COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

CPA realiza entrega do Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional para a Reitora da Unijuí

                  

A Comissão Própria de Avaliação da Unijuí - CPA realizou oficialmente a entrega do Relatório Parcial de Autoavaliação Institucional de 2019, à Reitora Cátia Maria Nehring, documento este que apresenta os processos e resultados das avaliações realizadas no contexto da autoavaliação institucional, coordenada pela CPA e da avaliação externa, regulada pelo Ministério da Educação – MEC relativa ao ano de 2019. A atividade ocorreu em 20 de agosto de 2020.

Nas palavras da Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, o planejamento articulado com a avaliação, tanto interna quanto externa, indica as diretrizes de possíveis alterações de condução de processos ou da manutenção deles, visando sempre a melhoria constante do fazer da Instituição, que resulta também em projetos de desenvolvimento que afetam toda a comunidade regional. Assim este relatório e a avaliação institucional da Unijuí cumpre o seu papel de diagnóstico e indicações de diretrizes para o planejamento dos cursos e da Instituição. 

Sobre o Relatório de Autoavaliação

Magna Dalla Rosa, Coordenadora da CPA, enfatiza que este relatório organizado anualmente pela CPA, tem a responsabilidade de sistematizar os processos e os resultados da autoavaliação institucional na Unijuí, realizados pelas suas diferentes unidades administrativas, com base no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES e no Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI. O mesmo evidencia a efetividade e acompanhamento de ações relativas às prioridades elencadas para 2019, as potencialidades, as fragilidades (questões a serem melhoradas) e os indicativos de prioridades para 2020, buscando constituir-se em uma ferramenta de gestão para a constante qualificação da Universidade. 

Para acesso ao Relatório de 2019, clique aqui.


GT de Internacionalização do Comung promove série de webinars

               

O cenário pandêmico tem demandado mudanças no campo da internacionalização e evidenciado a necessidade de uma consciência de que os problemas e suas soluções vinculados à pesquisa são, ao mesmo tempo, temas de dimensão mundial e local. Diante dessa constatação, o Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), por meio do Grupo de Trabalho de Internacionalização, está promovendo uma série de webinars. Serão 13 eventos em diferentes idiomas, com a participação de professores e pesquisadores das Instituições integrantes do Comung, abordando estudos e projetos com temas relacionados à Covid-19, saúde, exploração sexual, biotecnologia, agenda 2030 na comunidade Latino-americana, cooperação, migrações, entre outros.

Os encontros serão sempre às terças-feiras, a partir das 11 horas da manhã. Para participar, basta acessar o canal do Comung no youtube, disponível no link https://comung.org.br/gt

“O objetivo é promover o intercâmbio do conhecimento, apresentando um pouco do que tem sido desenvolvido nas instituições no Sul do Brasil, criando novas oportunidades de colaboração de pesquisas de forma virtual entre as Universidades do Comung e de outros países”, disse a presidente do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas e reitora da Unisc, Carmen Lúcia de Lima Helfer.

O primeiro webinar ocorre no dia 25 de agosto, às 11 horas, tendo como tema Do regional ao global: a atuação do Observatório do Desenvolvimento Regional em redes de pesquisas e no contexto Covid-19, (em Inglês), com a professora e pesquisadora da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Grazielle Betina Brandt. Pela Unijuí, no dia 13 de outubro, o professor Daniel Cenci vai realizar a conferência  “La Agenda 2030 y los ODS como plataforma para conectar a la comunidad Latinoamericana (Espanhol)”.

Programação completa:

 25/08:The Regional Development Observatory activities in research networks and in the COVID-19 context (Inglês), com professora Grazielle Betina Brandt (Universidade de Santa Cruz do Sul – Unisc).

01/09:Graduação I e Utech I – Urcamp (Português), com o professor Fábio Josende Paz (Centro Universitário da Região da Campanha).

08/09:Explotación Sexual Comercial de Niños, Niñas y Adolescentes (espanhol), com o professor Rafael Bueno da Rosa Moreira (Centro Universitário da Região da Campanha).

15/09:Trauma, Stress and Mental Health during COVID-19 pandemic in Brazil (inglês), com o professor Rodrigo Grassi de Oliveira (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS).

22/09:Molecular markers in Andrology: a biotechnological approach (inglês), com o professor Ivan Cunha Bustamante Filho (Universidade do Vale do Taquari – Univates).

29/09:Crossing frontiers through research (Inglês), com a professora Márcia Borba (Universidade de Passo Fundo – UPF).

06/10:The Hollow Core of the Contemporary International System: Popular Sovereignty, Self-Determination, and Nationality (Inglês), com a Professora Tatiana Vargas Mais  (Universidade La Salle – Unilasale).

13/10:La Agenda 2030 y los ODS como plataforma para conectar a la comunidad Latinoamericana (Espanhol), com o professor Daniel Rubens Cenci

(Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul).

20/10: Bioinformatics in COVID-19 vaccine development (Inglês), com o professor Gustavo Fioravante Vieira (Universidade La Salle – Unilasale).

03/11:Migraciones y refugio: acciones adoptadas por la Facultad de Derecho de la Universidad de Passo Fundo (Espanhol), com a professora Micheli Piucco (Universidade de Passo Fundo – UPF).

10/11: A neuroenergetic look at Alzheimer’s disease: the role of lactate (Inglês), com o professor Adriano Martimbianco de Assis (Universidade Católica de Pelotas – UcepeL).

17/11:Redesigning work in the pandemic and wellness (Inglês), com A professora Manoela Ziebell de Oliveira (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS).

01/12: Research collaboration system within the Latin-Nordic Beyond Alliance for Knowledge _ Bak (inglês), com o professor Fernando Rosado Spilki  (Universidade Feevale).

Fonte: Comung.

 


Unijuí possui vagas remanescentes para a Unicasa

               

O período de inscrições para as Vagas Remanescentes da Unicasa - 2º/2020 está aberto e vai até dia 31 de agosto. As vagas são destinadas para alunos matriculados em cursos de graduação presencial, e não é necessário ser bolsista do Prouni. Serão disponibilizadas no total 17 vagas, sendo 13 para estudantes do sexo feminino e 04 para estudantes do sexo masculino.

Dessa forma, os candidatos deverão entregar toda a documentação comprobatória que consta no Edital 05/2020, acesse neste link. O resultado da seleção dos candidatos beneficiados com as vagas remanescentes na Casa do Estudante será divulgado em 01 de setembro, a partir das 17h. A assinatura do contrato de utilização da Unicasa será em 02 de setembro, às 14h30, no Núcleo de Acompanhamento e Acessibilidade Institucional - Naai.

 


Criatec é selecionada em edital do SEBRAE e vai receber R$ 100 mil para realizar ações em Ijuí e Santa Rosa

              

O projeto da Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica da Unijuí (CRIATEC),selecionado no Edital de Chamada Pública Incubadora de Empresas 01/2020, receberá apoio financeiro no valor de R$ 100 mil reais para investir no fomento e geração de empresas, no fortalecimento do ecossistema regional, além de qualificar o pacote de serviços disponibilizado para as empresas incubadas nas unidades Ijuí e Santa Rosa. 

Elaborado pela equipe da Agência de Inovação e Tecnologia da Universidade (AGIT), o projeto tem o objetivo de desenvolver uma plataforma de incubação virtual  para poder aumentar o número de empresas atendidas, ofertar uma conjunto de ações ordenadas para o desenvolvimento de negócios, incluindo consultorias e atividades para acesso a novos mercados, também para realizar um conjunto de ações ordenadas para atrair novos empreendedores.

Para os coordenadores do projeto unidade Ijuí, Maria Odete Palharini, e na unidade Santa Rosa. Lucas Escher, os recursos recebidos para a realização do projeto permitem aumentar a taxa de sucesso do programa de incubação e acelerar o desenvolvimento das empresas atendidas, podendo gerar mais empresas focadas em inovação e em gerar riquezas para a região Noroeste.

Segundo os coordenadores, o Sebrae é um importante parceiro do movimento do empreendedorismo inovador brasileiro, composto por Instituições de ensino e pesquisa, incubadoras, aceleradoras e coworking. A parceria das Instituições mantenedoras e do Sebrae potencializa a inovação tecnológica, o empreendedorismo social, compromissos com o desenvolvimento econômico da região.

               


Palestra sobre Inteligência Artificial marca o primeiro evento do Salão do Conhecimento em 2020

             

Como “aquecimento” ao Salão do Conhecimento 2020 acontece, na próxima semana, palestra que desenvolverá a temática da Inteligência Artificial, uma amostra do que vem por aí no principal evento de divulgação científica da Unijuí. Com a presença (virtual) de Luís Lamb, secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS e do professor da Unijuí, Edson Padoin, será intitulada “O Futuro é hoje - debates sobre inteligência artificial”, e acontecerá na próxima terça-feira, dia 25, às 19h10, de forma aberta, com transmissão pelo canal da Unijuí no youtube.

Segundo o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, professor Fernando Jaime González, em entrevista à Unijuí FM, este tema que será desenvolvido no Salão do Conhecimento e também discutido neste evento da próxima semana, promovido para os estudantes e professores da Universidade, é muito importante na atualidade, diante de todas as questões tecnológicas em que a sociedade está inserida, precisando ser aprofundado. Ainda de acordo com o professor, diante deste cenário de pandemia, esta palestra e o próprio Salão do Conhecimento, exigem adaptação da Universidade para garantir a qualidade nas discussões, o que vem acontecendo ao longo de todo este ano, como já pode ser observado na Semana Acadêmica Integrada, realizada de forma totalmente virtual no primeiro semestre.

Sobre o Salão do Conhecimento

Nesta edição, que acontecerá de 20 a 23 de outubro, nos quatro Campi da Universidade, será desenvolvido o tema “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT).

O evento possibilita a submissão de trabalho completo, no evento Jornada de Pesquisa, ou resumo expandido, no Seminário de Iniciação Científica, Jornada de Extensão e Seminário de Inovação e Tecnologia. A apresentação dos trabalhos aprovados será realizada durante o evento,  na forma de pôster e comunicações orais. Em virtude da pandemia de covid-19, até a data do evento a situação será monitorada e o formato de apresentação poderá sofrer alterações, caso seja necessário.

Esta edição do evento também vai oportunizar discussões acerca dos “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, que compreendem 17 propostas concretas da Organização das Nações Unidas (ONU) para o planeta. No ato da submissão de trabalhos, o autor deverá informar a qual Objetivo o seu trabalho está associado, permitindo diálogos multidisciplinares durante o evento. 

É um evento para divulgação da produção em pesquisa e extensão que permite a socialização de experiências e a reflexão sobre as atividades desenvolvidas na Universidade e em demais instituições participantes, nas diversas áreas de conhecimento, possibilitando aos autores – pesquisadores, extensionistas, estudantes de graduação e de pós-graduação – um espaço de diálogo, de socialização e de trocas de saberes e de experiências entre si e com a comunidade externa.

Os Eventos do Salão do Conhecimento estão consolidados como um expressivo canal de interlocução entre as diversas áreas de conhecimento da Instituição e de relacionamento com a sociedade, materializando a articulação do ensino, pesquisa e extensão. É promovido pela Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí conjuntamente com os Comitês Científico e de Extensão e Cultura.

 


Profissionais são capacitados para darem início aos trabalhos do Programa Inova RS

                

Nesta semana iniciaram as atividades do Projeto Inova RS, iniciativa da Secretaria Estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs), em que a Unijuí está inserida, com diversas outras entidades e instituições, coordenando os trabalhos na região Noroeste e Missões.

Cada uma das oito regiões do Inova RS selecionou três profissionais com experiência em gestão de projetos de inovação, ciência e tecnologia, que irão trabalhar em parceria com os comitês técnico e estratégico. O programa tem duração de dois anos, com os objetivos de conectar o RS para que seja referência global em inovação como estratégia de desenvolvimento local, além de fomentar a nova economia e promover a inovação em setores tradicionais, entre outros.

Agora como gestores da inovação, estes bolsistas irão auxiliar na implementação de um escritório de projetos local, empregando o domínio de metodologias de gestão adequadas a cada projeto. Além disso, vão elaborar, organizar e atualizar planos de gerenciamento e documentação correlata aos projetos; realizar coleta, análise, representação e apresentação de dados e participar ativamente no gerenciamento de grupos de processo: iniciação, planejamento, execução, monitoramento/controle e encerramento, entre outras atividades.

Durante esta semana ocorreram atividades de capacitação aos selecionados, com a participação do secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb. Segundo o coordenador das ações na região, o professor da Unijuí Daniel Knebel Baggio, o Projeto está organizando com a preocupação de trazer modernização para o Estado e desenvolver o empreendedorismo. “Uma vez que todos os envolvidos estejam capacitados, as próximas etapas serão de atuação e diálogo com os atores da região, além da definição de prioridades e o trabalho com os projetos propriamente ditos”, salienta.

Expectativas de quem vai atuar nas ações

Foram selecionados para a Região Noroeste e Missões, os seguintes bolsistas, que irão atuar em Ijuí, Santo Ângelo e Santa Rosa: Bárbara Righi Cenci, Patrícia Lazzarotti Garcia e Cleber Eduardo Graef. Confira as depoimentos sobre as expectativas com as atividades:

“Estou bastante otimista com o Projeto. Acredito que iremos desenvolver um ótimo trabalho no sentido de criar sólidas interações entre os atores da quádrupla hélice (governo, instituições de ensino, empresas e sociedade civil) e consolidar o ecossistema de inovação da Região Noroeste/Missões” - Cleber Eduardo Graef.

“Estamos bastante entusiasmados com o início desta caminhada e buscaremos a articulação e engajamento de representantes da quádrupla hélice (sociedade, universidade, empresários e poder público) atuantes na região Noroeste e Missões para a construção de um ecossistemas de inovação que tenha aderência ao contexto regional e possa trazer desdobramentos econômicos e sociais relevantes” - Bárbara Righi Cenci.

 "Minha expectativa está em ajudar na mudança de mindset dos empresários, para que estes internalizem em seus processos e produtos a inovação como estratégia de diferenciação e competitividade. Conduzir as conexões entre os atores pertencentes quádrupla hélice da região, para que estes aproveitem as suas potencialidades, de maneira criativa e inovadora, reforçando os aspectos culturais e históricos e desta forma criando uma visão conjunta de futuro que valorize tanto o tradicional como o inovador para o crescimento e desenvolvimento econômico regional" - Patrícia Lazzarotti Garcia.

Na região Noroeste e Missões

Na região Noroeste e Missões a coordenação do Programa é da Unijuí, com a coordenação do professor Dr. Daniel Knebel Baggio e apoio técnico da Agência de Inovação e Tecnologia e Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica, a Criatec, vinculados à Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão. Com duração prevista de dois anos, para o desenvolvimento do Programa são concedidas Bolsas de Gestão da Inovação e Tecnologia (GIT) a profissionais com experiência em gestão de projetos de inovação, ciência e tecnologia, para atuar nas atividades de suporte aos comitês locais e de gerenciamento de projetos estratégicos nos Ecossistemas Regionais de Inovação. 

O Projeto terá abrangência em 77 municípios, contemplando os COREDES Celeiro, Fronteira Noroeste, Missões e Noroeste Colonial, formando assim a região denominada no Programa Inova RS de Noroeste e Missões. Também serão parceiras no desenvolvimento da iniciativa na região, as seguintes instituições e entidades: Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS, Faculdade Horizontina - FAHOR, Horizonte Ambiente Empreendedor - HAE/FAHOR – Incubadora, Sindilojas Noroeste, Associação Comercial e Industrial de Ijuí, Associação Comercial, Industrial, Serviços e Agronegócios de Santa Rosa, Agência de Inovação de Ijuí, Agência de Desenvolvimento de Santo Ângelo, Associação dos Administradores do Noroeste do Estado, Associação dos Municípios das Missões, Faculdade CNEC Santo Ângelo, Faculdade Santo Ângelo - FASA, Faculdades Integradas Machado de Assis - FEMA, Instituto Federal Farroupilha Santo Ângelo, Mind7 Coworking e Espaço Corporativo, SebraeRS, ACISA-Associação Comercial Industrial de Santo Ângelo, Prefeitura de Ijuí, Sociedade Educacional Três de Maio – SETREM e Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões - URI.

 


Rizoma debateu “Ódio, intolerância e preconceito: a redescoberta do Brasil”

         

No dia 13 de agosto, uma manhã de quinta-feira como esta, o Museu Antropológico Diretor Pestana realizaria, com estudantes de escolas, uma discussão com a temática "Povos indígenas e colonialidade: entre velamento e reminiscências", e foi impedido devido a um ataque de ódio coordenado. Um grupo invadiu a sala de debate virtual e passou a promover discursos odiosos direcionados a temática e também a reproduzir em áudio e vídeo alguns absurdos. O evento foi cancelado e a Instituição registrou Boletim de Ocorrência, além de publicar uma nota à comunidade

Como programa de uma Rádio Educativa, parte integrante de uma instituição comunitária com mais de 60 anos de história, o Rizoma é comprometido com os Direitos Humanos e com as vozes que muitas vezes são silenciadas neste Brasil desigual. Por isso esta semana, no programa temático, vamos debater “Ódio, intolerância, preconceito: a redescoberta do Brasil”. Esse país que a cada dia se mostra menos cordial, caricato de si mesmo, repleto de ódio, preconceito, intolerância, de absurdos e de ignorâncias. Mas que também tem muita gente que batalha e luta por uma nação digna e melhor!!!

Foram convidados representantes de povos indígenas que ajudaram a entender que Brasil é esse. Também trataram sobre as suas identidades, lutas e buscas por Direitos. Participaram desta discussão Jozileia Daniza Kaingang, antropóloga, consultora da ONU MULHERES que atua na Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e Mauro Cipriano, mestrando em Direitos Humanos pela Unijuí. Confira na íntegra:

 


Desafio vai buscar soluções de mercado com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

                

Com o objetivo de buscar soluções de mercado para os grandes desafios apresentados pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS/ONU), a Unijuí propõe aos estudantes da Universidade o Desafio de Inovação Social. O evento multidisciplinar visa a criação e o desenvolvimento de negócios de impacto socioambiental positivo, a partir de problemas que serão apresentado às equipes durante a realização do evento.

Poderão se inscrever e participar do Desafio de Inovação Social estudantes bolsistas vinculados aos projetos da Unijuí, com mais de 18 anos, também egressos da Unijuí, além de membros da comunidade regional. As inscrições devem ser realizadas até o dia 13 de setembro, de forma individual, no site do evento, clicando neste link, com o preenchimento do formulário de inscrição. O evento é limitado a 80 participantes. 

A programação será realizada nos dias 25 e 26 de setembro pela Unijuí, por meio da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, com o patrocínio da 3Tentos Agroindustrial, Cérelus e Novatech Agro. Também tem o apoio da Agência de Inovação e Tecnologia, Incubadora de Economia Solidária, Desenvolvimento e Tecnologia Social - Itecsol e da Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica - Criatec. Mais informações: 3332-0212 ou itecsol@unijui.edu.br.

Premiação

1º Lugar

- R$ 1.000,00 (Mil reais  em dinheiro;)

- Uma vaga na pré-incubação da ITECSOL - Incubadora de Economia Solidária e Tecnologias Sociais (valor econômico de R$ 1.428,00);

 ●        2º Lugar

- R$ 800,00 (oitocentos reais) em dinheiro;

 ●        3º Lugar

- R$300,00 (trezentos reais) em dinheiro.

 


Unijuí aprova nova graduação

Conselho Universitário aprovou nesta sexta-feira, dia 14, diretrizes para os currículos de graduação e nova estrutura administrativa da UNIJUÍ

              

A sociedade está em constante transformação e, como consequência, todos os segmentos que a compõe também precisam rever e melhorar seus processos para seguir trilhando caminhos de desenvolvimento. Este também está sendo um grande desafio para todas as Instituições de Educação Superior (IES). Atenta a estes acontecimentos e percebendo a necessidade de acompanhar as transformações que estão acontecendo e que ainda estão por vir, a Universidade está projetando para 2021, a partir de uma Proposta de Reinvenção da Unijuí, um conjunto de mudanças estruturais e curriculares substantivas. Tais medidas têm por objetivo: qualificar a experiência formativa de nossos estudantes,possibilitar que um maior número de pessoas, particularmente jovens, tenham acesso aos cursos presenciais ediminuir o custo da oferta educativa. 

Após exposições e diálogos com todos os atores que integram a comunidade acadêmica, estudantes, professores e técnicos-administrativos, nos diversos fóruns e instâncias da Fidene/Unijuí, foram aprovadas pelo Conselho Universitário as diretrizes que irão nortear as mudanças estruturais da instituição e os currículos dos novos cursos de graduação.  

Segundo a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, “A partir de um significativo e qualificado debate que tivemos na quinta e sexta-feira com os membros do órgão máximo da UNIJUÍ, o Conselho Universitário, materializamos  as diretrizes para uma nova  UNIJUÍ. A partir de 2021 a nossa estrutura deixa de ser organizada a partir de Departamentos, passando a ter centralidade o nosso  fazer, que é o ensino, a pesquisa e a extensão, nas diferentes áreas de conhecimento. A formação acadêmica profissional também será construída com projetos pedagógicos voltados ao fortalecimento  da relação com nossas comunidades; nossos estudantes passarão a ocupar um papel ainda maior de protagonismo no processo de aprendizagem, qualificando sua formação profissional. Temos muito trabalho pela frente, mas em prol de um objetivo comum: mantermos a pertinência e a grandeza de nossa UNIJUÍ, na vida de nossa região e de nossos jovens que acreditam no papel fundamental da Educação”.

As mudanças

Neste contexto, as propostas apresentadas e que serão implementadas a partir de agora, dizem respeito a um novo modelo de cursos de graduação, propondo inovações que estão se consolidando no cenário da educação superior brasileira e internacional, como os currículos por competência, modulares, projetos integrados e formação pessoal e profissional. 

Os currículos da graduação serão estruturados para o desenvolvimento de competências. Este desafio consiste em construir arranjos curriculares, metodológicos e tecnológicos propiciadores de experiências de aprendizagem orientadas ao desenvolvimento e construção/aprendizagem de habilidades, conhecimentos e atitudes para responder a situações, conflitos e problemas característicos da vida profissional. No modelo por competências, os estudantes passam a ter aulas em módulos integrados os quais permitem que o conhecimento seja construído em interação com os desafios próprios do campo profissional. Nessa perspectiva, os módulos integrados envolvem um conjunto de componentes curriculares fortemente relacionados e articulados, perpassados pela necessidade de enfrentar desafios inerentes à profissão.

Um site explicativo foi desenvolvido para detalhar as propostas e delinear o formato dos novos currículos de Graduação da Universidade. Acesse neste link e confira.

Além dessas mudanças, na estrutura organizacional, não haverá mais Departamentos, que hoje são administrados por um chefe/docente o qual tem, entre suas atribuições, fazer a gestão dos professores e técnicos. Com a reestruturação proposta, a gestão das pessoas passará a ser feita pela atuação conjunta da VRG com a VRA, assessorada por Comitês específicos. Nos campi de Panambi, Três Passos e Santa Rosa não haverá alteração de estrutura, pois já funcionam nesta sistemática. A composição do Conselho Universitário (Consu), instância máxima da Unijuí, em substituição aos seis chefes de Departamentos, ganha nove outros membros, representantes dos Coordenadores de Curso de Graduação, um Coordenador de Programa stricto sensu e um Coordenador de Extensão, todos na condição de representantes das atividades fim, intrínsecas ao fazer da Universidade. A representação estudantil está proposta com mais um membro e também com cinco suplentes. 

Dessa forma, os Colegiados de Curso e o Núcleo Docente Estruturantes e mantém tendo função mais ativa no fazer acadêmico e administrativo. Os Coordenadores continuam sendo a principal referência para todas as demandas dos estudantes. A estrutura física dos atuais Departamentos, no campi Ijuí, não sofre alteração, mas os processos de atendimento aos estudantes deverão passar por qualificação. Também está prevista a informatização e a agilização de processos que envolvem demandas dos estudantes.


Nota conjunta da FIDENE, MADP e EFA

              

Na manhã desta quinta-feira, dia 13 de agosto, o Museu Antropológico Diretor Pestana (MADP), durante Evento Institucional referente à programação especial inserida na 2ª edição do Dia Estadual do Patrimônio Cultural, promovido pela Secretaria da Cultura do Estado do RS, sofreu um ataque de ódio coordenado por terceiros.  

No webinar "Povos indígenas e colonialidade: entre velamento e reminiscências", que estava sendo ministrado pelo palestrante Douglas Jacinto da Rosa - Kaingang (Mestre em Antropologia Social pela UFRGS), com a mediação do professor Mestre Josei Fernandes Pereira - Vice-presidente da Associação de Amigos do MADP, para estudantes de escolas da região, em plataformas da internet, sofreu um ataque de um grupo de ódio, que invadiu a sala de transmissão com xingamentos de cunho racial, mensagens misóginas e até pornografia. Prontamente, a organização do evento agiu tentando barrar esse grupo, que, em ataque coordenado, impossibilitou a realização do evento. Dessa forma, o webinar foi encerrado para evitar danos aos participantes. 

A Instituição lamenta profundamente o episódio e informa que registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil, entregando a gravação do evento para as autoridades policiais. Também informa que está tomando todas as medidas jurídicas necessárias para resguardar o direito de expressão e de realização dos eventos institucionais.

Atenciosamente,

Cátia Nehring, Presidente da FIDENE e Reitora da Unijuí

Vivian Strochein, Diretora do Museu Antropológico Diretor Pestana 

Maria do Carmo Pilissão, Diretora do Centro de Educação Básica Francisco de Assis