Atenção Integral à Saúde

Artigo produzido no Mestrado em Atenção Integral à Saúde é publicado em revista internacional

O artigo publicado na revista internacional Journal of Diabetes Research - disponível neste link, investigou se o tempo de pós-menopausa influencia os níveis circulantes sanguíneos de marcadores inflamatórios em mulheres diabéticas. O estudo é parte da pesquisa da biomédica Carolain Felipin Vincensi Anklam, realizada durante seu Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde da Unijuí, sob orientação dos professores doutores Mirna Stela Ludwig (orientadora) e Matias Nunes Frizzo.

A menopausa marca o encerramento do período reprodutivo das mulheres e é caracterizada pelo declínio dos níveis hormonais de 17β-estradiol. Este declínio predispõe o organismo ao ataque de radicais livres, causando o estresse oxidativo e também sintomas vasomotores (”fogachos”), além de predispor à osteoporose e doenças crônicas, como obesidade e diabetes mellitus tipo II (DM2). 

Com o envelhecimento populacional observado na maioria dos países, levando as mulheres a viverem cerca de um terço de suas vidas na condição pós-menopausa, o estudo dos processos químicos e biológicos do corpo da mulher é pauta relevante de pesquisas no mundo, e no Grupo de Pesquisa em Fisiologia (GPeF) da Unijuí. No artigo publicado, foi demonstrado que a pós-menopausa é marcada por níveis aumentados de marcadores inflamatórios, influenciados pelos níveis hormonais e pela presença de diabetes mellitus tipo 2 (DM2). E o mais importante, pelo tempo decorrido desde a menopausa, não necessariamente pela idade. Além disso, a menopausa combinada com DM2 predispõe ao dano oxidativo na circulação (plasma) e às funções hepáticas afetadas. 

Em suma, a condição de menopausa e DM2 juntos apresentam efeitos sinérgicos em desfechos metabólicos, oxidativos e inflamatórios e requerem atenção especial na saúde da mulher. Na menopausa associada ao quadro inflamatório crônico de baixo grau do DM2, os níveis de eHSP72 (marcador inflamatório) podem ser um potencial parâmetro de acompanhamento em saúde. Este artigo, com o título “Oxidative and Cellular Stress Markers in Postmenopause Women with Diabetes: The Impact of Years of Menopause” (tradução livre: “Marcadores de estresse oxidativo e celular em mulheres na pós-menopausa com diabetes: O impacto do tempo de menopausa), representa uma evidência de que ocorrem em humanos os achados já demonstrados pela investigação pré-clínica (em modelos animais), que vem sendo desenvolvida pelo GPeF nas temáticas menopausa e diabetes no últimos anos. 

Destaca-se que o trabalho realizado com 64 mulheres contou com a participação de outros estudantes do Mestrado - Yana Lissarassa, biomédica; Analú dos Santos; bacharel em Educação Física; e Lílian Costa-Beber, bióloga; além de outros professores do Mestrado - professores doutores Pauline Fiorin e Thiago Heck, demonstrando a ação multi e interdisciplinar da pesquisa realizada no curso. 

O Mestrado em Atenção Integral à Saúde está com inscrições abertas até o dia 10 de novembro e com diferentes oportunidades de bolsas. Acesse o link e saiba mais.


Cursos promovem seminário em prol da Aliança Nacional para o Parto Seguro e Respeitoso

Engajamento das equipes no cuidado seguro no ciclo gravídico puerperal foi tema do seminário organizado pelo curso de Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu em Atenção Integral à Saúde da Unijuí.

O evento foi realizado em prol da Aliança Nacional para o Parto Seguro e Respeitoso, que reúne entidades que estão dispostas a atuar em prol da redução da mortalidade materna e neonatal e da garantia de direitos básicos para o parto e para o nascimento seguros em nosso País. A Aliança foi criada atendendo ao chamado da Organização Mundial da Saúde (OMS), que escolheu o “Cuidado materno e neonatal seguro” como tema do Dia Mundial da Segurança do Paciente 2021, comemorado em 17 de setembro.

O seminário também contou com o apoio da Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente, da Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí e da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde.

A professora Adriane Kolankiewicz mediou o seminário e a abordagem do tema foi realizada pela enfermeira vinculada à Secretaria Municipal de Ijuí e mestranda do programa, Denise Casagrande, que falou sobre a importância do pré-natal e da atenção singular que cada mulher requer no pós-parto e o quanto a comunicação entre os profissionais de saúde e serviços é essencial.

Na sequência, o evento contou com a participação da enfermeira egressa do curso de Enfermagem da Unijuí, Andreia Kuss, no momento consultora da Organização Nacional de Acreditação, que destacou a utilização dos protocolos de segurança do paciente neste contexto.

Participaram estudantes de graduação, docentes, enfermeiros da Atenção Primária à Saúde e do hospital. O evento proporcionou momentos de reflexão e integração entre ensino-serviço. 

 


Estudo analisa Rinossinusite Crônica para auxiliar no diagnóstico de pacientes

Todos os semestres os Programas de Mestrado e Doutorado da Unijuí proporcionam defesas de Dissertações e Teses. Os trabalhos, de grande importância para a comunidade, ganham destaque em matéria por meio do projeto Popularização da Ciência, a partir desta semana, em uma ação da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão e a Coordenadoria de Marketing. Confira o texto da bolsista do projeto, Evelin Ramos.     

           

Imagem ilustrativa

A Rinossinusite Crônica (RSC) é a inflamação da mucosa nasal e dos seios paranasais que se caracteriza por apresentar dois ou mais sintomas, um dos quais obrigatoriamente deve ser obstrução nasal ou rinorréia, durando mais de 12 semanas sem que haja resolução dos mesmos. É subdividida fenotipicamente em Rinossinusite Crônica com Polipose Nasal (RSCcPN) e sem Polipose Nasal. A RSCcPN é uma doença com prevalência relativamente baixa mas que acarreta grande perda de qualidade de vida aos doentes acometidos e ainda é um desafio em termos de tratamento para os rinologistas. 

O prognóstico e tratamento  da Rinossinusite Crônica com Polipose Nasal dependem dos perfis inflamatórios dos seus subtipos (eosinofílico e não eosinofílico) e estes  podem sofrer variações em diferentes países ou mesmo dentro de um mesmo país. Esse foi o tema estudado na dissertação da pesquisadora Gabriela Gomes Mânica, intitulada como “Perfil do padrão celular de pacientes com rinossinusite crônica com polipose nasal submetidos a cirurgia endoscópica nasossinusal no sul do Brasil”, realizado no Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Atenção Integral à Saúde, da Unijuí em associação com a Unicruz.

O estudo buscou descrever as características dos pacientes com RSCcPN e comparar pacientes com perfil eosinofílico (eRSCcPN) com os pacientes com perfil não eosinofílico (neRSCcPN) nos períodos pré e pós-operatório de cirurgia endoscópica nasossinusal (CEN). Foram analisados 29 pacientes com diagnóstico de RSCcPN, submetidos a CEN e completados pelo menos 6 meses de pós-operatório, os pacientes foram recrutados para responderem ao questionário de qualidade de vida (SNOT 22), realizarem exame endoscópico nasal (segundo escore de Lund-Kennedy) e coleta de amostra de sangue. Material de biópsia foi usado para estratificação dos grupos em eRSCcPN e neRSCcPN. 

A pesquisa foi realizada com os pacientes do Centro de Otorrinolaringologia Ijuí- CORI, e as análises realizadas nos Laboratórios da Unijuí. Segundo a pesquisadora Gabriela Gomes Mânica a escolha do tema para a sua dissertação veio pela sua área de atuação: Otorrinolaringologia/ Rinologia “vimos, entre os casos estudados, que não houve diferença entre a prevalência do tipo eosinofílico e não-eosinofílico da polipose nasal. O maior número de casos não-eosinofílicos, em relação a outras áreas do Brasil, talvez possa ser explicado pelo predomínio da atividade agrícola da nossa região. Conhecer os endotipos da polipose nasal, nos ajuda a escolher o melhor tratamento para o paciente e orientá-lo sobre o seu prognóstico”, observa. 

A Dissertação de Mestrado com título  “Perfil do padrão celular de pacientes com rinossinusite crônica com polipose nasal submetidos a cirurgia endoscópica nasossinusal no sul do Brasil” foi apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Atenção Integral à Saúde, uma associação entre a Unijuí e Unicruz, com a orientação do Prof. Dr. Thiago Gomes Heck, sendo que a Comissão Examinadora foi formada por Prof.a Dra. Michelle Lavinsky Wolff – UFRGS, Prof. Dr. Otavio Bejzman Piltcher – UFRGS, Prof.a Dra. Mirna Stela Ludwig – UNIJUÍ.

Inscrições

Desde o dia 08 de setembro o Programa está com inscrições abertas para a nova turma do Mestrado. Confira todos os detalhes na página do Programa, neste link. 

 


Aluna do Mestrado em Atenção Integral à Saúde participa de live sobre Síndrome de Burnout e a capacidade de resiliência

            

A Enfermeira Carmen Cristiane Schultz, mestranda do curso de Pós- Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde, participou da live intitulada Síndrome de Burnout e a capacidade de resiliência, realizada na ULBRA- Campus Carazinho, no dia 30 de julho.

A mestranda  explanou sobre a Síndrome de Burnout e a capacidade de Resiliência da enfermagem, estratégias e ações no enfrentamento a pandemia COVID-19, com vistas a garantir assistência segura e qualificada a sociedade e minimizar danos à saúde do trabalhador. 

“As dificuldades e desafios vivenciados no dia a dia de trabalho podem levar à exaustão física e emocional, o que favorece o desenvolvimento de transtornos que podem comprometer a qualidade assistencial e a prestação de serviços em saúde (MOURÃO et al., 2017). Descrita pelo psicanalista alemão Herbert J. Freudenberg, em 1974, a Síndrome de Burnout origina-se do verbo inglês “to burn out” que significa queimar-se por completo, consumir-se (ALVES, 2017). E, por acometer principalmente profissionais cujo trabalho requer contato direto com o público, suscita uma importante questão ocupacional e social. 

Cumpre destacar que, a temática compõe a pesquisa de dissertação de mestrado  intitulada “Dor musculoesquelética, estresse, Burnout e resiliência em profissionais de enfermagem no contexto hospitalar”, que tem como orientadora a Profª Dra. Eniva Miladi Fernandes Stumm e coorientadora a Profª Dra. Patrícia Treviso.

 


Seleção do Mestrado em Atenção Integral à Saúde abre vagas para estudos sobre a covid-19

         
  

O Mestrado em Atenção Integral à Saúde está com edital aberto para a seleção de novos estudantes em regime de Fluxo Contínuo. As inscrições podem ser realizadas na Página do Programa até o dia 28 de agosto. Serão 14 vagas, que serão selecionadas mediante análise de currículo, análise de projeto e entrevista. Mais informações pelos contatos ppgais@unijui.edu.edu.br. 

Neste edital, o Programa vai destinar sete vagas para candidatos que encaminharem intenção de projeto de pesquisa sobre a covid-19, devendo contemplar uma das seguintes abordagens: 

I. Avaliação laboratorial e covid-19: Exames de detecção e acompanhamento 

II. Fisiopatologia e clínica da covid-19 

III. Epidemiologia da covid-19 

IV. Análise e estimativas do impacto da covid-19 

V. Impacto ambiental da covid-19 

VI. Bem-Estar e Saúde Mental e covid-19 

VII. Cuidado e Educação em Saúde e covid-19 

VIII. Políticas Públicas de Saúde e covid-19 

IX. Estilo de Vida, Atividade Física, Comportamento Sedentário e covid-19 

X. Terapias medicamentosas e não medicamentosa para covid-19

Sobre o Programa

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar, em associação entre a Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). O Programa foi recomendado pela CAPES/MEC, sendo reconhecido pelo MEC para oferta de Mestrado Acadêmico. Dedica-se à pesquisa e à produção de conhecimento no campo da Saúde, com ênfase em duas linhas: Processos saúde-doença-cuidado e Processos químicos e biológicos em saúde.


Estudo analisa os efeitos de filmes de comédia durante a hemodiálise

Confira a seguir o trabalho da enfermeira e mestre Edinara Moraes Morais, egressa do Mestrado em Atenção Integral à Saúde, sobre a relação entre filmes de comédia e seus efeitos durante a hemodiálise.



Apesar dos avanços obtidos no tratamento da Insuficiência Renal Crônica após a implementação da hemodiálise, esta doença apresenta elevada prevalência e mortalidade e gera prejuízos à saúde psíquica e à qualidade de vida dos pacientes. Neste sentido, tem sido descritas investigações sobre os benefícios da utilização de práticas complementares não farmacológicas durante a hemodiálise que compreendem intervenções que geram benefícios à saúde, tornam o ambiente mais agradável e podem impactar positivamente no bem-estar dos pacientes além de reduzirem os níveis de ansiedade, depressão e estresse, melhorarem o humor e diminuírem os sintomas indesejáveis e os desfechos adversos.

A partir da observação dos efeitos benéficos das terapias complementares surgiu o interesse na investigação de uma prática de lazer que proporcionasse bem-estar ao paciente durante o procedimento hemodialítico e reduzisse os desconfortos inerentes ao procedimento. Neste sentido, foi proposto aos pacientes a participar de uma prática complementar assistindo a filmes de comédia durante a sessão de hemodiálise, pois a hipótese era que esta atividade poderia promover efeitos similares a outras práticas complementares já descritas na literatura, mas com menor dificuldade de implantação nos serviços de hemodiálise. O estudo foi pioneiro em demonstrar a utilização de filmes de comédia como intervenção terapêutica em indivíduos em tratamento dialítico e se propôs a analisar os efeitos nos níveis de estresse, ansiedade, depressão, qualidade de vida, intercorrências intradialíticas e parâmetros laboratoriais. Os resultados demonstraram que a prática complementar proposta foi associada à redução nos escores de ansiedade e depressão, nas intercorrências como hipertensão e cefaléia e melhoria na qualidade de vida de pacientes renais crônicos.

A autoria deste trabalho foi da enfermeira e mestre Edinara Moraes Morais egressa do Mestrado em Atenção Integral à Saúde que verificou que a apresentação de filmes durante a hemodiálise reduziu os níveis de ansiedade e depressão, melhorou a qualidade de vida e reduziu as complicações durante o procedimento. O estudo foi orientado pelo médico nefrologista Prof Doutor Paulo Moreira, da Unicruz e co-orientado pela Fisioterapeuta Profa Doutora Eliane Roseli Winkelmann, da Unijuí, integrantes do corpo docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral a Saúde.

O estudo está publicado como “Movie watching during dialysis reduces depression and anxiety and improves quality of life: a randomized clinical trial” na revista “Complementary Theraphies in Medicine” e está disponível para leitura em https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0965229919317728.


Mestrado em Atenção Integral à Saúde: inscrições iniciam na sexta-feira

No próximo dia 20 de março abrem as inscrições para o processo seletivo do curso de Mestrado em Atenção Integral à Saúde, oferta em associação entre Unicruz e Unijuí. O processo seletivo oferecerá 22 vagas.

Os interessados devem se inscrever por meio da página do curso, no Portal da Unijuí. A documentação necessária para confirmar a inscrição está descrita no edital, que está disponível no mesmo endereço.

O processo seletivo se dará em duas etapas. A primeira etapa será obrigatória, eliminatória e classificatória e será composta pela prova e pela análise do currículo. A segunda etapa será composta por entrevista e análise da intenção de projeto de pesquisa.

As inscrições seguem até o dia 30 de abril e a nova turma deve iniciar as no dia 13 de julho.

Conheça o Programa

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar, em associação ampla entre a Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). O Programa foi recomendado pela CAPES/MEC, em dezembro de 2013 e reconhecido pelo MEC, em setembro de 2014, para oferta de Mestrado Acadêmico, que teve início em maio de 2014. O Programa dedica-se à pesquisa e à produção de conhecimento no campo da Saúde, com ênfase em duas linhas: Processos saúde-doença-cuidado e Processos químicos e biológicos em saúde.

Informações sobre o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde podem também ser obtidas no portal da Unicruz: www.unicruz.edu.br/ppgais

 


Mestrado em Atenção Integral à Saúde realiza Aula Inaugural e Encontro de Egressos

                   

Na sexta-feira, dia 06, o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde realizou, no Centro de Eventos do Campus Ijuí, Aula Inaugural e Encontro de Egressos do curso.

Na programação, que iniciou no turno da tarde, foi realizada a palestra “O enfoque interdisciplinar na pesquisa e na formação em saúde: o horizonte da complexibilidade”, com o professor Dr. SidInei Pithan da Silva (PPG Educação nas Ciências - Unijuí) e apresentação do Programa para Turma 2020, realizada pelos coordenadores do Programa, professor Dr. Thiago Gomes Heck (Unijuí) e professora Dra.Janice de Fatima Pavan Zanella (Unicruz).

E, na programação da noite, foi realizada a “Mesa Redonda: Experiências acadêmicas e profissionais de egressos do curso de Mestrado em Atenção Integral à Saúde”, com as mestras Natacha Cossetin Mori, Pâmela Vione Morin e Franciéli Aline Conte. Logo após, ocorreu ainda a Palestra: “O mundo do trabalho está mudando? (Visão de futuro do mercado de trabalho)”, com a professora Dra. Ana Maria Bellani Migott, da Universidade de Passo Fundo.

No evento, os participantes também prestigiaram uma apresentação da Banda Municipal Carlos Gomes.

Sobre o Programa

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar, em associação ampla entre a Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). O Programa foi recomendado pela CAPES/MEC, em dezembro de 2013 e reconhecido pelo MEC, em setembro de 2014, para oferta de Mestrado Acadêmico, que teve início em maio de 2014. O Programa dedica-se à pesquisa e à produção de conhecimento no campo da Saúde, com ênfase em duas linhas: Processos saúde-doença-cuidado e Processos químicos e biológicos em saúde.

Informações sobre o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde podem também ser obtidas no portal da Unicruz: www.unicruz.edu.br/ppgais


Estão abertas as inscrições para Aluno Especial do Mestrado em Atenção Integral à Saúde

                     

Estão abertas as Inscrições para Aluno Especial do Mestrado em Atenção Integral à Saúde. As inscrições devem ser encaminhadas para o e-mail ppgais@unijui.edu.br até o dia 08 de agosto de 2019 por meio de preenchimento de formulário disponível na página do Programa. A matrícula deve ser realizada diretamente na Secretaria Acadêmica da Unijuí, entre os dias 05 e 08 de agosto de 2019. 

Para o segundo semestre de 2019 são ofertadas quatro vagas para cada uma das seguintes disciplinas: Reabilitação Multidisciplinar em Indivíduos com Doenças Crônicas Não-Transmissíveis; Plantas Medicinais na Atenção à Saúde; Biomarcadores Celulares e Moleculares das Populações; Epidemiologia.

O Edital completo está disponível na Página do Programa.

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Atenção Integral à Saúde é um projeto interinstitucional com característica interdisciplinar em associação ampla entre Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) e Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ).