Sistemas Ambientais e Sustentabilidade

Unijuí seleciona turma para o Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade

                      

O Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí está com inscrições abertas. Os candidatos podem participar da seleção efetivando a inscrição até o dia 13 de março, pela página do Programa.

O processo seletivo envolve quatro etapas: prova escrita (peso 3,0), análise do curriculum vitae (peso 3,0), análise do pré-projeto de pesquisa (peso 2,0), entrevista (peso 2,0). Para obter aprovação a nota final do candidato deve ser igual ou superior a 6,0 (seis). A Prova Escrita será realizada no dia 15 de março, das 8h30min às 11h30min, no Campus Ijuí. No mesmo dia, serão realizadas as entrevistas com a banca examinadora. O resultado final será divulgado no dia 18 de março.

Confira a documentação necessária e outros detalhes do Edital na página do Mestrado.

Sobre o Programa

A proposta do programa foi embasada, numa longa e profícua discussão interdisciplinar realizada pelos seus docentes e pesquisadores, respaldada num considerável conjunto de estudos, pesquisas, experiências e produção científica com enfoque na sustentabilidade, oportunizando uma aprendizagem construída em vários campos do conhecimento na área socioambiental. Além de valorizar o caminho construído, deu-se um passo adiante, integrando o desafio do conhecimento multidisciplinar, atendendo aos pressupostos de maior sustentabilidade pelo conhecimento conjunto de diferentes áreas do saber. Neste cenário, a criação do programa de pós-graduação em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade representa a oportunidade de promover avanços científicos, fomentando pesquisas a partir de uma visão sistêmica e interdisciplinar, impulsionando a prospectar a formação de uma massa crítica para atuação convergente às necessidades dos novos cenários, com forte ênfase na proteção ambiental, garantia da segurança alimentar e qualidade de vida das comunidades.

O Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade tem como objetivos formar pesquisadores com visão sistêmica e multidisciplinar capaz de compreender as inter-relações entre o ambiente, a sociedade e a tecnologia; participar de forma crítica e reflexiva no desenvolvimento regional, considerando os princípios e valores da sustentabilidade, gerando tecnologias apropriadas aos sistemas produtivos locais; promover a produção de conhecimentos na área do meio ambiente em geral, bem como, no campo do diagnóstico e da solução de problemas de interesse socioambiental.


Rede Eduroam: confira como utilizar este serviço

                  

A Unijuí concluiu, no final de 2018, a adesão à Rede Eduroam, serviço internacional de roaming. Com ela, estudantes, professores e funcionários da Universidade que visitarem ou estiverem em intercâmbio em outras instituições, em qualquer local do mundo, podem conectar-se à Rede WI-FI, onde a Rede Eduroam estiver disponível. A conexão poderá ser feita pelo computador, pelo celular ou pelo tablet, utilizando o mesmo usuário e senha usados na rede WI-FI da Unijuí, sem necessidade de configuração adicional.

A Rede Eduroam é uma rede segura com mais de 2.300 Pontos de Acesso no Brasil, além de outros milhares distribuídos em cerca de 90 países. Com a adesão da Unijuí facilita as questões de mobilidade para a Internacionalização da Instituição, pois permite que estudantes e pesquisadores de outras instituições, que estiverem em nossa Universidade, também possam conectar-se sem necessidade de solicitar novas credenciais de acesso.

O acesso à Rede Eduroam na Unijuí pode ser feito da mesma foram que hoje são acessadas as redes UNIJUI2G e UNIJUI5G, basta escolher a rede EDUROAM na lista de redes disponíveis e efetuar a conexão.

                             

Veja o Mapa de pontos de disponibilidade da Rede Eduroam no Mundo:  https://monitor.eduroam.org/map_service_loc.php


Últimos dias de inscrições para o Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí

As inscrições para o processo seletivo de candidatos ao Curso de Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí, com ingresso no 1º semestre, estão abertas até o dia 25 de fevereiro. Os candidatos deverão se inscrever online, na página do Curso, no Portal da Unijuí.

Após a inscrição online, é necessário a entrega dos documentos na secretaria do curso, localizado no prédio do Departamento de Estudos Agrários, campus Ijuí, até o dia 25 de fevereiro no horário das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h.

Confira os documentos exigidos para confirmação da inscrição:

  • Cópia autenticada do Diploma de graduação ou do comprovante de conclusão do curso, caso seja emitido pela UNIJUÍ, não é necessário autenticar;
  • Cópia autenticada do Histórico Escolar da graduação, caso seja emitido pela UNIJUÍ, não é necessário autenticar;
  • Cópia documentos: carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento ou Casamento/Outro, 1 (uma) foto 3x4 recente;
  • Pré-projeto de pesquisa* que contemple o tema de interesse;
  • Curriculum vitae no formato Lattes CNPq, (plataforma disponível em http://lattes.cnpq.br), devidamente documentado (anexar cópia dos comprovantes) e encadernado;
  • Memorial Descritivo que constitui um pequeno relato, de no máximo 600 palavras, descrevendo os pontos mais relevantes da formação acadêmica e profissional do candidato;
  • Duas cartas de recomendação conforme modelo disponível no site.
  • Comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 190,00 (centro e noventa reais), cujo boleto é gerado automaticamente no ato da inscrição.

Os documentos enviados pelo correio, via SEDEX, com data de postagem até 05 de fevereiro deverão ser endereçados para:

Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade Departamento de Estudos Agrários - Campus Ijuí,

Rua do Comércio 3000, bairro Universitário, Caixa Postal 560, 987000-000

Ijuí, RS, Brasil

O Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade tem como objetivos formar pesquisadores com visão sistêmica e multidisciplinar capaz de compreender as inter-relações entre o ambiente, a sociedade e a tecnologia; participar de forma crítica e reflexiva no desenvolvimento regional, considerando os princípios e valores da sustentabilidade, gerando tecnologias apropriadas aos sistemas produtivos locais; promover a produção de conhecimentos na área do meio ambiente em geral, bem como, no campo do diagnóstico e da solução de problemas de interesse socioambiental.

 

 

 

 


Professores da Unijuí e da Univali estreitam relacionamento

Nesta segunda-feira, 2 de janeiro, os professores do Mestrado em Ciências Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí, Roberto Carbonera e Sandra Fernandes, receberam a visita da professora Mônica Weiller Ceccato, docente da Universidade Regional de Blumenau - FURB e doutoranda em Ciência e Tecnologia Ambiental na Universidade do Vale do Itajaí (PPCTA/UNIVALI).

Mônica é natural de Ijuí e, durante visita a região e nossa universidade, foi possível dialogar sobre interesses comuns no campo das Ciências Ambientais. O diálogo foi muito promissor vislumbrando aproximações em futuros contatos acadêmicos. 


Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade está com inscrições abertas

O Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade, mais novo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu aprovado na Unijuí, está com edital para o primeiro processo seletivo aberto. O prazo de inscrições se estende até o dia 05 de fevereiro de 2019.

O processo seletivo envolve quatro etapas: prova escrita, análise do currículo, análise do pré-projeto de pesquisa e entrevista. A data da prova está prevista para o dia 12 de fevereiro de 2019. Confira todos os detalhes e faça a inscrição na página do curso, na aba Processo Seletivo e Matrícula.

O curso

A proposta do programa foi embasada numa longa discussão interdisciplinar realizada pelos seus docentes e pesquisadores, respaldada num considerável conjunto de estudos, pesquisas, experiências e produção científica com enfoque na sustentabilidade, oportunizando uma aprendizagem construída em vários campos do conhecimento na área socioambiental. Além de valorizar o caminho construído, deu-se um passo adiante, integrando o desafio do conhecimento multidisciplinar, atendendo aos pressupostos de maior sustentabilidade pelo conhecimento conjunto de diferentes áreas do saber. Neste cenário, a criação do programa de pós-graduação em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade representa a oportunidade de promover avanços científicos, fomentando pesquisas a partir de uma visão sistêmica e interdisciplinar, impulsionado a prospectar a formação de uma massa crítica para atuação convergente às necessidades dos novos cenários, com forte ênfase na proteção ambiental, garantia da segurança alimentar e qualidade de vida das comunidades.

O Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade tem como objetivos formar pesquisadores com visão sistêmica e multidisciplinar capaz de compreender as inter-relações entre o ambiente, a sociedade e a tecnologia; participar de forma crítica e reflexiva no desenvolvimento regional, considerando os princípios e valores da sustentabilidade, gerando tecnologias apropriadas aos sistemas produtivos locais; promover a produção de conhecimentos na área do meio ambiente em geral, bem como, no campo do diagnóstico e da solução de problemas de interesse socioambiental.

São duas linhas de pesquisa:

Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

A linha de pesquisa busca apreender o processo de desenvolvimento a partir do espaço natural e do histórico de ocupação e uso. Investigar as ações humanas sobre os sistemas naturais e produtivos, com base no manejo, conservação, transformação e manutenção dos ecossistemas, bem como propor diretrizes e estratégias voltadas ao desenvolvimento sustentável.

Qualidade Ambiental em Sistemas Produtivos

A linha de pesquisa busca o aprofundamento científico na construção de processos inovadores voltados à prevenção e solução de problemas socioambientais. Considera também a geração de conhecimento para o desenvolvimento de tecnologias que assegurem a qualidade ambiental e a promoção do desenvolvimento sustentável.


Seminário Internacional debateu as Perspectivas do Ensino de Ciências Agrárias e Ambientais no Sul do Brasil

                
                  

Durante esta semana, o Departamento de Estudos Agrários da Unijuí (DEAg) promoveu o 3º Seminário Internacional sobre as Perspectivas do Ensino de Ciências Agrárias e Ambientais no Sul do Brasil. De segunda a quinta-feira, os estudantes dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária puderam conferir falas de 27 palestrantes de oito países diferentes, além de apresentarem trabalhos e pesquisas desenvolvidas nos cursos.

A programação do evento esteve voltada para a análise sobre a formação acadêmica diante dos problemas da agropecuária, dos problemas socioambientais, das demandas da sociedade e da consolidação da maturidade do perfil dos profissionais egressos dos cursos. Também marcou os 30 anos do curso de Agronomia e os 10 anos do curso de Medicina Veterinária da Unijuí, além da recente aprovação  do Programa de Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade. O objetivo foi promover uma reflexão sobre a formação nas áreas e traçar cenários futuros, tendo em vista a conjuntura nacional e internacional.

Segundo o professor Roberto Carbonera, coordenador da Comissão Organizadora Seminário, o evento foi desafiador ao Departamento. “Tivemos a participação de mais de 500 pessoas no evento. Agradeço aos apoiadores e patrocinadores que tornaram possível esta terceira edição. O evento ocorreu em um momento muito importante, marcando a história dos dois cursos e a aprovação do nosso Programa de Mestrado”, observa o professor.

Coordenadoria da CAPES

No contexto do III Seminário Internacional sobre as Perspectivas do Ensino de Ciências Agrárias e Ambientais no Sul do Brasil, a Unijuí recebeu a Coordenadora da Área de Ciências Ambientais da CAPES, Dra. Jarcilene Silva de Almeida. Acompanhada do coordenador ajunto, prof. Jairo Lisandro Schmidt, Jarcilene esteve reunida com o corpo docente do recém aprovado Programa de Pós-Graduação em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade da Unijuí.

Em entrevista à Unijuí FM, Jarcilene comenta a palestra ministrada no seminário, e outros assuntos relacionados à Universidade, Ciências Ambientais e Sustentabilidade. Confira:

 

A História do Seminário

No ano de 1986, a Unijuí, já como Universidade reconhecida no ano anterior, organizou o I Seminário Internacional sobre as Perspectivas do Ensino de Ciências Agrárias no Sul do Brasil. Este seminário se constituiu em um momento de reflexão extremamente importante para a elaboração do projeto do curso de Agronomia. Com a criação do curso, em 1988, foi incorporada como uma de suas principais características a formação de um profissional voltado para o desenvolvimento. Este seminário também consolidou a cooperação do Departamento de Estudos Agrários da Unijuí com o Instituto Nacional Agronômico de Paris-Grignon (INA-PG), com o apoio da Direção Geral do Ensino Rural do Ministério da Agricultura da França.

No ano de 2008 o curso de Agronomia completou 20 anos e marcou também o início do curso de Medicina Veterinária. Levando-se em consideração estes aspectos, promoveu-se o II Seminário Internacional sobre as Perspectivas do Ensino de Ciências Agrárias no Sul do Brasil. Para tanto, este seminário se propôs a reunir profissionais do Brasil e do exterior, particularmente da França, para refletir sobre o ensino e as perspectivas da área de Ciências Agrárias para o desenvolvimento sustentável da agropecuária, tendo obtido pleno êxito em sua realização.

Nesses anos, a Agronomia formou 48 turmas e um total de 674 Engenheiros Agrônomos, sendo 575 homens e 99 mulheres. O curso de Medicina Veterinária, por sua vez, graduou 181 Médicos Veterinários em 11 turmas, sendo 85 homens e 96 mulheres. Os egressos dos cursos, para além de atuarem na região, estão exercendo suas profissões em diversos estados brasileiros e, alguns, no exterior.

 


Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade é aprovado pela CAPES

               

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES aprovou o curso de Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade, projeto que foi apresentado pelo Departamento de Estudos Agrários da Unijuí. 

De acordo com o professor José Antonio Gonzalez da Silva, o Programa tem o objetivo de analisar e compreender as relações entre os sistemas naturais e produtivos, abordar as dimensões ambientais, sociais, econômicas, culturais e produtivas e gerar pesquisas que promovam soluções e minimizem os impactos negativos gerados pelo desenvolvimento. 

“A região precisa desenvolver, mas, para isso, é preciso desenvolver critérios que levem em conta qualidade de vida e qualidade dos recursos naturais. Esse Mestrado vai permitir gerar conhecimento, inovação e, principalmente, parcerias nacionais e internacionais, além de agregar novos conhecimentos”, comenta. 

O curso é interdisciplinar e envolve as graduações de Agronomia, Medicina Veterinária, Ciências Biológicas, Engenharia Química e demais engenharias. Segundo o professor José, o que se busca é a interação entre as áreas do conhecimento. “Buscamos formar pesquisadores que tenham uma visão sistêmica e multidisciplinar e a capacidade de compreender as inter-relações entre o ambiente, a sociedade, a tecnologia e, a partir disso, participar de forma crítica e reflexiva do processo de desenvolvimento regional, considerando os princípios da sustentabilidade”, salienta. 

Em breve será publicado no Portal da Unijuí um edital para o processo seletivo para ingresso de estudantes no curso.


Produção e Consumo de Aveia esteve em discussão na XXXVIII Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia

“Foi um grande evento com muitos elogios para essa região”, a fala é do professor coordenador da XXXVIII Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia, José Gonzáles. O evento reuniu estudantes, da graduação e pós-graduação, professores, pesquisadores e empresários de toda região.

“Ficamos muito felizes com o envolvimento de pessoas ligadas as instituições de pesquisa que trabalham com inovação e tecnologia para aumentar, cada vez mais, o avanço da lavoura de aveia nos sistemas de produção”, destacou o professor.

O evento aconteceu durante três dias e teve o objetivo de abordar e discutir novas tecnologias, os avanços obtidos e as demandas que promovem o desenvolvimento e inserção da aveia nos sistemas de produção animal, vegetal e alimentação humana. Para encerrar o evento, a Comissão organizadora fez a entrega dos certificados para os melhores trabalhos expostos e apresentados durante o evento. 

A Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia é integrada por instituições de ensino, pesquisa, extensão, assistência técnica, cooperativas, produtores, industrias e órgãos governamentais envolvidos com o desenvolvimento da cultura no Brasil.