COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Empresa instalada no Polo de Modernização de Santa Rosa expande os negócios e gera novos empregos

           

A Serttec, empresa Incubada na Criatec, foi selecionada e desde abril de 2020 ocupa o prédio 02 do espaço no Polo de Modernização Tecnológica de Santa Rosa. E, mesmo em meio a pandemia ela vem expandindo os negócios e abrindo novas frentes de trabalho com sucesso. Neste período contratou seis novos colaboradores e ainda outros cinco profissionais terceirizados como indiretos em obras que está gerenciando. 

A empresa surgiu em 2014, no início apenas prestava serviços na área de instalações elétricas e automação industrial, trabalhava só com a parte de prestação de serviços, lembra Matheus de Paula, proprietário. Agora em 2020, após a incubação e a instalação no Polo, passou a ser Grupo Serttec. “Eu englobei mais duas empresas: uma que faz móveis planejados, e a outra faz na área de construção civil, desde projetos até construção. Esta expansão foi realizada com sócios nestes novos negócios”, observa.

Segundo Matheus, que é egresso do curso de Engenharia Elétrica pela Unijuí Campus Santa Rosa, a mudança para o Polo de Modernização Tecnológica de Santa Rosa contribuiu muito para a expansão da empresa. “Atuar aqui no Polo em contrato com a Unijuí, faz com que a gente opere com um custo menor, é uma vantagem que temos em relação ao mercado e possibilita a oportunidade de expandir os negócios e criar novas oportunidades”, complementa. 

Conforme o plano apresentado pela empresa Serttec no momento da seleção no edital de cessão de uso do prédio, já previa a implantação de novos serviços, sendo alguns deles já definidos com prazos e empresas investidoras, entre eles: desenvolvimento e pesquisa de captadores de som eletrônicos para uma empresa de Acordeon, desenvolvimento de cocheiras automatizadas para cabanhas de cavalos, entre outras inovações conforme a necessidade de clientes. Além das áreas que a empresa já vem atuando mais fortemente  no ramo da construção civil e móveis planejados.

Matheus observa que a Serttec projeta estabelecer uma parceria com a Universidade no desenvolvimento de novas tecnologias. “Nosso propósito é criar um espaço interativo, em que os próprios estudantes da Universidade possam desenvolver estes novos produtos junto com a nossa empresa”, complementa.              

Mais sobre o Polo 

O Polo de Modernização Tecnológica é um local que tem como finalidade a exploração industrial nas áreas de tecnologia em alimentos, saúde, agronegócio, construção civil e elétrica. Um dos objetivos da cessão de uso aos empreendedores de empresas incubadas e graduadas em incubadoras é gerar inovação na produção industrial e na prestação dos serviços, além de qualificar o trabalho por meio da pesquisa de novas tecnologias e soluções. 

Para o pró-reitor da Unijuí Campus Santa Rosa, Marcos Scherer, está parceria com empresas assumindo o espaço do Polo possibilita diversas pesquisas e oportunidades aos estudantes da Unijuí, através de estudos práticos dentro das empresas, como também estágios e  empregos que estão sendo gerados a partir da ampliação dos negócios das empresas instaladas no espaço.

Segundo Lucas Escher, gestor da incubadora Criatec da Unijuí Santa Rosa, “o amplo espaço do Polo oportuniza às empresas a ampliação de negócios, gerando oportunidades de emprego e renda aliado com a interação entre a universidade/empresa, e mais o acompanhamento pela incubadora Criatec, proporcionará a consolidação de um ambiente de inovação em nossa região”.

 


Egressos que retiraram diploma entre 11/01/2003 e 10/01/2008 podem solicitar ressarcimento de taxas

          

Por ordem do Juiz Federal da 1ª Vara Federal de Santo Ângelo/RS nos autos da  AÇÃO CIVIL PÚBLICA Nº 5005363-26.2018.4.04.7105/RS a FIDENE/UNIJUÍ publica para conhecimento o EDITAL Nº 710010466490 de chamamento e habilitação de eventuais interessados, nos moldes do artigo 94 do Código de Defesa do Consumidor, a fim de que, querendo, promovam o cumprimento de sentença para restituição do valor cobrado a título de expedição e/ou registro de seus diplomas de conclusão de curso referente ao período de 11/01/2003 a 10/01/2008. Confira os detalhes clicando aqui. Confira a lista de nomes neste link.

 


Bate-papo para os futuros estudantes da Unijuí vai ter brindes e surpresas nesta quarta

             

A vice-reitora de Graduação da Unijuí, juntamente com o presidente da Agência de Inovação de Santa Rosa, Marcos Scheren, o egresso de engenharia da Unijuí, empresário, proprietário da Hidroenergia Rafael Kiling e o comunicador do Grupo RBS Luciano Potter, vão participar de um bate-papo sobre mercado de trabalho e o profissional do futuro no pós-pandemia. Para além do bate-papo terá um momento musical com Pimenta e Lucas e sorteios de brindes como uma pulseira relógio Mi Band, fones de ouvido sem fio tipo xiaomi, cartões presente Digitais para Netflix, Spotify e Google Play. Durante a programação também terá o lançamento de uma novidade especial para os participantes do Profissional do Futuro.

               



O Profissional do Futuro

Chega a hora de fazer uma escolha muito importante para o futuro e isso pode dar uma angústia, certo? Para que você faça sua escolha profissional, a Unijuí criou o Profissional do Futuro, que será realizado do dia 9 ao dia 13 de novembro. Queremos ajudar os estudantes mostrando as profissões, o mercado de trabalho e as possibilidades para construir um futuro melhor. Em razão da pandemia da covid-19, a edição 2020 do Profissional do Futuro será online. Vamos nos conectar com você e apresentar em oficinas online e bate-papos com professores, estudantes e egressos, a sua futura profissão. 

Na programação, você vai poder conferir palestras, mostras de cursos e profissões, aulas de redação, dicas para o Enem e muito mais. Uma das atrações desta edição é o QUIZ DESCUBRA SEU FUTURO. O estudante pode descobrir, de forma interativa, qual profissão combina mais com os seus objetivos. Acesse o site e fique por dentro de toda a programação do evento, clicando neste link.  

Vestibular de Verão

O Vestibular de Verão 2021 é muito especial para a Unijuí, porque é através dele que vai se formar a primeira turma da Graduação+! É um novo tempo que começa e você pode ser um dos protagonistas dessa mudança. Vivemos um mundo em transformação. Surgem novas tecnologias, novas ideias, novas formas de fazer acontecer. A Unijuí está de olho em todo o movimento da sociedade e acompanha as mudanças de perto. É por isso que a Universidade está se reinventando! Estamos nos renovando para formar profissionais cada vez mais qualificados e capazes de desenvolver realidades mais sustentáveis, com seus aprendizados e experiências a partir da Unijuí. Vamos transformar juntos? As inscrições  estão abertas. 

 


Consulta Popular mobiliza a região a partir de hoje

Edição contará com votação 100% virtual, por meio de site ou SMS. Processo se estenderá até o dia 3 de novembro.

           

Tem início nesta segunda-feira, 26, mais uma edição da Consulta Popular – processo que tem o objetivo de fortalecer o desenvolvimento regional, valorizando demandas que ampliam o crescimento econômico, a ciência e a inovação em áreas como agricultura, infraestrutura e turismo.

Realizado de forma totalmente virtual neste ano, o processo vai encaminhar a aplicação de R$ 20 milhões em projetos para municípios de 28 regiões do Estado. Desse valor, R$ 10 milhões serão quitados em 2021, e os outros R$ 10 milhões avaliados conforme a condição financeira de 2022.

A população gaúcha terá até o dia 3 de novembro para escolher e votar nas suas demandas, que foram definidas em assembleias regionais, microrregionais e municipais, realizadas pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, e pelos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).

Nas regiões de atuação da Unijuí, os projetos voltam-se ao desenvolvimento da agricultura familiar, empreendedorismo, controle da qualidade da água, cadeia do leite e turismo.

Para votar, é simples: basta ter em mãos o título de eleitor. Dos 96 projetos disponibilizados nas cédulas de votação, o cidadão poderá escolher apenas um, conforme a sua região. É possível votar acessando o site www.consultapopular.rs.gov.br ou via SMS, pelo número 29634, com a mensagem RSVOTO#nº título do eleitor#nº do programa (sem espaços). Exemplo: RSVOTO#99999999#4.

Corede Noroeste Colonial

Na cédula de votação do Corede Noroeste Colonial, que concentra os municípios de Ijuí e Panambi, constarão os projetos de Desenvolvimento da Agricultura Familiar, através do programa de qualificação de agricultores familiares e aquisição de equipamentos; Desenvolvimento de Micro e Pequenas Empresas Individuais, que prevê a realização de um programa de qualificação profissional; e o projeto de Controle da Qualidade da Água e Alimentos, que compreende a avaliação de resíduos de agrotóxicos em água e hortaliças consumidas na região Noroeste, além de ações educativas.

Conforme explica o presidente do Corede Noroeste Colonial e pró-reitor na Unijuí - Campus Panambi, Nelson Thesing, a demanda que conquistar mais votos receberá o valor de R$ 314 mil em 2021 e, o segundo mais votado, R$ 314 mil em 2022. A distribuição será igualitária para todos os 11 municípios – sendo que, para ter acesso ao recurso, é necessário atingir, no mínimo, 2% de votos do total de eleitores do município. “Entendo que a Consulta Popular é o ponto de partida, uma oportunidade, enquanto espaço de participação dos diversos segmentos da sociedade. É um processo de planejamento, que tem presente o desenvolvimento territorial, a estrutura federativa, mas acima de tudo, a necessidade de democratizar as relações com o poder público, para mitigar as profundas desigualdades socioeconômicas”, opinou Thesing, lembrando que a Consulta também é um processo importante na construção da democracia participativa, onde os cidadãos têm a oportunidade de escolher, pelo voto, os investimentos de interesse local. 

Corede Fronteira Noroeste

Na região de Santa Rosa, foi construído um fato inédito, conforme explica o secretário do Corede Fronteira Noroeste e pró-reitor na Unijuí - Campus Santa Rosa, Marcos Paulo Scherer: não haverá divisão do recurso. A região entendeu que o valor era baixo para ser compartilhado entre os 20 municípios e praticamente não haveria impacto no desenvolvimento regional. “A região compreendeu a proposta de concentrar o recurso num projeto macrorregional voltado à inovação e ao empreendedorismo. A proposta que apresentamos prevê duas etapas. Assim, na etapa 1 será utilizado o valor de R$ 314 mil, que já está liberado para 2021, e caso seja liberada a segunda parcela, da etapa 2, também no valor de R$ 314 mil, teremos um investimento integral na iniciativa”, explicou.

O projeto – que constará na cédula de votação como Fomentar as Dimensões de Inovação e Empreendedorismo junto a Empresas, Organizações do Terceiro Setor e Setor Público da Região - visa, na primeira etapa, mapear e diagnosticar todo o ambiente de inovação, as características e potenciais empreendedores da região. Já na segunda, será realizado um plano de ações, com o intuito de aproveitar e estimular os potenciais apontados na etapa 1. “Certamente que, no futuro, esse trabalho regional, coletivo e colaborativo que está sendo proposto agora, reverterá em um crescimento e desenvolvimento regional melhor aproveitado e planejado, oportunizando que cada município possa se ver no contexto regional e desenvolver aquilo que é do seu perfil, ou que esteja alinhado com suas características e potencialidades”, completou Scherer.

Também consta na cédula, como terceira opção, a Avaliação de Resíduos de Agrotóxicos em hortaliças consumidas na Região Noroeste, com ações educacionais aos produtores rurais. 

Corede Celeiro

Na região de Três Passos, o Corede Celeiro optou pelos projetos de Apoio à Cadeia Produtiva do Leite, com cursos de capacitação dentro da área da bacia leiteira; Inventário Turístico da Região Celeiro, que prevê o desenvolvimento turístico a partir do levantamento de dados de cada comunidade; e a Construção, Reforma e Aquisição de equipamentos para o Centro de Distribuição de Alimentos In Natura.

Segundo o presidente do Corede Celeiro, Carlos Eugênio, o valor disponibilizado aos 21 municípios, de R$ 371 mil, não atende à expectativa e, se dividido, representaria uma verba irrisória para cada localidade. Por isso, a região entrou num consenso que, o projeto que receber mais votos, levará todo o recurso.

Para o presidente, a Consulta Popular é de suma importância e resultou na conquista, nos últimos quatro, cinco anos, de cerca de R$ 10 milhões, que foram aplicados nos municípios, em áreas como saúde e educação. “São verbas que atendem a projetos, aos anseios da comunidade”, completou.


Salão do Conhecimento: com formato adaptado aos novos tempos, evento oportunizou o compartilhamento da produção na Universidade

Evento Debates sobre Inteligência Artificial marcou o último de evento, nesta sexta-feira.

               

Com diversas atividades realizadas desde a terça-feira, dia 20, o Salão do Conhecimento 2020 chega ao fim nesta sexta-feira, dia 23. Até o fim da noite de hoje o evento vai chegar a marca de cerca de 800 trabalhos apresentados, além de palestras e eventos paralelos, como a Feira Estadual de Matemática, que englobou escolas das redes particular e pública ao evento. Além de estudantes e professores da região Noroeste, o evento recebeu colaborações de outras regiões do RS, de outros estados do país e do exterior.

O tema geral da edição foi “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Nesta sexta-feira, fazendo o fechamento do evento, a programação foi dedicada aos Debates Sobre Inteligência Artificial - d.I.A, com palestras realizadas nos três turnos com a coordenação dos Programas de Mestrado e Doutorado da Unijuí, além da apresentação de trabalhos inscritos nesta temática de Inteligência Artificial.

Segundo o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Fernando Jaime González, foi uma intensa organização da equipe de profissionais da Universidade, que deram o suporte necessário para que o evento transcorresse bem, sem dificuldades para os participantes. “O Salão é o mais importante evento da Universidade para a socialização do conhecimento, isso ocorrendo entre todos os estudantes, nos diversos níveis de ensino, dos quatro Campi da Instituição, além de receber os trabalhos de outras Universidades, inclusive do exterior. É uma celebração do conhecimento”, salienta.

Para a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, foram quatro dias intensos de debates sobre ciência tecnologia, a partir dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. “Mesmo o evento sendo online, nossos professores, pesquisadores, estudantes e comunidade externa, acompanharam significativos debates. Entendo que o Salão do Conhecimento cumpriu seu objetivo. Todos estão de parabéns e faço um destaque especial a toda equipe de apoio, dos bastidores, que deu um show de organização e profissionalismo. Que possamos em 2021 nos encontrarmos presencialmente, mas manter o virtual como possibilidade de mais pessoas acompanharem este riquíssimo debate de Ciência”, avalia.

 

Confira na íntegra as palestras do d.I.A. 

Manhã

            

- Inteligência Artificial e os desafios às profissões jurídicas, Dr. Wilson Engelmann - UNISINOS

- Palestra: Inteligência Artificial para Ciências da Vida, com a Dra. Daniela Lopes Freire - Startup PickCells

Tarde

           

- Por que antes o “bit” e não o nada? As redes de sincronização algorítmica e o estado da aprendizagem,  com o MSc. Leandro Beck Freiberg - Universidade Federal do Tocantins

- Inteligência Artificial e desenvolvimento urbano sustentável, com o Dr. José Eduardo Storopoli - UNINOVE 

- Inteligência Artificial nas Ciências Ambientais, com o Dr. Manuel Osório Binelo - Unijuí

- Aplicando Inteligência Artificial, com o Dr. Maurício de Campos - Unijuí 

Noite

           

- Inteligência Artificial e Direitos Humanos, com Dr. Mateus de Oliveira Fornasier - Unijuí

- Apresentação dos trabalhos do evento Debates sobre Inteligência Artificial (d.I.A.)

Novo formato

Este ano as salas de apresentação foram diferentes: ao invés de serem organizadas por áreas do conhecimento, foram distribuídas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU), sendo eles 17 diferentes temáticas. Desta forma, as áreas do conhecimento tiveram um maior contato umas com as outras, ampliando o diálogo entre os cursos. 

Outra mudança significativa no evento foi na forma de apresentação dos trabalhos: como não ocorreu exposição de pôster em razão da pandemia de covid-19, os participantes apresentaram os trabalhos em salas virtuais, por meio do Google Meet, algumas transmitidas pelo Youtube. Estas apresentações, abertas, ficam disponíveis  para quem deseja conferir.

Para que toda esta organização desse certo, uma verdadeira força-tarefa, com mais de 40 profissionais foi montada pela Unijuí, com o envolvimento de diversas áreas para a gestão e mediação das salas, estrutura de transmissão e suporte de tecnologia. 

          

Confira alguns destaques da programação da Unijuí FM para o evento

 

 


Área da Saúde se destaca nos conceitos da prova do Enade

            

A Unijuí recebeu no início desta semana as notas do Enade realizado no ano de 2019. Estudantes de graduação de 12 cursos do campus Ijuí, três de Santa Rosa e um de Panambi realizaram a prova nesse ciclo avaliativo (a cada ano é realizada a prova para um grupo de cursos de áreas específicas). Dos cursos avaliados, de um conceito de 1 a 5, quatro deles, da área da saúde, ficaram com o conceito 4 - Educação Física (bacharelado), Estética e Cosmética (tecnologia), Fisioterapia e Nutrição. 

Além desses cursos, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Enfermagem, Engenharia Civil (Ijuí), Engenharia Elétrica (Ijuí), Engenharia Química, Farmácia e Educação Física (Santa Rosa) ficaram com conceito três no Enade. Já os cursos de Engenharia Civil (Santa Rosa), Engenharia Elétrica (Santa Rosa), Engenharia Mecânica (Panambi) e Medicina Veterinária ficaram com conceito dois. Os cursos pertencentes a este ciclo avaliativo, prestarão novamente o ENADE em 2022.

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

Segundo a Vice-Reitora de Graduação da Unijuí, professora Fabiana Fachinetto, considerando que o Enade avalia os conhecimentos gerais e específicos adquiridos pelo estudante ao longo do curso de graduação, para nós é de fundamental importância acompanhar esses resultados a fim de qualificarmos nossas atividades. Os relatórios disponibilizados pelo Inep nos permitem avaliar precisamente quais são nossas potencialidade e fragilidades, servindo de balizador das ações pedagógicas para superar as dificuldades e obter resultados cada vez melhores. Ficamos muito felizes com o fato de uma de nossas estudantes ter obtido o melhor desempenho do Brasil no seu curso, o que comprova que estamos no caminho certo.

Egressa de Estética fica em primeiro lugar geral

A estudante Tayla Luiza Weber, egressa do curso de Estética e Cosmética, ficou com a primeira colocação geral, entre todos os estudantes que realizaram a prova no país nesta área, na parte de conhecimentos específicos da área. “Eu fui tranquila pra fazer ela. A maioria dos conteúdos específicos lembrei de ter lido sobre e estudado durante a minha jornada no curso de Estética e Cosmética. Fiquei muito surpresa com esse resultado, pois não é uma prova que você tem uma expectativa, como as provas do semestre ou um concurso por exemplo, e também fiquei muito feliz por saber que todo estudo, tempo e investimento, tem valor e que valem a pena”, salienta.

      

Conceito Preliminar de Curso

Até o mês de dezembro a Unijuí também deve receber o Conceito Preliminar de Curso - CPC, que baliza os processos de renovação de reconhecimento dos cursos e do Índice Geral de Cursos da Instituição - IGC, considerando o quadro de professores e a avaliação dos programas Stricto Sensu, definindo então a nota Institucional. 

 


Região Noroeste e Missões define visão de futuro e áreas prioritárias para ações do Programa Inova RS

              

As lideranças da Região Noroeste e Missões deram início ao processo de construção de futuro para a região. Recentemente, em encontro do Programa Inova RS do Governo Estadual, foi realizada votação que definiu a seguinte visão de futuro: "Em 2030 a Região Noroeste e Missões será referência latinoamericana de inovação por meio de uma especialização inteligente em agronegócio, setor eletrometalmecânico e geração de energia". Esta definição, que norteará o trabalho do ecossistema a partir de agora, ocorreu considerando estudos apresentados pelos Comitês Técnico e Estratégico e contribuições dos representantes de entidades presentes.

O encontro foi realizado no dia 14 de outubro, contando contou com a presença do Secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia (SICT) do Rio Grande do Sul, Sr. Luis Lamb, do Diretor da SICT, Sr. Fernando Mattos, bem como de diversos gestores e representantes de entidades da Região Noroeste e Missões. Também foram apresentados vídeos de participação do Governador Eduardo Leite, bem como do Representante do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia, Sr. Jorge Audy. 

A organização e condução da reunião contou com o apoio de Daniel Baggio, Coordenador do Projeto INOVA/RS Região Noroeste e Missões; Maria Odete Dos Santos Garcia Palharini, chefe do Núcleo de Empreendedorismo da Agência de Inovação e Tecnologia da UNIJUI; Thaís Priscila de Souza, Coordenadora do Comitê Técnico do Inova RS Região Noroeste e Missões; Cristiano Palharini, coordenador do Comitê Estratégico; membros do Comitê Técnico e Estratégico, além dos gestores de Tecnologia e Inovação, Cleber Eduardo Graef, Bárbara Righi Cenci e Patrícia Garcia Lazzarotti. Quanto a composição da Mesa do Inova, ela foi composta por 38 entidades indicadas pelo Comitê Estratégico, prezando pela representatividade das microrregiões bem como pelo equilíbrio entre os setores empresarial, acadêmico, sociedade civil e poder público. A Unijuí (e os projetos e espaços de inovação vinculados) foi representada pelo Prof. Fernando Jaime González, Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão.

Neste encontro também foi realizada assinatura do Acordo de Colaboração da Região Noroeste e Missões, documento que pactua esforços que serão direcionados para a atuação nos projetos para alcançar esta visão. A partir de agora haverá a elaboração e proposição de projetos dentro desta perspectiva. Os projetos serão apresentados - e selecionados - na Segunda Reunião da Mesa do Inova, marcada para o dia 25 de novembro.

          

Mais sobre a reunião que definiu as estratégias

Na ocasião, houve a apresentação da trajetória percorrida pelo Programa, bem com dos estudos realizados pelos Comitês Técnico e Estratégico, os quais são vinculados ao Inova RS e tem atuação permanente. Neste sentido, a Coordenadora do Comitê Técnico do INOVA/RS, Thais Priscila de Souza, apresentou os resultados do mapeamento do Ecossistema Regional de Inovação – Região Noroeste e Missões, que abordou as dimensões: Talentos e Conhecimentos, Capital Financeiro, Infraestrutura para Inovação, Instituições e Legislações, Interação e qualidade de vida. O mapeamento foi realizado no período de Dezembro de 2019 a Julho de 2020, o qual englobou 9 municípios: Ijuí e Panambi (Noroeste Colonial); Horizontina, Santa Rosa e Três de Maio (Fronteira Noroeste); Três Passos (Celeiro); e Santo  Ângelo, São Luiz Gonzaga e Cerro Largo (Missões). O estudo identificou 5 setores potenciais para a região: Agronegócio, eletrometalmecânico, saúde, tecnologia da informação e turismo. Sua análise evidenciou que a Região Noroeste e Missões possui um elevado nível de propriedades com mecanização e tecnologia na atividade agrícola e um grande número de pequenas propriedades familiares com produção diversificada. Também se destaca o segmento de Máquinas, equipamentos e tratores da cadeia automotiva e o grande potencial turístico: Missões Jesuíticas, o Salto do Yucumã e o Parque Estadual do Turvo. Outro ponto importante destacado na apresentação foram os macrodesafios que a região apresenta, sendo eles: a) desafio posto diz respeito a conectividade dos atores que desenvolvem ciência e tecnologia com o setor produtivo que gera a inovação; b) falta de políticas públicas da maioria dos Municípios mapeados em relação a existência de políticas indutoras do processo inovativo, agravado pela falta de oferta de capital de risco; c) criação de políticas públicas que facilitem o ambiente de negócios menos entraves burocráticos;  d) a modernização da gestão pública e qualificação dos empresários no sentido de criar cultura de inovação nas empresas; e) criar ambientes nas cidades capazes de atrair e reter bons profissionais evitando a exportação de mão de obra qualificada para outras regiões; f) para o nicho do Agronegócio, principal ativo regional, se percebe a necessidade de investir em gestão, tecnologia e marketing, como caminho para agregação de valor aos produtos da cadeia produtiva.

           

Já ao que se refere ao trabalho do Comitê Estratégico, Cristiano Palharini apresentou a proposta de visão de futuro, elaborada a partir do estudo realizado pelo omitê Técnico e considerando o contexto e as potencialidade da nossa região, sendo posta em discussão a perspectiva de que “em 2030 a Região Noroeste e Missões será referência latino americana de inovação por meio de uma estratégia de especialização inteligente em agronegócio, eletromecânico, saúde, tecnologia da informação e turismo.”

Assim, considerando a estratégia de especialização inteligente, propôs-se a discussão das áreas prioritárias e a delimitação de (no máximo) três setores para atuação intensificada no âmbito dos projetos - naturalmente, podendo haver projetos específicos ou pontuais que contemplem outras áreas.

As falas dos representantes da Mesa se deram no sentido de reforçar a importância do agronegócio para a região, bem como do setor eletrometalmecânico, do turismo e da saúde. Quanto a tecnologia de informação, houve consenso quanto a sua extrema importância da sua transversalidade, entretanto, não como uma área de especialização diretamente, mas como algo que estará inserido em todas as demais áreas. Também foram destacadas as dificuldades relacionadas à infraestrutura e logística (necessidade de um aeroporto na região, de melhora da infraestrutura de comunicação e das condições da estrutura viária) para o desenvolvimento de negócios. Além disso, também citou-se os potenciais para projetos relacionados ao pró etanol utilizando culturas típicas regionais (como cereais de inverno e batata doce, por exemplo), voltados à promoção de energia verde - havendo inclusive um projeto já em tramitação na Casa Civil, em trâmite para ir à Assembleia Legislativa. Ainda, frisou-se a relevância da produção de energia, bem como dos desafios para a implementação de redes inteligentes que sejam capazes de gerenciar a diversidade de fontes e a geração distribuída nestes sistemas. Reforçou-se a potencialidade de expandir a geração distribuída de energia renovável (como fotovoltaica, biomassa, etc.) e da atuação das cooperativas de energia, reforçando a relevância do desenvolvimento de plataformas que sejam capazes de integrar esses sistemas de geração distribuída em uma rede inteligente (o que, uma vez desenvolvidas, não só atendem necessidades da região mas também de outros lugares).

 


Bate-papo com Luciano Potter é o esquenta para o Profissional do Futuro 2020

           

Vamos bater um papo sobre Mercado de Trabalho e o Futuro das Profissões Pós-Pandemia? Quem vai trocar uma ideia com a gente é o Luciano Potter, do Pretinho Básico e outros programas de rádio. E pra acompanhar a conversa vai rolar ainda um show com Lucas e Pimenta, além de sorteio de brindes. Se liga que é no dia 28/10, às 19h, no Youtube da Unijuí!

O Profissional do Futuro

Chega a hora de fazer uma escolha muito importante para o futuro e isso pode dar uma angústia, certo? Para que você faça sua escolha profissional, a Unijuí criou o Profissional do Futuro, que será realizado do dia 9 ao dia 13 de novembro. Queremos ajudar os estudantes mostrando as profissões, o mercado de trabalho e as possibilidades para construir um futuro melhor. Em razão da pandemia da covid-19, a edição 2020 do Profissional do Futuro será online. Vamos nos conectar com você e apresentar em oficinas online e bate-papos com professores, estudantes e egressos, a sua futura profissão. 

Na programação, você vai poder conferir palestras, mostras de cursos e profissões, aulas de redação, dicas para o Enem e muito mais. Uma das atrações desta edição é o QUIZ DESCUBRA SEU FUTURO. O estudante pode descobrir, de forma interativa, qual profissão combina mais com os seus objetivos. Acesse o site e fique por dentro de toda a programação do evento, clicando neste link.  

Vestibular de Verão

O Vestibular de Verão 2021 é muito especial para a Unijuí, porque é através dele que vai se formar a primeira turma da Graduação+! É um novo tempo que começa e você pode ser um dos protagonistas dessa mudança. Vivemos um mundo em transformação. Surgem novas tecnologias, novas ideias, novas formas de fazer acontecer. A Unijuí está de olho em todo o movimento da sociedade e acompanha as mudanças de perto. É por isso que a Universidade está se reinventando! Estamos nos renovando para formar profissionais cada vez mais qualificados e capazes de desenvolver realidades mais sustentáveis, com seus aprendizados e experiências a partir da Unijuí. Vamos transformar juntos? As inscrições abriram nesta quarta-feira, 21 de outubro. 

 


Unijuí celebra a produção de estudantes e professores no Salão do Conhecimento 2020

              

Começou. O Salão do Conhecimento 2020 abriu a programação na noite desta terça-feira para os quatro Campi da Unijuí: Ijuí, Santa Rosa, Panambi e Três Passos. As atividades seguem até a próxima sexta-feira, com um amplo conjunto de atividades, todas de forma online em razão da pandemia de covid-19. Neste ano serão cerca de 800 trabalhos apresentados, além de diversas palestras ao longo do evento. 

A programação de abertura teve início com uma apresentação cultural do Coral Unijuí. Logo após, ocorreu o ato oficial de abertura. Em sua fala, o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Fernando Jaime González, observou que o Salão é o mais importante evento da Universidade para a socialização do conhecimento entre todos os estudantes, nos diversos níveis de ensino, dos quatro Campi da Instituição, além de receber os trabalhos de outras Universidades, inclusive do exterior. “Desfrutem deste momento. Participem desta celebração do conhecimento! É muito necessário a participação de todos para o enriquecimento das discussões propostas ao longo do evento”, disse. 

O Vice-Reitor de Administração, Dieter Siedenberg, observou sobre o esforço da Instituição para adequar este e outros eventos importantes ao formato online, sendo um grande desafio para todos na Instituição. “Neste sentido, desejo um excelente Salão do Conhecimento para todos”, observou. 

Dando prosseguimento ao evento, a Vice-Reitora de Graduação, professora Fabiana Fachinetto, fez uma saudação. “Acredito que este formato de evento venha para ficar, mesmo que parcialmente, para os próximos anos. Além disso, já estamos trabalhando as temáticas de Inteligência Artificial e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ao longo deste ano, culminando agora nas discussões do Salão”. Ela também fez menção ao processo de reinvenção institucional: “toda a instituição está trabalhando arduamente neste processo, com os professores construindo novas propostas pedagógicas. Queremos aproximar ainda mais o ensino da pesquisa e da extensão. É uma proposta de envergadura”, complementou. 

Por fim, a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, fez o seu pronunciamento. “Nestes quatro dias vamos mostrar um pouco do que fizemos em ensino, pesquisa, extensão e cultura. Neste ano, temos o prazer de fazer um Salão efetivamente da Universidade Regional, no qual os quatro Campi podem acompanhar todas as atividades simultaneamente. Eu espero que, mesmo as salas e corredores do evento sendo transformados em um link de internet, que vocês possam se encontrar e fazer os debates importantes”, salientou. 

A abertura oficial foi transmitida pelo Youtube da Unijuí. Confira na íntegra: 

             

A primeira noite de atividades ainda conta com a apresentação dos trabalhos do XXVIII Seminário de Iniciação Científica, X Seminário de Inovação e Tecnologia e XXI Jornada de Extensão. 

O tema geral desta edição é “Inteligência Artificial, a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. As discussões e eventos serão norteados também pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ONU). O Salão é um evento para divulgação da produção em pesquisa e extensão que permite a socialização de experiências e a reflexão sobre as atividades desenvolvidas na Universidade e em demais instituições participantes, nas diversas áreas de conhecimento, possibilitando aos autores – pesquisadores, extensionistas, estudantes de graduação e de pós-graduação – um espaço de diálogo, de socialização e de trocas de saberes e de experiências entre si e com a comunidade externa.

Como está organizada a edição 2020

Este ano as salas de apresentação serão diferentes: ao invés de serem organizadas por áreas do conhecimento, estão distribuídas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU), sendo eles 17 diferentes temáticas. Desta forma, as áreas do conhecimento vão ter maior contato umas com as outras, ampliando o diálogo entre os cursos. 

Outra mudança no evento está na forma de apresentação dos trabalhos: como não haverá exposição de pôster em razão da pandemia de covid-19, os participantes irão apresentar os trabalhos em salas virtuais por meio do Google Meet. As apresentações poderão ser assistidas pela comunidade acadêmica (por meio de sua conta Unijuí) e pelos participantes inscritos no evento. Também poderão ser conferidas por qualquer pessoa com acesso a internet, pelo Youtube, o que amplia a disseminação do conhecimento produzido na Universidade à comunidade.  

No segundo dia do Salão do Conhecimento, nesta quarta-feira, de forma paralela às salas de apresentação dos trabalhos, os bolsistas de iniciação científica vão ser avaliados por consultores externos, tudo online e sem contato físico. Já na quinta, 22, e sexta, 23, vai acontecer, de forma paralela ao evento, a I Feira Estadual de Matemática do RS. Saiba mais sobre a programação deste evento. 

No encerramento das atividades, sexta-feira, a programação principal do Salão será dedicada ao Debates Sobre Inteligência Artificial d.I.A., com palestras das 9h às 18h45 sobre diversas temáticas integradas ao tema geral, com a coordenação dos Programas de Mestrado e Doutorado. No turno da noite serão realizadas as apresentações de trabalhos inscritos nesta temática de Inteligência Artificial. 

Para que toda esta organização dê certo, uma verdadeira força-tarefa foi montada pela Unijuí, com o envolvimento de profissionais de diversas áreas para a gestão e mediação das salas, estrutura de transmissão e suporte de tecnologia. Todos os participantes do Salão do Conhecimento, devem se guiar diariamente pelo site do evento para verificar as salas e outras informações de organização do evento.

Programação completa 

21 de outubro, quarta-feira

8h30 às 17h30 - Apresentação dos trabalhos dos bolsistas de Iniciação Científica e Tecnológica da Unijuí.

19h30 às 22h30 - Apresentação dos trabalhos do XXVIII Seminário de Iniciação Científica, X Seminário de Inovação e Tecnologia e XXI Jornada de Extensão.

22 de outubro, quinta-feira

19h30 às 22h30 - Apresentação dos trabalhos da XXV Jornada de Pesquisa.

23 de outubro, sexta-feira 

Manhã:

9h às 10h - Palestra: Inteligência Artificial e os desafios às profissões jurídicas

Dr. Wilson Engelmann - UNISINOS

10h30 às 11h30 - Palestra: Inteligência Artificial para Ciências da Vida

Dra. Daniela Lopes Freire - Startup PickCells 

Tarde:

14h às 15h - Palestra: Por que antes o “bit” e não o nada? As redes de sincronização algorítmica e o estado da aprendizagem

MSc. Leandro Beck Freiberg - Universidade Federal do Tocantins

15h15 às 16h15 - Palestra: Inteligência Artificial e desenvolvimento urbano sustentável

Dr. José Eduardo Storopoli - UNINOVE 

16h30 às 17h30 - Inteligência Artificial nas Ciências Ambientais

Dr. Manuel Osório Binelo - Unijuí

17h45 às 18h45 - Palestra: Aplicando Inteligência Artificial

Dr. Maurício de Campos - Unijuí 

Noite

19h10 às 20h30 - Palestra: Inteligência Artificial e Direitos Humanos

Dr. Mateus de Oliveira Fornasier - Unijuí

19h10 às 20h30 - Palestra: NVIDIA e o Estado da Arte das Soluções de Inteligência Artificial

Dr. Pedro Mário Cruz e Silva - NVIDIA

20h30 às 22h30 - Apresentação dos trabalhos do evento Debates sobre Inteligência Artificial (d.I.A.)

Acompanhe a programação completa e consulte os links de transmissão no site do evento.

Até 20/10: Inscrições abertas para PARTICIPANTES.

Certificado de 20 horas e de brinde o Guia de Formatação de Trabalhos Acadêmicos Unijuí.

 


Criatec realiza pesquisa sobre os impactos da pandemia nas empresas residentes na Incubadora

            

A Incubadora de empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí - Criatec realizou pesquisa sobre os impactos da pandemia no desenvolvimento das empresas residentes na incubadora em Ijuí e Santa Rosa. Atualmente estão incubadas 17 empresas nas unidades de Ijuí e Santa Rosa. A equipe de gestão está sempre buscando agregar valor aos serviços oferecidos aos empreendimentos apoiados, nesse contexto, a pesquisa buscou identificar as necessidades do conjunto de empresas.

O questionário procurou investigar sobre o número de pessoas vinculadas às empresas, sendo que 78,6% manteve o mesmo número de colaboradores, 14,3% aumentou e 7,1% diminuiu. No que diz respeito ao faturamento, 57,1% manteve o faturamento, 35,7% aumentou e apenas 7,1% diminuiu. Perguntados sobre  a importância da Criatec para o desenvolvimento dos seus negócios, 100% reconhece a importância da infraestrutura física e tecnológica, além do pacote de serviços disponibilizado pela Universidade em parceria com o poder Público e entidades parceiras.

Para a equipe de gestão da Criatec os dados são satisfatórios, uma vez que a Incubadora nos primeiros anos das empresas, momentos em que reside o maior conjunto de fragilidades. Desta forma o resultado mostrou que as ações realizadas desde o início da pandemia  foram eficazes, reconhecendo a importância de ambientes e programas como esse para fomentar a criação e o desenvolvimento de negócios a partir do conhecimento adquirido nas academia. Da mesma forma, buscando atender as sugestões relatadas no formulário de pesquisa, neste mês de outubro será realizado um workshop sobre marketing digital, já em novembro, uma rodada de negócios, buscando aproximar as demandas das empresas da região com a capacidade de solução existente no grupo de empresas da Criatec.