Estudo descreve que a radiação infra-vermelha longa é eficaz como tratamento na cicatrização da úlcera venosa

                   

Estudos in vitro mostravam a proliferação celular e o aumento da microcirculação nos tecidos expostos a radiação infra-vermelha longa (cFIR), com aumento dos níveis de óxido nítrico. Diversos usos terapêuticos já tinham sido propostos com esta tecnologia, como no tratamento da fibromialgia, dismenorreia, osteoartrite e insuficiência cardíaca. Porém, ainda não havia evidências para a úlcera venosa.

A úlcera venosa representa o estágio mais avançado da insuficiência venosa crônica. É um importante problema de saúde pública e tem um impacto significativo na qualidade de vida dos pacientes devido a dor crônica, incapacidade de trabalhar, necessidade de hospitalização e acompanhamento ambulatorial frequente. Os tratamentos para as úlceras venosas buscam auxiliar no processo de cicatrização. Desta forma, a hipótese deste estudo é que a radiação infra-vermelha longa poderia ter um potencial adjuvante no tratamento da úlcera venosa para membros inferiores, mas ainda não havia comprovação científica.

O estudo de autoria da enfermeira e mestre Gerli Elenise Gehrke Herr, egressa do Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde, verificou que a radiação infra-vermelha longa (cFIR) é eficaz como tratamento na cicatrização da úlcera venosa. Este tratamento reduziu o tamanho da úlcera e o escore total de cicatrização em 15, 30 e 90 dias de tratamento e melhorou o tipo de tecido da úlcera aos 60 dias.

O estudo foi orientado pela fisioterapeuta e professora Dra. Eliane Roseli Winkelmann, integrante do corpo docente do Programa, em parceria com o fisioterapeuta professor Dr. Daniel Fernandes Martins, integrante do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade do Sul de Santa Catarina (Palhoça, SC). Também contou com o apoio de vários pesquisadores, dentre eles o médico Fábio Goulart da Silva, professor do Curso de Medicina e também egresso do mestrado em Atenção Integral à Saúde.

O estudo está publicado como “Effects of the use of bioceramic wraps in patients with lower limb venous ulcers: A randomized double-blind placebo-controlled trial”, na revista “Journal of Integrative Medicine” e está disponível em:  https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31818694

                

Foto: arquivo pessoal dos autores do estudo/divulgação.


Compartilhe!