Atenção Integral à Saúde

Unijuí e Universidade do Minho realizaram o 8° Congresso Internacional em Saúde

             

O 8° Congresso Internacional em Saúde: Contexto e problemáticas emergentes foi realizado de 7 a 9 de outubro de 2020. Promovido de forma colaborativa entre a Unijuí e o CIEC - Centro de Investigação em Estudos da Criança, da UMinho - Universidade do Minho, Campus de Gualtar, na cidade de Braga, Portugal, com a coordenação geral foi da Profa Dra Zélia Caçador Anastácio (CIEC Uminho). A Profa Dra Graça Simões de Carvalho (CIEC Uminho, Portugal) e a Profa Dra Eliane Roseli Winkelmann (UNIJUI, Brasil) fizeram parte da Coordenação Internacional do evento.

A primeira edição do evento ocorreu em 2011, acontecendo a cada dois anos, sendo sua segunda, terceira e quarta edição respectivamente nos anos de 2013, 2015 e 2017. No ano de 2018, ocorreu a 5ª Edição do Evento na Universidade do Minho em Portugal, desde então o evento é anual de forma alternada entre Brasil e Portugal. Esta foi a primeira edição do evento totalmente online. Esta decisão ocorreu em virtude da situação da pandemia do novo coronavírus.

Os estudantes e profissionais participantes do evento tiveram a oportunidade de apresentar seus trabalhos científicos e assistir conferências e demais atividades da programação científica. Os programas de Pós-Gradação em Atenção Integral à Saúde e Educação nas Ciências participaram de diversas atividades da programação. Além disso, a Profa Dra Eliane Roseli Winkelmann (Unijui) avalia o evento como positivo e que diante da situação atual da pandemia permitiu que os meios digitais pudessem dar continuidade ao evento e a ampla discussão entre os integrantes dos diferentes países. "Vários professores da Unijui participaram do evento como conferencistas, moderadores, comissão organizadora ou científica na avaliação dos trabalhos, divulgação e incentivo junto aos estudantes na construção e apresentação de trabalhos científicos", complementa.

No encerramento do evento também foi lançado 8° Congresso Internacional em Saúde: Determinantes sociais, tecnológicos e ambientais em Saúde, que ocorrerá nos dias 18 a 21 de maio de 2021 (terça a noite, quarta, quinta e sexta), 40 horas de evento e será no formato online pela Unijuí. Os inscritos poderão enviar seus trabalhos científicos até o dia 01 de março de 2021. Mais informações do 7 CISaúde consultar o site: http://eventos.ciec-uminho.org/7cis/


Mestrado em Atenção Integral à Saúde realiza a defesa de dissertação de número 100

            

O Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde realizou, nesta quinta-feira, dia 01 de outubro de 2020, a Defesa de Dissertação de número 100. Aline Schneider, egressa do curso de Farmácia da Unijuí e atualmente é farmacêutica do município de Ijuí, realizou a defesa por videoconferência. 

No projeto de dissertação, orientado pelas professoras Eliane Roseli Winkelmann e Christiane de Fátima Colet, foi realizado um ensaio clínico randomizado de acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes em uso de varfarina da atenção primária à saúde. Os participantes, usuários do medicamento varfarina, que é um anticoagulante usado na prevenção de tromboses, foram divididos em dois grupos, um continuou o tratamento de forma convencional, na atenção primária, e o outro com acompanhamento farmacêutico. 

O projeto de dissertação faz parte da pesquisa institucional “Avaliação da eficácia de um protocolo para pacientes anticoagulados do sistema público de saúde no município de Ijuí/RS”, coordenada pela professora Dra. Christiane Colet e financiado pela PPSUS-FAPERGS. A execução do trabalho contou com auxílio do grupo de estudo sobre a varfarina, do qual fazem parte acadêmicos bolsistas e voluntários do curso de farmácia da Unijuí. O trabalho foi voltado para a área de atuação da mestranda, que pode executar seu projeto junto à comunidade Ijuiense e contribuir com o serviço de saúde do município

A banca de dissertação esteve constituída pelos professores Dr. Luciano Julio Chingui (Universidade Metodista de Angola), Dr.a Isabel Almeida Alves (UFBA) e Dra. Eniva Miladi Fernandes Stumm (UNIJUÍ).

               

Inscrições

Desde o dia 08 de setembro o Programa está com inscrições abertas para a nova turma do Mestrado. Confira todos os detalhes na página do Programa, neste link. 

 


Pesquisa Atenção Integral à Saúde na pandemia de covid-19 inicia em Coronel Bicaco

           

Nesta quinta, dia 17 e sexta, dia 18, a Unijuí e a Prefeitura de Coronel Bicaco realizaram os primeiros testes e avaliações em moradores do município para pesquisa sobre a COVID-19. Foram realizados, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Rui Barbosa, 101 testes, dos quais  três testes apresentaram resultado positivo. Os resultados dos testes positivos identificaram que os participantes já haviam tido contato, mas não estão mais com o vírus. Na próxima semana, mais testes e avaliações serão realizados no município.

Cidadãos de Coronel Bicaco foram convidados a participar por contato telefônico. A seleção dos participantes é através de sorteio sorteio, o qual abrange as quatro Estratégias da Saúde da Família.  A pesquisa irá avaliar e acompanhar grupos populacionais vulneráveis a covid-19 e indivíduos que testaram positivo para anticorpos contra o SARS-CoV-2, quanto a saúde física, psíquica e seu conhecimento sobre o coronavírus (SARS-CoV-2).

A importância deste estudo é o diagnóstico populacional das condições de saúde física e psíquica, assim como identificar o número de pessoas que apresentam anticorpos para SARS-CoV-2. Ainda, com base nos resultados do exame contra anticorpos SARS-CoV-2, aqueles indivíduos que forem positivos poderão receber orientações e acompanhamento. O estudo completo, que é conduzido pelo PPGAIS, também vai fornecer dados mais precisos  sobre a COVID-19 e ajudar a traçar estratégias para o cuidado e basear ações e programas de prevenção em Coronel Bicaco. 

Os moradores que ainda não participaram, e ainda estão com dúvidas sobre o processo, clique neste link e confira mais detalhes do estudo.

               

 


Atenção integral à saúde: o desenvolvimento da saúde regional

                 

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar, uma associação ampla entre a Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). O Programa foi recomendado pela CAPES/MEC, em dezembro de 2013 e reconhecido pelo MEC em setembro de 2014, para oferta de Mestrado Acadêmico, que teve início em maio de 2014. 

O Programa dedica-se à pesquisa e à produção de conhecimento no campo da Saúde, com ênfase em duas linhas: Processos saúde-doença-cuidado e Processos químicos e biológicos em saúde, sendo um projeto capaz de contribuir para o desenvolvimento da saúde regional. Além disso, o programa busca desenvolver pesquisas, produzir conhecimentos científicos e formar profissionais críticos e reflexivos, capazes de intervir na realidade por meio de ações, considerando o contexto em que os indivíduos e população estão inseridos. O público-alvo do Programa proposto é composto por profissionais com formação superior na área de saúde e profissionais com formação em áreas afins (Química, Biologia e Física).

Linhas de Pesquisa 

Atuação na covid-19

Durante a pandemia de covid-19, o Mestrado tem atuado fortemente nas ações de prevenção e combate a esta doença que afeta o mundo inteiro em 2020. A Unijuí, por meio do Programa, integra a EPICOVID-19, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas em parceria com o Governo do Estado, estima o percentual da população gaúcha infectada pelo novo coronavírus, obtém cálculos precisos da letalidade e avalia a velocidade de disseminação do contágio ao longo do tempo. Em Ijuí a pesquisa é realizada com a coordenação da Unijuí, por meio do Mestrado em Atenção Integral à Saúde e dos cursos de Graduação do Departamento de Ciências da Vida (DCVida). O levantamento visa contribuir e propiciar meios para a tomada de decisões em diversas esferas de lideranças do Rio Grande do Sul, direcionando melhor as ações e medidas de combate e amenização dos efeitos nocivos da pandemia no Estado, inclusive de preservação da saúde da população.

Além disso, está no ar o site Ciência Explica - covid-19, criado para estimular a divulgação científica para a comunidade.  A intenção é levar a informação científica que está sendo gerada sobre o coronavírus para a comunidade em geral, por meio de uma linguagem simples que seja capaz de "traduzir" os complexos estudos nas diferentes áreas do conhecimento em informação compreensível. Ainda, com este processo de comunicação, o site tem como objetivo esclarecer para a comunidade a necessidade e a processualidade da geração de conhecimento pela ciência, sobretudo na pandemia causada pelo coronavírus. O site é uma iniciativa da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), administrado pelo Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde (PPGAIS) vinculado ao Departamento de Ciências da Vida (DCVida). O trabalho é conduzido pelo grupo de editores da Revista Contexto & Saúde (RCS). Neste site serão divulgados textos, vídeos, áudios e comentários feitos por professores, alunos e egressos do PPGAIS, assim como de colaboradores (Professores, pesquisadores e estudantes desta e de outras Instituições e profissionais de saúde) interessados em colaborar com esta rede de informações. Clique aqui e confira.

Inscrições

Desde o dia 08 de setembro o Programa está com inscrições abertas para a nova turma do Mestrado. Confira todos os detalhes na página do Programa, neste link. 

 


Estudo busca compreender sentimentos e apontar ações de cuidado aos pais de recém-nascido que passam por terapia intensiva

 Todos os semestres os Programas de Mestrado e Doutorado da Unijuí proporcionam defesas de Dissertações e Teses. Os trabalhos, de grande importância para a comunidade, ganham destaque em matéria por meio do projeto Popularização da Ciência, a partir desta semana, em uma ação da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão e a Coordenadoria de Marketing. Confira o texto da bolsista do projeto, Evelin Ramos. 

             

Dados da Organização Mundial de Saúde evidenciam que a cada ano 15 milhões de bebês nascem prematuros. No Brasil, esse número é de 279,3 mil partos anuais de prematuros, correspondendo a 9,2% entre os nascidos vivos. A internação de um filho em terapia intensiva neonatal é percebida como experiência desagradável para quem a vivencia e que pode desencadear sentimentos de insegurança, medo, desconforto, ansiedade, angústia e preocupação pelo fato de ser um local estressante, tanto para familiares, quanto para pacientes que necessitam de cuidados. Além de separar o bebê se sua família, ele é submetido a procedimentos invasivos e dolorosos, o que pode contribuir para a ocorrência desse estresse.

Neste contexto, os pais vivenciam um misto de sentimentos resultante da frustração de sonhos idealizados, de alegria substituída por insegurança, uma realidade incerta, permeada de vários sentimentos, inclusive o de luto. A inserção da família do Recém-Nascido (RN) no ambiente da UTI Neonatal é um aspecto que necessita de ações concretas de toda a equipe, em especial, dos enfermeiros no referido ambiente, os pais se deparam com profissionais até então desconhecidos, porém, eles e seus filhos permanecerão inseridos na condição de dependência.  A  pesquisadora Mariléia Stübe estudou esta temática na produção da dissertação de Mestrado com o título “Estresse e Coping em pais de recém-nascido em terapia intensiva”. 

Segundo Mariléia, o maior desafio para os profissionais de saúde que atuam em terapia intensiva neonatal é inserir os pais no cuidado do recém-nascido que necessita de cuidados intensivos: “as reações desencadeadoras de estresse diante da hospitalização do filho em terapia intensiva neonatal compreendem alterações orgânicas e distúrbios emocionais, ambos requerem adaptação e incluem estratégias de enfrentamento ou coping”. explicou a pesquisadora.

A pesquisa realizou a avaliação dos níveis de cortisol salivar dos pais como um  importante marcador fisiológico do estresse, o objetivo específico foi avaliar estresse e coping em pais de recém-nascidos internados em uma Unidade Terapia Intensiva Neonatal. Foi utilizado dois questionários validados (um para estresse e um para coping). A equipe que atua em terapia intensiva neonatal, em especial os enfermeiros, de posse dessas informações, podem buscar implementar ações de educação em saúde que incluem criação de grupos de apoio, com atendimento individualizado ou coletivo, tendo em vista a ampliação de conhecimento, criação de vínculo, redução dos níveis de estresse, melhor enfrentamento da situação vivenciada e qualificação da assistência neonatal.

Portanto, o estudo buscou compreender sentimentos de 20 mães de bebês, internados em uma UTIN, analisando o vínculo e participação delas no cuidado ao filho. A pesquisa concluiu que há necessidade de programa educativo contínuo para ajudá-las na superação de sentimentos negativos, fortalecimento de vínculo mãe-filho e autoconfiança das mães para cuidar dos filhos após a alta hospitalar. Outra investigação com 20 mães de RNs prematuros, internados em uma UTIN de um hospital universitário, utilizou a Parental Stressor Scale: Neonatal Intensive Care Unit (PSS: NICU) e concluiu que o estresse propicia a maior insegurança no cuidado ao filho e que a equipe necessita direcionar um olhar para as necessidades maternas com vistas a criação de vínculo entre mãe e bebê.

Ainda, segundo a pesquisa, diante de uma experiência avaliada como estressante, ocorre avaliação cognitiva, entendida constantes para o desencadeamento de políticas públicas de atenção em neonatologia, direcionadas à família, pois a criança necessita da participação efetiva de seus pais neste momento de fragilidade e, inclusive, beneficia segmentos importantes da população em termos de promoção da saúde, recuperação, prevenção de complicações, de melhora da qualidade de vida e, possivelmente, podem contribuir na redução do período de internação hospitalar do RN.

A Dissertação de Mestrado com título “Estresse e Coping em pais de recém-nascido em terapia intensiva”, foi apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde, uma associação entre a Unijuí e Unicruz, com a orientação da Profª Drª Eniva M. F. Stumm, sendo que a Comissão Examinadora foi formada por Profª Drª Janaína Coser, Profª Drª Rafaela Andolhe, Profª Drª Matias Nunes Frizzo.

 


Mestrado em Atenção Integral à Saúde seleciona novos estudantes em regime de fluxo contínuo

            

A partir desta segunda-feira, 13 de julho, o Mestrado em Atenção Integral à Saúde abre edital para a seleção de novos estudantes em regime de Fluxo Contínuo. As inscrições podem ser realizadas, na Página do Programa, até o dia 28 de agosto. Serão 14 vagas, que serão selecionadas mediante análise de currículo, análise de projeto e entrevista. Mais informações pelos contatos ppgais@unijui.edu.edu.br. 

Pesquisa Covid-19

O programa também está selecionando voluntários para a nova rodada de testes rápidos da Pesquisa que está mapeando o avanço da Covid-19 no Rio Grande do Sul. Esta etapa, que será a sexta, ocorrerá no último fim de semana deste mês de julho, em Ijuí. O voluntário, que precisa estar cursando uma Graduação ou já ser formado, passará por treinamento e teste rápido antes de ir a campo coletar os dados para o estudo. Acesse o formulário e se inscreva

Sobre o Programa

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar, em associação entre a Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). O Programa foi recomendado pela CAPES/MEC, sendo reconhecido pelo MEC para oferta de Mestrado Acadêmico. Dedica-se à pesquisa e à produção de conhecimento no campo da Saúde, com ênfase em duas linhas: Processos saúde-doença-cuidado e Processos químicos e biológicos em saúde.

 


Estudo testou intervenção que diminuiu a severidade da sepse em modelo experimental

            

O estudo publicado na revista internacional Scientific Reports, da Editora Nature, investigou os efeitos de um tratamento para sepse (infecção grave). O estudo é parte da pesquisa do enfermeiro Maicon Machado Sulzbacher, graduado pela Unijuí, durante seu mestrado realizado no Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde.

O estudo consistiu em investigar se uma proteína com propriedades moduladoras do sistema imunológico poderia ter efeitos benéficos em camundongos de laboratório que tinham a infecção (sepse). O tratamento com esta proteína (proteína de choque térmico de peso molecular de 72 kDa - eHSP72), administrada diretamente na corrente sanguínea (endovenosa) atenuou os danos causados por radicais livres no pulmão dos animais. Consequentemente, os camundongos tratados com eHSP72 apresentaram menor disfunção respiratória. Ainda, camundongos com sepse apresentaram como consequência da infecção severa, alterações na temperatura corporal e perda de funções mentais (estado de consciência). Esses efeitos foram menores nos animais tratados com apenas uma dose de eHSP72. O artigo publicado no link https://www.nature.com/articles/s41598-020-66011-y mostra ainda um aumento na sobrevida dos animais após receberem o tratamento com a eHSP72 em comparação com os animais sem o tratamento.

As evidências experimentais que podem ser observadas nesta pesquisa fornecem perspectivas para novos estudos relacionados a intervenção em pacientes com sepse em conjunto com as estratégias terapêuticas já utilizadas. Novas doses deste tratamento com eHSP72 em modelos animais, e novos projetos com pacientes com sepse seguem em andamento no Grupo de Pesquisa em Fisiologia da Unijuí.

             


Congresso Internacional em Saúde será realizado no mês de outubro em Portugal

            

A realização do evento 7º Congresso Internacional em Saúde foi prorrogado para ocorrer nos dias 7 a 9 de outubro de 2020 no Instituto de Educação da Universidade do Minho, Campus de Gualtar em Braga, Portugal, com o tema: Contextos e Problemáticas Emergentes. Este evento está sendo coordenado pela Profa Dra Zelia Caçador Anastácio (CIEC-UMINHO, Portugal). Este evento estava programado para ocorrer em julho e foi prorrogado devido a Pandemia Covid19.

Esta é uma parceria da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI), da cidade de Ijuí, Rio Grande do Sul, Brasil e o CIEC - Centro de Investigação em Estudos da Criança, da UMinho - Universidade do Minho, da cidade de Braga, Portugal.

A primeira edição do evento ocorreu em 2011, acontecendo a cada dois anos, sendo sua segunda, terceira quarta e sexta edição respectivamente nos anos de 2013, 2015, 2017 e 2019 na UNIJUI. No ano de 2018, ocorreu a 5ª Edição do Evento na Universidade do Minho em Portugal, desde então o evento é anual de forma alternada entre Brasil e Portugal.

Até dia 15 de julho de 2020 os participantes poderão fazer a submissão de trabalhos científicos que desejam apresentar durante o evento. Esta edição permite a participação e a apresentação do trabalho científico de forma online oportunizando a inserção de todos os interessados no evento.

A Professora Dra. Eliane Roseli Winkelmann, que foi uma das Coordenadoras do evento em edições anteriores, no Brasil e atualmente faz parte do Comitê Internacional, salienta a importância desta parceria nas relações internacionais que a UNIJUI vem promovendo. Também, é uma oportunidade para que professores, estudantes, profissionais da área de saúde e áreas afins possam participar de uma ampla discussão em Portugal e divulgar suas pesquisas, experiências. A utilização de meios tecnológicos irá permitir a ampliação da discussão de saberes para todos que não poderão participar de forma presencial. Além da atualização do conhecimento, os participantes tem a oportunidade de realizar novas parcerias com profissionais e Instituições de diversos países.

Datas importantes:

Submissão de resumos: 15 de julho de 2020
Data do evento: 7 a 9 de outubro de 2020.

Maiores informações: http://eventos.ciec-uminho.org/7cis/


Estudo verificou fatores associados a depressão de pacientes renais crônicos em hemodiálise

          

Estudo publicado na Revista Brasileira de Enfermagem, de autoria de Carolina Renz Pretto, egressa do Mestrado em Atenção Integral à Saúde, verificou a associação entre variáveis sociodemográficas, clínicas, hábitos de vida e capacidade funcional com indicativos de depressão de pacientes renais crônicos em hemodiálise. O estudo foi realizado com 183 pacientes em hemodiálise de duas unidades renais: 55,2% dos participantes eram idosos, 66,4% homens, 90,7% aposentados. No total, 60,3% apresentaram sintomas depressivos.

Houve associação entre indicativos de depressão com sexo feminino, maior número de comorbidades e intercorrências pós-hemodiálise, sintomas físicos, emocionais, inatividade, deixar de realizar atividades habituais e a necessidade de auxílio no dia a dia. O estudo concluiu que os sintomas de depressão estão associados à sobrecarga das comorbidades, maior número de complicações da doença, intercorrências hemodialíticas e dependência funcional. Exercícios físicos podem ser estratégias efetivas de cuidado.

O estudo foi orientado pela professora Eniva Miladi Fernandes Stumm, realizado em parceria com a professora do curso de Farmácia e Programa de Pós-Graduação em Stricto-Sensu Atenção integral à Saúde (PPGAIS) Christiane de Fátima Colet e com os egressos do PPGAIS, Marina Brites Calegaro da Rosa, Cátia Matte Dezordi e Sabrina Azevedo Wagner Benetti.

Segundo o Programa, a pesquisa é relevante para a enfermagem e equipe multiprofissional, à medida que seus resultados possam estimular práticas em saúde direcionadas à assistência aos pacientes renais crônicos, no sentido de modificar escores de depressão, promover bem-estar e, por conseguinte, reduzir a morbimortalidade.


Inscrições abertas para aluno especial no Mestrado em Atenção Integral à Saúde - 2020

              

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde, uma  associação entre a Unijuí e a Unicruz, informa que estão abertas as inscrições para vagas de alunos especiais no Curso de Mestrado no 1º semestre de 2020. Durante o período de isolamento, devido à pandemia de coronavírus, as aulas irão ocorrer de forma online.

A inscrição deve ser encaminhada pelo e-mail ppgais@unijui.edu.br, até o dia 21 de maio de 2020, e os interessados devem realizar o preenchimento do Requerimento de Inscrição para Aluno Especial. A matrícula deve ser feita após o preenchimento do requerimento, de forma presencial, na Secretaria Acadêmica da Unijuí, Campus Ijuí, do dia 15 a 21 de maio, no turno da manhã das 8:00h até às 11:00h, ou no turno da tarde das 13:30h às 17:00h.

Confira todos os documentos necessários e outros detalhes do Edital na página do Programa.

Sobre o Mestrado

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar, em associação ampla entre a Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). O Programa foi recomendado pela CAPES/MEC, em dezembro de 2013 e reconhecido pelo MEC, em setembro de 2014, para oferta de Mestrado Acadêmico, que teve início em maio de 2014. O Programa dedica-se à pesquisa e à produção de conhecimento no campo da Saúde, com ênfase em duas linhas: Processos saúde-doença-cuidado e Processos químicos e biológicos em saúde.