COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

As pessoas, as organizações e a felicidade temática abordada em aula inaugural na Unijuí

A especialização em Coaching e Gerenciamento de Pessoas teve aula inaugural na noite de segunda-feira, 24, na Unijuí Campus Santa Rosa. Os participantes tiveram a oportunidade de assistir a primeira aula com a Administradora, Consultora e Coach, professora Cecília Smaneoto.

Na oportunidade Cecília abordou a temática, “As pessoas, as organizações e a felicidade”, destacando questões relacionadas ao objetivo do Coaching, sua utilização por meio das ferramentas e a certificação. Também ressaltou o cenário e o gerenciamento de pessoas na contemporaneidade, o atual momento em que se encontram as organizações e a busca constante pela felicidade.

Para o Coordenador da Especialização em Coaching e Gerenciamento de Pessoas, professor Luciano Zamberlan, “a gestão de pessoas e o relacionamento interpessoal são algumas das mais importantes habilidades necessárias para um profissional de destaque. Foi com base nelas, que esta proposta inovadora de especialização foi elaborada, pois ela contribui inicialmente na potencialização das competências individuais dos participantes por meio das disciplinas de Coaching e posteriormente com o desenvolvimento de equipes de alta performance, tendo como base os conhecimentos na área de Gestão de Pessoas”, afirma Luciano.

Durante o curso os alunos terão momentos de imersão, abordagens práticas e dupla certificação, profissionais aptos em atuar como Coach e Especialistas em Coaching e Gerenciamento de Pessoas. As aulas iniciam na próxima sexta-feira, 28, e ocorrem nas sextas, 18h30 às 22h30 e aos sábados, 09h30 às 13h30, no Campus Santa Rosa.


Unijuí no Esporte: corrida de rua

Além de esportes como jiu-jitsu, futebol americano, futebol feminino, tênis, judô e voleibol, a Unijuí é apoiadora de dois atletas de corrida de rua, André Herter e Alex Sandro Rodrigues. Os dois percorrem ruas em diversas competições ao longo ano, levando com eles o apoio da Unijuí.

Nos últimos meses, André Herter participou, com sucesso, de seis competições. Em todas subiu ao pódio. Com Alex Sandro não foi diferente, das três competições que participou, em três vezes subiu ao pódio.

Confira os resultados

André Herter:

2º lugar geral na 4ª Rústica Colégio Tiradentes 5km – Ijuí

3º lugar geral no Circuito Regional de Corridas de Rua – Etapa Santa Rosa 5km

4º lugar geral na Meia Maratona Internacional de Uruguaiana – 21km

1º lugar geral no Circuito SESC de Corridas – 10km – Ijuí

3º lugar geral na 2ª Corrida de Incentivo à Doação de Órgãos – 15km –Santo Ângelo

5º lugar geral e 2º na categoria na XXXV Maraton Dia Del Inmigrante Oberá – 10km – Argentina

Alex Sandro Rodrigues:

3º lugar geral no do Circuito SESC de Corridas – 10 km – Ijuí

1º lugar na categoria de 30 a 34 anos na 2ª Rústica de Incentivo à Doação de Órgãos – 15km – Santo Ângelo

1º lugar na categoria de 25 a 34 anos na 2ª Rústica da Sociedade Aimoré de Ijuí – 4 km – Ijuí 

 

Conheça um pouco mais sobre os dois atletas

André recebeu o apoio da Universidade em 2010, quando ingressou no Curso de Educação Física. Ao longo da carreira o atleta foi campeão da Meia Maratona do Mercosul, realizada em Porto Alegre (2006), campeão da Rústica em Foz do Iguaçu, no Paraná (2009), campeão da Meia Maratona Internacional de Uruguaiana, em 2010 e 2011 e segundo colocado em 2012. Segundo colocado no geral em Oberá, na Argentina (2013). Também foi campeão do circuito regional de corridas de rua em 2013, 2014 e 2016. 

Alex Sandro também é estudante do Curso de Educação Física da Unijuí. Ele treina diariamente de 10 a 15 quilômetros. Com essa dedicação já conquistou muitas competições. Algumas delas: campeão da Prova de Revezamento em Dupla da Festa da Uva de Caxias do Sul, em 2012; 3º lugar na Maratona de Revezamento Paquetá Esportes, em Porto Alegre; Campeão nos 5 km da Final Estadual do Circuito SESC de Corridas em Torres, em 2016; Campeão dos 10 km na Corrida Internacional de Uruguaiana, 5º lugar nos 5km na Summer Night Run em Capão da Canoa e 1º lugar no Circuito Caixa de Corridas POA. 


Semana do Coração: atividades de promoção à saúde são realizadas pela Unijuí

                     
                

Durante esta semana, os cursos do Departamento de Ciências da Vida da Unijuí (DCVida) e o grupo de Pesquisa em Atenção à Saúde (GPAS) realizam as atividades da Semana do Coração. A coordenação é da professora Dra. Eliane Roseli Winkelmann. 

Segundo a coordenação do evento, dentre as ações destacam-se a Atividade de Promoção à Saúde do Coração, que será realizada na Praça da República de Ijuí, nesta quarta-feira, 26, das 9h às 11h30. No local ocorrerá uma atividade orientada sobre o coração, para crianças de escolas de educação infantil, verificação da pressão arterial, questionário sobre saúde do coração, explicação da anatomia do coração, orientação de nutrição e saúde cardiovascular e informações sobre o uso correto de medicamentos. 

Além disso, na sexta-feira, 28, encerrando a programação, uma série de palestras serão realizadas. As discussões iniciam às 8h e se estendem até o fim da tarde, no Centro de Eventos do Campus Ijuí. Confira: 

8h às 11h30min

Atividade: Nutrição e saúde cardiovascular

Local: Consultório de Nutrição/Unijuí-Saúde 

Atividade: Ação Educativa para Idosos do Projeto de Pesquisa: Atenção Integral a Saúde do Idoso 

13h30 às 16h

Atividade: Ginástica Laboral com pacientes e colaboradores e socialização

Local: Hospital Bom Pastor Ijuí/RS 

16h45

Palestra: Entendendo a fisiopatologia da hipertensão arterial sistêmica

Palestrante: Médica Esp. Andrieli Cristina de Oliveira Buzzeto (médica cardiologista Instituto do Coração – HCI – Ijuí RS) 

Palestra: A atividade física como prevenção da mortalidade cardiovascular

Palestrante: Fisioterapeuta, Prof. Dra. Eliane Roseli Winkelmann (Fisioterapia UNIJUÍ / Docente do Mestrado Atenção Integral à Saúde PPGAIS UNICRUZ/UNIJUÍ)


Salão do Conhecimento: cronograma de apresentações e programação completa já estão disponíveis

              
 

A organização do Salão do Conhecimento divulgou, na página do evento, o cronograma de apresentações de trabalhos. Além disso, a programação completa desta edição também já está disponível. Com atividades simultâneas nos campi Ijuí, Panambi, Três Passos e Santa Rosa, a programação inclui seminários, palestras, painéis temáticos, mostras e oficinas.

Para a abertura oficial do evento no Campus Ijuí, que será realizada na próxima segunda-feira, dia 1 de outubro, a programação contará com a palestra “Ciência para Redução das Desigualdades”, no Salão de Atos Argemiro Jacob Brum. No Campus Santa Rosa, o evento de abertura será realizado na terça-feira, dia 02 de e terá o mesmo tema em debate.

Ainda é possível realizar inscrições para participantes ao evento.

Sobre o Salão

O Salão do Conhecimento da Unijuí é um evento para divulgação da produção em pesquisa e extensão que permite a socialização de experiências e a reflexão sobre as atividades desenvolvidas na Unijuí e em demais instituições participantes, nas diversas áreas de conhecimento, possibilitando aos autores – pesquisadores, extensionistas, estudantes de ensino fundamental e médio, de graduação e de pós-graduação - um espaço de diálogo, de socialização e de trocas de saberes e de experiências entre si e com a comunidade externa.

Os Eventos do Salão do Conhecimento estão consolidados como um expressivo canal de interlocução entre as diversas áreas de conhecimento da Instituição e de relacionamento com a sociedade, materializando a articulação do ensino, pesquisa e extensão. O evento é promovido pela Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da UNIJUÍ conjuntamente com os Comitês Científico e de Extensão e Cultura.


Inscrições para o Hackathon Opentech 2018 podem ser feitas no site da Criatec

                          

A Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí (Criatec) está com as inscrições abertas para o Hackathon Opentech 2018. A palavra Hackathon vem da mistura de duas outras palavras: “hack”, que significa programar com excelência, e “marathon”, de maratona. Traduzindo o conceito para o português, Hackathon é uma maratona de programação que movimenta a área de tecnologia.

Para o desafio da Opentech 2018, o objetivo é o desenvolvimento de protótipos e sistemas para melhorar o relacionamento entre os associados da Associação Comercial de Ijuí (ACI). A primeira etapa será realizada nos dias 5 e 6 de outubro, no Laboratório de Soluções Criativas da Criatec. A final acontece no dia 20 de outubro, no Espaço Opentech, na Casa da Unijuí, durante a Expoijuí/Fenadi 2018. Os interessados devem efetuar as inscrições até 3 de outubro pelo site www.criatecunijui.com.br

As inscrições devem ser realizadas de forma individual, porém as equipes já podem estar constituídas na primeira etapa do evento. Podem participar do Hackathon alunos maiores de 18 anos, dos cursos de Ciência da Computação, Comunicação, Marketing, Design, cursos técnicos em Informática, profissionais que atuam na área de desenvolvimento de sistemas e aplicativos para dispositivos móveis, além de empreendedores dos programas de incubação.

A equipe vencedora ganhará R$ 3 mil, uma vaga de pré-incubação na Criatec e a possibilidade de um contrato para implementação da solução apresentada junto à ACI. O segundo lugar também garante uma vaga de pré-incubação da Criatec. O evento é uma realização da Agência de Inovação e Tecnologia (AGIT), Criatec, Opentech e Departamento de Ciências Exatas e Engenharias da Unijuí (DeceEng). Conta ainda com o apoio das empresas Kaminhos, Dialeticom e L&V Consultoria, e tem o patrocínio da ACI e Unijuí.

Mais informações podem ser solicitadas junto à Criatec, pelo telefone (55) 3332- 0212 ou pelo e-mail criatec@unijui.edu.br<mailto:criatec@unijui.edu.br>.

Por Giuli Ana Izolan, estudante de Jornalismo.


Unijuí e o Cooperativismo: Uma história em comum, competências que impulsionam para o futuro

 

A trajetória da Unijuí, ao longo de seis décadas, se confunde com a história e a evolução do cooperativismo no Rio Grande do Sul e no Brasil. As bases comunitárias e os princípios norteadores da Fidene/Unijuí, sustentadas na autogestão, na solidariedade e na responsabilidade coletiva se assemelham à identidade histórica e à evolução do próprio cooperativismo.

De acordo com o professor Pedro Luís Büttenbender, Coordenador do Curso de Pós-Graduação em gestão de Cooperativas, a atuação preferencial da Unijuí está territorialmente identificada com as bases históricas do surgimento do Cooperativismo no RS, no Brasil e na América Latina, que foram as reduções Jesuítico-Guaranis. Desde a sua fundação a Fidene/Unijuí possui laços de integração e cooperação com o sistema cooperativo, expressos através de programas, cursos e projetos articulados em comum, e também através de estratégias colaborativas em prol do desenvolvimento da região.

“O ambiente de cooperação constituído entre estas organizações demonstrou ser fértil e de resultados positivos, oportunizando a capacitação, formação e qualificação de cooperativistas”, afirma Büttenbender.

Este ambiente de cooperação e inter cooperação é também fortalecido pela germinação e execução conjunta de várias outros novos programas e projetos de educação e de desenvolvimento do cooperativismo, assentando-se em:

  • Oferta do Curso Superior em Gestão de Cooperativas, em cooperação entre Sescoop/RS, Unijuí, Cooperativas e outras organizações de educação e fomento ao cooperativismo.
  • Oferta de disciplinas, cursos, projetos e eventos abordando temáticas do cooperativismo, da gestão, da governança, da legislação e do desenvolvimento do cooperativismo e da sociedade. Estas iniciativas resultam em produções e publicações que contribuem com os ativos e fundamentos sobre o cooperativismo.
  • Realização de cursos de capacitação de curta duração e projetos de extensão no âmbito do cooperativismo.
  • Publicações sobre o cooperativismo, com apoio prioritário das Editoras Unijuí e Sescoop/RS.
  • Execução de projetos de pesquisas e estudos que resultam em teses, dissertações, monografias e outras produções científicas, sociais, tecnológicas e de desenvolvimento do cooperativismo.
  • Proposição e execução de projetos de pesquisa sobre os temas das doutrinas, da gestão, governança e desenvolvimento, integrando redes nacionais e internacionais de estudiosos, especialistas e pesquisadores em cooperativismo.

“De outra parte, as iniciativas empreendidas na área do cooperativismo possuem uma forte ligação com o mundo empírico e a realidade cotidiana das cooperativas, complementadas pelas relações de cooperação e integração nacional e internacional com o sistema cooperativo. Destacam-se experiências concretas de intercâmbios nacionais e internacionais de estudantes e professores como, por exemplo, o cooperativismo do Paraguai, da Argentina, do Uruguai e de outros países. A participação ativa na Rede Latino-Americana de Investigadores Cooperativos - REILAC, ligados também à OCB e à ACI. Intercâmbios de professores e estudantes com o cooperativismo canadense, europeu e outros”, destaca Pedro.

Agregam-se às prioridades da excelência acadêmica as práticas pedagógicas inovadoras na educação e formação em cooperativismo, na graduação e na pós-graduação, com a adoção de metodologias ativas de aprendizagens. Estas metodologias se constituem referência também no Encontro de Docentes do Cooperativismo, estimulando e acelerando a aprendizagem, oportunizando maior interatividade e novas experiências, aproximando e integrando a universidade no ambiente cooperativo, transformando estes também em permanentes espaços de formação e educação cooperativa.

O professor Pedro também ressalta que os integrantes dos programas voltados ao cooperativismo são todos agentes inseridos na vida cotidiana das cooperativas, integrando-as como dirigentes, associados e/ou funcionários. “A apresentação deste caso diferenciado e inovador, com sua trajetória histórico-evolutiva de cooperação, é a expressão da capacidade de produzir resultados na educação cooperativa e demais áreas, além das capacidades institucionais individuais. A combinação e complementação de competências e afinidades institucionais, com a inter cooperação, agregam valor à vida e ao desenvolvimento sustentável das regiões”, ressalta Büttenbender.

Encontro de Docentes do Cooperativismo

A Unijuí participa no dia 08 de novembro do Encontro de Docentes do Cooperativismo em Bento Gonçalves. Na oportunidade um grupo de professores da Universidade atuará em debates acerca das metodologias ativas no ensino do cooperativismo.

O Encontro de Docentes faz parte da programação do XVIII Seminário Gaúcho do Cooperativismo. O evento tem como objetivo oferecer espaço para docentes discutirem, em um contexto cooperativista, experiências, desafios e possibilidades didáticas em sala de aula, e é direcionado para docentes do campo de educação superior cooperativista.

Confira nas imagens algumas atividades desenvolvidas na área do cooperativismo na Unijuí:


Confira as propostas estratégicas apresentadas pelos Coredes para o desenvolvimento regional

                

O planejamento regional, construído pelos Coredes entre os anos de 2015-2017, levou em conta que as particularidades de cada espaço no Rio Grande do Sul, para dar conta do desenvolvimento na perspectiva territorial, ao apontar as dinâmicas, a organização e a diversidade das regiões e municípios, sua construção do processo local e global. Com esse entendimento os Coredes apresentam e promovem um debate qualificado com sociedade gaúcha, de quatro em quatro anos, com os candidatos ao Executivo e Legislativo Estadual. Para responder ao desafio proposto, os Conselhos apresentam Propostas Estratégicas para o Desenvolvimento Regional do Estado do RS, em um documento, para o período 2019-2022.

O documento, que é um plano estratégico, trabalha diagnóstico, prognóstico e ações a serem implementadas, contempla uma construção histórica dos Coredes, da articulação com a sociedade civil, da relação com os diversos atores, comprometidos na efetivação do planejamento nas 28 regiões gaúchas. Todos os projetos foram priorizados pelas 09 regiões funcionais, que identificaram 90 projetos prioritários, que totalizam em valores atuais R$ 32 bilhões, mas nem todos necessitam de recursos financeiros, e sim, de atores articulados, para trabalhar em prol dos coletivos regionais.

Segundo o presidente do Corede Noroeste Colonial, professor Nelson José Thesing, o conjunto de projetos apresentados, priorizados pelas 9 regiões funcionais dos Coredes, são resultados de discussão nas regiões e entre as regiões envolvidas em cada uma das funcionais. “Estão identificadas áreas prioritárias, ou seja, temas relevantes ao desenvolvimento das regiões e do Estado. Todo o processo, planejamento estratégico, conta com contribuições de especialistas, mas fundamentalmente com a participação e deliberação da comunidade gaúcha”, salienta.



A Região Funcional 7, da qual a área de atuação da Unijuí está englobada, é constituída pelos Coredes: Noroeste Colonial, Celeiro, Missões, Fronteira Noroeste. Apresenta os seguintes projetos, totalizando R$ 1,4 bilhões. Confira:

Projeto 1 - Fortalecimento das cadeias produtivas da região, com investimentos, para a capacidade produtiva, inovação, agregação de valor e competitividade. Valor total estimado do projeto: R$ 36.500.000,00. Responsável pela implementação: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Secretaria de Desenvolvimento Rural Pesca e Cooperativismo, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação, EMATER, Universidades.

Projeto 2. Qualificação dos Serviços Públicos na região, com destaque para as áreas da saúde, segurança e educação. Valor total estimado do projeto: R$ 21.825.000,00. Responsável pela implementação: Secretaria da Segurança Pública, Brigada Militar, Policia Civil, Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos.

Projeto 3. Investimento na infraestrutura energética, com ênfase a geração de energia e a qualificação da estrutura de distribuição de energia. Valor total estimado do projeto: R$ 300.000.000,00. Responsável pela implementação: Secretaria de Minas e Energia, CEEE, RGE, Cooperativas de Eletrificação Rural e empresas de energia renovável.

Projeto 4. Investimento para o fortalecimento da Ciência, Tecnologia e Educação - Parque Tecnológico do Noroeste. Valor total estimado do projeto: R$ 70.000.000,00. Responsável pela implementação: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Ministério da Ciência e Tecnologia, Universidades, Parques Científicos e Tecnológicos, Incubadoras Tecnológicas.

Projeto 5. Priorização e empoderamento das potencialidades e ampliação das capacidades de atração de investimentos e grupos de interesse. Valor total estimado do projeto: R$ 250.000.000,00. Responsável pela implementação: Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Ministérios voltados à área de fronteira, Municípios, Coredes, e outros.

Projeto 6. Investimento na Infraestrutura Rodoviária da região garantindo acesso Asfáltico as sedes de todos os municípios da região e ligações inter-regionais. Valor total estimado do projeto: R$ R$ 399.373.900,00. Responsável pela implementação: Secretaria dos Transportes, DAER, DENIT, Ministério dos Transportes.

Projeto 7. Investimento na Infraestrutura logística aérea na Região Funcional. Valor total estimado do projeto: R$ 61.000.000,00. Responsável pela implementação: Secretaria dos Transportes, DAP, Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Ministério dos Transportes, INFRAERO.

Projeto 8. Investimento na Construção de Pontes Internacionais sobre o Rio Uruguai, o entre o RS/Brasil e Misiones/Argentina, localizada na Região Funcional 7. Valor total estimado do projeto: R$ 67.500.000,00. Responsável pela implementação: República Federativa do Brasil, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT e República Argentina;

Projeto 9. Investimentos nas estruturas de Comunicação na região, através de cabos de fibra ótica a sede de todos os municípios da Região Funcional. Internet no campo. Valor total estimado do projeto: R$ 60.000.000,00. 80 Responsável pela implementação: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério das Comunicações.

Projeto 10. Qualificação da governança regional, com fortalecimento das instituições e capacitação de lideranças. Valor total estimado do projeto: R$ 70.000.000,00. Responsável pela implementação: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Ministério da Ciência e Tecnologia, Universidades, Parques Científicos e Tecnológicos, Polos Tecnológicos, Incubadoras Tecnológicas.


Criatec recebe certificado de qualidade em Goiânia

               

A Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí (Criatec), recebeu, nesta segunda-feira, na 28ª Conferência Anprotec, em Goiânia, a certificação como Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne 1). A certificação é resultado de uma parceria entre a Anprotec e o Sebrae, visando reconhecer as incubadoras de todo país que apresentam os melhores resultados nas atividades de organização, acompanhamento às empresas incubadas, articulação com a mantenedora, visão de liderança, qualificação, dentre outros quesitos. 

“Esse certificado nos reconhece como um Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos. É uma certificação criada pela Antropec, mas que tem o Instituto Christiano Becker como certificadora. Ela [a certificação] representa para nós um reconhecimento da qualidade do trabalho que a gente desenvolve, do compromisso que nós temos com o desenvolvimento na região, a partir de um programa de empreendedorismo, que é um Centro de Referência neste tipo de iniciativa”, comenta a coordenadora e representante da Criatec no evento, Maria Odete Palharini.

Durante o evento, outras três incubadoras receberam a certificação de reconhecimento, a Incubadora Tecnológica Univates, de Lajeado (RS), a Incubadora de Base Tecnológica – InovaParq, de Joinville (SC), e a Incubadora Tecnológica da Unochapecó, de Chapecó (SC).

Com o apoio financeiro do Sebrae, através do Edital Sebrae 01/2016, a Criatec reitera a importância deste reconhecimento para o desenvolvimento de projetos futuros e busca de novas qualificações dentro do programa Cerne.

Por Daniella Koslowski, estudante de Jornalismo.


Ideia para tecnologia de compostagem vence o Desafio Empreendedor Ijuí

            

O Desafio Empreendedor deste ano chegou ao fim no Campus Ijuí, com a final realizada no sábado, dia 15, no espaço CoWorking da Criatec. Com o tema gerador “Empreendedorismo: Inovação, Gestão e Impacto Social", esta edição englobou estudantes do DACEC e do DCEENG, que tiveram o objetivo de encontrar e construir soluções para questões urbanas a partir do Plano Municipal de Saneamento Básico (Plamsab) de Ijuí.  E os ganhadores foram: 1º lugar Tecno Humus (Tecnologia para compostagem), 2º lugar Ecolife (Limpeza de Fossas Sépticas – aplicativo) e em 3º lugar Easy Clean (Soluções para tratamento de resíduos sólidos – aplicativo).

Os estudantes formaram equipes com 3 a 5 integrantes, participaram de capacitações e mentorias para desenvolver uma proposta inovadora de negócio ou de empreendimento social. No sábado, na final, os grupos foram recepcionados com um café da manhã. Logo após, iniciaram o desenvolvimento de um Pitch de Sucesso. Após a pausa para almoço, ocorreu a a apresentação das ideias para a banca avaliadora. Por fim, foi realizado o anúncio dos vencedores.

Premiação

Como premiação, as duas ideias que ficaram nos primeiros lugares ganharão uma vaga de pré-incubação na Criatec. Além disso, todos os participantes receberam troféus, medalhas e certificados para Atividades Complementares.

Promotores

O Desafio Empreendedor UNIJUÍ é uma realização do Departamento de Ciências da Administração, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - DACEC e do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias - DCEENG da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ, tendo à frente os cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas,  Comunicação Social – Propaganda e Publicidade, Jornalismo, e Processos Gerenciais, bem como, o Núcleo Comum das Ciências Sociais Aplicadas, além dos cursos de Engenharias, Design e Ciências da Computação cujos coordenadores compõem a Comissão Organizadora. 

Apoio

O Desafio Empreendedor tem como Co-realizadores/Apoiadores a AGIT – Agência de Inovação Tecnológica e a CRIATEC –Incubadora de Inovação Tecnológica.


Professores do DCEEng participam do COBENGE 2018

Entre os dias 03 a 06 de setembro, em Salvador, Bahia, professores do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias da Unijuí participaram do XLVI Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE) e do 1º Simpósio Internacional de Educação em Engenharia da ABENGE. O evento foi organizado pela Associação Brasileira de Educação em Engenharia (ABENGE) e Instituições de ensino superior em Engenharia da Bahia com o tema “Educação Inovadora para uma Engenharia Sustentável”.

O professor Nelson Toniazzo apresentou dois trabalhos: “A Construção de um simulador veicular: Um Projeto Interdisciplinar”; e “Implementação de oficinas de robótica no Ensino Médio: Despertando o Interesse pelas Ciências Exatas”. Esses trabalhos resultaram das atividades de extensão desenvolvidas no projeto Física para Todos.

A professora Juliana Aozane apresentou o trabalho “As pesquisas sobre o ensino de Física no Congresso Brasileiro em Educação em Engenharia (COBENGE) entre 2003 e 2013”, resultado de sua dissertação no programa institucional de Educação nas Ciências.

O COBENGE é o mais importante fórum de discussão sobre a formação e o exercício profissional em Engenharia no Brasil. Trata-se de um evento de periodicidade anual que vem sendo realizado pela ABENGE desde 1973, e tem como missão produzir mudanças necessárias para a melhoria da qualidade do ensino de graduação e pós-graduação em engenharia e tecnologia no Brasil, contribuindo decisivamente para a formação de profissionais cada vez mais qualificados e capacitados que levem desenvolvimento e tecnologia a todos os pontos do país pelos benefícios que a engenharia pode proporcionar a toda população.

O COBENGE vem, nos últimos anos, debatendo filosofias e paradigmas do processo de ensino e aprendizagem de Engenharia e Tecnologia. A Engenharia é uma área intimamente ligada a atualização contínua e a busca por inovações.

O COBENGE 2019 será realizado de 17 a 20 de setembro de 2019 em Fortaleza (Ceará).