na rematrícula para o 2º semestre (Resolução Conselho Diretor da FIDENE nº 03/2020), salientamos que foi levado em consideração a economia da universidade projetada até o mês de setembro, mesmo ratificando nossa expectativa de retornar presencialmente em meados de agosto.

 

Por fim, conclamamos a todos para individualmente seguir em frente e coletivamente perseverarmos no esforço rigoroso e comprometido com as medidas de segurança e distanciamento em nossos municípios. Sigamos firmes e continuamos à disposição de todos por meio dos nossos canais de comunicação para apoiá-los nas dificuldades encontradas. Os espaços da universidade continuam vazios, mas esperamos que possamos voltar a nos rever e compartilhá-los o mais breve possível. Lembrem, não podemos abandonar nossos sonhos; vamos enfrentar os desafios que nos fortalecem.