Destaques do Mestrado e Doutorado - Unijuí

Desenvolvimento

PPG em Desenvolvimento Regional promove novo debate sobre o Patrimônio Territorial

Nesta quinta-feira, 14 de outubro, aconteceu o webinar com o tema “O patrimônio territorial como referência na ativação do processo de desenvolvimento: olhares a partir das dimensões cultural, humana e intelectual” - uma promoção interinstitucional, oriunda de uma iniciativa do projeto de pesquisa coordenado pelo professor Valdir Roque Dallabrida, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável (PPGDTS) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq.

A Unijuí é promotora do evento pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional (PPGDR), através do professor doutor Airton Adelar Mueller, coordenador do grupo que aborda a dimensão humana e intelectual, e da professora Mônica Franchi Carniello, que coordena o grupo que foca na dimensão cultural do desenvolvimento.

O professor doutor Martin Coy, geógrafo, professor e pesquisador da Universidade de Innsbruck (Áustria), foi o palestrante do evento. É líder do grupo de trabalho de pesquisa em desenvolvimento e sustentabilidade, membro do grupo de trabalho de transformação socioecológica e desenvolvimento espacial. É um pesquisador experiente e de renome internacional, que tem como objeto de estudo a questão do desenvolvimento regional do Brasil.

Foram debatedores no evento o doutor em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba, Paulo Cesar Oliveira Diniz,  que tem se dedicado à área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Rural e Sociologia do Desenvolvimento; e o doutor em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), com pós-doutorado pela Universidade do Minho, Moacir José Dos Santos.

Após as intervenções, foi aberto espaço para questionamentos da plateia pelo chat.


Egresso da Unijuí tem destaque na administração do setor público

Foto: CRA-RS

No último mês, o Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul (CRA-RS) homenageou os profissionais que se destacaram no último ano com o Prêmio Mérito em Administração. A cerimônia da 34ª edição do prêmio ocorreu de maneira online e foi transmitida ao vivo pela página do Facebook da entidade. Entre os agraciados, esteve o egresso da Unijuí e atual prefeito de Panambi, Daniel Hinnah, na categoria Setor Público.

“É uma honra muito grande receber uma premiação como essa, primeiro porque trata-se de uma indicação que começa aqui, na nossa região. Um reconhecimento de colegas administradores, delegados regionais, conselheiros do nosso Estado, contando com respaldo de diversas instituições, entidades e empresas aqui da nossa região”, destacou Hinnah.

Daniel é egresso do curso de Administração e mestre em Desenvolvimento Regional pela Unijuí, e ressalta a necessidade de aplicar na prática o que se aprende em sala de aula, pontuando que as provocações feitas durante o mestrado foram importantes e forneceram o conhecimento necessário para se fazer uma boa gestão.

“Valorizo bastante a Unijuí, nossa Universidade Comunitária Regional, que precisa cada vez mais estar presente na vida da comunidade. É muito importante ter professores, profissionais e estudantes interagindo com as questões da vida, do dia a dia, independente do curso em que estão vinculados, buscando aplicar o conhecimento, confrontando a teoria com a prática. A gente tem que incentivar, pois o estudo e o conhecimento continuam sendo fundamentais para uma carreira de sucesso”, finaliza. 

Confira a entrevista de Hinnah à Rádio Unijuí FM na Íntegra:

https://soundcloud.com/uniju-1/181021a?si=e8c72d17ab0345bb9c8d0e9a42e31a98


Por Susan Pereira, estagiária da Assessoria de Marketing da Unijuí


Dicionário de Desenvolvimento Regional é lançado nos idiomas português e espanhol

No último mês, foi lançada a nova edição do Dicionário de Desenvolvimento Regional e Temas Correlatos, nos idiomas português e espanhol. Organizado pelo professor doutor Marcos Paulo D. Griebeler, da Faccat - Faculdades Integradas de Taquara, e publicado pela Editora Conceito, o Dicionário conta com a participação de vários professores do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da Unijuí (PPGDR). Neste link é possível ter acesso à publicação.

De livre acesso a pesquisadores, estudantes e à comunidade, o Dicionário foi lançado pela primeira vez em 2017 e cumpre com a função de ser uma fonte de consulta e de informação. Frente ao atual cenário, complexo e mutável, é necessário identificar e entender de maneira objetiva como se apresentam alguns dos fatores que influenciam nas condições de vida da população mundial e brasileira. Para isso, o conjunto de participantes redigiu 272 verbetes, a fim de que fosse possível contribuir na exposição e na compreensão de assuntos que, para muitas pessoas, por vezes, não são conhecidos em seu cotidiano.

Ao todo, 130 professores e profissionais liberais do Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Equador contribuíram com a obra. A publicação ainda será lançada no espaço do PPGDR/Unijuí.




Tese analisa entre moradores a percepção de integração social

Na quarta-feira, 22 de setembro, ocorreu a defesa da tese de doutorado do estudante José Dalmo Silva de Souza, junto ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional da Unijuí. O estudo é direcionado à área de Planejamento e Gestão e tem como título “Relações sociais na integração económica transfronteiriça: olhar dos habitantes do Arco Sul da Fronteira - Argentina e Brasil”. A orientação foi realizada pelo professor Dieter Rugard Siedenberg e a apresentação ocorreu  por meio de videoconferência.

O estudo foi baseado na linha de pesquisa Políticas Públicas, Planejamento Urbano e Gestão do Território, e teve como membros da banca seu orientador, o professor doutor Dieter Rugard Siedenberg; os professores doutores Mônica Aparecida da Rocha Silva e Hugo Renè Gorgone, avaliadores externos; e os professores doutores Sérgio Luís Allebrandt e Daniel Knebel Baggio, avaliadores internos.

José foi desafiado pelo orientador e teve como objetivo formar uma imagem da realidade social e econômica da Fronteira Arco Sul – Brasil e Argentina, segundo os moradores da localidade, visando detectar em qual dos três marcos da fronteira a percepção da realidade de integração social era mais forte.

José é economista pela Universidade Mackenzie, mestre em Integração da América Latina (Economia) pelo PROLAM-USP e agora doutor em Desenvolvimento Regional pela Unijuí. Para o futuro, José pretende desenvolver uma pesquisa sobre desenvolvimento do ponto de vista de sua formação acadêmica inicial, sua vocação.

Por Susan Pereira, estagiária da Assessoria de Marketing da Unijuí


Webinar terá debate sobre o patrimônio territorial

Na próxima quinta-feira, 30 de setembro, a partir das 15h, acontece o webinar “O patrimônio territorial como referência na ativação do processo de desenvolvimento: olhares a partir das dimensões natural e social”. O evento será transmitido pelo Google Meet, neste link

Promovido pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional da Unijuí, em parceria com outras instituições, o evento terá como palestrante o doutor Ivan Tartaruga, pesquisador em Geografia Econômica e Social na Universidade do Porto, em Portugal.

Serão debatedores os professores doutores Maria das Mercês Cabrita de Mendonça Covas, da Universidade de Algarve, Portugal; e Valdir Frigo Denardin, da Universidade Federal do Paraná - Setor Litoral.




Corede Noroeste Colonial realiza assembleia geral de forma híbrida

O Conselho Regional de Desenvolvimento do Noroeste Colonial realizou na última terça-feira, dia 14 de setembro, uma assembleia geral para apresentação da Metodologia da Consulta Popular. O encontro, que aconteceu de forma híbrida, contou com a presença de representantes de diferentes organizações e instituições na sala de videoconferência da Unijuí e de forma virtual, ligados aos 11 municípios que integram o Corede.

Conforme apresentado pela diretora do Departamento de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, Bruna Blos, o valor da Consulta Popular para este ano é de R$ 30 milhões, distribuído entre os 28 Coredes - sendo que o Noroeste Colonial irá receber R$ 942.857,14. O critério de distribuição segue as normas de anos anteriores, sendo 80% do valor distribuído de forma igualitária entre os  Coredes e 20% de acordo com o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese). 

A novidade neste ano é que a Consulta Popular começou já no lançamento, no dia 30 de agosto, e vai até 12 de outubro. Período em que o cidadão pode encaminhar uma ideia ou proposta para a Assembleia Geral Ampliada. O critério de aprovação passa pela avaliação das Secretarias de Estado e do Conselho Regional. O encaminhamento se dá pelo aplicativo Colab. A partir do download, é possível identificar a região, escolher entre as áreas - Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento Regional, Inovação, Ciência e Tecnologia, Esporte e Lazer, Assistência Social, Direitos Humanos, Meio Ambiente e Infraestrutura, Transporte e Infraestrutura e Desenvolvimento Econômico - e em seguida incluir a ideia/proposta no aplicativo.

Neste ano, em função do aplicativo Colab, a diretoria do Corede já estabeleceu que a Cédula de Votação irá contar com cinco propostas, sendo que as três mais votadas irão dividir o valor de R$ 942.857,14. Os critérios desta distribuição serão definidos na Assembleia Geral Ampliada, a ser realizada no período de 18 de outubro a 8 de novembro. A votação da Consulta Popular será realizada de 22 a 30 de novembro. 

Durante o encontro desta semana, foi deliberada a realização de uma assembleia presencial nos próximos dias, contemplando dois representantes de cada Conselho Municipal de Desenvolvimento (Comude), de 10 municípios, e do Conselho Municipal de Desenvolvimento de Ijuí (Codemi) para discutir propostas a serem encaminhadas para a Consulta Popular. 

O presidente do Corede Noroeste Colonial, professor Nelson Thesing, apresentou algumas propostas que já estão sendo debatidas, contemplando a Agricultura Familiar; Inovação, Ciência e Tecnologia;  e outra que apresenta a Sala do Empreendedor como um novo espaço para a qualificação profissional. Um processo que pode contemplar a formação de empreendedores, trabalhadores, estudantes, empresários urbanos e rurais. Essa proposta nasce de vários municípios que já trabalham de forma planejada com a Sala do Empreendedor, que foi acolhida pela diretoria do Corede e estimulou uma reunião com o Sistema “S”, que acolheu a ideia de forma positiva, disposta a contribuir com suas equipes de profissionais e com recursos financeiros. A proposta foi reforçada pelo representante do Sistema “S” no Corede, Armando Pettinelli, gerente Regional do Sebrae.


Abertas as inscrições para o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional

Foram abertas nesta segunda-feira, dia 13 de setembro, as inscrições para os cursos de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da Unijuí. Interessados têm até o dia 26 de novembro para se inscrever na página unijui.edu.br/PPGDR.

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional (PPGDR) está ofertando 20 vagas para o Mestrado e 10 vagas para o Doutorado. O processo seletivo ocorre nos dias 6 e 7 de dezembro e os resultados serão divulgados no dia 14 de dezembro. O público-alvo do programa são graduados e mestres formados em áreas como Administração, Cooperativismo, Economia, Ciências Contábeis, Gestão Pública, Arquitetura e Urbanismo, Design, História, Geografia, Ciências Políticas, Sociologia, Direito, Psicologia, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Sistemas de Informação, Serviço Social, Agronomia, Nutrição, Fisioterapia e Enfermagem.

O PPGDR está organizado na área de concentração de Planejamento e Gestão e atua em duas Linhas de Pesquisa: Políticas Públicas, Planejamento Urbano e Gestão do Território; e Gestão de Organizações e Dinâmicas de Mercado. Além disso, seus cursos são credenciados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O Programa tem por objetivo a geração de conhecimento e de produção científica a partir da pesquisa, visando a formação e o aprimoramento de professores e outros profissionais para o exercício de atividades de pesquisa, extensão, ensino, assessoria e consultoria, com qualificação para atuação em organizações privadas, públicas e da sociedade civil. 

Segundo o coordenador do PPGDR, professor doutor Sérgio Luís Allebrandt, os cursos  buscam a compreensão das dinâmicas de desenvolvimento por meio da reflexão crítica, procurando alternativas e soluções de intervenção nos progressos sociais de territórios coletivamente construídos.

“O Programa já formou 348 mestres e doutores, cujas dissertações e teses contribuem para o debate e promoção do desenvolvimento, na maioria dos casos, das regiões de origem dos estudantes”, finaliza o docente.    

Os documentos exigidos para inscrição e outras informações podem ser esclarecidas junto à Secretaria do Programa pelo e-mail ppgdr@unijui.edu.br, pelo telefone 55 3332-0200 - Ramal 3102 ou ainda pela página do curso, onde é possível verificar o edital completo.

Gabriel R. Jaskulski, acadêmico de Jornalismo da Unijuí


PPG em Desenvolvimento Regional promove webinar sobre desenvolvimento de territórios e regiões

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional da Unijuí, em parceria com outras instituições, promoveu nesta quinta-feira, 2 de setembro, o webinar “O patrimônio territorial como referência na ativação do processo de desenvolvimento: olhares a partir das dimensões produtiva e institucional”. O debate inaugurou a segunda fase de um ciclo de palestras, iniciadas neste ano e que dão sequência ao trabalho realizado desde 2020, que tem uma relação direta com o projeto de pesquisa “Patrimônio territorial como referência para o desenvolvimento de territórios e regiões”.

“Para se ter uma dimensão deste trabalho, temos uma equipe de 37 pesquisadores, de 20 universidades brasileiras, de Portugal, da Espanha e da Inglaterra. Esse projeto tem uma pretensão ousada, que é ter uma percepção sobre os pressupostos epistêmico, teórico e metodológico convergentes com a abordagem territorial do desenvolvimento. Queremos promover não apenas uma discussão teórica, mas também, e é a segunda meta do projeto, pensar uma matriz metodológica que possa ser utilizada para estudos de territórios - uma matriz multifuncional e multidimensional”, explicou um dos professores integrantes do projeto, da Universidade Federal do Paraná, Valdir Roque Dallabrida.

O webinar contou com a presença do economista, doutor em Assuntos Europeus e professor da Universidade de Algarve, em Portugal, doutor Antonio Manuel Alhinho Covas. Foram debatedores os professores doutores Elaine Menezes, da UFPR, e Lucas Labigalini Fuini, do IFSP.

Covas abordou a transição digital  e falou das hiperligações entre a economia digital e a economia criativa, além do impacto que estas hiperligações têm no desenvolvimento dos territórios. “A revolução digital torna os fatores materiais em variáveis imateriais e esta combinação aumenta a nossa própria criatividade, o modo como interagimos com os territórios”, destacou.

Para conferir o evento na íntegra, acesse este link.

 

 

 


Doutorando defende tese baseada nos desafios das Instituições de Ensino Superior frente ao EAD

O doutorando do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, Alexandre Chapoval Neto, defendeu, no dia 25 de agosto, de forma online, a sua tese de Doutorado intitulada “Dinâmicas competitivas de IES comunitárias frente à expansão do EAD”. A banca foi composta pela professora doutora Maria Margarete Baccin Brizolla, também orientadora do projeto, e pelos professores doutores da Unijuí, Jorge Oneide Sausen e Daniel Knebel Baggio, além dos avaliadores externos, professores doutores Luis Felipe Dias Lopes, da UFSM, e Marco André Cadoná, da Unisc.

Alexandre conta que a escolha pela temática foi baseada no interesse e na compreensão sobre a relevância que as Instituições de Ensino Superior (IES) comunitárias possuem para o desenvolvimento regional. Segundo ele, as IES comunitárias estão “preocupadas em oferecer ao mercado um profissional preparado e com capacidade para solucionar problemas que atendam às necessidades da comunidade em que este profissional está inserido”. 

“A partir deste contexto, considerei imprescindível buscar compreender o ambiente competitivo enfrentado pelas IES comunitárias diante da expansão do EAD e, a partir disso, identificar fatores que influenciaram na modificação da dinâmica competitiva das IES comunitárias localizadas no Noroeste do Rio Grande do Sul, com status de faculdade”, explica. 

Em sua pesquisa, Alexandre concluiu que, posterior à entrada da modalidade EAD, evidenciou-se uma modificação da dinâmica competitiva praticada pelas instituições. "A pesquisa possibilitou conhecer a realidade enfrentada por essas instituições, que têm uma atuação geográfica limitada em um mercado que demanda por política de financiamento estudantil para o acesso ao Ensino Superior”, comenta.

Na avaliação do doutorando, segue sendo necessária a participação de diversas esferas da sociedade para que essas instituições prosperem. “Essa sensibilização é importante e necessária, porque as instituições comunitárias são da comunidade, debatem os problemas locais, regionais, buscam levantar alternativas para o crescimento e desenvolvimento da região'', complementa.

Após receber o título de doutor, Alexandre comenta que seguirá pesquisando no meio acadêmico, principalmente a mesma temática da tese defendida. “A ideia é manter pesquisas nesta área, com perspectiva de construção de alternativas que considerem a educação superior como um direito a ser assegurado e como um compromisso da sociedade e do Estado”, declara.

O Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da Unijuí contribui com um papel essencial por meio da reflexão crítica e da busca de alternativas que visam potencializar, desenvolver e promover o desenvolvimento regional. “Pessoalmente, o PPGDR contribuiu decisivamente na minha qualificação profissional. Além disso, essa qualificação contribuiu, ainda durante o doutorado, para ascensão na minha carreira profissional”, finaliza Alexandre.

Para saber mais sobre o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e outros programas stricto sensu da Unijuí, acesse o link.

Gabriel R. Jaskulski, acadêmico de Jornalismo da Unijuí.





Webinar debaterá “O patrimônio territorial como referência na ativação do processo de desenvolvimento”

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional da Unijuí realiza na próxima quinta-feira, dia 2 de setembro, o webinar “O patrimônio territorial como referência na ativação do processo de desenvolvimento: olhares a partir das dimensões produtiva e institucional”. O evento terá início às 15h e será transmitido pelo canal da Unijuí no Youtube, neste link.

À frente do webinar estará o economista, doutor em Assuntos Europeus e professor  da Universidade de Algarve, em Portugal, doutor Antonio Manuel Alhinho Covas. Serão debatedores os professores doutores Elaine Menezes, da UFPR, e Lucas Labigalini Fuini, do IFSP.


Utilizamos cookies para garantir que será proporcionada a melhor experiência ao usuário enquanto visita o nosso site. Ao navegar pelo site, você autoriza a coleta destes dados e utilizá-los conforme descritos em nossa Política de Privacidade.