Painéis colocam em discussão o cooperativismo na América Latina

A Unijuí, por meio do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional, foi parceria na realização de quatro painéis, que antecedem o 12º Encontro de Investigadores Latino-americanos em Cooperativismo – Eilac, previsto para acontecer em 2022 no Brasil. O evento também foi promovido pela Rede de Investigadores Latino-americanos em Cooperativismo (Rilac), Observatório de Cooperativas (OBSCoop/USP), Económicas/UBA e Universidade Federal do Tocantins (UFT).

De acordo com o professor doutor Pedro Luís Büttenbender, coordenador dos painéis pela Unijuí, as discussões tiveram o intuito de gerar um olhar que valorize e reconheça o panorama do cooperativismo na América Latina. Ao todo, nos quatro encontros – que aconteceram de forma online nos dias 12 de abril, 7 e 14 de maio, e 4 de junho -, transitaram com exposições 12 países. Foram cerca de 230 participantes.

O cooperativismo vem ampliando a sua ênfase e a sua temática, especialmente para fazer frente aos desafios impostos pela pandemia e pelo desenvolvimento. É nesta perspectiva que projetos de pesquisa, de capacitação, educação e de modernização vêm sendo realizados. Neste sentido a Unijuí, por meio dos cursos de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional, vem participando ativamente do movimento latino-americano, que envolve a Rilac, para tratar sobre as diferentes experiências do cooperativismo na América Latina”, explicou o professor, lembrando que todo este trabalho não só prepara para o Eilac, como também contribui para a estruturação de uma abordagem cada vez mais forte do cooperativismo, da gestão cooperativa e das políticas públicas de desenvolvimento no Programa de Pós-Graduação da Unijuí.

As regiões mais desenvolvidas do interior da América Latina contam com uma presença importante de experiências cooperativas, da mesma forma que no Brasil e na nossa região Sul. O cooperativismo é o modelo de organização que mais bem se adapta aos períodos de crise. Aliás, é um mecanismo para fazer frente à crise”, completou Büttenbender.

Confira os painéis:

- 1º painel, dia 23 de abril

- 2º painel, dia 7 de maio

- 3º painel, dia 14 de maio

- 4º painel, dia 4 de junho


Compartilhe!