COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Mestrado e Doutorado em Educação nas Ciências promove seminário e aula inaugural

Na segunda e terça-feira, 1º e 2 de março, o Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências da Unijuí realiza sua Aula Inaugural e Seminário Temático, que abordará o tema “Cidades Inteligentes: múltiplos olhares a partir da educação nas ciências e o fazer da extensão universitária”. O evento será online, gratuito e aberto a toda a comunidade, com transmissão pelo canal da Unijuí no YouTube. Quem possuir interesse em obter certificado de participação e horas, poderá se inscrever em um link que será disponibilizado, mediante pagamento de uma pequena taxa. 

O evento, que é coordenado pelos professores Sidinei Pithan da Silva, Helena Callai e Caroline Raduns, contará com a participação de docentes do Brasil, Espanha e Portugal, que se dedicam ao estudo da temática das cidades inteligentes e educação para a cidadania, além de uma turma de estudantes portugueses. “Na Espanha e em Portugal, há um debate muito forte sobre a cidadania, por isso convidamos todos os educadores, também da rede básica, que podem aprender com essas experiências e recriar o espaço da sala de aula nesse sentido. Como construímos a cidadania no âmbito da nossa formação? Iremos debater sobre isso”, afirma o professor Sidinei Pithan, coordenador do Mestrado e Doutorado em Educação nas Ciências, em entrevista à Unijuí FM.

Na oportunidade, serão enfocadas diferentes perspectivas a partir de olhares interdisciplinares que interessam à sociedade em geral, bem como a profissionais que pretendem compreender como podem se inserir no desenvolvimento das cidades, da cidadania e da democracia. “Todos estão convidados, não apenas estudantes e professores de cursos de Graduação, mas a comunidade em geral”, reforça o professor Sidinei. “Teremos presentes engenheiros, advogados, historiadores, profissionais da saúde, entre outros. Os temas são muito pertinentes e reunimos um excelente grupo de palestrantes, que com certeza irá trazer elementos importantes para discussão”, conclui.

.

Por Amanda Calegaro Thiel, estagiária de jornalismo da Unijuí FM

.

Confira abaixo a programação completa:

AULA INAUGURAL

01 de março de 2021 

9h - Abertura

9h30 - Conferência: Educar para a cidadania hoje: um objetivo prioritário para o nosso mundo

Mediador: Professor Dr. Fernando Jaime González - Unijuí/Ijuí

Palestrante: Professor Dr. Francisco Garcia Pérez - Universidade de Sevilha/Espanha

10h30 - Intervalo

10h45 - Lançamento do livro Escrita e Pesquisa em Educação nas Ciências - Experiências do Pós-Doutorado

11h15 - Apresentação do Seminário Temático Cidades Inteligentes: Múltiplos olhares a partir da Educação nas Ciências e o fazer da extensão universitária

Caroline Daiane Raduns - Doutoranda do PPGEC/Unijuí

12h - Encerramento

.

SEMINÁRIO TEMÁTICO - Cidades Inteligentes: Múltiplos olhares a partir da educação nas ciências e o fazer da extensão universitária

01 de março de 2021 

14h até 17h - Tema: As Ciências nas Cidades Inteligentes

Mediador: Profa. Dra. Elenise Felzke Schonardie - Unijuí/Ijuí

Palestrantes:

Prof. Dr. Lauro André Ribeiro - Imed/Passo Fundo

Prof. Dr. Marcio Tascheto da Silva - UFN/Santa Maria

Prof. Dr. Mauricio de Campos - Unijuí/Ijuí

02 de março de 2021 

8h30 até 11h30 - Tema: A Sociedade 5.0 e a Educação

Mediador: Prof. Dr. Maiquel Ângelo Dezordi Wermuth - Unijuí/Ijuí

Palestrantes:

Prof. Dr. Roberto dos Santos Rabello - UPF/Passo Fundo

Prof. Dr. Walter Antonio Bazzo - UFSC/Florianópolis

14h até 17h - Tema: O pensamento crítico e reflexivo sobre as cidades inteligentes a partir da extensão universitária

Mediador: Profa. Ms. Caroline Daiane Raduns - Unijuí/Ijuí

Palestrantes:

Prof. Ms. Ângelo Hoff - Unisc/Santa Cruz do Sul

Profa. Ms. Letícia Ribas - Univille/Joinville

Prof. Dr. Sérgio Claudino Loureiro Nunes - Universidade de Lisboa/Portugal


Empresa graduada pela Criatec ganha os mercados nacional e internacional com startups

A 13 Bits Soluções em Tecnologia da Informação, incubada em 2007 e graduada em 2010 na Criatec, deu origem a duas startups consolidadas no mercado: a ZenFisio e a Lumiun Tecnologia

Incubada e graduada na Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica (Criatec) da Unijuí, a empresa 13 Bits Soluções em Tecnologia da Informação está finalizando as suas atividades, depois de 13 anos de atuação. No entanto, deixará duas startups, criadas como spin-off – ou empresas derivadas, no mercado: a ZenFisio e a Lumiun Tecnologia.

“A 13 Bits foi uma das primeiras empresas incubadas na Criatec e, na época, tínhamos pouco conhecimento em empreender, em administrar uma empresa. E a Incubadora nos auxiliou, não só com o subsídio de alguns custos, como de infraestrutura, mas também com acesso a consultorias e treinamentos. E isso sempre foi muito relevante. Ao longo deste tempo, vimos surgir modelos de negócios mais atrativos, caso das startups. Foi então que, em 2014, lançamos a Lumiun, que passou por processo de investimento e aceleração na WOW de Porto Alegre, uma das maiores aceleradoras do País. Até então, tínhamos uma atuação regional, com a maioria dos clientes na cidade, e passamos para o desafio de atender o mercado nacional”, explicou Cledison Eduardo Fritzen, que deu início, ao lado de Heini Thomas Geib, à 13 Bits.

Com centenas de clientes em todo Brasil, a Lumiun Tecnologia apresenta uma solução simples e de baixo investimento para o controle de acesso à internet em pequenas e médias empresas. A solução atende dois problemas comuns dos gestores atualmente: proteção contra ameaças na internet e baixa produtividade dos colaboradores.

Há dois anos e meio, três anos, criamos outra startup, que é a ZenFisio, que oferece um software de gestão e marketing para clínicas e profissionais da área da saúde. Passamos por uma aceleradora, a Stars, de Santa Maria, e hoje atendemos cerca de 850 clientes, em todos os estados do Brasil e em outros países”, destacou Cledison.

Para melhor atender às duas startups, hoje a ZenFisio é coordenada por Cledison e Diego MagnaGuagno, enquanto que a Lumiun fica sob responsabilidade de Heini e Alex de Oliveira. E o principal desafio, para ambas as empresas, é conseguir manter o crescimento constante – o que requer inovação em ambos os negócios.

Outro destaque nas duas startups é a gestão das pessoas. Ambas as empresas são avessas à burocracia e trabalham para que os funcionários tenham um bom ambiente de trabalho, com espaços para socialização e lanches à vontade; boa remuneração e bonificações; além da possibilidade de expor opiniões e ideias. “Mais importante do que desenvolver estes negócios, está em garantir que as pessoas se desenvolvam e se sintam bem em estar conosco. Incentivamos o acesso a eventos e a cursos, valorizamos a opinião de todos e não instituímos uma hierarquia aqui. Ninguém é chefe de ninguém. Não importa quem é dono da empresa. Importa que possamos crescer e nos desenvolver juntos”, reforçou Cledison, que já pensa, em conjunto com os sócios, lançar uma nova startup.


Vice-reitor de Pós-Graduação participa de evento internacional

O vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, professor Fernando Jaime González, participou, na última quarta-feira, dia 24 de fevereiro, da segunda edição do evento Al Fin Fin Al, promovida pela Faculdade de Arquitetura, Urbanismo e Desenho (Faud) da Universidade Nacional de Córdoba, na Argentina.

O evento é o resultado do esforço da comunidade Faud em refletir a enorme produção e construção de conhecimento que se gera diariamente no corpo docente. Tal como em 2019, mas desta vez em formato virtual, foram apresentadas produções de trabalhos realizados durante o ano letivo de 2020 por todas as cadeiras de Arquitetura e Desenho Industrial da Faculdade.

De acordo com o professor, o evento contou com um amplo grupo de professores, de várias universidades americanas e europeias, que visitaram a produção de 2020 dos estudantes, com o propósito de comentar e discutir o desafio na formação superior.


Realização de formaturas presenciais está suspensa a partir deste sábado

Diante do crescimento exponencial do contágio pelo novo coronavírus e do pico de internações em leitos e UTIs hospitalares desde o início da pandemia, o governo do Estado decidiu, nesta quinta-feira, 25, ampliar as restrições e anunciou a suspensão temporária do sistema de cogestão regional, o que obrigará os municípios a adotar os protocolos da bandeira apontada pelo Modelo de Distanciamento Controlado a partir de sábado, 27, seguindo até o próximo domingo, 7. Além disso, antecipou a vigência do mapa da 43ª rodada, colocando todo o Estado em bandeira preta.

A Unijuí, em cumprimento às diretrizes impostas pelo governo do Estado e pelo Modelo de Distanciamento Controlado, informa que as formaturas previstas para este sábado estão suspensas. As duas formaturas de Gabinete previstas para esta sexta-feira acontecerão apenas com a presença dos formandos, mantendo os mesmos horários já pré-agendados para aqueles que desejarem comparecer, ficando vetada a presença de convidados.

As diretrizes vigentes para as demais atividades da Unijuí, EFA, Museu e Rádio Unijuí FM estão disponíveis na Nota Oficial nº 20. Outras diretrizes que provoquem alterações nos protocolos estabelecidos pela Universidade serão divulgados nos canais oficiais da Instituição.


Pandemia e a Volta às Aulas é o tema debatido no Rizoma Temático

Diante do cenário de incertezas gerado pelo novo coronavírus, o Rizoma Temático desta quinta-feira, dia 25 de fevereiro, foi ao ar pela Unijuí FM com uma discussão sobre a Pandemia e a Volta às Aulas. Para participar deste debate, foram convidados a reitora da Unijuí, professora Cátia Maria Nehring; a titular da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Eveline Eberle; e o coordenador pedagógico da Secretaria Municipal de Educação (Smed), José Augusto Fiorin, que expuseram o retorno das atividades após a entrevista concedida pela neurocientista da UFRGS, Mellanie Dutra.

Mellanie não vê como possível um retorno seguro às aulas, em razão da transmissão descontrolada do novo coronavírus neste momento, e em razão de um novo fator, que ainda não se sabe o quanto impactará: as variantes emergentes, como a P1 e P2. “Elas carregam algumas alterações no seu material genético, que é o que chamamos de mutações, que podem estar associadas a um aumento na transmissão”, completou.

A reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, explicou que as instituições de ensino, e especialmente as de ensino superior, estão seguindo as determinações dos governos desde o ano passado, quando a pandemia explodiu. E lembrou que a Portaria 1.038 do Ministério da Educação, de 7 de dezembro de 2020, determina que as aulas retornem no ensino superior a partir de 1º de março. “A comunidade precisa entender que nós, enquanto gestores, estamos fazendo o acompanhamento das decisões, cumprindo com as medidas e, ao mesmo tempo, exercendo nossas funções. Não está sendo um movimento fácil, porque, a cada dia, há um movimento diferente”, afirmou.

Titular da 36ª CRE, Eveline Eberle explicou que cada uma das escolas possui um Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coe) e que toda a rede está preparada para a retomada, atendendo às medidas de segurança. “Existe uma necessidade de retorno. Temos, sim, a pandemia, mas em muitos casos, o estudante está mais protegido dentro da escola, que acaba sendo um ‘cinturão de proteção’ contra casos de violência doméstica e com cuidados de saúde e alimentação”, destacou a coordenadora.

A observação também foi feita por Fiorin, que recordou que a escola tem mais do que a função pedagógica. “Precisamos nos preparar para garantir a segurança dos alunos contra a covid-19, mas também nos preparar para receber estes estudantes, que estão há um ano longe da escola física. Em que condições eles vão voltar? Há casos de depressão, de ansiedade, de violência doméstica”, explicou.

Confira o debate completo no podcast abaixo:


Pós-Graduação Unijuí: formando especialistas em assumir novos desafios

Especialista em assumir novos desafios, egressa da Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho conta como a especialização a tirou da zona de conforto e auxiliou a alcançar novos patamares na carreira

Luana Obregon sempre teve muitos sonhos: seguir na área de exatas, ser engenheira eletricista, conquistar a independência e ser sua “própria chefe”. Imaginava que estes desejos seriam alcançados a longo prazo, mas não antes dos 30 anos. “Agora, quero realizar um novo sonho, que é ser professora universitária.”

Para conquistar os objetivos até aqui, Luana teve que arriscar. Decidiu empreender logo no início da Pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, realizada na Unijuí. “O curso de pós me ajudou a dar esse pontapé, a sair da inércia e seguir um novo caminho. Eu sempre tive bons empregos – alguns na área de engenharia, outros fora da área, que agregaram muito à minha profissão. Mas eu sempre tive vontade de ser mais livre e independente, até que chegou o momento da minha vida que eu resolvi: vou empreender”, explicou a jovem, lembrando que seu curso era multicampi, possibilitando que os alunos conhecessem outras cidades. “Criamos um vínculo muito forte enquanto colegas. Além disso, a pós me fez perceber que eu conhecia a região, que existiam clientes, que eram pessoas que necessitavam de um serviço específico e diferenciado, com maior agilidade, e eu acreditava que poderia fazer essa entrega”, conta Luana, que tem uma relação muito forte com a Unijuí: ingressou na 6ª série na EFA, graduou-se em Engenharia Elétrica, realizou a pós-graduação e, agora, está no mestrado em Modelagem Matemática e Computacional. Hoje, Luana trabalha na área de engenharia elétrica, em projetos, mas já se prepara para atuar na área de segurança do trabalho.

Se eu pudesse dar um conselho, diria às pessoas para que cursem uma pós-graduação. O curso incrementa o currículo, te faz conhecer pessoas e amplia teus horizontes”, reforçou.

Para quem deseja dar um novo rumo à vida profissional, a Unijuí oferece diversas opções de cursos de pós-graduação lato sensu – tanto na modalidade Ensino a Distância quanto presencial.

No EaD, há as opções de Marketing e Engenharia de Avaliações e Perícias. No campus Ijuí, estão abertas as inscrições para Estética Avançada e Minimamente Invasiva; Finanças e Mercado de Capitais; Saúde Mental; Controladoria e Gestão Empresarial; Urgência, Emergência e Trauma; Fisioterapia Neurofuncional; Hematologia Laboratorial; Direito do Trabalho, Processo do Trabalho e Previdenciário; Auditoria e Planejamento Tributário; e Psicologia Clínica: Práticas Clínicas nas Instituições.

Por meio do campus Três Passos, são ofertadas as especializações em Coaching e Gerenciamento de Pessoas e Direito do Trabalho, Processo do Trabalho e Previdenciário.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas em unijui.edu.br/pos. Informações podem ser obtidas pelo telefone 3332- 0553 ou e-mail educacaocontinuada@unijui.edu.br.


Unijuí oferta curso de inglês para todos os campi

A Unijuí possui um processo intenso e contínuo de internacionalização. E para qualificar seus estudantes, egressos, professores, técnicos administrativos e de apoio, oferta o curso Inglês no Campus na modalidade online. Este formato permite a participação da comunidade acadêmica dos campi de Ijuí, Três Passos, Santa Rosa e Panambi.

Contando com sete níveis e com duração de 30 horas cada, o curso Inglês no Campus busca desenvolver habilidades básicas em língua inglesa em situações cotidianas da vida, como saudações, apresentações pessoais, interações próprias em situações de trabalho, discussões sobre assuntos atuais e sobre questões que fazem parte do contexto social.

Inscrições podem ser realizadas no endereço unijui.edu.br/educacaocontinuada. As aulas têm previsão de começar no mês de março, em datas distintas para cada nível.

Mais informações pelo telefone 3332-0553 ou pelo e-mail educacaocontinuada@unijui.edu.br.


Covid-19: Município inicia vacinação de professores e estudantes da Unijuí que atuam em práticas de atendimento à comunidade

Mais uma medida de segurança e de enfrentamento à covid-19 foi tomada, pelo Município, nesta quarta-feira, dia 24 de fevereiro. A Unijuí, a partir da solicitação realizada pela  Secretaria Municipal de Saúde (Ofício nº 056/2021/SMS), a qual requisitou a listagem de todos os professores e estudantes que terão atividades práticas e estágios, em assistência direta à saúde da população, via SUS, realizou a aplicação da vacina contra a covid-19. A Universidade, contribuindo com a Secretaria de Saúde, mobilizou o seu Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt), habilitado para realização de vacinas. O Sesmt tem tradicionalmente participado de várias campanhas de vacinação, contribuindo com a saúde da população e sendo um campo de prática para os estudantes. 

Os cursos envolvidos são Medicina, Enfermagem, Nutrição, Farmácia, Biomedicina, Fisioterapia e Psicologia, que têm atendimento direto à população, além de serviços ligados ao Sistema Único de Saúde, que ocorrem na Instituição.  

“Alguns professores e acadêmicos que atuam na Unidade de Reabilitação -Unir, que é ligada  ao SUS, já haviam recebido a dose, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. Na Unijuí, esse processo teve início hoje, para todos aqueles que estão participando diretamente de atividades práticas e estágios em cursos da área da saúde. Entendemos que as parcerias - Universidade e Secretaria de Saúde, nesse momento tão dramático que vivemos, é fundamental para vencermos essa pandemia. Nossos estudantes e professores a serem vacinados estarão em muitos espaços, atendendo pacientes. A vacina torna-se o principal instrumento para frear o processo de pandemia, para além, é claro, dos cuidados básicos, como uso de máscara, distanciamento e higienização”, explicou a reitora da Unijuí, professora Cátia Maria Nehring.

A pedido da Secretaria Municipal de Saúde, uma lista, com o nome dos professores e estudantes envolvidos nas atividades, foi enviada à pasta, para que não houvesse uma duplicidade de nomes, considerando que muitos professores e mesmo estudantes, em função de atividades profissionais, já tinham sido vacinados; e deixando claro os professores e acadêmicos que efetivamente terão este semestre intervenção direta com a saúde da população.  Todas as  vacinas são disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Saúde, seguindo os critérios de prioridade e seu respectivo registro no sistema nacional. 

“Me sinto mais aliviada recebendo a vacina”, comentou a acadêmica do último ano do curso de Enfermagem, Thalissa Silveira Dias, que iniciou o estágio, nesta semana, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Estamos em contato direto com os pacientes, acabamos saindo da prática e indo direto para casa, para nossas famílias, e há o receio de ter a doença. Com a vacina, ficamos mais tranquilos.”

Emoção e gratidão definem o sentimento da professora da Unijuí, Arlete Regina Roman, ao receber a vacina contra a covid-19 nesta quarta-feira. “Essa é uma ferramenta muito esperada no combate à doença e para nós, que trabalhamos na linha de frente, é ainda mais importante. Nós não paramos. Nem mesmo no ano passado deixamos de atuar na rede pública de saúde e entendemos que, neste momento de pandemia, se faz ainda mais necessária a nossa inserção nos serviços”, explicou.


Itecsol amplia número de empresas parceiras e beneficia catadores

A Incubadora de Economia Solidária, Desenvolvimento e Tecnologia Social (Itecsol) da Unijuí trabalhou, no último ano, mediando relações entre empresas e catadores ligados às associações incubadas - Associação de Catadores de Materiais Reciclados de Ijuí (Acata) e a Associação de Recicladores da Linha 6 (Arl6). O trabalho, que estreitou ainda mais o relacionamento entre os empresários e a Universidade, teve o intuito de incentivar o desenvolvimento social destes trabalhadores.

“A Itecsol atua no sentido de contribuir para a implementação de condições para organização dos trabalhadores em processos coletivos de geração de trabalho e renda”, explicou a responsável técnica pela Incubadora, Elizandra Pinheiro da Silva.

Para se ter uma ideia dos bons resultados, a Incubadora conseguiu, no ano passado, captar 39 novas empresas, que passaram a descartar o material reciclável, gerado nos estabelecimentos comerciais, diretamente nas associações de catadores. Com isso, hoje, há 88 empresas locais que destinam seus materiais diretamente às associações legalmente constituídas e incubadas. Como contrapartida, cada empresa participante recebe um desconto no IPTU, beneficiando-se de um incentivo previsto na legislação municipal.

Essa prática está associada à Lei Municipal nº 6.742, de 31 de dezembro de 2018, a qual institui a prerrogativa de que o poder Executivo poderá limitar a metragem de cobrança da taxa de lixo à área relativa ao escritório do empreendimento de uso industrial, comercial, de prestação de serviços ou assemelhado, em que o contribuinte comprove que os resíduos gerados naquela área têm destino adequado, mediante apresentação de termo de compromisso para a coleta e destino dos resíduos. Neste sentido, a Incubadora atua como mediadora entre as empresas e as associações incubadas, em parceria com o poder público, porque acredita na importância social, ambiental e econômica desta prática, que reflete positivamente na vida dos catadores.

“Durante o ano de 2020, as associações receberam das empresas parceiras 74.467 quilos de materiais recicláveis, que impactaram diretamente na renda dos catadores associados. Comparado ao ano de 2019, houve um incremento de 46% na renda dos trabalhadores da reciclagem”, explica Elizandra.

Para obter o recálculo do valor do incentivo, a empresa precisa procurar a Incubadora, a prefeitura ou solicitar o formulário online; fazer o preenchimento informando os tipos e as quantidades de materiais que são gerados, que irão definir a periodicidade da entrega para os catadores; e posteriormente apresentá-lo no setor de tributos da Prefeitura Municipal. Após, é emitida uma taxa operacional de 6% do valor do incentivo e encaminhado o termo de compromisso para a coleta de materiais. Após as assinaturas, o documento precisa ser protocolado na Prefeitura. O termo de compromisso para a coleta precisa ser renovado anualmente. A Itecsol, juntamente com os trabalhadores da reciclagem, é responsável por monitorar os dias da coleta, tipos de materiais descartados e a quantidade recebida.

“Para a Itecsol, o resultado da coleta é bastante satisfatório, visto que o material recebido pela coleta seletiva convencional não atinge esse percentual para os catadores, já que chega muito misturado. A ação proporciona o desenvolvimento social, ambiental e econômico, tanto para os catadores quanto para as empresas, que recebem anualmente o incentivo”, destaca Elizandra.

Para mais informações, basta entrar em contato pelo telefone 3332-0212 ou pelo e-mail itecsol@unijui.edu.br.


Prorrogadas as inscrições para o técnico em Enfermagem da EFA/Três Passos

Foram prorrogadas as inscrições para o curso técnico em Enfermagem da EFA/Três Passos. Interessados podem se inscrever até o dia 4 de março. A turma, que já está confirmada, tem previsão de início das aulas em 9 de março.

Podem cursar o técnico alunos concluintes do 2º Ano do Ensino Médio. O curso prepara os participantes para trabalhar com a educação, promoção, proteção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde em hospitais, clínicas, redes ambulatoriais, unidades básicas de saúde, consultórios médicos, laboratórios de análises clínicas e unidades de diagnósticos, creches, spas, instituições de ressocialização, abrigos, casas de repouso e lares de idosos, por exemplo. A duração do curso é de 2,5 anos.

Inscrições devem ser realizadas na Central de Atendimento ao Estudante da EFA/Unijuí Três Passos. Mais informações pelos telefones 55 3522-2122 e 3332 0220 ou WhatsApp 9 9608 9363 ou 9 9979 6752.