COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Professores e bolsistas de Pesquisa e Extensão têm formação sobre Redes Sociais

          

As mídias sociais são parte do nosso dia a dia. São inúmeras plataformas em que é possível compartilhar conteúdo e interagir com diversas pessoas, sejam elas do nosso círculo de convivência pessoal, ou não. Com o objetivo de discutir sobre o comportamento nas redes sociais e repassar dicas e informações importantes, a Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí promoveu, nesta quinta-feira, 29, uma formação para professores e bolsistas de Pesquisa e Extensão sobre o tema.

Na formação, a responsável pelas mídias sociais da Universidade, a jornalista Fabiana do Prado Sánchez, ligada à Coordenadoria de Marketing, mostrou aos participantes sugestões de como utilizar os recursos disponíveis nas mídias sociais como, por exemplo, vídeo, foto, texto, compartilhamentos. Isso inclui o uso de imagens (qual usar e quais não usar), o uso correto delas; que tipo de texto publicar.

Durante a formação, a jornalista também mostrou casos recententes de uso problemático das redes, além de casos em que pessoas acabaram se expondo e sofrendo consequências sérias  na carreira profissional, por exemplo. “Seja em um blog, no Twitter, no Facebook ou em uma rede social qualquer, é preciso lembrar que aquilo que se publica na Internet pode ter “vida longa”, já que o ambiente virtual é atemporal e sem fronteiras. Mesmo conversas pessoais ou comentários em grupos privados podem se tornar públicos. Além disso, mesmo que não seja a sua intenção, um comentário feito nas redes pode ofender, então é preciso cuidar o que se escreve e como se escreve, para evitar mal-entendidos. Além disso, é preciso verificar sempre o conteúdo que está sendo compartilhado. Vivemos em uma época onde circulam muitas notícias falsas nas redes sociais. Por isso, é importante sempre fazer uma checagem da fonte antes de compartilhar informações inverídicas, especialmente se elas têm como objetivo de prejudicar alguém ou incitar ódio ou preconceitos”, salienta Fabiana.

Outras dicas

  • Antes de fazer qualquer tipo de publicação ou comentário, seja nas suas publicações ou em publicações de terceiros, é importante saber filtrá-los:

  • Evite Opiniões Pessoais - Os perfis particulares são usados, na maioria das vezes, para expressar opiniões. Quando o perfil é relacionado à uma Instituição, assim como a Unijuí, o usuário deve levar em conta que tudo que for postado no perfil será relacionado com a Unijuí, mesmo se isso não estiver oficializado. 

  • Assim como a marca da Instituição, as imagens vinculadas a ela falam muito. Por isso é muito importante tomar cuidado com as imagens que serão postadas e compartilhadas no perfil institucional. 


Unijuí vai ofertar Especialização em Oncologia

            

A Especialização em Oncologia pretende aprofundar conhecimentos e habilidades técnicas neste campo do saber, tendo em vista as elevadas taxas de incidência, prevalência  de câncer e a complexidade que envolve o cuidar de maneira integral. O curso prevê uma abordagem focada na promoção, prevenção, detecção precoce, assistência, informação e cuidados paliativos na área de oncologia, na perspectiva multidisciplinar englobando a equipe e a família, tendo em vista que o tratamento da pessoa com câncer não está delimitado à esfera biológica do cuidar.

Com oferta para o Campus Ijuí, o curso tem previsão de início no dia 21 de julho de 2020.  Campus Ijuí. As aulas serão realizadas nas sextas-feira, das 13h30min às 17h30min e das 18h30min às 22h30min, além de sábado, das 9h30min às 13h30min. Já a matrícula pode ser realizada exclusivamente pela internet, neste link, até 02 de agosto de 2020. 

Egressos da Unijuí possuem 15% de desconto no curso. Mais detalhes na página da Especialização. 

 


Unijuí realiza diálogo com professores de escolas públicas e privadas sobre a educação durante a pandemia

Na tarde desta quarta-feira, dia 29, a Unijuí promoveu um diálogo online entre professores de escolas públicas e privadas e as docentes do curso de Psicologia da Unijuí, Amanda Sehn e Solange Schorn. A proposta foi estabelecer contato com os professores, compreendê-los e conversar sobre os novos desafios impostos por esse período de pandemia.

As professoras ressaltaram a importância de haver essa preocupação com a saúde e com o fazer dos educadores neste momento delicado e que provocou tantas mudanças na vida e, por consequência, na educação. Um dos pontos abordados foi o fato das casas terem se tornado salas de aula e das famílias estarem ainda mais implicadas no processo educativo. “Hoje há uma mistura muito grande entre o público e o privado, os professores tiveram que “entrar” na residência dos estudantes, mas também as famílias dos professores foram afetadas com toda essa mudança gerada pela pandemia”, pontua a professora Solange Schorn. 

Neste momento, uma das questões colocadas pelos professores foi em relação à sobrecarga de trabalho. Em relação a isso, a professora Amanda Sehn coloca que levar o trabalho para dentro de casa faz com que alguns limites se percam e isso acaba gerando essa sensação de sobrecarga. Ela destaca ainda que a tecnologia cada vez mais presente também contribui para todos se manterem conectados o tempo todo.

Em relação ao retorno, a professora Solange acredita que não há fórmula pronta ou uma maneira certa para voltar, mas deve ser considerada de forma fundamental a questão do acolhimento de alunos e também de professores. “Não temos respostas, mas temos ferramentas, a principal delas é a questão pedagógica, o resgate da relação entre professor e aluno, pela via do afeto, da empatia, é aí que vamos conseguir retomar as nossas atividades”, afirma. Para a professora Amanda Sehn, a pandemia traz outro ponto interessante, que é a possibilidade de aproximar as questões de saúde mental do espaço da escola, para que ela também possa ser um espaço para a promoção da saúde mental, para que exista diálogo sobre essas questões. 


Conexão Solidária: Unijuí promove recolhimento e conserto de computadores para estudantes

Objetivo do projeto é realizar empréstimo dos equipamentos aos estudantes da instituição que estão com dificuldades de acesso às aulas online.

A Unijuí está recebendo doações de computadores e notebooks, em qualquer estado. O objetivo é consertar os equipamentos para que sejam utilizados para auxiliar no acesso dos estudantes às aulas online. De acordo com o professor Peterson Avi, um dos coordenadores do projeto "Conexão Solidária", “a ideia surgiu a partir de um outro projeto que o DCEEng já vinha desenvolvendo que é o compartilha.org, que é um aplicativo desenvolvido pela Unijuí para conectar quem precisa de doações com quem quer doar. A partir desse projeto, constituímos um grupo de professores que envolve, além de mim, o professor Edson Padoin, professor Mauricio de Campos, professora Caroline Raduns e professor Fernando Jaime González, que foi desafiado pela Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão a pensarmos um projeto para nossos alunos da Unijuí que não tem equipamentos para acessar as aulas online. Então, demos estrutura ao projeto Conexão Solidária, já que muitas pessoas tem em casa um computador ou notebook que não usa mais, mas que ainda está funcionando e pode ajudar quem precisa nesse momento para acompanhar as aulas online”.

Até o momento, foram doados mais de 20 equipamentos, entre notebooks e desktops, por professores e técnicos da Unijuí. A primeira triagem foi realizada e o trabalho de reparação e padronização dos equipamentos já foi iniciado. “A ideia é que até o final do mês sejam feitos testes finais e, então, repassados estes equipamentos para a Biblioteca gerenciar as doações aos estudantes que precisam”, explica o professor. 

O projeto ainda está recebendo doações de equipamentos, agora também da comunidade externa. As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, nos quatro campi da instituição. “Com certeza é muito motivador participar de ações como essa. Ressalta ainda mais o nosso papel enquanto cidadãos e a importância de uma Universidade, e em como as diferentes áreas de conhecimento podem se envolver e principalmente ajudar a quem precisa nesse momento”, destaca.

Os equipamentos poderão ser entregues de segunda a sexta-feira nos seguinte locais e horários:

Campus Ijuí

Setor de Património das 8h15 às 11h30 e das 13h30 às 17h

DCEEng das 13h30 às 17h30 e das 19h00 às 22h 

Recepção do Prédio da Biblioteca das 8h às 11h30 das 13h30 às 21h

Campus Santa Rosa

Setor de Patrimônio das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h

Campus Panambi

Pró-reitoria do campus das 13h30 às 17h e das 19h às 21h 

Campus Três Passos

Pró-reitoria do campus das 13h30 às 17h


Darwin agora é polo EaD Unijuí em Palmeira das Missões

Parceria entre Unijuí e o curso Pré-Vestibular leva à região 15 cursos na modalidade EaD, com a novidade de um bônus especial.


Com o objetivo de potencializar a oferta do Ensino Superior na região de Palmeira das Missões, a Unijuí, em parceria com o Darwin Pré-Vestibular, inaugurou seu polo EaD no município. Já neste início de atuação na cidade, a Universidade está com uma oferta especial: 30% de bônus nas três primeiras mensalidades. O ingresso aberto para novas turmas acontece até o dia 11 de setembro de 2020. São 15 cursos nas áreas de Gestão e Educação, os quais você pode conhecer acessando www.unijui.edu.br/ead.

A parceria entre a escola e a Unijuí vem sendo estruturada desde o ano de 2019, e nasceu do desejo do proprietário da escola, André Luis Brandão Amorin, em potencializar a oferta do ensino de qualidade para região. “O interesse nesta parceria tem base na ótima reputação da marca Unijuí na cidade de Palmeira das Missões e na região. Trabalhar com uma empresa com 60 anos no mercado educacional é um orgulho para todos nós do Darwin Pré-Vestibular”, comenta. 

A oferta EaD Unijuí chega como uma oportunidade para quem quer ingressar no Ensino Superior sem dificuldades e com a facilidade de poder estudar a qualquer hora e em qualquer lugar com a qualidade e suporte da marca Unijuí. “Nesses quatro anos de funcionamento, sempre fizemos questão de oferecer ensino de qualidade, resultados e parceria com todos nossos alunos e responsáveis para que o sonho do desenvolvimento pessoal e profissional seja possível e a Unijuí vem há 60 anos produzindo sonhos e conquistas. Quando vimos a possibilidade de acrescentar uma empresa com a mesma linha de qualidade de serviços, respeito e parceria com os alunos, não pensamos duas vezes antes de fechar a parceria”, destaca.

Expansão

Segundo a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, a implantação dos polos é uma condição da expansão da modalidade EaD e a materialização do acesso aos estudos, em diferentes cidades, e de pessoas à educação superior. O projeto da Unijuí inclui, para os próximos cinco anos, a abertura de até 150 polos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. “Este processo está definido como política e estratégia a partir do Plano de Desenvolvimento Institucional”, salienta.

De acordo com o coordenador de Ensino a Distância da Unijuí, professor Luciano Zamberlan, a Unijuí possui uma trajetória com mais de 60 anos de atuação e sempre vem renovando o ensino na região. “Temos um grande cuidado com a criação dos nossos conteúdos, procurando fazer isso de forma diferente e atrativa, sobretudo estimulando a autonomia dos estudantes”, complementa.

Mais sobre o EaD Unijuí

A organização do estudo ocorre em módulos. Cada módulo é composto por três disciplinas, duas de 80 horas e uma de 40 horas, no entanto, alguns módulos podem possuir quatro disciplinas, sendo três de 40 horas e uma de 80 horas, totalizando 200 horas a cada módulo concluído. Uma das disciplinas terá o objetivo de integrar todos os conhecimentos trabalhados a cada módulo. Esses Projetos Integradores trabalharão a pesquisa por meio da interdisciplinaridade, proporcionando ao estudante um perfil profissional conectado com a realidade.

As avaliações são parte do processo de aprendizagem e acontecem ao final de cada módulo. A cada disciplina você irá construindo seu aprendizado por meio de materiais, fóruns e trabalhos até culminar na avaliação final. Suas provas são agendadas com antecedência e você precisará comparecer à sede ou a um polo da Universidade três vezes ao ano para realizá-las. Mas não se preocupe! É você quem escolhe a data e horário mais adequados, de acordo com a sua organização pessoal.


Editora Unijuí promove lançamento do E-book “Rádio no Brasil: 100 anos de História em (Re)construção”

A Editora Unijuí realizou, na tarde desta quarta-feira, 22 de julho, o lançamento on-line do E-book "Rádio no Brasil: 100 anos de História em (Re)construção", produção do GT História da Mídia Sonora da Alcar e organizado por Vera Lucia Spacil Raddatz (Unijuí), Marcelo Kischinhevsky (UFRJ), Debora Cristina Lopez (Ufop) e Valci Zuculoto (UFSC). Dividido em 23 capítulos, o E-book conta com a participação de 46 autores de 25 universidades brasileiras, representando o Distrito Federal e 15 Estados das cinco regiões do país.

O evento mediado pela professora Vera Spacil Raddatz teve a participação do vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí e editor-chefe da Editora Unijuí, professor Fernando Jaime González. Na sequência, foi realizado o painel "Cem anos de rádio no Brasil", com os organizadores do livro e mais de 80 acessos à sala on-line.

Em sua fala, a autora e também organizadora do E-book, Vera Raddatz, destacou que “o E-book é somente uma parte de um conjunto de iniciativas que têm sido organizadas para recuperar e preservar essa memória”, e considera que, para recuperar, registrar e manter viva a memória do rádio, são necessários incentivos aos pesquisadores. Marcelo Kischinhevsky fez parte da equipe de organizadores do E-book e ressaltou a importância da pesquisa e da troca de conhecimentos entre pesquisadores e áreas de atuação. “Esse é um grupo de pesquisadores fantásticos que atua e se organiza em forma de rede; uma rede solidária, colaborativa, afetiva, que troca informações e produz coletivamente e de forma única”. 

Valci Zuculoto, em sua fala, afirmou que se sente feliz pelo lançamento, o que, para ela, é resultado de um esforço coletivo, destacando, também, a importância do rádio. “O rádio está evidenciando cada vez mais o seu sentido de permanência, a sua adaptação resiliente. A história deve ser reconstruída por quem faz, por quem ouve e, sobretudo, por quem pesquisa o rádio”. Debora Cristina Lopez, por sua vez, destacou o quão gratificante é fazer parte de trabalhos como este, desenvolvido com o grupo, e sobre o amor que sente pelo rádio: “eu percebi que aquilo que eu nutria há 13 anos podia ser o que eu ia fazer pelo resto da vida”. Para ela, “ser parte desta obra, independente de ser como autora ou como organizadora, mostra que dá para chegar lá. Cada passo que a gente dá faz diferença”.

O download gratuito do E-book está disponível no site da Editora Unijuí, pelo endereço https://www.editoraunijui.com.br/produto/2257

  Por Leticia Breunig, acadêmica de Jornalismo e estagiária na Usina de Ideias.

 


Últimos dias para submissão de trabalhos no Salão do Conhecimento

As inscrições para submissão de trabalhos no Salão do Conhecimento da Unijuí encerram na próxima quinta-feira, dia 30. O evento possibilita a submissão de trabalho completo na Jornada de Pesquisa, ou resumo expandido no Seminário de Iniciação Científica, Jornada de Extensão e Seminário de Inovação e Tecnologia.

O Salão do Conhecimento 2020 acontece de 20 a 23 de outubro, nos quatro campi da Universidade, tendo como tema “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). Esta edição também trará discussões acerca dos “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, que compreendem 17 propostas concretas da Organização das Nações Unidas (ONU) para o planeta. No ato da submissão de trabalhos, o autor deverá informar a qual ODS o seu trabalho está associado, permitindo diálogos multidisciplinares durante o evento.

A apresentação dos trabalhos aprovados será realizada durante o evento, nos quatro campi, na forma de pôster e comunicações orais. Em virtude da pandemia do novo coronavírus, até a data do evento a situação será monitorada e o formato de apresentação poderá sofrer alterações, caso seja necessário. Todas as informações serão divulgadas pelo Portal institucional e redes sociais oficiais da Unijuí. 

Confira a programação completa e faça sua inscrição no Portal da Unijuí: https://bit.ly/SalãoUnijuí2020.


Unijuí e Universidad Autónoma de Encarnación realizam seminário internacional de cooperativismo

Na sexta-feira, dia 17, foi realizada a terceira edição do Seminário Internacional de Cooperativismo, tendo como tema a “Importância do cooperativismo para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em tempos de Covid-19”. O evento foi organizado pela Universidad Autónoma de Encarnación (Unae), do Paraguai, e a Unijuí.

Realizado de forma virtual, pelo canal da Unae no youtube, a programação contou com a Declaração de Interesses Cooperativos pelo Instituto Nacional de Cooperativismo (Incoop) e a colaboração da Rede Universitária (Cidir) e da Federação Econômica Brasil, Argentina e Paraguai (Febap). O evento contou ainda com a participação da reitora da Unae, Drª Nadia Czeraniuk, do presidente da Incoop Pedro Loblein e pela Unijuí, do professor Dr. Pedro Luís Büttenbender.

No seminário se observou que os ODS são temas que articulam o processo de integração e intercooperação de cooperativas. Esteve em debate ainda que o desenvolvimento social e econômico das pessoas, regiões e países têm o cooperativismo como estratégia e mecanismo eficaz para promover a inclusão social na geração de oportunidades de trabalho e promoção da produção e da infraestrutura social e a melhora dos recursos, por meio de créditos e cooperativas de crédito, que agora são ainda mais importantes como mecanismo para enfrentar as consequências das diferentes crises pós-pandêmicas. 

A conferência contou ainda com a participação de países como Portugal, Espanha e Argentina. O conteúdo completo do seminário pode ser conferido no link: https://www.youtube.com/watch?v=H0HyY-VfQL0&t=817s 


MEC divulga novas datas para inscrição no Fies

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta terça-feira, 21, as novas datas para inscrições no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O período para se inscrever inicia na próxima terça-feira, 28, e segue até sexta-feira, 31. Na Unijuí serão 76 vagas disponíveis, distribuídas entre seus cursos e campi.  A inscrição deve ser feita diretamente no site do Fies: (http://fies.mec.gov.br/). A lista completa de vagas disponíveis para a Unijuí pode ser acessada clicando aqui (http://www.unijui.edu.br/estude/graduacao/bolsas/editais-e-informes).

O candidato deverá efetuar seu cadastro no “Login Único” do governo federal e criar uma conta gov.br. Esse é o meio de acesso digital do usuário aos serviços públicos digitais, caso seja o primeiro acesso do estudante nessa plataforma. Poderão se inscrever os estudantes que participaram do Enem a partir da edição de 2010, com nota média superior a 450 pontos e não ter zerado a redação. Além disso, é preciso possuir renda familiar bruta per capita de até três salário mínimos, ou seja, R$ 3.135,00. 

O resultado da pré-seleção referente a este processo do Fies será divulgado no dia 04 de agosto de 2020 e será constituído de chamada única e de lista de espera. Os candidatos pré-selecionados deverão acessar o Fies, no endereço eletrônico http://fies.mec.gov.br, e complementar sua inscrição para contratação do financiamento, no período de 04 a 06 de agosto. A pré-seleção dos candidatos participantes da lista de espera ocorrerá no período de 04 a 31 de agosto de 2020.

Informações complementares sobre o processo seletivo podem ser obtidas junto à Central de Atendimento ao Aluno da Unijuí pelo telefone (55) 3332-0444, ou ainda no site do Fies: http://fies.mec.gov.br/.


Unijuí e Cisa iniciam processo para testagem de coronavírus

A Unijuí, em parceria com o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Cisa), implantou na Universidade um novo setor de biologia molecular, dentro do Laboratório Escola da Unijuí, o Unilab. A partir do espaço serão realizados os testes pelo método RT qPCR, com o objetivo de detectar novo coronavírus. 

De acordo com a biomédica Eliana Dürks, responsável técnica do Unilab, essa parceria busca viabilizar o diagnóstico, sabendo que é um exame muito importante para a região. “O Cisa fez a compra dos equipamentos e dos insumos para realização dos testes e a Unijuí, em contrapartida, ficou responsável por organizar o espaço físico e a equipe técnica para liberação desses laudos para os municípios que são conveniados com o Consórcio”, explica.

Cada município enviou um representante que foi treinado pela Unijuí para a realização dos testes, a gravação desse treinamento também foi disponibilizada às cidades que farão as coletas. A partir disso os municípios retiram os kits e ficam responsáveis pelas testagens, essas coletas serão enviadas ao Unilab, que irá processar cada amostra e posteriormente fará a liberação dos diagnósticos e laudos. 

Os resultados são comunicados às Coordenadorias de Saúde. “Nós temos esse exame como uma notificação compulsória, então precisamos fazer a notificação desses resultados para a Coordenadoria correspondente de cada município. Lembrando que o nosso compromisso maior é contribuir com a saúde de cada um desses pacientes que estarão esperando pelos resultados. Além disso, nosso objetivo é contribuir com as autoridades nas tomadas de ações frente à pandemia”, afirma.

A realização dos exames na Unijuí impacta também no aprendizado dos estudantes, que se envolvem no processo, a partir do Unilab. “Desde o início foi realizada toda uma modificação, uma ampliação do espaço, tivemos o apoio de vários setores da Universidade, muitos estudantes, estagiários, voluntários e toda equipe que foi formada para atuar nesse setor demonstrou muita dedicação e empenho. Já estamos aptos para começar realizar essas análises. Os nossos estudantes poderão vivenciar e ter essa experiência dentro da Universidade podendo ampliar os seus conhecimentos e enriquecer cada vez mais o seu aprendizado”, destaca Eliana.