COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Unijuí seleciona voluntários para participar da pesquisa Epicovid-19

A Unijuí está selecionando voluntários para participar, como entrevistadores, da 9ª rodada da pesquisa Epicovid-19 – estudo coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e pelo governo do Estado, em parceria com universidades públicas e privadas, a exemplo da Unijuí. A pesquisa tem o intuito de estimar o percentual de gaúchos infectados pela covid-19, avaliar a velocidade de expansão da infecção, fornecer indicadores precisos para cálculos de letalidade e determinar o percentual de infecções assintomáticas ou subclínicas.

O treinamento para realização das entrevistas será realizado no dia 5 de fevereiro, no Centro de Eventos da Unijuí. Já nos dias 6 e 7 de fevereiro, acontecerá o trabalho de campo, com aplicação dos testes rápidos e realização das entrevistas na comunidade.

As inscrições para fazer parte da equipe de voluntários estarão abertas até as 12h do dia 1º de fevereiro, por meio deste formulário.

Para participar da equipe, é necessário atender a alguns requisitos: estar cursando ou ter concluído o Ensino Superior; não ser do grupo de risco – ou seja, não ter nenhuma doença pré-existente; ter veículo e carteira de habilitação; ter disponibilidade de horários durante os três dias do projeto; ter celular com sistema Android.

Os participantes vão receber os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários para realização da pesquisa; ajuda de custo para gasolina (para os dias de coleta) e ajuda de custo por questionário aplicado (estimativa de 10 entrevistas por dia); além de certificado de participação, ao final da pesquisa.


8º Congresso Internacional em Saúde abre inscrições

Já estão abertas as inscrições para o 8º Congresso Internacional em Saúde, que irá ocorrer no formato online, entre os dias 18 e 21 de maio. O evento terá como tema ‘Determinantes sociais, tecnológicos e ambientais em saúde’.

O Congresso tem como objetivo discutir, de forma interdisciplinar, perspectivas, tendências e desafios no campo da saúde, permitindo interações, troca de conhecimentos e experiências entre profissionais, pesquisadores e estudantes do Brasil e de outros países.

As inscrições dos Temas Livres podem ser realizadas até o dia 15 de março, por meio do endereço www.unijui.edu.br/8CIS.

Cada autor poderá submeter até dois trabalhos nas modalidades resumo simples e/ou trabalho completo. O autor deverá, na submissão, escolher a seção do trabalho: Enfermagem, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Farmácia, Nutrição, Medicina, Biomedicina, Educação Física, Psicologia, Odontologia, Estética e Cosmética, Ciências Biológicas e Química, Educação em Saúde, Atenção Integral à Saúde, Sistemas Ambientais e Sustentabilidade, Fonoaudiologia, Multidisciplinar, Direito em Saúde, Outros.

A apresentação de trabalhos será realizada durante o evento, de forma remota. As normas completas para submissão de trabalhos podem ser conferidas no site, em www.unijui.edu.br/8CIS. A programação do evento será publicada em breve.

O Congresso Internacional em Saúde é promovido pelos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde - uma associação entre a Unijuí e a Universidade de Cruz Alta (Unicruz); o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direitos Humanos da Unijuí; o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação nas Ciências da Unijuí; e o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí. Ainda, pelos cursos de graduação em Medicina, Biomedicina, Farmácia, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Estética e Cosmética, Ciências Biológicas e Gastronomia da Unijuí, e pela Universidade do Minho de Portugal.


Unijuí realiza a entrega de equipamentos ao poder Executivo

Em contrapartida à implantação do curso de Medicina, a Unijuí realizou a entrega, nesta quarta-feira, dia 30 de dezembro, de novos equipamentos à Prefeitura de Ijuí, para qualificação da rede pública de saúde. Os equipamentos referem-se ao Ano 2 do Plano de Contrapartida à Estrutura de Serviços, Ações e Programas de Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os equipamentos entregues, que englobam 10 microcomputadores e 50 impressoras térmicas, totalizam R$ 114.400,00. Os demais itens, que integralizam o investimento de R$ 296.716,00, serão entregues em 2021, totalizando o valor da contrapartida, para o Ano 2, de R$ 411.116,00.

Em tom de despedida do cargo, o prefeito, Valdir Heck, fez um resgate das ações realizadas pela sua gestão, especialmente na área da saúde, e agradeceu a parceria mantida com a Unijuí ao longo dos últimos quatro anos. “Agradeço à Unijuí por sempre trabalhar pelo coletivo. Espero que isso perdure e que o município continue prosperando por intermédio das ações, em parceria com a Universidade”, disse.

A reitora da Unijuí, professora Cátia Maria Nehring, destacou que o projeto de implantação do curso de Medicina, que se iniciou em 1991, agora se materializa, com 150 estudantes, muitos já em atuação nos postos de saúde do Município. “Em nome da Universidade, agradecemos a parceria da atual administração e reforçamos nosso compromisso de continuar trabalhando pelo bem comum e pelo desenvolvimento da cidade e da região”, reforçou a reitora.

Também participaram do evento, junto à Biblioteca Mario Osorio Marques, o secretário municipal de Saúde, Josias Pinheiro; o assessor jurídico do poder Executivo, Jonathan Amarante; o gerente financeiro da Unijuí, Roberto Büron; o chefe do Departamento de Ciências da Vida e representante do Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Saúde (Coapes), professor Matias Nunes Frizzo; e o vereador e coordenador do Núcleo Patrimonial da Unijuí, Jeferson Dalla Rosa.


Unijuí assina convênios para oferta de cursos EaD

O Núcleo de Captação Institucional da Unijuí assinou convênios, nas duas últimas semanas, com empresas e instituições de Ijuí e região. Por meio da parceria que foi firmada, colaboradores e dependentes terão acesso a um desconto, de 25%, nos cursos ofertados pela Universidade na modalidade Ensino a Distância (EaD). O convênio garante a qualificação do quadro de funcionários na área de gestão, por meio de cursos de bacharelado e tecnólogos; e na área de educação, através de cursos de licenciatura e bacharelado.

Foram assinados convênios em Ijuí, com o Sindicato dos Contadores, Fricke Matriz, Fricke Indústria e Sindilojas; em Giruá, com a Associação Comercial e Industrial (Acigi); em Palmeira das Missões, com o Sindilojas; em Uruguaiana, com o Círculo Operário; e com o Instituto Cresol, que abrange todas as agências da Cresol -  Cresol Baser, Cresol Sicoper e Ascoob.

A Unijuí tem polos EaD nas cidades de: Ijuí, Santa Rosa, Panambi, Três Passos, Tenente Portela, Palmeira das Missões, Planalto e Uruguaiana. Interessados na parceria podem entrar em contato com a equipe, por meio do e-mail relacionamento@unijui.edu.br.

Conheça os cursos EaD da Unijuí


Unijuí fecha ano com quase um milhão de pessoas interagindo com a Universidade

A pandemia de covid-19 pegou todas as pessoas e todos os setores de surpresa – e na Unijuí não foi diferente. Praticamente todas as atividades realizadas pela Instituição tiveram que ser remodeladas em 2020: em três dias, as aulas presenciais, em cursos de graduação e pós-graduação, migraram para o ambiente virtual, utilizando-se de plataformas e recursos digitais para garantir o cumprimento do calendário letivo e também dos decretos municipal e estadual, preservando a saúde de todos os estudantes e professores.

Mas não foi apenas isso: eventos que tradicionalmente aconteciam de forma presencial, tiveram que ser readaptados para o formato digital. O ganho, deste período, é que mais palestrantes de fora do Estado e até do País puderam participar ativamente das discussões. Estudantes, professores e funcionários, que por vezes não podiam acompanhar um evento presencial, tiveram a facilidade de acompanhar a transmissão online. Foram quase um milhão de pessoas que participaram, neste ano, dos eventos promovidos pela Unijuí – sejam eles capacitações, formaturas, palestras ou reuniões.

Para que tudo isso fosse possível, a Universidade contou com o esforço da comunidade acadêmica, que teve que se adaptar, ainda mais, aos meios tecnológicos. Alguns pontos ficaram evidentes na pandemia: a necessidade de reestruturação dos cursos – algo que a Unijuí promoveu por meio da Graduação Mais; da Instituição se manter cada vez mais conectada e tecnológica; e a necessidade de reforçar o elo com outros países.

A pandemia nos transformou, mas não parou nossas atividades.

Balanço das atividades 2020 na Unijuí:


Centro de Inovação da Unijuí avança com montagem do Laboratório de Smart Grids

Já está estruturado, e com inauguração prevista para o mês de março, o Laboratório de Smart Grids – ou Redes Elétricas Inteligentes, que fará parte de um grande projeto que está sendo desenvolvido na Unijuí: o Centro de Inovação e Criatividade para uma Cidade Inteligente. Por meio desta iniciativa, conforme explica o coordenador do projeto, professor Peterson Cleiton Avi, serão criados cinco ambientes – para além do Laboratório de Smart Grids, o Laboratório de Desenvolvimento de Internet das Coisas (IoT), Espaço de Ideação, Espaço Coworking e Sala de Realidade Aumentada. Estes ambientes experimentais de inovação estarão localizados no atual prédio do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias (DCEEng) e terão foco em eficiência energética e internet das coisas. O projeto conta com financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

O projeto se propõe a desenvolver atividades que alcancem crianças, jovens e adultos e, principalmente, estudantes, pesquisadores, empresários e gestores públicos. Serão desenvolvidas atividades à formação e qualificação de pessoas para uso criativo da infraestrutura disponível nos ambientes e nos seus entornos, para que possamos desenvolver produtos e processos inovadores em interação com os demais agentes de inovação da comunidade”, explicou o professor, lembrando que o prazo de execução do projeto é de dois anos. “As soluções desenvolvidas poderão ser utilizadas pela comunidade no contexto de uma Smart City, com uma estrutura eficiente de redes inteligentes e com melhorias urbana, econômica, social e de governança da cidade”, reforçou Peterson.

Especificamente sobre o Laboratório de Smart Grids, o investimento inicial é de aproximadamente R$ 1 milhão. Para além da reforma, foi adquirido um sistema completo, uma bancada de uma fabricante italiana, que permite simulações dos sistemas de geração, transmissão e distribuição, além de cargas vinculadas ao sistema elétrico de potência. De acordo com o professor de Engenharia Elétrica Maurício de Campos, que ficará responsável pelo laboratório, será possível simular, neste laboratório, qualquer setor de sistema elétrico de potência, com toda a supervisão, a partir dos sensores e redes de comunicação. Este será o único laboratório do tipo no Rio Grande do Sul.

Existe um laboratório similar em Foz do Iguaçu e os demais estão em São Paulo ou em outras regiões. Com a incorporação da segunda etapa, o laboratório vai se tornar bem exclusivo e vai permitir vários estudos. Se a gente pensar em termos de desenvolvimento da região, temos as dissertações, as teses de doutorado que poderão ser desenvolvidas. Do ponto de vista do ensino-aprendizagem, será possível simular qualquer situação do sistema elétrico. Então é possível criar cenários bem futuristas para se trabalhar num sistema moderno, contemporâneo, que na prática vai existir daqui a cinco, 10 anos. Podemos adiantar o treinamento de futuros engenheiros, para que eles possam estar preparados para trabalhar com este tipo de sistema e, ao mesmo tempo, para estarem preparados para projetar esse tipo de evolução do sistema elétrico”, destacou o professor Maurício.

Sobre as Smart Grids:

Redes Elétricas Inteligentes, ou Smart Grids, são o que chamaríamos de futuro da transmissão e distribuição de energia elétrica, de acordo com o professor Maurício de Campos. “O sistema elétrico foi desenvolvido pela década de 1940 e vem sofrendo alterações. Mas, do ponto de vista funcional, a estrutura é basicamente a mesma. Optou-se por incorporar novas tecnologias a esse sistema ao invés de fazer substituições – o que implicaria, se fosse feito, em custos muito elevados”, explicou.

As Smart Grids surgiram para modernizar e atualizar o sistema de distribuição que possui sua arquitetura baseada nestes conceitos da década de 40. O conceito de Redes Elétricas Inteligentes está vinculado à integração de tecnologias incluindo sistemas de comunicação a essas redes tradicionais. Podem ter sua utilização ampliada, dando suporte a diversos serviços de utilidade pública. Essas redes, além do serviço de distribuição de energia elétrica, possibilitam também dar suporte à segurança pública, controle de tráfego, como semáforos inteligentes, iluminação pública, monitoramento do abastecimento de água, entre outras.


Cursos da Saúde têm atuação de destaque no enfrentamento à covid-19

A Unijuí, de forma geral, precisou se adaptar e se reinventar para passar pelo período de pandemia. Alguns cursos, no entanto, especialmente da área da saúde, tiveram papéis de destaque no enfrentamento à covid-19 e na construção de ações às comunidades local e regional.

Esse foi um ano diferente, mas nos mantivemos ativos. Desde março, os cursos seguiram com suas aulas, com suas práticas e estágios. Tivemos aulas abertas semanalmente, de forma virtual, com pesquisadores renomados não só do Estado, do País, mas também do exterior. A Universidade como um todo manteve suas atividades – claro que, não da mesma forma, já que os próprios laboratórios tiveram que ser adaptados para receber os estudantes. Mas conseguimos nos adaptar, tanto que chegamos ao fim do ano com o calendário organizado”, destacou o chefe do Departamento de Ciências da Vida (DCVida), professor Matias Nunes Frizzo.

Já no início da pandemia, a Farmácia Universitária da Unijuí se desdobrou para a produção de álcool em gel, recomendado para a higienização das mãos. O Laboratório de Análises Clínicas (Unilab), a partir de uma parceria com o Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisa), passou a realizar testes para detecção da covid-19, pelo método RT-qPCR, para Ijuí e região. Desde junho, mais de 10 mil testes foram realizados.

A evolução do novo coronavírus no Estado também foi acompanhada de perto por professores e estudantes da Unijuí, que participaram da realização do estudo Epicovid-19, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Em cada uma das oito etapas, foram aplicados 500 testes em cada um dos nove municípios envolvidos, incluindo Ijuí. “O Programa de Pós-graduação em Atenção Integral à Saúde, desenvolvido em parceria com a Unicruz, também ousou em fazer o seu próprio projeto de pesquisa, que ainda está sendo realizado no município de Coronel Bicaco, que envolve não só o estudo da prevalência de anticorpos, mas uma análise junto a pacientes que tiveram a doença e que estão sendo monitorados”, explicou o professor.

O Grupo Interdisciplinar de Apoio à Terceira Idade (Giati), vinculado à Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, apresentou um novo olhar ao seu público-alvo. O grupo começou a ser pensado no contexto da extensão universitária para atender aos integrantes do Programa Integrado para a Terceira Idade (Piti), ligado ao curso de Educação Física, que há 21 anos promove atividades com a melhor idade. Neste período, o Grupo de Pesquisa em Envelhecimento Humano (Geron) se uniu ao Giati e passou a trabalhar o apoio e o acolhimento ao idoso de uma forma diferenciada: as atividades passaram a acontecer via teleatendimento e telemonitoramento, por meio de contatos telefônicos, WhatsApp, vídeos com orientações de saúde e encaminhamentos, conforme as necessidades.

No Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família, realizado por meio de uma parceria entre a Unijuí e Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa (Fumssar), os profissionais residentes também tiveram que se adequar às mudanças do período para continuar auxiliando a comunidade. Eles passaram a realizar ações em unidades de saúde do município de Santa Rosa, além de desenvolver reflexões e produções teóricas sobre o contexto da pandemia. E estes são apenas alguns exemplos de atuação da Unijuí, e seus diferentes setores, neste complexo momento.

Em 2020, o ensino, a pesquisa e a extensão estiveram muito voltados à temática do coronavírus. Agradeço aos professores, aos estudantes e aos técnicos administrativos e de apoio que realmente fizeram a diferença no combate à doença, em prol da nossa comunidade”, finalizou.


Mais Unijuí: os caminhos da reinvenção

Há mais de 60 anos a Unijuí transforma a realidade da região noroeste do Rio Grande do Sul, por meio da educação. Uma trajetória construída com muito trabalho e colaboração. Confira a história de reinvenção da Unijuí ao longo das décadas.

Não há crescimento sem mudanças, assim é a vida. As histórias são construídas a partir de transformações. Na Unijuí não é diferente. O ano de 2020 marca o começo de mais uma reinvenção da Universidade, mas esta não é a primeira vez que a Unijuí passa por processos de modificação.

Tudo começou nos anos 50, quando um grupo de frades capuchinhos ousou criar uma faculdade no interior do Rio Grande do Sul. Trinta anos depois, a ousadia de uma comunidade transformou essa faculdade em uma universidade. Já nos anos 90, essa universidade passa por mais uma transformação, se expande e se torna regional. A história da Unijuí, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, é de reinvenção, ousadia e transformação. Agora, a Unijuí se prepara para uma renovação, para ser ainda mais e melhor para toda a comunidade. 

A mudança é parte da vida e uma Universidade com mais de 60 anos de história precisa aliar sua tradição com a inovação, para formar profissionais cada vez mais conectados com o mercado de trabalho e qualificados para lidar com os desafios de hoje e de amanhã. Essa renovação também tem como objetivo deixar a Unijuí mais próxima da comunidade, sendo capaz de colaborar ainda mais com o desenvolvimento regional.


Confira uma linha do tempo com as principais mudanças da Unijuí ao longo das décadas:

Mais Unijuí

A reinvenção da Universidade, iniciada neste ano de 2020, acompanha as transformações pelas quais o mundo tem passado. Surgem novas tecnologias, novas ideias, novas formas de fazer acontecer. A Unijuí, atenta aos movimentos da sociedade, está se renovando para formar profissionais cada vez mais qualificados, conectados com o mercado de trabalho, e capacitados para os desafios de hoje e de amanhã. Estão sendo propostas inovações que estão se consolidando no cenário da educação superior brasileira e internacional, como os currículos por competência, modulares, projetos integradores e formação pessoal e profissional. 

Os currículos da Graduação Mais estão sendo estruturados para o desenvolvimento de competências. Este desafio consiste em construir arranjos curriculares, metodológicos e tecnológicos propiciadores de experiências de aprendizagem orientadas ao desenvolvimento e construção/aprendizagem de habilidades, conhecimentos e atitudes para responder a situações, conflitos e problemas característicos da vida profissional. No modelo por competências, os estudantes passam a ter aulas em módulos integrados os quais permitem que o conhecimento seja construído em interação com os desafios próprios do campo profissional. Nessa perspectiva, os módulos integrados envolvem um conjunto de componentes curriculares fortemente relacionados e articulados, perpassados pela necessidade de enfrentar desafios inerentes à profissão.

Nova estrutura administrativa

Além dessas mudanças, na estrutura organizacional não haverá mais Departamentos, que hoje são administrados por um chefe/docente o qual tem, entre suas atribuições, fazer a gestão dos professores e técnicos. Com a reestruturação proposta, a gestão das pessoas passará a ser feita pela atuação conjunta da VRG com a VRA, assessorada por comitês específicos. Nos campi de Panambi, Três Passos e Santa Rosa não haverá alteração de estrutura, pois já funcionam nesta sistemática. A composição do Conselho Universitário (Consu), instância máxima da Unijuí, em substituição aos seis chefes de Departamentos, ganha nove outros membros, representantes dos Coordenadores de Curso de Graduação, um Coordenador de Programa Stricto Sensu e um Coordenador de Extensão, todos na condição de representantes das atividades fim, intrínsecas ao fazer da Universidade. A representação estudantil está proposta com mais um membro e também com cinco suplentes. 

Dessa forma, os Colegiados de Curso e o Núcleo Docente Estruturantes se mantêm, tendo função mais ativa no fazer acadêmico e administrativo. Os coordenadores continuam sendo a principal referência para todas as demandas dos estudantes. A estrutura física dos atuais Departamentos, no campi Ijuí, não sofre alteração, mas os processos de atendimento aos estudantes deverão passar por qualificação. Também está prevista a informatização e a agilização de processos que envolvem demandas dos estudantes.

Confira como fica a nova estrutura administrativa da Universidade:

CAE - Central de Atendimento ao Estudante (Coordenadoria de Gestão Acadêmica)

É o setor de referência para todas as demandas dos estudantes (da graduação até a pós-graduação) no que diz respeito a sua vida acadêmica e financeira, de forma presencial ou virtual. Os estudantes encontram a solução, com praticidade, em um único local.

Telefone direto externo: 55 3332-0444

E-mail: atendimento@unijui.edu.br

Ramal chave para divulgação Interna : 3900

Localização: Prédio da Biblioteca - antiga CAA  

NSC - Núcleo de Suporte aos Cursos (Coordenadoria de Gestão Acadêmica)

É uma estrutura de apoio aos cursos de graduação, com atendimento nas estruturas de áreas (antigas sec. de depto.), vinculada à CAE - Central de Atendimento ao Estudante. 

Localização: Em Ijuí, alocados aos antigos Departamentos.

NIP - Núcleo de Inovação Pedagógica (Coordenadoria de Gestão Acadêmica)

O Núcleo de Inovação Pedagógica (NIPI) integra a Coordenadoria de Gestão Acadêmica. Ele será o responsável por fazer o elo entre os setores de apoio pedagógico ao professor, o setor de acompanhamento e acessibilidade ao estudante e a educação à distância e tecnologia. Irá incorporar toda discussão institucional de apoio ao professor considerando as dificuldades dos estudantes e as políticas da instituição (inovação, competências, internacionalização, línguas, EaD). 


CAF - Central de Atendimento ao Funcionário (Coordenadoria de Gestão de Pessoas)

É o setor de referência para todas as demandas dos professores e técnicos administrativos e de apoio no que diz respeito às suas atividades funcionais.

Telefone direto: 55 3332-0300

E-mail: caf@unijui.edu.br

Ramal chave para divulgação Interna : 3800

Localização: Prédio da Biblioteca - em frente à Rádio Unijuí FM 


NLOG - Núcleo de Logística (Coordenadoria de Gestão de Infraestrutura e Serviços)

É o setor de referência para todas as demandas referente às suas atividades fim dos professores e laboratórios. É também o setor que administra e normatiza os técnicos dos laboratórios de ensino, pesquisa, extensão e prestação de serviços.

Telefone direto externo: 55 3332-0400

E-mail: logistica@unijui.edu.br

Ramal chave para divulgação Interna : 3700

Localização: Junto ao atual prédio do Patrimônio


Central de Eventos (Coordenadoria de Gestão de Infraestrutura e Serviços)

É o setor responsável pelo planejamento, organização e execução de todos os eventos institucionais, independente do porte.

Telefone direto externo: 55 3332-0500

E-mail: eventos@unijui.edu.br

Ramal chave para divulgação Interna : 3600

Localização: Prédio da Biblioteca - antiga sala do Banrisul


Startup incubada na Criatec lança plataforma digital

A Agricon Business, uma startup incubada na Criatec da Unijuí, lançou uma plataforma de comercialização de produtos agrícolas. O lançamento ocorreu no dia 16 de dezembro, durante a final do Startup Agritech - um programa desenvolvido pelo Sebrae RS, onde a Agricon Business foi considerada destaque da turma desse ano.

A startup incubada na Criatec conecta o produtor rural brasileiro ao comprador global de forma direta, dinâmica e disruptiva. Prioriza a rastreabilidade, certificação de qualidade, segregação e transparência dos seus processos e produtos agrícolas comercializados através de uma plataforma digital, a plataforma Blockchain. 

Na plataforma, o produtor rural cadastra seu lote de interesse de venda, o comprador global registra sua LOI (carta de intenção) de interesse de compra, a inteligência artificial do sistema cruza as informações e realiza a conexão. A equipe Agricon, através de parceiros logísticos e operacionais, gerencia todo o processo de retirada do produto da propriedade rural até a entrega ao comprador global.

Para conhecer mais sobre a plataforma, acesse www.agriconbusiness.com.


Unijuí adota horários especiais

A Unijuí adotará horários especiais de funcionamento entre os meses de dezembro e janeiro.

Nos dias 24, 25 e 31 de dezembro, e 1º de janeiro de 2021, a Instituição estará fechada.

Já nos dias 28, 29 e 30 de dezembro, as atividades serão mantidas nos turnos da manhã e tarde. À noite, haverá horário estendido até as 19h30, nos setores que tradicionalmente têm atendimento.

De 23 de dezembro a 3 de janeiro, o Hospital Veterinário da Unijuí funcionará apenas com expediente interno, sem a realização de atendimentos à comunidade. Durante esse período serão realizadas manutenções necessárias no espaço, além de dedetização e sanitização de todas as instalações do Hospital Veterinário, para garantir um ambiente ainda melhor para atendimento ao público. As atividades serão retomadas no dia 4 de janeiro de 2021.

Entre 4 e 25 de janeiro de 2021, será mantido expediente nos turnos da manhã e tarde e, à noite, o horário será estendido até as 19h30 nos setores que tradicionalmente têm atendimento. Já a Biblioteca Mario Osorio Marques, entre 28 de dezembro a 25 de janeiro, terá atendimento somente no turno da tarde, das 13h30 até as 19h30.

O quadro de professores estará em férias concentradas no mês de janeiro, portanto, não haverá atendimento nas unidades de referência de atendimento aos cursos.