COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

EaD: diploma Unijuí como diferencial no mercado de trabalho

O ensino a distância da Unijuí oferece aos estudantes o diploma da melhor Universidade da região com excelência acadêmica comprovada pelas avaliações do Ministério da Educação. A Universidade possui conceito 4, o que é considerado muito bom. 

Apesar dos cursos serem ofertados 100% de forma online, os estudantes têm acesso a mesma infraestrutura que os estudantes da modalidade presencial. Ambientes de ensino e pesquisa, laboratórios, possibilidades de intercâmbio, participação em eventos, incubação na Criatec, entre outras possibilidades. 

São experiências como essas que qualificam o estudantes para o mercado de trabalho e para o mundo. De acordo com o Coordenador da modalidade de ensino a distância, professor Luciano Zamberlan, uma universidade constrói a sua marca a partir de um intenso trabalho de planejamento, oferta e desenvolvimento de cursos diferenciados. 

“Um diploma da marca Unijuí representa a excelência na educação superior a partir de uma trajetória de mais de 60 anos de compromisso com a formação de profissionais com competência técnica e consciência social crítica. A presença da marca Unijuí no diploma faz uma grande diferença no mercado de trabalho, pois atesta que os profissionais que o possuem estão aptos a colocarem os seus talentos e competências a serviço das organizações e da sociedade”, comenta o professor.




Ciclo de Formação para a Pesquisa e a Extensão aborda captação de recursos via editais

              

A Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão realizou na quarta-feira, dia 22 de abril, um novo Ciclo de Formação para a Pesquisa e a Extensão. O evento foi direcionado a estudantes envolvidos com projetos de pesquisa e de extensão, com ou sem bolsa de iniciação científica, tecnológica ou de extensão, abordando temáticas gerais de formação necessárias para o desenvolvimento de suas atividades. Nesta edição, em razão da pandemia, o ciclo foi realizado de forma online, pelo plataforma Google Meet, reunindo mais de 160 pessoas simultaneamente.

Foram trabalhadas as seguintes temáticas: “Introdução a captação de recursos através de editais”, ministrada pelo Núcleo de Assessoramento a Projetos da Unijuí e também “Elaboração de Projetos para a Captação de Recursos”, pela Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Universidade - Criatec. Na formação, os bolsistas conheceram melhor o trabalho do Núcleo de Assessoramento de Projetos, bem como da Incubadora, no trabalho de captar recursos para o desenvolvimento de projetos de pesquisa e inovação na região Noroeste.

Sobre pesquisa e inovação

A Unijuí assume como uma de suas responsabilidades primeiras, enquanto instituição universitária, contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do País através da pesquisa. A Unijuí investe no fortalecimento dos Grupos de Pesquisa incentivando a interação regional, a formação de redes de pesquisadores, a interação com empresas e a cooperação científica nacional e internacional.

Sobre extensão

A Unijuí busca, com projetos de extensão, estabelecer uma relação com a comunidade para que o conhecimento e a pesquisa promovam o desenvolvimento e a qualidade de vida local. A atividade de extensão universitária aponta potencialidades e problemas que poderão ser aprofundados na pesquisa e trabalhados por quadros profissionais preparados pelo ensino. Essas atividades incluem ações de cunho educacional, sociocultural, artístico e tecnológico, realizadas de forma sistemática e continuada. Além disso, a Universidade incentiva os projetos de extensão pela concessão de bolsas para estudantes, realização de convênios com instituições e entidades comunitárias e produção de materiais de divulgação do conhecimento, dentre outros.


Criatec desenvolve o Programa Viver Empreendedor

               

Assumindo um papel ativo como agente de inovação, a Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí (Criatec), buscando alavancar o empreendedorismo e a inovação nas regiões onde atua, disponibiliza à comunidade acadêmica e demais pessoas interessadas em empreender o Programa “Viver Empreendedor”. O programa teve início no dia 09 de abril, quando a coordenadora da Incubadora, Maria Odete Santos Garcia Palharini, apresentou os objetivos do Programa, bem como passou orientações gerais sobre o funcionamento da Criatec. Nesse momento, salientou-se que o programa tem como foco negócios nas áreas de tecnologia, informação e comunicação, energias renováveis, automação residencial e industrial, eficiência e qualidade de energia, tecnologia de alimentos, saúde, economia criativa e agronegócio.

A partir desses objetivos serão realizados seis encontros de qualificação, com duração de duas horas cada, ministrados pela Dra. Gloria Charão Ferreira, pós-doutoranda em Desenvolvimento Regional da Unijuí. Em decorrência da situação de pandemia, os encontros estão sendo realizados via Plataforma Google Hangouts Meet, com término previsto para o mês de junho, quando os participantes inscritos já estarão aptos para o processo de incubação ou de criação do próprio negócio fora da Incubadora. Sua metodologia está assentada em encontros quinzenais, com exposição oral de conteúdos sobre o universo das startups, apresentação de cases e atividades práticas. “Ao cumprir seus objetivos, espera-se como resultado que ideias de negócio possam ser identificadas e, posteriormente, transformadas em novas empresas, cujo impacto contribua de forma ativa para a valorização do conhecimento gerado na Universidade e para o desenvolvimento socioeconômico da região Noroeste do Brasil”, observa Maria Odete.

 


EaD: encaixa na sua rotina, transforma o seu futuro


Com a possibilidade de encaixar os horários de aulas dentro da rotina, a modalidade de ensino a distância se tornou uma boa alternativa para aqueles que querem transformar o seu futuro. Aliar essa versatilidade com a excelência acadêmica de uma Universidade com mais de 60 anos de ensino superior é uma das possibilidades da Unijuí. 

A Universidade, que possui polos em Ijuí, Panambi, Palmeira das Missões, Santa Rosa, Tenente Portela e Três Passos, oferta 15 cursos de graduação na área da gestão e educação. Os cursos são 100% a distância, com mensalidades a partir de R$259,90.

A Unijuí possui conceito 4 na avaliação do Ministério da Educação (o máximo é 5), com 95% dos professores mestres e doutores, aulas dinâmicas em uma plataforma fácil de usar, acesso à estrutura e todos os diferenciais da Unijuí, entre outras possibilidades. 

A partir desta terça-feira, 21, as inscrições para o ingresso em um dos cursos podem ser feitas pelo www.unijui.edu.br/ead, sem taxa de inscrição, até o dia 29 de maio. Conheça as formas de ingresso:

 

Prova agendada 

Você escolhe o melhor dia e horário para realizar a sua prova.

Utilize a nota do ENEM 

Utilize a sua nota de Redação do ENEM (válido a partir de 2010), sem realizar vestibular.

Utilize sua nota de Redação de outros Vestibulares realizados na Unijuí

Ingresse nos cursos EAD Unijuí utilizando a sua nota de outros vestibulares realizados na Unijuí (válido a partir de 2005), sem realizar novo vestibular.

 

Extravestibular:

 

Diplomado em curso superior.

Transferência externa de estudantes de outras instituições de ensino que desejam se transferir para a Unijuí. 

Reingresso com transferência de curso - Estudantes que interromperam seus estudos na Unijuí e pretendem retornar para outro curso. 

Reingresso de estudantes que interromperam seus estudos na Unijuí e pretendem retornar para o mesmo curso. 

Transferência Interna de estudantes regularmente matriculados na Unijuí que desejam transferência interna de curso. 

 


Informe sobre rifa falsa em nome do curso de Educação Física

Chegou ao conhecimento da Unijuí que uma “rifa” está circulando na comunidade de Ijuí, em nome do curso de Educação Física, com arrecadação de valores financeiros. A Universidade informa que nenhuma das turmas do referido curso está promovendo semelhante ação e que se trata de uma fraude. A Assessoria Jurídica da Universidade monitora a situação e tomará as medidas cabíveis, da mesma forma a Universidade orienta atenção da comunidade com relação a falsidade ideológica desta rifa.  

           


EaD: Unijuí anuncia novos polos da modalidade de ensino a distância

A modalidade de ensino a distância da Unijuí vai ampliar a sua abrangência de atuação. Dois novos polos EaD estarão disponíveis aos estudantes em Tenente Portela e Palmeira das Missões. A Universidade possui atualmente quatro polos, um em cada campi: Ijuí, Panambi, Santa Rosa e Três Passos.

De acordo com o coordenador da oferta EaD da Unijuí, professor Luciano Zamberlan, isso significa maior comodidade aos estudantes e maior abrangência da Universidade para atuar na formação de profissionais.

“A qualidade sempre foi uma característica que fez parte da identidade institucional e acreditamos que essa busca constante pela excelência deve ser compartilhada com pessoas que estão em outras regiões do estado e até mesmo do país”, comenta o professor.

Os cursos EaD da Unijuí são 100% a distância e os estudantes realizam seus estudos a partir do ambiente virtual de aprendizagem. É possível utilizar equipamentos como computadores, smartphones e tablets.

Apesar de toda essa comodidade, os estudantes têm a opção de utilizar os polos e toda a infraestrutura com equipamentos que possibilitam desenvolver os processos de aprendizagem.

O professor Luciano Zamberlan explica que os polos são uma importante referência para os estudantes vinculados a ele, pois realizam a partir de seus espaços físicos os processos seletivos de vestibular. “Além disso, o Ministério da Educação exige que as avaliações finais de cada disciplina sejam realizadas presencialmente. Assim os polos proporcionam mais conveniência, pois estão próximos dos estudantes facilitando o acesso nestes raros momentos em que a presença nestes espaços se faz necessária”.

Atualmente a Unijuí oferta 15 cursos de graduação na modalidade de ensino a distância. Conheça os cursos e as possibilidades ofertadas pela Universidade no www.unijui.edu.br/ead.

 


Inscrições prorrogadas para a especialização em Oncologia

 

Inscrições prorrogadas para o curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Oncologia até o dia 02 de agosto. O curso oportuniza a formação de profissionais especialistas em oncologia com base nos conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para a identificação dos impactos políticos, sociais e culturais do câncer, no que tange o cuidado com o indivíduo doente, sua família, assim como aqueles sob o risco de adoecer devido ao câncer e, ainda, os sobreviventes da doença.

A formação tem duração de 360 horas, o que corresponde a dois anos de curso em média. Dentro dessas 360 horas há 60 horas de atividades de estágio, que acontecerão dentro dos serviços de saúde do município de Ijuí, tanto na área hospitalar quanto na área de saúde coletiva, serviços esses que prestam assistência a pacientes oncológicos. “A pós-graduação possui característica interdisciplinar, tornando possível que profissionais da área da saúde e das ciências humanas possam cursar a especialização”, ressalta a professora coordenadora do Curso, Bruna Nadaletti.

O Curso é ofertado na modalidade presencial. As aulas acontecerão no campus Ijuí a cada 15 dias, a partir de agosto, no turno da tarde e da noite, às sextas-feiras, e aos sábados no turno da manhã. O corpo docente, conforme explica a coordenadora, é diversificado: “São profissionais de Ijuí e região e também de Passo Fundo, Porto Alegre, Chapecó/SC, professores com diversas experiências e vivências, o que qualifica ainda mais a formação dos alunos”.

As inscrições podem ser realizadas no portal da Unijuí pelo endereço: https://www.unijui.edu.br/estude/educacao-continuada/mba-e-especializacao/oncologia-267. Mais informações podem ser obtidas na Unidade de Educação Continuada, pelo e-mail educacaocontinuada@unijui.edu.br ou telefone 55 3332-0553.

 


Startup Weekend: entenda como vai funcionar

 

A Unijuí, em parceria com a Techstars, faz parte da organização da Global Startup Weekend que deve acontecer no Brasil neste mês de abril. Serão 54 horas de troca de ideias em busca de soluções. Poderão participar desenvolvedores, designers, profissionais de marketing, enfermeiros, médicos, estudantes, cientistas, professores e qualquer pessoa com uma ideia para enfrentar os desafios criados pela pandemia da Covid-19. 

O evento on-line acontece nos dias 17, 18 e 19 de abril em todo o território brasileiro por meio da plataforma Techstars e, na região noroeste do Rio Grande do Sul, a Unijuí é a entidade parceira para a realização deste evento. As inscrições podem ser feitas até sexta-feira, 17, por meio deste link. Entenda como a Startup Weekend vai funcionar: 

Haverá um foco em temas específicos para esta edição?
Sim! Os participantes serão incentivados a encontrar soluções para os problemas que afetam as comunidades em todo o mundo durante esta crise. Os temas que selecionados são:

  • Saúde: Abordar e dimensionar uma série de iniciativas de saúde, incluindo comportamentos preventivos / de higiene (especialmente para países e populações em risco), apoiando os profissionais de saúde da linha de frente, ampliando a telemedicina, estratégias de rastreamento / contenção, tratamento e desenvolvimento de diagnóstico.

  • Populações Vulneráveis: O conjunto de problemas que os idosos e os imunocomprometidos enfrentam, como acesso a refeições e mantimentos e apoio àqueles que estão perdendo emprego e renda.

  • Empresas: o conjunto de problemas que as empresas enfrentam para se manter, colaborar de forma eficaz e fazer partes de seus negócios on-line.

  • Comunidade: Promover a conexão com amigos, familiares e vizinhos para combater o isolamento social e a digitalização de serviços públicos para os governos locais.

  • Educação: ambientes e ferramentas alternativas de aprendizado para alunos, professores e sistemas escolares inteiros.

  • Entretenimento: alternativas às formas tradicionais de entretenimento que podem manter os artistas e o público seguros e saudáveis.

  • Outros: Os temas acima são apenas sugestões. Sinta-se livre para ser criativo!

 

Preciso pagar para participar do evento?
Não há taxas para o Techstars Global Startup Weekend COVID-19 | Edição Online. Existe uma opção para fazer uma doação. Todos os procedimentos das doações serão encaminhados à Organização Mundial da Saúde.

Preciso de uma equipe para participar?
Todos os participantes devem participar de uma equipe. Isso é importante não apenas para preservar a missão do Techstars Startup Weekend (trabalho em equipe!), mas também para minimizar distrações / interrupções para todas as equipes de trabalho. Você não precisa ir com uma equipe. Você poderá ingressar em uma equipe antes do início do evento.

O que eu preciso para o fim de semana?
Você precisará de uma conexão à Internet confiável e acesso a algumas ferramentas que serão usadas durante o fim de semana. Baixe o Discord e use o Google Hangouts ou o Zoom.

Como vou interagir com os outros participantes?
Estamos usando uma plataforma chamada Discord para este evento. Os organizadores convidam você para participar do Discord antes do início do evento.


Terei a chance de obter conselhos de mentores?
Sim! No sábado, você e sua equipe terão reuniões de mentores. A equipe organizadora o ajudará a agendar isso.

Existem prêmios para o fim de semana de inicialização on-line global da Techstars COVID-19?
Isso dependerá de cada equipe organizadora - verifique o site do evento e as páginas de mídia social do seu país para anúncios de prêmios.

O Brasil é um dos mais de 60 países ao redor do mundo que irá sediar este evento. As 20 melhores equipes de todo o mundo vão ter a oportunidade de participar do Techstars Innovation Bootcamp Experience.

 


Empresa assina contrato para realizar atividades no Polo de Modernização Tecnológica de Santa Rosa

            

Nesta semana mais uma importante etapa envolvendo o Polo de Modernização Tecnológica de Santa Rosa foi consolidada. Na manhã de segunda-feira foi assinado contrato com a empresa Serttec e o proprietário Matheus de Paula, que vai desenvolver atividades no Prédio II da estrutura. A empresa foi vencedora de Edital desenvolvido pela Agência de Inovação e Tecnologia (AGIT) da Unijuí.

O local tem como finalidade a exploração industrial nas áreas de tecnologia, alimentos, saúde e agronegócio, conforme condições e exigências estabelecidas no Edital. A empresa vencedora, em atuação desde 2014, trabalha com a prestação de serviços em instalações elétricas, automação para indústrias, comércios e residências, entre outros projetos no setor. Um dos objetivos do empreendedor é gerar inovação na prestação dos serviços e qualificar o trabalho por meio da pesquisa de novas tecnologias e soluções. A mudança para o Polo também proporcionará a ampliação das atividades.

Após a realização da ampliação do espaço físico da empresa, segundo o Plano apresentado pela empresa, serão implementados novos serviços, sendo alguns deles já definidos com prazos e empresas investidoras, entre eles: desenvolvimento e pesquisa de captadores de som eletrônicos para uma empresa de Acordeon, desenvolvimento de cocheiras automatizadas para cabanhas de cavalos, entre outras inovações conforme a necessidade de clientes. Outra área que a empresa vai passar a se dedicar mais fortemente é no ramo da construção civil.

Matheus, que é engenheiro eletricista formado pela Unijuí, observa que a Serttec necessitava expandir suas instalações para ampliar a prestação de serviços, o que ficou viável com a estrutura do Polo. Além disso, projeta estabelecer uma parceria com a Universidade no desenvolvimento de novas tecnologias. “Nosso propósito é criar um espaço interativo, em que os próprios estudantes da Universidade possam desenvolver estes novos produtos junto com a nossa empresa”, complementa.

 


Discussões emergentes em aulas e atividades online movimentam a FIDENE/UNIJUÍ

              

Todos os dias o tema Coronavírus está em pauta: na mídia, nas conversas em grupos de aplicativos, postagens de amigos em redes sociais. Questões de saúde, prevenção, combate e tratamento aos infectados são destaque. E não tem como ser diferente, em razão da gravidade desta pandemia. Porém, do tema COVID-19, diversas outras temáticas emergem e começam a ser discutidas nas diferentes áreas do complexo Fidene e suas mantidas: Unijuí, Museu, EFA e Rádio UnijuíFM.

O conhecimento coloca toda a Instituição em movimento, de forma online enquanto não for possível o contato presencial, e, entre os temas que vem ganhando espaço, estão: questões jurídicas em razão de decretos e Leis que estão passando a vigorar, cenário econômico, gestão de pessoas, tecnologia, comunicação, ações comunitárias, entre muitos outros. Na EFA, por exemplo, na disciplina de História para alunos do sexto ao nono ano, o professor Gian Ruschel fez uma provocação, trabalhando sobre a transição da Europa medieval: “propus assistirmos vídeos sobre este período histórico, os alunos e suas famílias, para responderem questões relacionadas, entre elas: como a humanidade recebeu a peste negra, bem como outras epidemias e surtos no passado? Estavam preparados? Podemos nos preparar melhor, hoje em dia, para lidar com tais problemas? De que forma?”, relata.

Estas discussões vêm ocorrendo no espaço de aula ou em eventos, de forma exclusivamente online, utilizando as ferramentas do Google, em especial nas salas de bate-papo em vídeo, proporcionadas pelo Google. “Nossa transformação, enquanto professores e também gestores, está ocorrendo dia após dia. Agora quando preparamos nossas aulas estamos colocando um novo elemento para além dos conceitos, que são os recursos tecnológicos. Mesmo mantendo, o turno e o dia da semana do calendário presencial as inúmeras ferramentas disponíveis, começam a fazer nosso cotidiano de sala de aula, como por exemplo o Coggle, como sistematizador dos conceitos trabalhados. Além disso, enquanto gestores, estamos mantendo ou ainda ampliando a quantidade de reuniões, sendo elas completamente online, muito mais sistemáticas e propositivas. O google meet, tem nos auxiliado muito neste sentido" observa a Reitora, professora Cátia Nehring.

Muitas discussões, inclusive, foram abertas para qualquer pessoa com acesso a internet participar, não apenas para estudantes.

Confira alguns exemplos do que está acontecendo nos espaços online da FIDENE/UNIJUÍ:

Painel: “Liderança, Inovação e Empreendedorismo em tempos de crise”

Promotor de dois painéis abertos nesta semana sobre temas da atualidade, conforme destacado nos links abaixo, o  prof. Pedro Luís Büttenbender, vinculado ao Dacec, destaca que "a Unijuí foi e é inovadora e diferenciada, comprometida com os seu público. O ambiente on-line possui algumas limitações frente ao presencial físico, porém abre um universo de possibilidades de qualificação, de interatividade, de aceleração dos processos de aprendizagem e de ofertas adicionais para os estudantes e toda a comunidade. Há muito incentivada e proposto, o on-line promove uma nova forma de construir universidade, de fomentar o conhecimento e ser maior parceira dos processos de desenvolvimento". 

          

Confira também o Painel “Comportamento Humano e Gestão de Pessoas em tempos de crise”

“Comunicação em um cenário de incertezas”

Na noite desta quarta, dia 1º de abril, na aula online da disciplina Criação e Produção em Meios Digitais, ministrada pela professora Márcia Almeida, os alunos participaram do painel “O desafio para profissionais e marcas pensarem sobre sua comunicação em meio a todo este cenário de incertezas”, com a jornalista e especialista em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais Marla Delóss Dziobczenski.

Para Marla, o momento em que vivemos é único, histórico, desafiador e de muitas mudanças que impactam diretamente no modo de vida e consumo de todos, e por isso, é necessário pensar a responsabilidade que comunicadores e profissionais de Marketing possuem neste cenário. “Se alguns meses atrás pensávamos que o futuro ainda era distante para nós, brasileiros, gaúchos e moradores de cidades do interior, a velocidade como as coisas estão acontecendo nos mostra que é preciso agir rápido e adaptar-se da melhor forma possível”, afirma. Por isso, ela acredita que é hora de pensar estratégias e posicionamento, saber comunicar, vender e dialogar. “Pensar no bem social, na economia, na saúde, na ordem e até em um possível caos… Nunca o futuro esteve tanto em jogo. E ele já chegou”, finaliza. 

Painel: Impactos Econômicos: alternativas para enfrentar a crise do Coronavírus
Promovido pela Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica - CRIATEC, o painel foi desenvolvido pelo professor Dr. Argemiro Luís Brum. O professor nos encaminhou um resumo da sua palestra:

"A economia mundial, desde 2018, já vinha dando sinais de fraqueza. Desde então indicava-mos que uma nova recessão econômica mundial se desenhava para algum momento entre 2020 e 2024. O advento do coronavírus acelerou este processo e, já no início de 2020, colocou o mundo de joelhos, indicando que a recessão já está em processo de ocorrer. As bolhas especulativas, nas diferentes bolsas de valores, estouraram indicando que a economia real igualmente está fortemente atingida. Neste contexto, o Brasil, que ainda vinha penando para avançar após a recessão de 2015 e 2016, é atingido diretamente pelo problema e igualmente caminha para uma recessão aguda neste ano em função das medidas impostas para fazer frente a pandemia. Hoje, um PIB entre 0% e -4,5% não é mais impossível. E o tombo pode ser maior dependendo de quanto tempo durar os efeitos da quarentena horizontal que estamos adotando. Dito isso, nossa economia aguenta sem estourar, no máximo até meados de maio próximo. O risco é voltarmos às atividades normais a partir daí e termos uma recaída da pandemia por aqui. Aí o custo será ainda maior do que o de ter ficado relativamente parado entre março e maio. A crise que se instalou pegou o Brasil ainda muito fragilizado, com o país não tendo os instrumentos suficientes para fazer frente ao tamanho do desafio. O ajuste fiscal e a correção da eficiência do Estado demorou muito para iniciar, está sendo feita com dificuldades e, as vezes, incompleta socialmente falando, fato que deixa o país à mercê da crise atual. Esta, está sendo considerada, em termos mundiais, a pior crise desde a 2ª Guerra Mundial, o que dá a dimensão do que ainda está por vir em termos econômicos. Além disso, o governo brasileiro demorou a reagir na área econômica, atrasando as medidas de socorro às empresas e ao emprego. Igualmente, a grande burocracia e o despreparo oficial, com perda de tempo em torno de picuinhas políticas, está atrasando a chegada das medidas até a ponto final (a população), o que agrava os efeitos da crise. Mesmo que a saída desta crise venha a ser mais rápida do que a de 2007/08, como julgamos, teremos de dois a três anos muito difíceis pela frente. Neste sentido, todo o ajuste fiscal que vinha sendo feito, bem ou mal, fica congelado e atrasará mais ou menos neste dimensão de tempo. Além disso, o governo central está saindo fragilizado da situação, além de rachado. Não se sabe exatamente que consequências virão daí para a retomada do ajuste fiscal pós-coronavírus. Isso dito, o importante agora é sobreviver economicamente ao processo, gastando somente o necessário, preparando estratégias para, quando a economia retomar, estarmos inteiros como empresários para conquistarmos os espaços que a crise deixará (e certamente irá deixar, pois infelizmente muitos irão quebrar, como sempre ocorre). Apesar das dificuldades inerentes à crise e à quarentena, pois não há solução clara à vista para o desafio posto, é preciso continuar se programando para o futuro que virá, especialmente os empresários que estão incubando novas empresas. A soma de esforços é um instrumento decisivo nesta hora. Não há solução mágica, a não ser muita cautela, discernimento e informação confiável".