COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Unijuí promove encontros de formação continuada

Eventos contaram com a participação do reitor da UniAmérica, professor Ryon Cássio Braga

Na última semana, o Programa de Formação Continuada de Docentes da Unijuí – coordenado pela Vice-reitoria de Graduação, juntamente com o Núcleo de Apoio Pedagógico Institucional (Napi), promoveu encontros ao seu público interno.

As atividades tiveram início na quarta-feira à noite, dia 2, com palestra sobre o “Currículo baseado em competências e metodologias ativas no curso de Medicina”. Participaram professores do curso de Medicina e de áreas da saúde. Já na quinta-feira, foram promovidos dois encontros: pela manhã, com coordenadores, onde foi debatido o Cenário da Educação Superior e a formação acadêmica profissional: o papel do coordenador na gestão acadêmica. À tarde, para tratar da temática Cenário da educação superior e os desafios das lideranças institucionais, foram convidados assessores e gerentes. As formações aconteceram no Centro de Eventos.

Foi convidado a palestrar nos encontros o professor Ryon Cássio Braga, reitor do Centro Universitário UniAmérica e diretor técnico da Associação Brasileira de Mantenedoras de Educação Superior. Ele foi responsável por fundar a Hoper Educação, em 1997, onde foi presidente até o ano de 2015, atuando, neste período, com mais de 500 instituições educacionais. Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduado em Educação (Neuropedagogia) na Espanha, Ryon foi professor de Gestão Estratégica na Fundação Dom Cabral e é autor de quatro livros no setor educacional, além de membro do Conselho de Administração de diversas empresas deste setor. A abertura do evento ficou a cargo da reitora, professora Cátia Maria Nering.


Prova para Residência em Saúde da Família será aplicada neste sábado

Candidatos farão a prova escrita no Campus Santa Rosa, a partir das 9h. Processo seletivo será realizado seguindo todas as normas de segurança e prevenção à covid-19

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família da Unijuí aplica, neste sábado, dia 5, a prova escrita de seleção no Campus de Santa Rosa. Esta é uma das quatro etapas do processo seletivo, que também conta com análise da carta de interesses, análise de títulos e, por fim, entrevista.

Conforme explica a coordenadora do Programa de Residência, Moane Marchesan Krug, 11 profissionais serão selecionados ao final do processo: dois da Odontologia, quatro da Enfermagem, um da área de Psicologia, um da Nutrição, um da Educação Física, um do Serviço Social e um da Farmácia.

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família é um curso em nível de pós-graduação Lato Sensu que formará profissionais para atuar preferencialmente na Atenção Básica à Saúde. Ele acontece através de uma parceria entre a Unijuí e a Prefeitura Municipal de Santa Rosa, por meio da Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa (Fumssar).

A Residência oferece diversos diferenciais. O profissional tem a possibilidade de cursar um programa de pós-graduação Lato Sensu com uma boa bolsa de estudos; tem acesso a uma metodologia de aprendizagem que visa o ensino em serviço, a partir de vivências durante intervenção em campo profissional; além de contar com uma formação específica na Atenção Básica à Saúde, com discussões e reflexões importantes sobre a saúde coletiva”, destacou a coordenadora, lembrando que a carga horária, de 5.760 horas, é distribuída em dois anos. “Neste período, os alunos se inserem nas atividades como profissionais, mas com o acompanhamento de outro profissional, que possui mais experiência”, completa Moane.

Orientações para este sábado:

- Chegando no Campus Santa Rosa, o candidato encontrará, no corredor do Prédio B, uma equipe responsável pela aferição da temperatura. Todos os cuidados serão tomados para evitar a propagação da Covid-19;

- Os títulos devem ser entregues na sala B101. Eles serão colocados num envelope e conferidos posteriormente. A entrega pode ser feita das 8h30 até o término da prova;

- A prova será no Prédio B, nas salas B103, B104, B106, das 9h às 12h;

- Na porta das salas haverá uma lista com os nomes dos candidatos;

- Ao entrar na sala, o candidato verá uma plaquinha com o seu nome. Em cima da respectiva mesa, estarão a prova e o cartão de respostas;

- Logo após o término do processo seletivo, o gabarito será divulgado.


Comunicado: realização do Concurso Público da Prefeitura de Ijuí

COMUNICADO 

A Fundação de Integração, Desenvolvimento e Educação do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – Fidene vem pelo presente comunicar que na data de 06/12/2020, no turno da tarde, das 11h às 18h, fez a locação do espaço da Sede Acadêmica - Rua São Francisco, nº 501, bairro São Geraldo – Ijuí/RS, à empresa Legalle Concursos e Soluções Integradas Ltda para fins de realização do Concurso Público - Prefeitura Municipal de Ijuí

Informamos que os espaços foram visitados pelo LOCATÁRIO e serão disponibilizados com sua capacidade devidamente ajustada pelo Setor de Engenharia da Universidade e o SESMT - Serviço Especializado em Engenharia e Medicina do Trabalho da Fidene, considerando os protocolos de distanciamento controlado devido à pandemia da covid-19.

A empresa Legalle Concursos e Soluções Integradas Ltda é a exclusiva responsável pelo fornecimento de álcool gel 70%, pela aferição de temperatura de todas as pessoas presentes no evento, pela organização, coordenação e segurança do evento, e contratação da equipe de trabalho.

 

Atenciosamente,

 

Direção da Fidene 


Ilustradora russa palestra para alunos da Unijuí

Ekaterina Churakova falou sobre o seu trabalho a acadêmicos de Design

O curso de Design da Unijuí promoveu, no último mês, uma palestra com o tema “Sketchbook: o Desafio da Experiência Narrada”. Realizada de forma virtual, a atividade foi organizada pelo professor Matheus Cargnelutti, responsável pela disciplina de Desenho Ilustrativo que tem, como parte dos seus conteúdos programáticos, a narração de histórias através de ilustrações.

A palestra foi ministrada direto de Belo Horizonte – Minas Gerais pela ilustradora russa, recentemente naturalizada brasileira, Ekaterina Churakova, que é designer gráfica pela Academia Estatal de Arte e Indústria Barão de Stieglitz, de São Petersburgo, na Rússia. De acordo com Ekaterina, design é sua fonte de renda; desenho e ilustração são suas paixões. E foram estas paixões que a levaram ao grupo Urban Sketchers – movimento global de artistas que desenham, em grupo, pontos da cidade em que vivem ou visitam. Hoje, ao lado de colegas, ela coordena o grupo Urban Sketchers Belo Horizonte.

Ekaterina inspirou o público com seus cadernos de desenho em diferentes temáticas, como viagens, cultura e gastronomia. Falou sobre as diversas técnicas aplicadas em seus trabalhos, além contar um pouco sobre a sua trajetória profissional, desde a época em que morava na Rússia até os dias atuais, no Brasil.

Além dos alunos da disciplina, a palestra contou com outras turmas dos cursos de Design e de Arquitetura e Urbanismo, além de admiradores do trabalho da palestrante.


Unijuí aplica prova do Vestibular de Verão no domingo

Pela primeira vez, processo seletivo de Verão será online

Com o encerramento das inscrições na última segunda-feira, a Unijuí agora prepara-se para a aplicação da prova do Vestibular de Verão neste domingo, dia 6 de dezembro. Pela primeira vez, o processo seletivo será online, em razão da pandemia de covid-19. Os candidatos terão das 8h às 14h para desenvolver uma redação, a partir de um tema que será sorteado.

“Teremos um banco de temas para a redação. A nossa sugestão é que, até o dia da prova, os candidatos confiram quais são as principais notícias do momento”, explicou a vice-reitora de Graduação, Fabiana Fachinetto, destacando, ainda, a procura positiva pelos cursos da Instituição. Medicina Veterinária, Agronomia e Direito foram os cursos que apresentaram o maior número de inscritos.

E não foi apenas o processo seletivo que acabou repaginado neste ano. Por meio da Graduação Mais, a Unijuí é pioneira, na região, na reformulação dos projetos dos cursos, levando a comunidade para dentro da Universidade, a partir de práticas que serão desenvolvidas desde o primeiro semestre pelos estudantes. “A partir do próximo ano, os acadêmicos terão disciplinas que possibilitarão a vivência da prática profissional, juntamente com os conhecimentos teóricos. Acreditamos muito nessa reinvenção. Também estamos levando, para dentro dos cursos, disciplinas relacionadas ao mercado profissional, que envolvem iniciativas ligadas ao empreendedorismo, à oratória, ao conhecimento de marketing, entre várias outras”, reforçou a vice-reitora.

Outra novidade é que, com a reformulação dos projetos, o preço dos cursos reduziu em aproximadamente 15 e 20%. “Passamos por um momento de crise e entendemos a importância da educação para podermos superá-la. Por isso, além dessa reinvenção pedagógica e redução dos preços, todos os acadêmicos ingressantes em 2021 poderão ter acesso ao CrediUnijuí, que é um financiamento próprio da instituição. Por meio dele, possibilitamos que o estudante pague o seu curso no dobro do tempo, sem ter atrelada uma taxa de juros mensal. O único reajuste que ocorrerá é o reajuste anual da mensalidade”, destacou Fachinetto.

Até o dia 6 de dezembro, as inscrições seguem abertas para o Vestibular de Medicina, cuja prova será aplicada no dia 13 de dezembro, de forma presencial – seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento.

Informações sobre os dois processos seletivos estão disponíveis em www.unijui.edu.br/vestibular.


Bom Pastor e Unijuí ampliam parceria e projetam qualificação da saúde em Ijuí

Com convênios e parcerias remontando os últimos 30 anos, a Unijuí e o Hospital Bom Pastor possuem uma consolidada relação, somando esforços para o desenvolvimento da saúde local e para a formação de profissionais na região. Dentre as principais colaborações entre as instituições nos últimos anos, está o projeto do curso de Medicina, único no Noroeste do Estado, em que o Bom Pastor é parte fundamental para a efetivação e conquista desta oferta em Ijuí, juntamente com outras instituições hospitalares da região.

Para além disso, ambas as instituições mantêm campo de estágio nas áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Farmácia. A Unijuí Saúde, que engloba a Clínica de Fisioterapia, Consultório de Nutrição e a Unidade de Reabilitação Física (Unir), esteve alocada no prédio do Novo Bom Pastor por alguns anos, atendendo aos municípios de abrangência da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde, sendo transferida para o Campus Ijuí, neste ano. 

Neste segundo semestre de 2020, a instituição Hospital Bom Pastor celebra uma grande conquista, passando a operar em uma nova e moderna estrutura, com investimento de cerca de R$ 30 milhões, construída no bairro São Geraldo, próximo à Sede Acadêmica, onde passou a atender a comunidade no fim do mês de julho. O novo hospital Bom Pastor conta com uma estrutura física de aproximadamente 8,3 mil metros quadrados, dividido em quatro pavimentos, com 115 leitos de internação, além de Centro Cirúrgico com quatro salas, sala de recuperação com 12 leitos, ambulatório com Centro de Especialidades e Centro de Terapia Assistida, além de seis leitos de observação. Inicia também as atividades na UTI com 10 leitos, sendo estes utilizados no primeiro momento para pacientes com covid-19. Cerca de 70% dos atendimentos da instituição são realizados pelo SUS – Sistema Único de Saúde – e o restante por convênios. No primeiro semestre de 2021, iniciam as atividades do curso de Medicina em cinco especialidades da Clínica Médica, desfrutando da nova estrutura, com ambientes específicos e ampliando as especialidades de atendimento do hospital. 

Em reunião no dia 30 de novembro, os membros da Reitoria - reitora Cátia Maria Nehring; vice-reitor de Administração, professor Dieter Siedenberg; vice-reitora de Graduação, professora Fabiana Fachinetto; vice-reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão, Fernando González; e assessora da Vice-reitoria de Administração, Vanessa Frota; acompanhados do chefe do Departamento de Ciências da Vida (DCVida), professor Matias Nunes Frizzo; do coordenador do curso de Medicina, professor Jorge Brust; e do coordenador do Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde, em associação com as Universidades Unicruz/Unijuí, professor Thiago Heck, estiveram reunidos com o presidente do Hospital, Martinho Kelm, administradora da instituição, Rosane Schiavo, e gerente de Recursos Humanos, Celísia Bohn. Foram tratadas diferentes pautas, tais como início das atividades do curso de Medicina na Unidade de Ensino Aprendizagem Clínica Médica, os estágios e práticas dos demais cursos da área da saúde, com ampliação das vagas dos leitos SUS do Hospital, novas possibilidades de parceria com as atividades vinculadas ao curso de Biomedicina e o Edital de Bolsas do Programa Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde, para funcionários e médicos vinculados ao Bom Pastor. 

A reitora da Unijuí e presidente da Fidene, professora Cátia Maria Nehring, salienta que a inserção de estudantes em atividades de ensino e de aprendizagem junto à comunidade, tendo como cenário a Rede de Atenção Básica à Saúde nas Unidades Básicas de Saúde e Estratégias de Saúde da Família, além de Unidades de Atenção Secundária e Terciária de Saúde, como é o caso dos hospitais parceiros - e entre estes, o  Hospital Bom Pastor, atuando na resolução de situações-problema, promovendo a construção, valorização e socialização de conhecimentos, é, sem dúvida, indispensável à formação qualificada dos estudantes da Unijuí. “Além do processo pedagógico, registramos, também, que o atual e moderno complexo do Hospital Bom Pastor representa, sem qualquer dúvida, uma conquista coletiva de toda comunidade local e regional, cujas ações sempre se pautam no respeito e compromisso com todos os pacientes, sempre levando em conta a prestação de uma assistência humanizada”, reforçou a reitora.

O presidente do Bom Pastor, Martinho Kelm, ex-presidente da Fidene e ex-reitor da Unijuí, destacou, em entrevista à Unijuí FM, que a Instituição trabalhou intensamente nos últimos 15 anos para viabilizar esta nova estrutura. “É um projeto de muitas mãos, em que a Universidade também teve uma participação decisiva, desde a aquisição do terreno - compra na qual a Unijuí colaborou com um terço do valor. Além disso, integrar o projeto do curso de Medicina também foi um elemento decisivo e uma contribuição muito importante da Universidade para o Hospital. Acredito que o Hospital e a Universidade poderão realizar ainda grandes trabalhos daqui para a frente”, observa.

Segundo a administradora do Bom Pastor, Rosane Schiavo, a trajetória do Hospital sempre foi marcada por movimentos comunitários que demonstraram atitudes pró-ativas em favor de uma causa. “A edificação do novo Bom Pastor foi motivada pela necessidade de ampliação e qualificação do espaço físico, onde mais uma vez materializou-se a força da coletividade. Este projeto desafiador foi abraçado por líderes providos de coragem, determinação e abnegação, que aos poucos foram contagiando mais pessoas na busca de apoio para sua viabilização, incluindo órgãos públicos, clubes de serviço, empresários, associações, entre outros. O novo Bom Pastor Ijuí, projetado a partir de um moderno conceito de ambiência hospitalar, conta com equipe qualificada de profissionais, tecnologia avançada, atendimento humano e acolhedor, representando uma conquista para a comunidade regional”, observa.

Segundo o chefe do Departamento de Ciências da Vida (DCVida), Matias Nunes Frizzo, a nova estrutura do Hospital é diferenciada e moderna, a qual os professores dos cursos da saúde visitaram recentemente. “Reconhecemos o Hospital para a nossa comunidade, bem como para os campos de prática nas disciplinas e estágios para a área da saúde. Esta parceria certamente continuará a complementar a formação dos nossos estudantes”, salienta.




Egresso da Unijuí recebe homenagem e reforça nome de prêmio nacional

Jean Rodrigo Ferri, ex-aluno do curso de Informática da Unijuí, foi homenageado pela Associação Python Brasil

Um egresso do curso de Informática da Unijuí (atualmente denominado como Ciência da Computação) recebeu uma importante homenagem em âmbito nacional. Jean Rodrigo Ferri, ex-servidor do Senado Federal, reforçará o nome do Prêmio Dorneles Tremeá – criado em 2011 pela Associação Python Brasil para homenagear aqueles profissionais que se dedicaram a ensinar e a compartilhar a linguagem de programação. O prêmio passará a se chamar Dorneles Tremeá & Jean Ferri, marcando a trajetória e empenho do jovem que, em 29 de junho de 2017, perdeu a luta contra o câncer, aos 41 anos.

O Jean foi um excelente aluno e sempre se destacou dentro da Universidade. Foi uma pessoa que, já na graduação, se envolveu na pesquisa e, dentro da comunidade, teve seu trabalho reconhecido”, destacou o coordenador do curso de Ciência da Computação da Unijuí, professor Edson Luiz Padoin.

Jean ingressou na Unijuí em 1996, no então curso de Informática, mesmo ano em que a sua futura esposa, Rafahela Bazzanella. Eles se conheceram durante a graduação, mas a conclusão dos cursos aconteceu em anos distintos: ela se formou em 2000, ele em 2003.

Jean começou a trabalhar no Interlegis em 2004, na equipe de gestão tecnológica e desenvolvimento de sistemas para as casas legislativas. Foram 13 anos de dedicação e empenho até a data de seu falecimento. Entusiasta da missão do Interlegis, de modernizar e integrar as Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas, ele foi um dos idealizadores do domínio do Legislativo na internet (.leg.br). O servidor também teve participação efetiva na gestão e no desenvolvimento da maioria dos produtos ofertados pelo Interlegis e foi líder na criação do Portal Modelo.

Gaúcho de Santa Bárbara do Sul, Jean criou o primeiro site sobre Zope e Plone em português, o TcheZope.org, e foi responsável pelo desenvolvimento do PloneGov.Br. Além disso, realizou palestras em dezenas de eventos na América do Sul sobre o sistema de gerenciamento de conteúdo Plone, utilizado por todo o Governo, Senado Federal e Câmara dos Deputados.

Para nós, enquanto Universidade e enquanto curso, foi uma grande honra ter um egresso se destacando em nível nacional. Isso dá visibilidade para o curso e mostra aos atuais alunos possibilidades de atuação. No entanto, lamentamos profundamente que uma doença tenha interrompido a sua vida”, reforçou o professor Padoin.

Rafahela Bazzanella, viúva de Jean Ferri e egressa da Unijuí, também é membro da comunidade Python Brasil e servidora do Interlegis. Eles se transferiram para Brasília em 2004, a convite do então diretor-executivo do Interlegis, Paulo Fernandes.

Sobre o Prêmio

Criada em 2011, a premiação é uma oportunidade para a comunidade Python homenagear, anualmente, as pessoas que mais se destacaram e contribuíram para manter vivo o espírito de colaboração, empreendedorismo e entrega à comunidade. Dorneles Tremeá, que também dá nome ao prêmio, foi fundador da Debian-RS, da Associação Python Brasil, membro e palestrante da Plone Foundation e Big Kahuna da PythonBrasil. Era o presidente da Associação Python Brasil, quando faleceu em um acidente de carro, em 10 de fevereiro de 2011, aos 31 anos.


Unijuí e Sebrae promovem Dia de Campo online

Nova live será realizada nesta quinta-feira; encontro promove o sistema de Integração Lavoura-Pecuária

Acontece nesta quinta-feira, dia 3, a partir das 20h, a segunda live do 15º Dia de Campo de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) – evento promovido pelo programa Juntos para Competir em parceria com a Aliança Sipa, com apoio da Unijuí e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ao todo, serão realizadas quatro lives, com acesso totalmente gratuito pelo público. 

“A expectativa, neste ano, era termos um Dia de Campo especial, marcando os 20 anos do protocolo de pesquisa da Fazenda Espinilho, coordenado pela Universidade Federal. Mas, ficamos impossibilitados de realizar o evento, em razão da pandemia. Surgiu, então, em nosso planejamento, a ideia de realizarmos quatro lives, sempre às quintas-feiras, onde também fazemos a divulgação dos sistemas de Integração Lavoura-Pecuária (ILP), que é o tema do protocolo de pesquisa da fazenda, localizada em Jóia”, explica Eloisa Muxfeldt Arns, gestora de projetos de agronegócio do Sebrae que, ao lado do Serviço Nacional de Aprendizagem (Senar) e da Federação de Agricultura do Estado (Farsul), participa do programa Juntos para Competir.

Conforme explica a gestora, o evento conta com a apresentação de vídeos que foram gravados não só no protocolo experimental, mas em propriedades rurais que já adotam o sistema e que usufruíram dos resultados das pesquisas durante estas duas décadas. “Na primeira live que tivemos, no dia 26, fizemos um resgate histórico do protocolo, de como surgiu a possibilidade de uma propriedade rural ceder uma área para a realização de pesquisas. São 20 anos que essa propriedade cede espaço para promoção de experimentos. Lembrando que esse modelo de parceria, público-privada, também se estendeu ao programa Juntos para Competir que, desde 2014, apoia a iniciativa da Ufrgs”, detalhou Eloisa, ressaltando, ainda, a importância de a Unijuí estar atuando neste protocolo desde o início do ano. “Para nós, isso é bastante relevante, porque temos uma universidade daqui atuando num protocolo que está gerando resultados, que estão inclusive sendo implementados em propriedades da região”, completou.

Nesta quinta-feira, a live, que leva o título Benefícios para Todos, contará com a participação do professor de Agronomia da Unijuí, Emerson André Pereira, que fará parte do debate ao vivo, falando sobre a pastagem na interação solo, planta, animal e ambiente. O docente colabora com a pesquisa juntamente com as professoras Gerusa Conceição e Fernanda Sanchez, além de 11 alunos dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária da Unijuí.

Inscrições podem ser realizadas pelo endereço www.diadecampoilp.encontrodigital.com.br. Neste mesmo site, é possível ter acesso a informações sobre os sistemas integrados e fotos dos Dias de Campo anteriores, por exemplo. Novas lives serão realizadas nos dias 10 e 17 de dezembro.


Unijuí mantém avaliação positiva nos Conceitos Preliminares de Cursos

O CPC é um dos mais importantes indicadores de qualidade de ensino e integra o Índice Geral de Cursos (IGC)



O Ministério da Educação (MEC) divulgou os Conceitos Preliminares de Cursos (CPC) de 2019 e, mais uma vez, a Unijuí teve destaque nos resultados.

O CPC é um dos mais importantes indicadores de qualidade de ensino dos cursos de graduação das Instituições de Ensino Superior (IES). Numa escala de 1 a 5, o conceito 3 é considerado bom, conceito 4 é muito bom e o conceito 5 é classificado como excelente.

Calculado no ano seguinte ao da realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de cada área, o CPC é constituído com base na avaliação de desempenho dos estudantes no Enade, corpo docente, infraestrutura, recursos didático-pedagógicos e demais insumos validados pelo MEC.

Dentre os cursos avaliados, nos campi Ijuí, Santa Rosa e Panambi, oito receberam conceito 4, dentro de uma escala que vai de 1 a 5. São eles: Agronomia, Educação Física, Enfermagem, Estética e Cosmética, Farmácia, Fisioterapia e Nutrição, no campus Ijuí; e Educação Física, do campus Santa Rosa. Receberam conceito 3 os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Química e Medicina Veterinária, do campus Ijuí; Engenharia Civil e Engenharia Elétrica, do campus Santa Rosa; e Engenharia Mecânica, do campus Panambi.

Na avaliação da vice-reitora de Graduação da Unijuí, Fabiana Fachinetto, os resultados positivos demonstram o comprometimento da Universidade, aliado às políticas interna e externa de avaliação, sempre com o objetivo focado no ensino e aprendizagem dos estudantes.

“Outro fator, que contribui para um bom resultado avaliativo, é que a Unijuí tem uma trajetória de mais de 60 anos de Ensino Superior. Uma história constituída pelo ensino, pela pesquisa e pela extensão. Estes atributos a credenciam a ter cursos com capacidade tecnológica, empreendedora e humanista, e com resultados muito positivos”, reforçou a vice-reitora, lembrando, ainda, do papel e da responsabilidade de todos os atores envolvidos nos processos avaliativos: professores, estudantes, técnico-administrativos e a comunidade externa.

“Esta responsabilidade nos qualifica para que tenhamos resultados como este, uma vez que a formação profissional se faz por um conjunto de atributos e pessoas alinhados em um mesmo objetivo, sendo a avaliação do MEC uma consequência alcançada”, completou Fachinetto.




Curso

Campus

CPC

Agronomia

Ijuí

4

Arquitetura e Urbanismo

Ijuí

3

Educação Física

Ijuí

4

Educação Física

Santa Rosa

4

Enfermagem

Ijuí

4

Engenharia Civil

Santa Rosa 

3

Engenharia Civil

Ijuí

3

Engenharia Elétrica 

Ijuí 

3

Engenharia Elétrica 

Santa Rosa

3

Engenharia Mecânica

Panambi

3

Engenharia Química

Ijuí

3

Estética e Cosmética

Ijuí

4

Farmácia

Ijuí

4

Fisioterapia

Ijuí

4

Medicina Veterinária

Ijuí

3

Nutrição

Ijuí

4


Unijuí fortalece relações internacionais com países da América Latina

Do ponto de vista das relações internacionais e considerando a questão da pandemia, a Unijuí experimentou um efeito inverso à reclusão: se reinventou e cruzou as fronteiras do país de forma virtual, fortalecendo as relações com instituições de ensino da América Latina. “Como estamos localizados em um lugar que não é de fácil acesso, sem aeroporto próximo para as pessoas virem ou para irmos para outro lugar, precisamos fazer um investimento alto de tempo para deslocamento. Dessa forma, os eventos online se tornaram a ferramenta para nos relacionarmos com instituições estrangeiras, o que de alguma forma explicitou o quanto são fortes as relações internacionais da Unijuí”, destaca o vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, professor Fernando Jaime González. 

Segundo ele, a Unijuí participou de inúmeros eventos internacionais realizados de forma virtual porque as relações da Universidade com esses países pré-existem. “A Unijuí tem se feito presente em muitos eventos da América Latina nestes últimos seis meses, eventos internacionais com a participação de nossos professores têm acontecido de três a quatro vezes por semana”, relata.  

Um desses eventos, que foi realizado nesta semana, nos dias 26 e 27 de novembro, foi promovido por uma rede da região noroeste da América do Sul, que envolve universidades comunitárias do norte do Peru, do Equador e grandes instituições da Colômbia, além de uma universidade do México. É um grupo que se reúne anualmente para discutir questões vinculadas à pesquisa e à internacionalização, à qual o professor da Unijuí, Daniel Cenci, tem se vinculado.

De acordo com o vice-reitor, esse evento em particular foi muito interessante, pois conectou a Unijuí de forma mais orgânica com instituições que têm até cem mil alunos, como as duas maiores instituições da Colômbia, por exemplo. “É muito interessante, porque estamos todos passando por um momento bem particular, que é a pandemia, e trocando experiência de como enfrentar os problemas, mas também tirar proveito, como a própria realização do  evento que pôde contar com a participação de professores e estudantes de toda a América Latina de forma virtual”, destaca.

O professor explica que durante o evento participou de duas falas, uma com reitores e pró-reitores de campus, das quais uma das universidades representadas era a Unijuí, discutindo exatamente o impacto da pandemia nas instituições, particularmente os desafios dos próximos meses. Outra foi uma palestra inaugural, na qual tratou do sistema universitário brasileiro e o lugar das universidades comunitárias, buscando a continuidade das parcerias. 

Curso com parceria internacional - Outro destaque da Unijuí em 2020 na internacionalização foi a oferta do “Diplomado de Integração Cidadã” numa parceria entre três universidades e o Instituto Social do Mercosul. O Diplomado foi ministrado para mais de cem pessoas do Paraguai, da Argentina, do Uruguai e do Brasil, inclusive com a participação de alunos da Unijuí. “Assim a Unijuí reforça seu lugar de importância e isso sem dúvida favorece as relações com os estudantes, o vínculo com a pesquisa, a possibilidade de trabalhos em cooperação, além disso temos a satisfação de ter a nossa Universidade reconhecida”, ressalta o professor Fernando González.