COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Unijuí participa do 17º Encontro da Rede Prosa

                    

Um grupo de profissionais e estudantes da Unijuí participou, na última quinta-feira, 26 de abril, do 17º Encontro da Rede Prosa, na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). O evento debateu a criação de vídeos para internet e como os algoritmos afetam a distribuição de conteúdo audiovisual.

O publicitário Jean Bros, criador do canal Gambiacine, no YouTube, conversou com o público sobre a produção de vídeos para a plataforma, abordando questões como as novas demandas de consumo em vídeo, especialmente no contexto brasileiro, já que o país é o vice-campeão em horas assistidas no YouTube em todo mundo. Jean lembrou que a plataforma é de consumo de conteúdo, por isso as produções devem ser autênticas e ter uma periodicidade estabelecida de, pelo menos, dois vídeos semanais. “O Youtube não é baseado em vídeos, mas em criação de comunidades. Quando entendemos isso é que aprendemos a produzir para essa plataforma”, destaca.

Em seguida, o jornalista e professor William F. Araújo, falou sobre a lógica das plataformas digitais, exemplificando como os algoritmos afetam a distribuição de conteúdo. Para Araújo, apesar de a distribuição ser baseada nos dados dos usuários, o que permite aos produtores de conteúdo identificar qual a melhor estratégia a ser utilizada, ainda não existe uma fórmula para ser aplicada. “O único jeito de entendermos a lógica dos algoritmos é na prática, por meio de tentativas, erros e acertos. Não existe uma fórmula genial”, afirma.

A programação contou também com a apresentação e discussão dos vídeos produzidos pelas TVs universitárias parceiras da Rede, com a reunião de gestores e a definição da pauta do próximo encontro, que deve acontecer no segundo semestre de 2018, em data e local ainda a ser definido. Participaram do Encontro da Rede Prosa representando a Unijuí, integrantes dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, Rádio Unijuí FM e Coordenadoria de Marketing.

Sobre a Rede Prosa

A Rede Prosa é uma rede de cooperação criada entre TVs e Rádios Universitárias ligadas ao COMUNG - O Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas.


Reitoria realiza reunião com DCE e Centros Acadêmicos

               

Na semana passada, a Reitoria da UNIJUÍ esteve reunida com a representação estudantil dos campi Ijuí e Santa Rosa. No dia 23, a Reitora, Profa. Cátia Nehring, juntamente com o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Prof. Fernando González, estiveram reunidos com representantes do Diretório Central dos Estudantes e dos Centros Acadêmicos do Campus Ijuí (que engloba também os campi Panambi e Três Passos) para discutir assuntos de interesse mútuo. Na pauta esteve o Processo Eleitoral 2018: normativas institucionais e possíveis proposições conjuntas e o processo de internacionalização, além de assuntos gerais a cargo dos estudantes. 

A professora Cátia socializou a normativa do Conselho Diretor nº 01/2012, que trata da situação de docentes e técnicos-administrativos candidatos a cargos políticos, da realização de propaganda eleitoral na Instituição e das visitas de candidatos no âmbito da FIDENE e propôs a organização de uma carta conjunta endereçada aos candidatos a cargos políticos que porventura visitarem a Universidade no período de campanha visando buscar o comprometimento dos políticos eleitos com o ensino superior comunitário. 

Uma nova reunião para fazer o alinhamento desse documento será feita no mês de junho, após as pertinentes discussões e proposições dos estudantes. O professor Fernando também propôs o fomento à internacionalização via incentivo dos representantes estudantis, desafiando-os a buscar experiências fora do país, em especial nos países de fronteira com o Brasil, como forma de qualificar o currículo acadêmico, havendo receptividade por parte dos estudantes, que também solicitaram auxílio da Universidade para viabilizar estágios nesses países. 

Da parte dos estudantes, houve o pedido de um debate sobre as alterações na lei do FIES e seus desdobramentos, pois o tema tem preocupado os representantes estudantis, bem como a Universidade. Houve o indicativo de se organizar um evento sobre o assunto para o início do próximo semestre, incluindo também o PROUNI e outros benefícios que a Universidade oferece. Além dos integrantes da Reitoria participaram do encontro a Chefe de Gabinete da Reitoria e o Gerente de Marketing da UNIJUÍ. 

Em Santa Rosa, o encontro com o DCE e os Centros Acadêmicos ocorreu no dia 27 de abril, com as professoras Cátia Nehring e Cristina Pozzobon (Vice-Reitora de Graduação) tendo, além das pautas propostas pela Reitoria (Eleições e Internacionalização), questões trazidas pelos estudantes no âmbito da qualificação das atividades de ensino e também de infraestrutura do campus. Os estudantes também relataram as várias atividades que têm realizado nos cursos e que levam a marca da Universidade. Além das integrantes da Reitoria, acompanharam o encontro o Pró-Reitor do Campus Santa Rosa e o Gerente de Marketing da UNIJUÍ. 

A Sistemática de reuniões com a representação estudantil deve se dar de forma regular durante o ano, com temáticas levadas pela Reitoria e pelos estudantes, visando manter um canal de diálogo aberto e efetivo no que se refere à qualificação constante das atividades acadêmicas.


UNIJUÍ participa de Audiência Pública na Feira Nacional da Soja

A Feira Nacional da Soja (Fenasoja) teve início na sexta-feira, dia 27, em Santa Rosa. Na oportunidade a Reitoria da UNIJUÍ representada pela Reitora, professora Cátia Maria Nehring, Vice-Reitora de Graduação, professora Cristina Eliza Pozzobon, Pró-reitor do Campus Santa Rosa, professor Ariosto Sparemberger e pelo Gerente de Marketing, Giancarlo Bottega participaram da Audiência Pública pautada na Segurança no Campo e os desafios para a produção, que foi organizada pela Comissão de Agricultura do Senado e Fenasoja.

Dentre os principais crimes rurais abordados durante a audiência, estão o contrabando de grãos, além do abigeato (roubo de gado), sendo sua maioria (65%) oriundos de quadrilhas organizadas. Conforme dados da Polícia Civil, somente neste ano, a atuação de forças conjuntas entre a Brigada Militar, Ministério Público, e a própria Polícia Civil, resultou em 27 quadrilhas desarticuladas, além da redução de 30% nos delitos correlacionados com o campo, somente na região.

A Reitora, professora Cátia, participou do debate ressaltando a importância da temática, destacando a relevância da discussão juntamente com a Universidade.

A mediação aconteceu pela Senadora Ana Amélia Lemos, representante da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária no Senado Federal. E contou com a participação de representantes da Prefeitura Municipal, Secretaria da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul, Assembleia Legislativa, Confederação Agricultura e Pecuária do Brasil, Ministério do Desenvolvimento Social, Ministério Público, Polícia Civil e Brigada Militar.

Outras atividades desenvolvidas pela Universidade na Fenasoja

Durante a tarde de sexta-feira, dia 27, também ocorreu a assinatura do convênio entre a UNIJUÍ e a Federação Econômica Brasil, Argentina e Paraguai (Febap), na oportunidade a Reitoria participou do ato.

Os egressos que visitaram o estande puderam matar a saudade da Universidade e receberam brindes.

Durante os 10 dias de feira, a UNIJUÍ vai desenvolver diversas atividades, entre elas: No domingo, dia 29 de abril, a Rádio Unijuí FM estará presente na feira realizando a transmissão ao vivo da final do Musicanto. Circuito Cooperativo (02 de maio); Debate sobre Perspectiva do Mercado da Soja diante da atual Conjuntura Política e Econômica Brasileira, com o professor Argemiro Luis Brum, no programa do locutor Zelindo Cancian, Rádio Noroeste (03 de maio); Assinatura do convênio entre UNIJUÍ e FEBAP; Ações envolvendo inovação e tecnologia por meio da Incubadora Tecnológica (Criatec);

A UNIJUÍ está como expositora do evento no Pavilhão 12. A Fenasoja 2018 ocorre até o dia 06 de maio, no Parque de Exposições Alfredo Leandro Carlson, em Santa Rosa.


HCI e Unijuí firmam nova parceria

                 

O Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) e a Unijuí, fecham parceria para disponibilização do Cartão HCI Vida a todos os colaboradores e dependentes da instituição educacional. A assinatura do convênio foi na tarde de última terça-feira, dia 24, na sala da diretoria do Hospital, com as presenças das lideranças das duas instituições, como o presidente do HCI Cláudio Matte Martins, a diretora financeira Ivone Siqueira, a gerente de recursos humanos Elisabete Brandenburg dos Santos, a tesoureira Antônia Bussmann, a reitora da Unijuí Cátia Maria Nehring e a vice-reitora de graduação Cristina Pozzobon.

“ O HCI é um parceiro estratégico e entendemos que essa modalidade contempla nossos colaboradores e seus dependentes, pois sempre pensamos no bem-estar de todos”, avalia a reitora. 

O sistema é uma modalidade de prestação de serviços médicos e de saúde voltado às empresas, associações e famílias. O usuário realiza a compra de serviços diretamente dos prestadores, mediante cartão de acesso, com sistemática de pagamento pelos serviços, materiais e tratamentos consumidos. Na apresentação do sistema, o supervisor de vendas do HCI Mateus Sandri, explicou que quem aderir ao sistema, tem muitas vantagens e descontos, em consultas clínicas com médicos credenciados, em exames de diagnósticos por imagem e laboratoriais. “Ainda terá descontos nas despesas com internações hospitalares, em procedimentos cirúrgicos e ambulatoriais.  Nos próximos dias, vamos visitar os colaboradores da Unijuí e tirar qualquer dúvida que possa surgir sobre o cartão de descontos”, explica Sandri. 

O cartão HCI Vida não é plano de saúde, não possui fator moderador por idade, não possui carência após a contratação e todo o usuário recebe um cartão personalizado para sua identificação. O presidente do HCI acredita que este modelo contempla os colaboradores e dependentes da Unijuí, pelo custo-benefício.  “Pois, configura como um sistema de cartão de acesso ou desconto, onde o usuário, obtém benefícios, ou seja, descontos financeiros em diversos serviços aqui do hospital, sem contar a agilidade no atendimento”, disse o presidente.

Nos próximos dias, será iniciado um trabalho de abordagem aos diversos setores da universidade ocasião em que será apresentada a funcionalidade do cartão e, posteriormente, o processo de comercialização. Para tirar dúvidas sobre o cartão HCI Vida, está localizada na rua João Perondi, número 31, em frente ao Cacon, a Central de Convênios ou se preferir pelos telefones 3332-7777 ou 3331-9335.

                  


Criatec vai levar programação para empreendedores na 10ª Fenii

                        

Durante a 10ª Feira de Negócios da Indústria de Ijuí (Fenii), a Incubadora de Empresas e Inovação Tecnológica da Unijuí (Criatec) promove workshops de capacitação para empreendedores e para quem aspira abrir o próprio negócio. A proposta é compartilhar conhecimentos e metodologias adotadas na criação e desenvolvimento de negócios pela incubadora.

No dia 27 de abril, às 19h, a administradora e sócia proprietária da L&V Consultoria e Assessoria Empresarial, Leonice Parnoff, ministra o workshop Gerenciamento de Tempo. Na noite do dia 30 de abril, às 19h, a publicitária e professora universitária Márcia Almeida comanda o workshop sobre Criatividade e Inovação. Para encerrar, o empresário, diretor de Projetos e Soluções da Optimize e Plataforma Sintonia, Marcos Almeida, ministra o workshop Gestão em Sintonia, no feriado de 1º de maio, às 10h.

Além dos workshops, a Criatec é responsável, em parceria com a organização da Feira, pelo 7º Café Tecnológico, que vai homenagear as empresas parceiras nesses dez anos de Fenii. O Café acontece no sábado, 28, a partir das 8h30, no Centro Administrativo do Parque. Já os workshops serão realizados num espaço interativo criado pela incubadora no Pavilhão 1/2. Para participar, os interessados devem contatar a Criatec pelo e-mail criatec@unijui.edu.br ou se inscrever no estande da incubadora, no Pavilhão 1/2, durante a Feira.

 Café Tecnológico

Em comemoração à 10º edição da Feira de Negócios da Indústria de Ijuí (FENII), no sábado, 28 de abril, acontece o Café Tecnológico, promovido pela organização da Feira e co-organização da Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí (Criatec). Segundo a coordenadora da Criatec, Maria Odete Palharini, o Café tem como objetivo homenagear as empresas parceiras na realização das 10 edições da FENII. “Esse reconhecimento tem um duplo sentido: a participação na feira e a contribuição com o desenvolvimento econômico do município de Ijuí”, comenta Maria Odete.

Para o secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Ijuí (SEMDEC), Paulo Spinato, a realização do Café Tecnológico proporciona uma troca de vivências, em que os empreendedores comentam suas trajetórias, desafios superados, aprendizados e evoluções. “É uma oportunidade ímpar para interações e melhorias entre seus participantes”, avalia, e ressalta que é sempre “válida a parceria do Poder Executivo com a UNIJUÍ na busca do desenvolvimento e do avanço tecnológico do município e região. Tanto a Criatec como a SEMDEC têm entre seus principais intuitos o estímulo ao empreendedorismo e a inovação, facilitando condições para que as empresas se qualifiquem”.

Por Giuli Ana Izolan, estudante de Jornalismo da Unijuí.


Unijuí realiza o plantio de 1200 mudas de orquídeas no Campus Santa Rosa

                  

Uma ação envolvendo o plantio de orquídeas na UNIJUÍ Campus Santa Rosa, mobilizou técnicos administrativos, professores, estudantes e Diretório Central dos Estudantes (DCE). Durante a tarde de terça-feira, dia 24, a Universidade recebeu a doação de mudas de orquídeas, por meio do projeto “Orquídeas pela cidade – Santa Rosa mais bonita”.

O projeto é uma parceria entre a Administração Municipal de Santa Rosa, através da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável - Gerência de Fomento Turístico, juntamente com a Associação Orquidófila de Santa Rosa (ASOR), instituições e comunidade. E tem como objetivo, melhorar o aspecto paisagístico da cidade através do embelezamento, tornando-a mais atrativa turisticamente. Além de mobilizar a comunidade na busca da valorização socioambiental, motivando-a a interagir com a Associação Orquidófila, na busca de conhecimento e prática no cultivo das orquídeas.

De acordo com a Gerente de Fomento Turístico, Joceli Specht, o projeto se justifica pela relevância social e ambiental. “Queremos aumentar o sentimento de pertencimento e, a partir do protagonismo individual contribuir para o desenvolvimento da responsabilidade ambiental coletiva. Com o apoio da comunidade, vamos ampliar o projeto, com intervenções em praças e parques, para que nossa cidade fique cada vez mais linda, atraindo mais visitantes, gerando com isso mais desenvolvimento econômico e, consequentemente mais qualidade de vida, mais cor, beleza e perfume para todos os santa-rosenses”, ressalta Joceli.

Na oportunidade a comunidade acadêmica envolvida recebeu orientações sobre o cultivo e a preservação destas plantas, sendo que, posteriormente realizaram o plantio de 1200 mudas de orquídeas nas árvores da Universidade.

Para a Presidente da Associação Orquidófila de Santa Rosa, Marlene Schumacher Specht, a Associação tem por objetivo a preservação das espécies, assim como a troca de experiências e integração junto à comunidade, em ações de preservação e embelezamento do município. “Esta parceria com a UNIJUÍ nos agradou muito, recebemos o convite da professora Francieli Formentini para participar de um trabalho de embelezamento da Universidade. A doação dessas mudas de orquídeas, chamada de Olho de Boneca (Dendrobium Nobile), foi buscada juntamente com os nossos associados, que prontamente atenderam nosso pedido para auxiliar neste projeto”, destaca Marlene.

 


UNIJUÍ Campus Santa Rosa analisa educação cooperativista da região

                    

Com a presença dos representantes das cooperativas da região, Cotrirosa, Coopermil, Sicredi e Cooperconcórdia, a UNIJUÍ por meio da Pró-Reitoria, professores, coordenadores do curso de graduação e de pós-graduação na área do cooperativismo, durante a manhã de terça-feira, dia 24, debateram as perspectivas futuras do ensino cooperativista da região.

O objetivo foi avaliar a atual oferta, as perspectivas futuras de ações, cursos de preparação e formação na área do cooperativismo em parceria com o SESCOOP-RS, o qual é responsável por organizar e gerenciar o ensino de formação profissional para as cooperativas no Estado.

Os agentes participantes da reunião avaliaram de forma positiva a qualidade dos cursos ofertados pela UNIJUÍ, destacando o compromisso da Instituição com a excelência do ensino na área do cooperativismo.

Hoje já existe perspectiva para quem pretende formação e educação cooperativista, podendo iniciar pelo programa Aprendiz Cooperativo, que dá a oportunidade a jovens de entrarno mercado de trabalho e ainda aprender sobre o cooperativismo, buscando na sequência sua graduação e pós-graduação.

O Pró-Reitor do Campus, professor Ariosto Sparemberger, avalia de forma positiva o encontro, pois possibilitou a análise e o debate dos cursos oferecidos pela UNIJUÍ na área do Cooperativismo e de perspectivas futuras para novas ofertas.


Computação, eletrônica e robótica nas salas de aula

Alunos de escolas públicas e privadas têm a oportunidade de aprender computação, eletrônica e robótica de forma divertida: construindo robôs. O projeto do Departamento de Ciências Exatas e Engenharia da Unijuí, Física para Todos, vai desenvolver oficinas, na Sede, no Campus Ijuí, e no Campus Santa Rosa. A vontade de aprender é o requisito básico para participar, não é preciso ter conhecimentos sobre robótica. 

Essas oficinas acontecerão em dois turnos da semana, quinta ou sexta-feira, de junho a outubro, nos laboratórios de Física e Engenharias da Unijuí. Professores e estudantes bolsistas do projeto vão ministrar as oficinas. As inscrições e o material para participar são gratuitos.

São 30 vagas disponíveis por turma. A inscrição para os interessados ocorre em duas etapas. A primeira é a inscrição no site do projeto Física para Todos. A segunda é a etapa de confirmação, em que é preciso ir até o Departamento de Ciências Exatas e Engenharia da Unijuí, campus Ijuí e Santa Rosa. Essa etapa vai ocorrer de 21 de maio a 25 de maio, e é obrigatória. 

O encerramento das atividades está prevista para o início do mês de outubro.  


Palestra com Marcia Tiburi deu início ao Congresso Nacional de Biopolítica e Direitos Humanos

                 

Com o objetivo de discutir temas contemporâneos dos direitos humanos, teve início, na noite desta segunda-feira, dia 23, o “1º Congresso Nacional Biopolítica e Direitos Humanos: refletindo sobre as vidas nuas da contemporaneidade”. A promoção é do curso de Direito da Universidade.

A palestra de abertura teve o tema “O ridículo político e outros problemas éticos e sociais da sociedade”, realizada por Marcia Tiburi, graduada em filosofia (PUC-RS) e artes (UFRGS) e mestre (PUC-RS, 1994) e doutora em filosofia (UFRGS, 1999). Publicou diversos livros de filosofia, entre elas as antologias As Mulheres e a Filosofia (Editora Unisinos, 2002), O Corpo Torturado (Ed. Escritos, 2004), e Mulheres, Filosofia ou Coisas do Gênero (2008, Edunisc), Seis Leituras sobre a Dialética do Esclarecimento (2009, UNIJUÍ), entre outros. 

De acordo com a palestrante, “Ridículo Político” é o título de uma das suas últimas publicações, livro que foi lançado no ano passado. “Nesta obra tento abordar um fenômeno de mutação política que está acontecendo no Brasil e no mundo. Muitos de nós estão perplexos com certos personagens no campo da política institucional e também no sentido mais amplo, na vida, no dia a dia, ruas, redes sociais. O Ridículo é tudo o que antes nos causava vergonha, e que hoje vem com uma espécie de capital, muitas vezes um discurso de ódio, de incitação da violência”, salienta.

“É muito importante que o campo do conhecimento, professores, pesquisadores, estudantes, escritores, intelectuais, desempenhem uma tarefa social, pública e histórica, que é produzir diálogo, fazer com que as pessoas pensem mais, se envolvam com política e se preocupem com termos como a democracia”, complementa Marcia Tiburi.

Programação

O evento segue  até a próxima sexta-feira, no Salão de Atos Argemiro Jacob Brum do Campus Ijuí. É direcionado não apenas para o público relacionado ao Direito, mas para todas as pessoas que queiram ter acesso a um debate qualificado sobre direitos humanos em suas diversas manifestações. 

Na segunda noite, nesta terça-feira, dia 24, Karin Regina Rick Rosa, fala sobre “Novas configurações familiares e suas repercussões no Direito”. Ela possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1997), Especialização em Direito Processual Civi pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos e mestrado em Direito Público pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2005). 

Já na terceira noite de discussões, dia 25, Tiago Resende Botelho vai palestrar sobre “Comunidades tradicionais, Democracia e Direitos Humanos”. Doutorando em Direito Público pela Universidade de Coimbra; Mestre em Direito Agroambiental pela Universidade Federal do Mato Grosso; Especialista em Direitos Humanos e Cidadania pela Universidade Federal da Grande Dourados; Bacharel em Direito pela UEMS e Licenciado em História pela UFGD.  

E, na última noite de evento, dia 26, Caio Paiva fala sobre “Direitos Humanos e sua proteção internacional: casos contra o Brasil no Sistema Interamericano”. O palestrante é Defensor Público Federal. Especialista em Ciências Criminais. Coordenador e professor do curso CEI. Autor de obras jurídicas.


CPA entrega Relatório de Autoavaliação Institucional à Reitoria da Unijuí

No dia 28 de março de 2018 a UNIJUÍ postou no sistema e-MEC o Relatório Integral de Autoavaliação Institucional da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, o qual apresenta os processos e resultados das avaliações realizadas no contexto da autoavaliação institucional, coordenada pela Comissão Própria de Avaliação – CPA e da avaliação externa regulada pelo Ministério da Educação – MEC relativa ao ano de 2017 e uma análise global do ciclo avaliativo 2015-2017, conforme o fluxo avaliativo da UNIJUÍ.

Este relatório é organizado pela Comissão Própria de Avaliação – CPA, que tem a responsabilidade de sistematizar os processos e os resultados da autoavaliação institucional na UNIJUÍ, realizados pelas suas diferentes unidades administrativas, com base no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES e no Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI 2015-2019. O mesmo tem o objetivo de demonstrar a efetividade e acompanhamento de ações relativas às prioridades elencadas para 2017, as potencialidades, as fragilidades (questões a serem melhoradas) e os indicativos de prioridades para 2018.

No decorrer do mês de abril, representantes da CPA reuniram-se com a Reitora e os Vice-Reitores Cristina Pozzobon, de Graduação, Fernando González, de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão e Dieter Siedenberg, de Administração para entrega e discussão das questões apontadas no referido documento.

Nas palavras da professora Cátia Nehring, Reitora da UNIJUÍ, este relatório demonstra que a Avaliação Institucional da Universidade vem qualificando os processos, instrumentos e divulgação dos resultados para que estes se consolidem como uma ferramenta de gestão em todas as unidades acadêmicas e administrativas. A regulação pelo MEC e pela CAPES, na UNIJUÍ, é subsidiada pelos resultados avaliativos dos processos de avaliação interna e externa da Instituição.

A Vice-Reitora de Graduação, professora Cristina Pozzobon destaca que os resultados dos subprogramas do Programa de Avaliação Docente da UNIJUÍ (Autoavaliação Docente, Avaliação das Disciplinas pelos Estudantes e Avaliação pelo Comitê Gestor do Departamento), alinhados com os resultados da avaliação externa realizada pelo MEC (ENADE, CPC e IGC), vêm qualificando as políticas e ações no âmbito das questões acadêmicas para a constante qualificação da aprendizagem dos estudantes.

Da mesma forma, o professor Fernando González, Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão entende que este documento se constitui em uma ferramenta importante para a tomada de decisão, indicando para o desenvolvimento de um sistema que articule os processos de avaliação e planejamento da Universidade, permitindo que o sistema se retroalimente.

O professor Dieter Siedenberg, Vice-Reitor de Administração, na conversa com a CPA enfatizou que as prioridades elencadas no Relatório de Autoavaliação Institucional são a base para a elaboração do Orçamento Programa da Universidade e auxiliam a Vice-Reitoria na definição de prioridades, a partir do contexto institucional e externo.

Na leitura da coordenação da CPA, Magna Dalla Rosa e professora Patricia Spilimbergo, este relatório evidencia que a articulação da Autoavaliação Institucional com a Avaliação Externa tem demonstrado uma evolução institucional, quer seja na implantação de políticas, processos e ações, conforme pode ser conferido nos conceitos positivos obtidos nos indicadores do IGC e CPC dos Cursos nos últimos três anos, bem como os bons conceitos obtidos pelos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu avaliadospela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. Assim, o desafio que se impõe é a socialização, discussão e apropriação do conteúdo deste documento por gestores, professores e estudantes, para a busca da excelência acadêmica. Acesso ao Relatório www.unijui.edu.br/cpa.