COMUNICA

PORTAL DE NOTÍCIAS DA UNIJUÍ

Vestibular

Escolhas que te levam ao mundo todo

                 

"Foram seis meses convivendo com pessoas de diversas nacionalidades que me ensinavam diariamente a importância do respeito e da empatia". A experiência de morar na Polônia foi da estudante de Jornalismo, Marjorie Barros Bock, assim como ela, cerca de 300 estudantes da Unijuí embarcaram para o exterior nos últimos cinco anos. 

Na Universidade, são inúmeras as possibilidades de transformar a sociedade, seja na região, ou desbravando o mundo. Por meio do Escritório de Relações Internacionais da Unijuí, estudantes podem fazer intercâmbio acadêmico na Alemanha, Argentina, Áustria, Chile, Colômbia, Espanha, Letônia, Polônia, Portugal e Rússia, países onde a Universidade mantém convênio com outras instituições de ensino. 

Para Marjorie, o intercâmbio fortaleceu sua confiança. "Foi com a experiência de morar na Polônia que aprendi a confiar no meu potencial, a me virar sozinha e também aperfeiçoei a língua inglesa para minha formação. Desde o momento em que decidi morar em um lugar com uma cultura tão diferente da minha, precisei me desprender de qualquer estereótipo", comenta. 

Por falar em idioma, aprender outra língua é um diferencial na formação de estudantes. Na Unijuí, o Laboratório de Ensino de Línguas - LELU oferece à comunidade acadêmica e externa grupos de conversação para todos os níveis em inglês e espanhol. 

Além disso, é possível participar de grupos artísticos e culturais, como o Coral Unijuí e Cia Cadagy. Esses promovem o acesso da comunidade à cultura e ao lazer. Para fazer parte dos grupos, acompanhe o Portal da Unijuí e os editais de processo seletivo. 

Na Unijuí são mais de 400 laboratórios de ensino e pesquisa, distribuídos nos quatro campi: Ijuí, Panambi, Santa Rosa e Três Passos. Escolha fazer parte desse universo de possibilidades que te levam a desbravar o mundo. A prova do Vestibular de Inverno 2018 da Unijuí acontece no domingo, dia 1º de julho, às 8h30, nos quatro campi da Universidade. 


Última semana de inscrição para o Vestibular de Inverno 2018 Unijuí

Boas escolhas podem transformar o mundo. Na Unijuí são várias as opções para fazer a diferença em uma Universidade com mais de 60 anos de ensino superior. Até o dia 24 de junho estão abertas as inscrições para o Vestibular de Inverno 2018.

As inscrições podem ser feitas pelo Portal da Unijuí, na página do Vestibular. São mais de 300 vagas para os quatro campi da Unijuí: Ijuí, Panambi, Três Passos e Santa Rosa.

A taxa de inscrição pode ser paga até o dia 25 de junho, segunda-feira, no valor de R$ 60,00. O pagamento pode ser feito via boleto: na rede bancária, nas lotéricas e nos caixas da Unijuí. Também pode ser feito por cartão de crédito/débito diretamente na inscrição, pelo Portal.

A prova será realizada no dia 1º de julho, domingo, das 8h30min às 12h30min, nos quatro campi, e será composta por redação e questões objetivas.

 

 


Projeto da Unijuí usa tecnologia para promover a inclusão

Tornar o mundo um lugar inclusivo parece ainda uma tarefa árdua, mas aos poucos e com boas atitudes é possível facilitar a vida de pessoas com deficiência. Dentro da Universidade, por exemplo, professores e estudantes desenvolvem projetos que promovem a inclusão na comunidade. Um deles é o projeto de extensão Rompendo Barreiras, que tem o objetivo de desenvolver tecnologias para serem usadas na recuperação de pacientes da Unidade de Reabilitação da Unijuí – UNIR e APAE. Para isso, seis estudantes bolsistas dos cursos das áreas das ciências exatas e da saúde projetam novos equipamentos, conforme as necessidades de pessoas com limitações físicas.

Para o professor Jose Paulo Medeiros da Silva, coordenador do projeto, o trabalho tem uma função importante para a formação profissional e cidadã. “O impacto social poderá ser medido a partir da melhoria da qualidade de vida e do atendimento, por meio do desenvolvimento de sistemas e equipamentos adaptados ergonomicamente, mais econômicos e que podem ser desenvolvidos localmente. Além disso, a ideia é propor à comunidade acadêmica mais reflexão a respeito da aplicação de teoria e prática profissional, abordando a temática da inclusão social e fazendo os estudantes pensarem sobre possíveis contribuições de cada área de conhecimento para promover o bem-estar social”, comenta.

O professor explica que o projeto é desenvolvido em cinco fases e ações, são elas: 1) Delimitação do(s) problema(s) por meio da definição dos requisitos e restrições que nortearão o desenvolvimento das tecnologias, contando com pesquisas bibliográfica, documental e de campo; 2) Preparação para intervenção executando as análises sincrônica, diacrônica, estrutural, morfológica, ergonômica e funcional; 3) Desenvolvimento dos produtos e tecnologias; 4) Construção de modelos e protótipos para realização de testes;  5) Interação com equipe da UNIR e APAE para socialização e discussão das soluções propostas.

Segundo Calebe Camargo, estudante do curso de Engenharia Elétrica da Unijuí e integrante do projeto, o aprendizado vai além da aplicação da teoria na prática. “Quando estou no projeto eu não tenho somente um olhar como cidadão, mas também como profissional que serei no futuro. Como eu vou sair para o mercado de trabalho é bom eu ter essa noção profissional”, salienta.

Você também pode fazer a diferença e transformar a sua vida e a de outras pessoas. As inscrições para o Vestibular de Inverno estão abertas até o dia 24 de junho, no Portal da Unijuí. Você escolhe, você faz a diferença.


Balcão do Consumidor aproxima os estudantes da comunidade regional

               

O Balcão do Consumidor é um serviço da Unijuí para a resolução de conflitos em relações de consumo. Com uma proposta de trabalho diferenciada, destaca-se de outras iniciativas semelhantes no Estado, pois poucos serviços oferecem, além do atendimento básico, outras formas de resolução, como audiências para mediação entre consumidor e fornecedor, serviço oferecido pelo Balcão.

Os consumidores são atendidos por bolsistas da Universidade, estudantes do curso de Direito da Unijuí. Imediatamente se faz o contato com o fornecedor por telefone, narrando o problema e buscando sua solução. Dessa forma, mesmo atendendo cerca de 250 reclamações mensais, a resolutividade está na faixa dos 80%.

Para atendimento no Balcão não são observados critérios de renda, porém é necessário que a reclamação seja feita diretamente pelo consumidor titular do produto, ou então por meio de um procurador. O reclamante deve ainda apresentar documentos pessoais, além de nota fiscal, faturas, contratos e demais documentos que demonstrem a relação de consumo, além de números de protocolo (em caso de telefonia) e a tentativa frustrada de resolução do problema diretamente com o fornecedor.

O Balcão do Consumidor está vinculado ao Projeto de Extensão “Conflitos Sociais e Direitos Humanos: alternativas adequadas de tratamento e resolução”, que busca meios alternativos para solucionar os conflitos de maneira mais rápida que o Poder Judiciário, construindo diálogo entre as partes para que saiam satisfeitas com o acordo. “Participar do Projeto tem me mostrado o quanto a minha profissão é importante para a sociedade”, observa a estudante do curso de Direito que atua no Balcão do Consumidor, Jenifer Rodrigues.

                       

Coordenado pela professora Fabiana Fachinetto, o projeto é desenvolvido nas cidades de Ijuí, Três Passos e Santa Rosa, e conta com a colaboração dos professores Tobias Damião Corrêa, Fernanda Serrer, Francieli Formentini e Eliete Vanessa Schneider. “As ações do Projeto permitem aos estudantes conhecer na prática o Direito do Consumidor, também podem desenvolver práticas de ação extrajudicial e treinar o atendimento. Para a comunidade, a contribuição é de resolução de problemas, as pessoas nos procuram, muitas vezes, quando já estão desgastadas na busca dos direitos”, avalia a professora Fabiana Fachinetto.

Em Ijuí e Três Passos as atividades do projeto são desencadeadas no Balcão de Consumidor, onde são realizados atendimentos aos consumidores que possuem problemas com telefonia, saúde, vício de produto e serviços, endividamento, entre outros problemas. O Balcão surgiu de uma parceria entre Unijuí, Ministério Público Estadual e Poder Público, por meio de convênio.

Em Santa Rosa o projeto apresenta um viés diferente, com enfoque nos conflitos decorrentes das relações familiares, por meio de um convênio instituído com o Tribunal de Justiça e Defensoria Pública. Os atendimentos acontecem no Escritório Modelo.


Projeto de Pesquisa permite aproximar estudantes da realidade do campo

Confira o andamento do Projeto “Composição do leite de vacas de tanques de resfriamento em diferentes estações do ano”, desenvolvido pelo Departamento de Estudos Agrários da Unijuí.

            

 

Com o objetivo de avaliar a composição do leite de vacas obtido de tanques de resfriamento em diferentes estações do ano, a Unijuí desenvolve um projeto de pesquisa para estudar e caracterizar a composição do leite no Estado. O Projeto “Composição do leite de vacas de tanques de resfriamento em diferentes estações do ano”, desenvolvido pelo Departamento de Estudos Agrários (DEAg), da Unijuí, faz-se necessário, tendo em vista que a região Noroeste do Rio Grande do Sul destaca-se na produção leiteira.

Este projeto, que tem andamento previsto até o final de 2019, procura mostrar como a dieta ofertada aos animais em lactação, em diferentes estações do ano, pode afetar os resultados de gordura, sólidos não gordurosos, proteína, lactose, sais, crioscopia e condutividade do leite do tanque de resfriamento da propriedade.

Para isso, professores-pesquisadores, técnicos da área e estudantes bolsistas e voluntários, somam esforços nas atividades de Pesquisa. “O leite é um produto consumido mundialmente. Então, buscar o desenvolvimento da cadeia leiteira na região, com foco na qualidade, é um fator muito importante para que tenhamos um produto de qualidade para consumo”, enfatiza a bolsista do Projeto, Eduarda Pautes Damian.

Dessa forma, a pesquisa pretende contribuir para esclarecer a influência da dieta dos animais sobre a composição do leite na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, além de inovar na apresentação de dados que validem os parâmetros de cobrança pela legislação. “Isso permitirá a discussão de políticas públicas de incentivo ao aumento da produção e formas de orientar os produtores para equalizar déficits nutricionais na dieta dos animais. Sendo um projeto de pesquisa que permite aproximar nossos estudantes da realidade do campo, nos permite retornar, enquanto Universidade, à sociedade o apoio que recebemos em prol do desenvolvimento regional”, observa a coordenadora do Projeto, professora Denize da Rosa Fraga.


Cursos de Agronomia e Direito passam a ser ofertados também no período noturno

O Vestibular de Inverno 2018 da Unijuí está com duas novidades importantes. A partir deste processo seletivo, os cursos de Agronomia e Direito passam a ofertar turmas no período noturno, anteriormente a oferta era em turno integral. “Isso possibilita aos que trabalham durante o dia ingressar já neste Vestibular de Inverno na Universidade”, ressaltou a Vice-Reitora de Graduação, professora Cristina Pozzobon, em entrevista à Rádio Unijuí FM.

Durante a entrevista, destacou ainda que as inscrições vão até o dia 24 de junho e podem ser feitas no portal do Vestibular. “É importante cuidar os prazos: as inscrições podem ser feitas até o dia 24 de junho, para a prova acontece no domingo, dia 1º de julho”, informou a Vice-Reitora de Graduação.

Confira mais informações sobre os cursos de Agronomia e Direito:

Agronomia

Onde cursar: Campus Ijuí

O curso na Unijuí

  • Oferece uma infraestrutura qualificada, dispondo de vários laboratórios, como o de Análise de Solos, Análises de Sementes, Bromatologia, Hidráulica, Topografia, Entomologia, Botânica, Informática e Produção Vegetal, que qualificam as demais atividades do curso.
  • Disponibiliza aos estudantes uma área experimental e de ensino, com 236 ha (IRDeR), onde são realizados trabalhos de pesquisa, de conclusão de curso, de pós-graduação em nível de especialização, mestrado e doutorado e projetos de pesquisa financiados pela instituição e órgãos externos.
  • O estudante tem a possibilidade de participar de estágios curriculares, onde passa a ter contato com o mundo rural e atividades complementares que qualificam a sua formação profissional.

Área de atuação

O profissional formado na Unijuí é preparado para atuar no serviço público e privado, em movimentos sociais e organizações não governamentais, cooperativas de produção agropecuária, empresas de produção familiar, empresas de insumos agrícolas, empresas de assistência técnica e extensão rural, órgãos de ensino e pesquisa e como profissionais autônomos.

Direito


Onde cursar: Campi Ijuí, Santa Rosa e Três Passos

O curso na Unijuí

  • O curso proporciona aos alunos a prática efetiva do Direito, através de estágio curricular obrigatório no laboratório jurídico “Escritório Modelo”. As atividades são supervisionadas por docentes do curso, disponibilizando atendimento jurídico para pessoas carentes da comunidade.
  • Os estudantes tem a oportunidade de realizar estágios na Promotoria de Justiça, Fórum, Defensoria Pública, Prefeituras, Procuradorias, entre outros locais.
  • Além disso, os acadêmicos podem atuar como bolsistas em projetos de pesquisa e extensão. O projeto “Cidadania para Todos” é um deles, que envolve alunos e professores do curso, atuando junto à comunidade regional, auxiliando na construção e no desenvolvimento da cidadania a partir do debate sobre temáticas jurídicas de interesse da comunidade.

Área de atuação

O profissional formado na Unijuí é preparado para atuar como magistrado, advogado, promotor, procurador, defensor, delegado, dentre outras.


Da Universidade para a comunidade: projeto transfere conhecimentos aos alunos da região

Aprender coisas novas, compartilhar conhecimentos e divulgar esses novos aprendizados. A estudante do curso de Jornalismo da Unijuí, Juliana Andretta, sabe bem o que é isso. Ela faz parte do projeto Rádio, Tecnologia e Empreendedorismo na Escola que, como o próprio nome diz, leva às escolas de Ijuí noções básicas de comunicação e empreendedorismo.

O projeto tem como objetivo desenvolver atividades educacionais com crianças, adolescentes e jovens dessas escolas. Os outros bolsistas do projeto, assim como a Juliana, realizam oficinas e práticas comunicacionais de contato com equipamentos de vídeo, de foto e de rádio, além de técnicas de edição de produções audiovisuais para esses alunos.

De acordo com o professor Celestino Perin, coordenador do projeto, as atividades têm o objetivo de promover o desenvolvimento dos alunos.  “As atividades visam as relações de comportamento em frente às câmeras de vídeo, criação de roteiros para rádio e televisão. Também busca desenvolver a progressão de capacidades cognitivas, como o raciocínio e o improviso, e o aprimoramento da dicção e da oratória, com a finalidade de colaborar para o desenvolvimento da expressividade”, comenta.

Os bolsistas do Projeto, estudantes dos cursos de Publicidade e Propaganda, Administração, Ciências Contábeis e Jornalismo, também dizem aprender muito. Para Juliana, o projeto possibilita ampliar seus horizontes. “Ter contato com crianças de diferentes realidades de escolas e municípios e ver que elas enfrentam dificuldades, é uma motivação para que a gente também não desista nas nossas primeiras dificuldades, para que a gente siga e corra atrás das nossas vontades, dos nossos sonhos”, salienta.

Assim como Juliana, você também pode transformar o mundo em que você vive. As inscrições para o Vestibular de Inverno da Unijuí 2018 estão abertas até o dia 24 de junho no Portal da Unijuí. Escolha fazer a diferença.


Projeto leva Educação em Saúde para a comunidade

              

Oportunizar que estudantes de graduação atuem em projetos com a comunidade é um dos diferenciais da Unijuí enquanto Universidade. Eles participam de iniciativas e ações contribuindo para o desenvolvimento regional. Gabriela Colombi, estudante de Enfermagem que atua no Projeto de Extensão Educação em Saúde, ligado ao Departamento de Ciências da Vida (DCVida) integra as ações do Projeto e avalia a experiência como enriquecedora:

“O Projeto me permite viver experiências únicas, diferente da sala de aula, além da oportunidade de trabalhar com outros cursos da área da saúde, com isso é possível perceber a importância do trabalho em equipe. Participando do Projeto vejo meu crescimento como estudante e como pessoa”, observa. 

Além da estudante, atuam nas atividades nove professores dos cursos de Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Enfermagem, Estética e Cosmética e Biomedicina; e 19 estudantes sendo seis bolsistas e 13 estudantes voluntários dos cursos de Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Enfermagem, Estética e Cosmética e Biomedicina. 

Segundo uma das coordenadoras do Projeto, professora Angélica Moreira, a educação em saúde é um desafio para os serviços de saúde e também para a Universidade. Dessa forma, ele visa discutir e problematizar com os estudantes as vivências, a partir da integralidade; envolver os estudantes em atividades de ensino e serviços aos usuários assistidos por uma equipe de saúde; proporcionar vivências e consolidação de conhecimentos de núcleos profissionais e também vivências interdisciplinares, como vivências de campo. “Esta intervenção na comunidade congrega os conhecimentos nas diferentes áreas, garantindo à população atendida atividades de promoção, prevenção e reabilitação em saúde”, observa a coordenadora. 

A partir de convênio firmado entre a Unijuí e a Secretaria de Saúde de Ijuí, a metodologia utilizada para a realização das atividades abrange ações com a população assistida na Estratégia de Saúde da Família (ESF) Assis Brasil e na Escola IMEAB. A dinâmica do projeto desenvolve a extensão. Participam professores e estudantes bolsistas/voluntários nas atividades de ensino e extensão dos cursos de Graduação em Enfermagem, Estética e Cosmética, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição e Biomedicina. As metodologias pensadas para as atividades são estruturadas a partir de metodologias ativas, como a metodologia da problematização. 

Na Escola

              

Alunos do Ensino Fundamental do Instituto Municipal de Ensino Assis Brasil – IMEAB participaram, na manhã desta quarta-feira, 06, da Mostra de Saúde na Escola, organizada pelo Projeto, por meio da Estratégia de Saúde da Família do Bairro Assis Brasil. 

De acordo com a professora Angélica Moreira, estudantes das áreas da saúde dividiram com alunos e professores conhecimentos relacionados à anatomia, biologia, como produzir medicamentos, dieta saudável, fisioterapia, enfermagem, entre outras percepções da área da saúde. 

“O objetivo dessas atividades é educar crianças e adolescentes, para que eles levem essa visão para dentro das suas casas. Ou seja, como manter uma vida saudável e evitar determinados problemas e doenças que se desenvolvem a partir de determinados comportamentos”, comenta a professora. 

A parceria entre Universidade e IMEAB é produtiva também para fortalecer o aprendizado de dentro da sala de aula. É o que explica a diretora do Instituto, Zeni Portella. “Essa parceria vem para aumentar a qualidade do aprendizado dos nossos alunos”, salienta Zeni. 

A Vice-Reitora de Graduação da Unijuí, professora Cristina Pozzobon, destaca a importância dessas ações para a reflexão dos alunos sobre suas realidades a partir da troca de experiências com acadêmicos e professores da Universidade.


Vestibular de Inverno: conheça bolsas e benefícios para estudar na Unijuí

Rosana Souza de Vargas passou no vestibular para o Curso de Letras na Unijuí, iniciou a graduação, conquistou uma bolsa de Iniciação Científica na área de tecnologia de informação e comunicação na formação de professores de línguas e deixou a cidade de São Luiz Gonzaga. O início da estadia em uma nova cidade não foi fácil, como ela lembra, aos risos. Mas, as coisas mudaram. Rosana conquistou uma das vagas remanescentes do Prouni e ingressou na Unicasa, a Casa do Estudante da Unijuí. “Morar na Unicasa está sendo uma experiência única. Gosto de morar aqui e dividir o apartamento com colegas”, comenta.

Assim como Rosana, estudantes da Unijuí têm a sua disposição diversas bolsas e benefícios para ingresso e permanência na Instituição. São bolsas do Prouni, programa de financiamento próprio, bolsas de iniciação científica e tecnológica, entre outros. Conheça alguns dos benefícios.

Bolsas e Financiamentos

Crédito Universitário Unijuí

O Crediunijuí é um programa de financiamento próprio oferecido pela Unijuí para a concessão de financiamento parcial aos estudantes regularmente matriculados em um dos Cursos de Graduação presencial da Universidade. O financiamento estudantil instituído pelo Programa cobre até 50% do valor semestral de matrícula. Saiba mais sobre o Crediunijuí no Portal da Unijuí.

Prouni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é um programa do Ministério da Educação (MEC) que oferece bolsas de estudos em instituições de educação superior privadas, em cursos de graduação,  a estudantes brasileiros que ainda não tenham o diploma de nível superior, sendo que é possível concorrer a bolsas de 100% na Unijuí, de acordo com a renda familiar.

Ele é voltado aos alunos que cursaram o ensino médio na rede pública ou particular de ensino na condição de bolsistas integrais. Só poderá se candidatar ao processo seletivo do ProUni o estudante que tiver participado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) do ano anterior e obtido o mínimo de 450 pontos na média das cinco notas obtidas nas provas do exame. As bolsas são distribuídas conforme as notas dos estudantes no Enem.

Outros benefícios

As bolsas de estudo são um auxílio financeiro fornecido aos estudantes, sendo destinadas ao pagamento de mensalidades ou ainda para o incentivo à realização de pesquisas. A Unijuí oferece bolsas de gratuidade para incentivo ao esporte e à cultura, por meio de grupos como Cia Cadagy, Coral Unijuí, Núcleo de Eventos e Projeto Física para Todos.

Além disso, são ofertadas bolsas de iniciação científica e tecnológica destinadas aos melhores estudantes da graduação, como forma de incentivo individual com pesquisas e projetos desenvolvidos por professores pesquisadores. As bolsas de extensão são outra forma de tornar-se bolsista. Esse é um programa de bolsas que visa estimular estudantes, professores e técnicos-administrativos a desenvolver ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida da população.

Unicasa

Assim como Rosana, outros estudantes também podem morar na Unicasa. A casa do estudante tem o objetivo de proporcionar melhores condições de estudos a universitários, por meio de moradia, espaço de convivência acadêmica e desenvolvimento do espírito cooperativo e de integração entre seus moradores.

Fique sempre atento aos editais para saber mais informações sobre bolsas, financiamentos e vagas na Unicasa.

 


Projeto alia atividades físicas e de integração a favor da qualidade de vida na terceira idade

Franciele de Oliveira, estudante do Curso de Educação Física da Unijuí, não aprende na Universidade apenas sobre saúde física. O aprendizado vai além. A estudante é também estagiária do Programa Integrado para a Terceira Idade - PITI/UNIJUÍ, projeto de extensão vinculado ao Departamento de Humanidades e Educação da Unijuí, que aproxima a Universidade de ações voltadas à comunidade. “A gente transfere o que aprende, mas também aprende muito com eles porque, afinal, eles já têm bastante idade, uma experiência maior que a gente. Então, para nós, é uma escola também”, afirma a estudante.

De acordo com o coordenador do projeto, professor Leopoldo Schonardie Filho, o objetivo é oferecer aos idosos da comunidade atividades físicas, esportivas, de lazer e integração social, visando a saúde e o bem-estar desses indivíduos. Além dos benefícios para a saúde dos participantes, o projeto também proporciona um espaço didático pedagógico de ensino, pesquisa, extensão e administração para os estudantes e professores da Unijuí e pesquisadores externos. 

O grupo da terceira idade faz, sob orientação dos bolsistas, aulas de ginástica, musculação, jogos adaptados, dança, excursões e atividades sociais em favor da comunidade externa. As aulas são realizadas em dois dias da semana nos turnos da manhã e da tarde no Laboratório de Atividades Físicas e Promoção de Saúde, Sala dos Espelhos e Ginásio Poliesportivo.

Segundo o professor Leopoldo, o projeto espera desenvolver nos idosos qualidade de vida que proporcione um bem-estar saudável, maior integração social e política no meio em que vivem. “É um Programa que oferece ao idoso a possibilidade de permanecer como uma pessoa ativa e saudável, por meio de ações no mundo ginástico, esportivo e de lazer, colaboradora na área da pesquisa e ações sociais na comunidade”, comenta o professor. O momento de fazer a diferença é agora. As inscrições para o Vestibular de Inverno 2018 da Unijuí estão abertas até o dia 24 de junho. Inscreva-se e transforme o mundo em que você vive, assim como a Franciele.