COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Institucional

Startup com origem em Santa Rosa anuncia fusão com outra empresa para criar plataforma de gestão da experiência do consumidor

            

Nascida em Santa Rosa durante o processo de incubação na Criatec/Unijuí, a startup Gorila, que oferece ferramentas de pesquisas para medir a satisfação de clientes e consumidor, realizou uma fusão com a Reviewr, que atua na gestão de reputação online, dando origem a Harmo Feedback Intelligence, empresa que irá unificar as soluções das startups, dando origem à primeira plataforma do Brasil que permite que negócios de médio e grande porte possam gerir a experiência do consumidor e medir sua reputação online.  

As duas empresas, até então, já captaram mais de R$ 1,3 milhão em investimentos, sendo que a operação de fusão foi acompanhada por investidores da Hi Partners - que aporta capital e inteligência em startups e negócios focados no novo varejo e nas retail techs. A Hi já era investidora da Reviewr. A empresa terá sedes em Florianópolis (SC), que concentrará as áreas de desenvolvimento e operações, e em São Paulo (SP), com os times comercial e marketing. 

A Harmo nasce com mais de 60 clientes, com empresas como GPA, Ambev, Movida, Cinemark, Peixe Urbano, Saphyr Shopping Centers, Almeida Junior, Bob’s, Itaipu, Beto Carrero World. Até final de 2021 estima alcançar um faturamento anual de R$ 2 milhões e  que suas soluções alcancem mais de 200 empresas, de médio a grande porte. 

“A primeira versão do produto unificado será lançada em novembro deste ano, mas já nas próximas semanas nossos clientes poderão ter acesso a uma nova experiência das plataformas já sob a nova marca, e um dashboard único mostrará os principais dados das duas soluções, de forma integrada”, explica Hansel, CPO da Harmo. Neste primeiro momento as plataformas irão funcionar como se fossem dois módulos separados, até que a integração total seja concluída.

Caminhada

Segundo Lucas Hansel, que iniciou sua trajetória nos negócios como incubado na Criatec Santa Rosa, na Elede Mobile, depois criando a Startup Gorila, a Incubadora de Empresas de Inovação e Tecnologia da Unijuí, “o processo de incubação foi fundamental, pois permitiu que errássemos com segurança, o começo de qualquer negócio, principalmente de base tecnológica, que é muito desafiador e incerto, e ter o apoio da Incubadora foi muito importante dentro deste processo”, observa.

Ele também deixa um conselho para os estudantes e empreendedores que estão iniciando a sua trajetória, ou possuem este desejo: “o principal conselho é: procure validar a ideia o mais rápido possível, tenha clareza da dor que está resolvendo e busque ser lucrativo o mais rápido possível, pois isso te dará a confiança para navegar durante o trajeto”, diz.

                

                           Lucas Hansel

 


Semana Acadêmica virtual da Unijuí discutiu temas globais de desenvolvimento social

                

Nesta semana, de segunda até esta quarta-feira, os estudantes de Graduação e Pós-Graduação da Universidade tiveram a oportunidade de se inserir em um importante debate global: os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que foram discutidos na Semana Acadêmica Integrada da Unijuí. Em razão da pandemia, o evento foi realizado de forma totalmente online e gratuita, envolvendo estudantes dos Campi Ijuí, Santa Rosa, Panambi e Três Passos, dos cursos EaD, bem como professores e estudantes de instituições parceiras do Brasil e da América do Sul.

Com uma programação promovida pelas Vice-Reitorias de Graduação e Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, o evento contou com 19 palestras, apresentação de 15 projetos de extensão, e a projeção de 4 documentários, envolvendo 25 expositores de 10 estados diferentes, inclusive do exterior. A Universidade conectou, em alguns momentos, na mesma sala virtual, mais de 1,6 mil pessoas, “algo fisicamente impossível em nossas instalações, mesmo somando os espaços de eventos dos nossos quatro campi, lembrou o Vice-Reitor de Pós, Fernando Jaime González. Ainda de acordo com o professor: “esperamos que os estudantes tenham reconhecido no tema ODS uma agenda comum para conectar-se com o chamado universal de ação contra a pobreza, a proteção do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade”.

A Vice-Reitora de Graduação, professora Fabiana Fachinetto, por sua vez, observa que foi uma oportunidade ímpar de debater as temáticas que interessam a todas as áreas de formação da Universidade. “A ideia foi propiciar momentos de reflexão, para além da sala de aula, principalmente pelas questões do isolamento social, além de fazermos reflexões do nosso próprio desenvolvimento institucional, tendo como base estes 17 Objetivos Globais. Este formato de evento, realizado de forma exclusivamente digital, deu muito certo e acredito que possamos repeti-lo em outras oportunidades”, complementa 

Confira um pouco como foi o evento:

            

A íntegra da Semana Acadêmica Integrada ficará disponível no site do evento.

A organização do evento também realiza os seguintes agradecimentos:

 - Ao professor Sandro Savicki pelo suporte na organização digital da semana;

- À Coordenadoria de Informática, pelo suporte técnico;

- Ao Núcleo de Apoio Pedagógico e assessoria de planejamento da Reitoria;

- E a todos os técnicos que trabalham para tornar esse projeto possível.

Bastidores da organização do evento

Mais sobre o tema debatido

Segundo a ONU, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, também conhecidos como Objetivos Globais, são um chamado universal para ação contra a pobreza, proteção do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade.  Esses 17 Objetivos foram construídos com o sucesso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, incluindo novos temas, como a mudança global do clima, desigualdade econômica, inovação, consumo sustentável, paz e justiça, entre outras prioridades. Os objetivos são interconectados – o sucesso de um ODS envolve o combate a temas que estão associados a outros objetivos.

Os ODS trabalham com o espírito de parceria e pragmatismo para fazermos as escolhas certas para melhorar a qualidade de vida, de forma sustentável, para a atual e futuras gerações. Eles oferecem orientações claras e metas para todos os países adotarem em acordo com suas prioridades e desafios ambientais de todo o planeta. OS ODS são uma agenda inclusiva. Ele combatem as raízes das causas da pobreza e nos unem para fazermos uma mudança positiva para as pessoas e para o planeta. Confira mais detalhes site da ONU.

Este Programa das Nações Unidas também estará em evidência no Salão do Conhecimento 2020, que já está recebendo inscrições e será realizado no mês de outubro. Este ano o tema geral do evento será: “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). 

 

 

 


Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estão em debate na Unijuí

                

Com o objetivo de realizar o alinhamento das ações da Universidade, nas suas diversas dimensões, com estes Objetivos da Agenda 2030/ONU, estão em debate os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. As discussões fazem parte da Semana Acadêmica Integrada da Unijuí, que iniciou na noite desta segunda-feira, dia 08, se estendendo até a próxima quarta-feira, dia 10. Em razão da pandemia, o evento está ocorrendo de forma totalmente online e gratuita.

Na programação, no primeiro dia de evento, dia 08 de junho, a Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, realizou uma saudação inicial aos participantes: estudantes, professores e técnicos-administrativos. “Agradeço a participação de cada um de vocês. Esta semana acadêmica foi pensada com o objetivo de integrar todos os estudantes com temáticas do mundo, que fazem parte da vida de qualquer cidadão. Estes Objetivos são um chamado universal para a ação contra a pobreza, proteção do planeta, para garantir paz e prosperidade a todos”, observou.

Na sequência, falou a Vice-Reitora de Graduação, Fabiana Fachinetto: “que possamos, conjuntamente, realizar discussões qualificadas sobre a Agenda 2030. Agradeço aos professores e profissionais envolvidos na construção desta Semana Acadêmica, que foram fundamentais para que este evento aconteça”, salientou. Também fez uma saudação aos participantes o Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Fernando González. “Estas discussões são parte de um esforço coletivo da Universidade, tomada como uma oportunidade neste momento de afastamento social. Mesmo em meio a esta pandemia, é uma oportunidade de realizarmos um evento com características diferentes, colocando em pauta um tema importante”, reforçou.

Ainda na programação de abertura, foram realizadas duas palestras, proferidas por profissionais que atuam na ONU e outras organizações internacionais, diretamente com os ODS, sendo eles: Ms. Samantha Dotto Salve - Gerente de Dados e Monitoramento da ONU e Dr. Nahuel Oddone, Chefe de Promoção de Políticas Sociais do Instituto Social do Mercosul. Já nesta terça, dia 09 e quarta, dia 10, dando sequência na programação, serão realizadas discussões focadas em cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, realizadas por professores e profissionais que dominam as temáticas. Confira a programação completa no site do evento. 

Sobre os Objetivos

Segundo a ONU, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, também conhecidos como Objetivos Globais, são um chamado universal para ação contra a pobreza, proteção do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade.  Esses 17 Objetivos foram construídos com o sucesso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, incluindo novos temas, como a mudança global do clima, desigualdade econômica, inovação, consumo sustentável, paz e justiça, entre outras prioridades. Os objetivos são interconectados – o sucesso de um ODS envolve o combate a temas que estão associados a outros objetivos.

Os ODS trabalham com o espírito de parceria e pragmatismo para fazermos as escolhas certas para melhorar a qualidade de vida, de forma sustentável, para a atual e futuras gerações. Eles oferecem orientações claras e metas para todos os países adotarem em acordo com suas prioridades e desafios ambientais de todo o planeta. OS ODS são uma agenda inclusiva. Ele combatem as raízes das causas da pobreza e nos unem para fazermos uma mudança positiva para as pessoas e para o planeta. Confira mais detalhes site da ONU.

Este Programa das Nações Unidas também estará em evidência no Salão do Conhecimento 2020, que já está recebendo inscrições e será realizado no mês de outubro. Este ano o tema geral do evento será: “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). 


Estudantes da Unijuí terão bônus nas rematrículas

 “Continue construindo seu futuro com a gente”: acesse o site, faça login de aluno e efetue a sua rematrícula

          

         

Nesta segunda-feira, 08 de junho, a Unijuí abriu o processo de rematrículas ao segundo semestre de 2020. Nesta edição, a Unijuí vai dar um bônus aos estudantes, seguindo este calendário abaixo. 

Rematrículas efetuadas até o dia 15 de Junho: 

Bônus de 18% , para pagamento da parcela do mês de julho,  efetuados até o dia 10 de julho; 

Bônus de 13% para pagamento da parcela do mês de agosto, efetuado até o dia 07 de agosto;

Bônus 6%, para pagamento á vista do semestre, efetuado até o dia 10 do mês de julho. 

Segundo a Vice-Reitora de Graduação da Unijuí, professora Fabiana Fachinetto, “Esse é um momento muito importante para a Universidade, que está neste contexto de mudanças sociais significativas, assumindo o compromisso de dar continuidade na construção do conhecimento. Os estudantes, professores e técnicos-administrativos estão demonstrando, ao longo deste primeiro semestre, a capacidade infinita de ousar, de inovar, e se adaptar, seguindo em frente, dando continuidade no processo de ensino-aprendizagem, e agora chegamos na reta final desse processo. Mais do que nunca temos que continuar, sem deixar de lado nosso compromisso com a educação e com nossos estudantes, que sonham com a formação superior. É nesse contexto que estamos iniciando, nesta semana, as rematrículas para o segundo semestre de 2020. Temos o compromisso, especialmente frente a essa pandemia, de construir e difundir o conhecimento, garantido que nossos alunos continuem seus estudos, sigam em frente, e mostrem que podem causar transformações consistentes na nossa realidade”, salienta.

Ainda segundo a Vice-Reitora, é importante salientar que a Instituição fez um esforço para viabilizar a rematrícula concedendo um bônus especial nas mensalidades dos cursos de graduação para os meses de julho e agosto. “Reiteramos que estamos recebendo todas as demandas de alunos com problemas financeiros, e, a partir de uma análise pontual, caso a caso, também procuramos criar alternativas de reparcelamento das mensalidades deste semestre. Estamos aqui  para que cada estudante da Unijuí possa continuar realizando seus sonhos e,  juntos, dar prosseguimento aos seus estudos no próximo semestre”, complementa.

 


Unijuí realizou ações da Semana do Meio Ambiente

            

Ciente de sua responsabilidade ambiental, a Unijuí realizou, nesta sexta-feira, 5 de junho, uma ação de coleta de lixo eletrônico, pilhas e guarda-chuvas, juntamente com outras instituições do município de Ijuí, tendo como público-alvo os colaboradores das entidades promotoras.

Na Unijuí, os pontos de coleta foram a parada de ônibus principal do Campus Ijuí, em frente à Biblioteca Mario Osorio Marques e o prédio do Departamento de Ciências Exatas e Engenharias (DCEEng), na Sede Acadêmica. 

“Nosso objetivo foi conseguir um grande número de equipamentos e pilhas, que podem ir para um local mais correto, e realizamos uma bela campanha”, afirma a professora do DCEEng, Caroline Raduns, envolvida na ação, em entrevista à Unijuí FM.

Os guarda-chuvas arrecadados serão destinados aoProjeto Guarda-Chuva do Bem, que transforma a vida de cerca de 80 famílias de artesãos e catadores que trabalham com a conversão destes materiais em outros produtos, como sacolas, carteiras, agendas, cases para notebook, pratos, etc.

A iniciativa integrou as atividades da Semana Nacional do Meio Ambiente, comemorada anualmente na primeira semana de junho. Essa data foi instituída no Brasil em 1981 e escolhida devido à proximidade com o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 5. O objetivo é promover a conscientização das pessoas para questões ambientais, além de levantar discussões sobre os impactos negativos das ações humanas na natureza.

Além da Unijuí, participaram da realização da campanha: Poder Executivo de Ijuí, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Instituto Reserva, Sindilojas Noroeste, curso de Engenharia Elétrica da Unijuí e projeto de extensão Energia Amiga.

Um recado ambiental do Museu Antropológico Diretor Pestana. Confira:

             


Ouvidoria da Unijuí participa do VIII Encontro de Ouvidores de Universidades e de Hospitais de Ensino Gaúchos

            

No último dia 05 de junho aconteceu o  VIII Encontro de Ouvidores de Universidades e de Hospitais de Ensino Gaúchos, promovido pela Unisinos, no formato online devido ao período de Pandemia Covid-19.

Os temas abordados no encontro foram os seguintes: “Comunicação não-violenta e diálogos apreciativos: como falar com quem pensa diferente de você”, com a profª Ms. Dulce Ribeiro/Unisinos-ESPM; “O novo consumidor no cenário de crise sanitária”, com a Profª Ms. Fernanda Siqueira Fiorin/Unisinos; e “A Pandemia e seus sons: o que e como é possível escutar?”, com o Prof. Dr. Nelson Eduardo Estamado Rivero/Unisinos.

O encontro reuniu ouvidores de diversas instituições de ensino superior e de hospitais de ensino do Estado do Rio Grande do Sul, majoritariamente comunitárias, e permitiu, além da retomada de importantes temáticas relacionadas à função de ouvidor, a troca de experiências entre os profissionais que atuam nesse importante setor de escuta dos diversos sujeitos que fazem parte da comunidade acadêmica e externa.

Pela Unijuí participaram Laura Scheren Dalpiaz, que atua na Ouvidoria desde a sua implementação em 2007; Magna Stela Cargnelutti Dalla Rosa, Coordenadora da Comissão Própria de Avaliação e ouvidora substituta; além de Sandra Regina de Lima Bado, que é Assessora Pedagógica Institucional e tem auxiliado na condução de alguns processos que têm chegado à ouvidoria neste período de aulas online devido à Pandemia.

Na opinião das participantes, mais do que nunca é preciso exercer a escuta ativa aliada à empatia, gerando uma ação a partir da demanda do sujeito que busca esse canal de comunicação institucional. Além disso, é fundamental o ouvidor ter a característica de fazer a escuta sem pré-julgamentos, deixando o outro expressar suas angústias.

Mais informações sobre a  ouvidoria institucional podem ser obtidas no site Unijuí, na página da Ouvidoria ou ainda na página da CPA, também no site da Unijuí.

 


Unijuí - Universidade Regional completa 30 anos de história em Santa Rosa

               

Em um dia como este, 06 de junho, há 30 anos, em 1990, a Unijuí concretizava um enorme capítulo em sua história como Universidade Regional, pioneira na educação superior na região: a instalação do Campus Santa Rosa. Participando cada vez mais do desenvolvimento da Região Fronteira Noroeste por meio da educação, já formou cerca de 6 mil profissionais neste Campus. Além disso, oferece muito mais de que ensino, com projetos e ações de pesquisa, extensão, inovação e cultura, em estreita relação com a comunidade.

A Reitora da Unijuí, professora Cátia Nehring, parabeniza toda a comunidade da grande Santa Rosa. “Trinta anos de história, materializando o desejo de uma comunidade com visão de futuro e empreendedora. A partir de um projeto comum, a criação da primeira Universidade no município de Santa Rosa. Hoje com doze cursos de graduação presencial, quinze cursos na modalidade EaD, várias pós-graduação lato sensu, duas residências e ainda desenvolvimento de disciplina dos programas Stricto Sensu. A definição de um projeto comum se organiza a partir da perspectiva que uma Universidade em uma cidade pode, de fato, contribuir com o desenvolvimento dos cidadãos. Uma data a se comemorar, momento também para repactuarmos projetos comuns em prol de nossa comunidade".

Já o Pró-Reitor do Campus, professor Marcos Paulo Scherer, observa que a comunidade regional se esforçou muito na época, em atrair para Santa Rosa uma instituição sólida, com história e comprometida com a educação superior de qualidade, pois se queria oportunizar que os jovens desta região, com talento e disposição para estudar e se aperfeiçoar profissionalmente, tivessem espaço para sem ter de morar longe, indo embora para os grandes centros e por lá ficando. “De fato a Universidade Regional correspondeu ao anseio desta Comunidade e trouxe para cá dezenas de ofertas de cursos de graduação, pós-graduação e de formação continuada, com centenas de projetos de extensão e de pesquisa que contribuíram significativamente para o desenvolvimento deste território microrregional. Foram milhares de pessoas desta região que passaram pelos bancos da Universidade, que nasceu em Ijuí e por isso recebeu o 'apelido carinhoso' de Unijuí, e que é a nossa universidade da comunidade regional há trinta anos", salienta.

Um pouco mais desta história

A Unijuí iniciou a sua história em Santa Rosa, na Faculdade de Educação, extensão universitária da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), instituída em Santa Rosa em  janeiro de 1970. A Faculdade, instalada pelos padres Salesianos, assumiu sua autonomia em 1973, quando passou a ser denominada Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Dom Bosco, sob responsabilidade do Instituto Educacional Dom Bosco (IEDB).

Em 06 de junho de 1990, consolidou-se a unificação das instituições FIDENE/UNIJUÍ e IEDB. No ano de 2000, com o fim do Convênio de Cooperação com o IEDB, as atividades da Unijuí - Campus Santa Rosa passaram a ser realizadas em sede própria, construída junto à RS 344, Km 39.

Hoje

Voltando para 2020, a Universidade vem ofertando um conjunto de cursos de Graduação, sendo eles: Administração, Ciência da Computação, Direito, Educação Física (licenciatura e bacharelado), Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia de Software, Tecnologia em Gestão de Cooperativas, Pedagogia e Psicologia. Também foi estruturado um novo Polo de Ensino a Distância, ofertando mais 15 cursos nas áreas de gestão e licenciaturas. Ainda, são ofertados, todos os anos, diversos cursos de Especialização e de Qualificação exclusivos ao Campus. 

Além do ensino, os serviços disponibilizados para a comunidade compreendem o Escritório Modelo, com atendimentos focados na área jurídica e a Clínica de Psicologia, prestando atendimento clínico à comunidade, além dos laboratórios que também auxiliam nas demandas da comunidade: Laboratório de Engenharia Civil, Laboratório de Atividades Físicas e Promoção à Saúde, Laboratório de Gestão e Ludoteca.  

A Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica (Criatec) oferece o fomento à criação e ao crescimento de empresas locais e regionais com orientação tecnológica, disponibilizando também à comunidade três novos espaços que irão proporcionar ambientes inovadores para soluções criativas, qualificação empreendedora e desenvolvimento de protótipos. Atualmente também funcionam no Campus as secretarias do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica dos rios Turvo - Santa Rosa - Santo Cristo e Corede Fronteira Noroeste.

Os programas de Residência em Medicina da Família e Comunidade, e Residência Multiprofissional em Saúde da Família, parceria entre a Unijuí e a Prefeitura Municipal de Santa Rosa, por meio da Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa (FUMSSAR), são outro programas da Universidade, destinados para profissionais ligados à área da saúde. 

Por fim, durante a esta pandemia de Coronavírus de 2020, um serviço especial e emergencial foi criado para atender a população da região de Santa Rosa. Os profissionais que atendem neste serviço são de diferentes áreas da saúde. O primeiro contato com esses profissionais será para esclarecer dúvidas sobre a doença, sobre sintomas e sobre o comportamento dos pacientes, caso avaliem que o paciente necessita de uma análise aprofundada, vão agendar um atendimento por videochamada com um médico especialista.A linha telefônica é 55 3511 5222.

 


Confira a programação da Semana Acadêmica Integrada da Unijuí

              

Inicia na próxima segunda-feira, dia 08, a Semana Acadêmica Integrada da Unijuí, que vai discutir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), tendo a proposta de realizar o alinhamento das ações da Universidade, nas suas diversas dimensões, com estes Objetivos da Agenda 2030/ONU. Em razão da pandemia, o evento vai ocorrer de forma totalmente online e gratuita. As inscrições podem ser realizadas pelo site do evento, até a segunda, dia de início.

Na programação, no primeiro dia de evento, dia 08 de junho, a abertura será realizada pela Vice-Reitora de Graduação, Fabiana Fachinetto e pelo Vice-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Fernando González. Também contará com palestras proferidas por profissionais que atuam na ONU e outras organizações internacionais, diretamente com os ODS, sendo eles: Ms. Samantha Dotto Salve - Gerente de Dados e Monitoramento da ONU e Dr. Nahuel Oddone, Chefe de Promoção de Políticas Sociais do Instituto Social do Mercosul. Já nos dias 09 e 10, dando sequência na programação, serão realizadas discussões focadas em cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, realizadas por professores que dominam as temáticas. Confira a programação completa e realize sua inscrição no site do evento.

Sobre os Objetivos

Segundo a ONU, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, também conhecidos como Objetivos Globais, são um chamado universal para ação contra a pobreza, proteção do planeta e para garantir que todas as pessoas tenham paz e prosperidade.  Esses 17 Objetivos foram construídos com o sucesso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, incluindo novos temas, como a mudança global do clima, desigualdade econômica, inovação, consumo sustentável, paz e justiça, entre outras prioridades. Os objetivos são interconectados – o sucesso de um ODS envolve o combate a temas que estão associados a outros objetivos.

Os ODS trabalham com o espírito de parceria e pragmatismo para fazermos as escolhas certas para melhorar a qualidade de vida, de forma sustentável, para a atual e futuras gerações. Eles oferecem orientações claras e metas para todos os países adotarem em acordo com suas prioridades e desafios ambientais de todo o planeta. OS ODS são uma agenda inclusiva. Ele combatem as raízes das causas da pobreza e nos unem para fazermos uma mudança positiva para as pessoas e para o planeta. Confira mais detalhes site da ONU.

Este Programa das Nações Unidas também estará em evidência no Salão do Conhecimento 2020, que já está recebendo inscrições e será realizado no mês de outubro. Este ano o tema geral do evento será: “Inteligência Artificial: a nova fronteira da ciência brasileira”, convergente com o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT).

         


Centro de Inovação e Criatividade para uma Cidade Inteligente terá Espaços para a criação e desenvolvimento de ideias e novos negócios

Recentemente a Unijuí recebeu o repasse de R$ 2 milhões de emenda parlamentar para desenvolver o projeto “Centro de Inovação e Criatividade para uma Cidade Inteligente”. Este grande projeto tem, dentro dele, seis objetivos específicos, com o intuito de implantar, modernizar e melhorar a infraestrutura de ambientes inovadores na Universidade. Uma série de reportagens está mostrando mais detalhes de cada um destes seis itens. Confira agora as Metas 3 (Espaço de Ideação) e 4 (Espaço de CoWorking).

             

Imagem ilustrativa.

Com o propósito de conectar e desenvolver as pessoas usando a tecnologia como um meio para que isso seja possível, tornando Ijuí uma cidade inovadora, dois Laboratórios com propostas convergentes estão entre as metas, são eles: Espaço de Ideação e Espaço de CoWorking. Os dois espaços pretendem desenvolver uma conexão entre as pessoas, para o desenvolvendo e testagem de tecnologias, para que possam ter acesso a atividades interativas e um ambiente inspirador, bem como a um programa de sensibilização e formação na temática do empreendedorismo inovador e de impacto. 

Confira os detalhes de cada um destes laboratórios:

Espaço de Ideação

Tem como objetivo fomentar ideias, por isso a expectativa é de que seja uma forma de criação de novos empreendimentos que serão abrigados na Criatec, a Incubadora de Empresas de Inovação e Tecnologia da Universidade, onde já são realizados um conjunto de atividades para auxiliar na criação e desenvolvimento de negócios.

CoWorking

O espaço de coworking trabalhará o conceito de escritório compartilhado, ampliando o acesso e a conexão dos diversos públicos. Este espaço será aberto aos profissionais, mas também para outras atividades que possam gerar conexões e produzir conteúdo relevante para impulsionar a inovação. Este processo será realizado por meio de programas, eventos, espaço físico agradável e inspirador com pessoas dispostas a criar uma cidade inteligente.

Eventos

Complementando as atividades destes dois espaços, projeta-se a realização de atividades, com a expectativa de atender diversos públicos, oferecendo oficinas de métodos ágeis para teste e validação de ideias, oficinas de Design Thinking, ferramenta colaborativa que ajuda a pensar os problemas e desenvolver projetos sempre na perspectiva dos usuários, rodar programas focando em um público alvo específico, como por exemplo, empreendedorismo feminino e adolescente. Também projeta-se parcerias com instituições que trabalham na formação empreendedora dos indivíduos de todas as classes sociais.

Outras atividades programadas são os Desafios de Inovação e Hackathons, com o objetivo  de estimular e desenvolver as habilidades empreendedoras da comunidade, ampliando o conceito daquilo que já é desenvolvido na Criatec, porém, desta vez em um local de fácil acesso para públicos diferenciados.

Saiba mais sobre o Projeto “Centro de Inovação e Criatividade para uma Cidade Inteligente”

O Projeto Cidade Criativa e Inteligente é de grande importância, buscando a popularização da ciência, do empreendedorismo, da inovação, da criatividade e do uso intensivo de tecnologias de comunicação. O objetivo é o fomento à pesquisa e ao desenvolvimento voltados à inovação e ao processo produtivo. Será uma vitrine viva e um guia para os demandantes de tecnologias para as Cidades Inteligentes (municípios e parceiros), sendo um mecanismo de orientação para os demais projetos no RS, além de ser um espaço de ensino e estímulo ao desenvolvimento de soluções para “Cidades Inteligentes e Humanas”.

Pretende-se constituir, no prédio do DCEEng, (junto à Sede Acadêmica, local estratégico para a cidade, rodeado de área verde, hospital, escolas, concentração de pessoas, além de parte da estrutura da Universidade), um grande ambiente de demonstração de tecnologias, energia e internet das coisas. Estão projetados laboratório de internet das coisas e laboratório de eficiência energética, com espaços que a comunidade, escolas, e o meio empresarial possam utilizar. Simultaneamente, essa transformação trará também um novo espaço para a cidade, tendo o conhecimento, a tecnologia e a criatividade como elementos diferenciadores. 

Confira todas as metas previstas:

- META 1: Estruturação do Laboratório de Desenvolvimento de Iot: clique no link e confira

- META 2: Estruturação do Laboratório de Smart Grid. Acesse aqui

- META 3: Estruturação do Espaço de Ideação.

-  META 4: Estruturação do Espaço Coworking.

-  META 5: Estruturação da Sala de realidade aumentada.

 - META 6: Infraestrutura de apoio aos ambientes de inovação.

 


Projeto Guarda-Chuva do Bem continua recebendo materiais para a confecção de produtos

              

Sabe aquele guarda-chuva guardado em casa, que não é mais usado e você não tem a mínima ideia de onde colocar? Pois então, você pode dar um destino adequado e também contribuir com o trabalho de outras pessoas. O Projeto Guarda-Chuva do Bem, mesmo na pandemia, continua recebendo materiais para a confecção de bolsas. Os pontos de coleta estão disponíveis em três locais no campus Ijuí: nas duas paradas de ônibus e outro no hall da entrada do prédio da Biblioteca Mario Osorio Marques. 

Do descarte desses guarda-chuvas e sombrinhas vão surgir novos produtos: o pano dos guarda-chuvas é direcionado às artesãs da Feconsol, que confeccionam diversos produtos, entre eles bolsas, e a estrutura metálica é encaminhada para os recicladores da Acata e da ARL6. Dessa forma, é uma oportunidade também de geração de trabalho e renda para as pessoas envolvidas com artesanato e com a reciclagem.

O projeto, pensado pela Agência de Inovação e Tecnologia, Incubadora de Economia Solidária, Desenvolvimento e Tecnologia Social (Itecsol), Núcleo de Gestão Ambiental, Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão e Coordenadoria de Marketing da Unijuí, vem ampliar ainda mais o papel do Campus como ponto de coleta de resíduos, que já recebe vidros e resíduos tradicionais, de forma permanente, e recolhimento de lixo eletrônico e óleo de cozinha, em eventos da Instituição.