Direito

Encontro de grupos de pesquisa|: PPGDH/UNIJUI e Mestrado em Direito/IMED

               

No dia 12 de março de 2020, no Programa de Pós-Graduação em Direito da UNIJUI, o Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Justiça Social e Sustentabilidade, liderado pelos professores Dr. Daniel Rubens Cenci e Dra. Anna Paula Bagetti Zeifert, recebeu o Prof. Dr. Neuro José Zambam, coordenador do Centro Brasileiro de Pesquisas Sobre a Teoria da Justiça de Amartya Sen (Mestrado em Direito/IMED-Passo Fundo), que apresentou o tema “Liberdade, participação e desenvolvimento na obra de Amartya Sen”.  A atividade aconteceu na sala de reuniões do PPGDH e contou com a presença de mestrandas e alunas bolsistas vinculadas ao grupo de pesquisa.

Na oportunidade ficou acordado, entre o grupo de pesquisa e o centro de estudos, a realização de workshops e a participação no IV Seminário Internacional sobre a Teoria da Justiça de Amartya Sen que acontecerá na IMED.

A teoria de Amartya Sen é reconhecida pela sua relevância em pesquisas sobre desenvolvimento, justiça social, sustentabilidade, democracia, dignidade humana e políticas públicas, e tem sido utilizada para fundamentar diversas análises teóricas e pesquisas empíricas na contemporaneidade.

            

 


Direitos Humanos: Programa recepciona estudantes do Mestrado, Minter e Doutorado

Uma semana intensa marcou o reinício das atividades no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos da Unijuí. Nos dias 4 e 5 de março aconteceram, respectivamente, as recepções aos novos doutorandos e mestrandos do Programa. Nessas oportunidades, o Coordenador do Programa, Prof. Dr. Maiquel A. Dezordi Wermuth, apresentou aos estudantes as dinâmicas de funcionamento dos cursos e o Corpo Docente do Programa, que pôde apresentar as suas temáticas de investigação e suas inserções nos projetos de pesquisa e extensão em curso. As atividades aconteceram no auditório do PPGDH.

No dia 11 de março aconteceu a Aula Inaugural do Mestrado Interinstitucional UNIJUÍ-UNESC no Município de Cacoal, em Rondônia. A atividade contou com palestra ministrada pelo Professor Dr. Gilmar Antonio Bedin, que abordou o tema “Estado de Direito e patrimonialismo: déficit de República no Brasil”. Nesta oportunidade, os mestrandos do MINTER foram recepcionados e tiveram oportunidade de conhecer, também, a dinâmica de funcionamento do Curso.

A turma do Mestrado Interinstitucional pôde interagir com a turma de mestrandos 2020 do Curso de Ijuí no dia 12 de março, pela manhã, quando aconteceu a sessão pública de defesa de dissertação do mestrando André Giovane de Castro, que defendeu o trabalho intitulado “A violação de Direitos Humanos e o instituto do Estado de Coisas Inconstitucional no sistema carcerário brasileiro: uma leitura biopolítica”, em banca composta pelo professor orientador da pesquisa, Dr. Maiquel A. Dezordi Wermuth, pela Profª. Drª. Mariângela Gama de Magalhães Gomes, da Universidade de São Paulo, e pelo Prof. Dr. Gilmar Antonio Bedin, que participou da banca por meio de webconferência, juntamente com os mestrandos do MINTER, em Cacoal-RO.


Direitos Humanos: inscrições abertas para Estágio Pós-Doutoral

 

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direitos Humanos está com inscrições abertas para o Processo Seletivo de candidatos interessados na realização do Estágio de Pós-Doutorado. O público-alvo do processo seletivo são os pesquisadores com título de doutores em direito e áreas afins e que queiram aprofundar a análise da temática dos direitos humanos.

A oferta é de uma vaga para cada linha de pesquisa do Programa (Fundamento e Concretização dos Direitos Humanos e Democracia, Direitos Humanos e Desenvolvimento). As inscrições estão abertas de 11 a 31 de março de 2020 e devem ser realizadas pessoalmente na Secretaria do PPGDH, prédio Beta, do campus Ijuí, mediante a entrega do Requerimento de Inscrição e os demais documentos exigidos pelo Edital.

O edital com todas as informações sobre o Processo Seletivo para os Cursos de Mestrado e Minter estão disponíveis no site da Programa: https://www.unijui.edu.br/estude/mestrado-e-doutorado/direitos-humanos

Mais informações na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Direito, pelo telefone (55) 3332-0545 ou (55) 3332-0200  Ramal Interno 3510 e pelo E-mail ppgd@unijui.edu.br


Mestrado em Direitos Humanos: inscrições abertas para o Processo Seletivo Complementar

 

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direitos Humanos da Unijuí está com inscrições abertas para o Processo Seletivo Complementar de Ingresso nos Cursos de Mestrado em Direitos Humanos, Turma de 2020, para as vagas remanescentes. O público-alvo do Programa são os profissionais graduados e mestres em Direito e áreas afins. São oferecidas 06 (seis) vagas para o curso de Mestrado na Unijuí e 06 (seis) vagas para o Minter – Mestrado Interinstitucional (junto à FIC/UNESC em Cacoal-RO).

O processo seletivo complementar consiste na realização de uma Prova Escrita, Análise do Currículo Lattes e do Projeto Preliminar de Dissertação/Tese e Entrevista.

As inscrições estão abertas de 11 a 24 de março de 2020 e podem ser feitas na página do Programa.

Para confirmar a inscrição o candidato deve entregar a documentação impressa, conforme consta no edital, juntamente com o comprovante de pagamento da taxa de inscrição, na secretaria do Programa até o último dia da inscrição.

Os editais com todas as informações sobre o Processo Seletivo para os Cursos de Mestrado e Minter estão disponíveis no site da Programa: https://www.unijui.edu.br/estude/mestrado-e-doutorado/direitos-humanos

Outras informações na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Direito, pelo telefone (55) 3332-0545 ou (55) 3332-0200  Ramal Interno 3510 e pelo e-mail ppgd@unijui.edu.br.


Mestrandos visitam reserva indígena em Inhacorá

 

Dois mestrandos do curso de Mestrado em Direitos Humanos da Unijuí, acompanhados pela professora Elenise Felzke Schonardie, visitaram, no dia 20 de fevereiro, a reserva indígena Terra Inhacorá. Eles fazem parte do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direitos Humanos, Cursos de Mestrado e Doutorado. A professora Elenise é orientadora de um dos mestrandos, o Mauro Cipriano, membro da comunidade indígena.

Além de Mauro, o mestrando Diovan Maboni, que também trabalha com a temática indígena, participou da visita. O grupo foi recebido pelo Cacique Adilson Policena e teve o objetivo de aprofundar os conhecimentos específicos do tema e da comunidade.

Na ocasião, o Cacique Adilson destacou a importância da relação atualmente existente entre a Unijuí e a Reserva para a divulgação da cultura indígena e sua luta por reconhecimento na sociedade brasileira. O mestrando Mauro Cipriano, que é professor da Escola da Reserva, é beneficiário de bolsa Gratuidade da Unijuí, para realizar o Curso de Mestrado em Direitos Humanos.

A professora Elenise contou que durante o ano acontecerão outras três visitas a reserva indígena para aprofundar os estudos relacionados a comunidade indígena e a educação.


Inscrições abertas para Aluno Especial do Mestrado e Doutorado em Direitos Humanos

 

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito – Cursos de Mestrado e Doutorado em Direitos Humanos da UNIJUÍ está com inscrições abertas para admissão de Aluno Especial, para o primeiro semestre de 2020. O edital com todas as informações está disponível no site do Programa: https://www.unijui.edu.br/estude/mestrado-e-doutorado/direitos-humanos no link “Processo Seletivo e Matrícula”.

As inscrições poderão ser feitas para o curso de Doutorado até o dia 26 de fevereiro e para o Curso de Mestrado até o dia 30 de março junto à Secretaria do Programa, no Prédio Beta do Campus Ijuí mediante entrega da documentação exigida para a inscrição. O atendimento da secretaria é das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h.

A lista dos candidatos selecionados será disponibilizada conforme data constante nos referidos editais no site do Programa:  https://www.unijui.edu.br/estude/mestrado-e-doutorado/direitos-humanos

A matrícula dos candidatos selecionados será realizada no dia 04/03/2020 para o Curso de Doutorado e no dia 08/04/2020 para o Curso de Mestrado na Secretaria Acadêmica, Prédio da Biblioteca Unijuí, do Campus Ijuí, no horário de expediente (nos turnos manhã ou tarde).

Outras informações podem ser obtidas na Secretaria do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito, pelo telefone 55-3332-0545 ou Ramal interno 3510, pelo e-mail ppgd@unijui.edu.br e no site do Programa.


Inscrições abertas para o Processo Seletivo Complementar do Mestrado e Doutorado em Direitos Humanos

                   

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direitos Humanos da UNIJUÍ está com inscrições abertas para o Processo Seletivo Complementar de Ingresso nos Cursos de Mestrado e Doutorado, Turmas de 2020, para as vagas remanescentes. O público-alvo do programa são os profissionais graduados e mestres em Direito e áreas afins. São oferecidas cinco vagas para o curso de Mestrado, onze vagas para o MINTER – Mestrado Interinstitucional (junto à FIC/UNESC em Cacoal-RO) e duas vagas para o Curso de Doutorado.

O processo seletivo complementar consiste na realização de uma Prova Escrita, Análise do Currículo Lattes e do Projeto Preliminar de Dissertação/Tese e Entrevista.

As inscrições estão abertas até o dia 31 de janeiro de 2020 e podem ser feitas no Site do Programa. Para confirmar a inscrição o candidato deve entregar a documentação impressa, conforme consta no edital, juntamente com o comprovante de pagamento da taxa de inscrição, na secretaria do programa até o último dia para a inscrição.

Os Cursos de Mestrado e Doutorado em Direitos Humanos da Unijuí são autorizados pela CAPES e possuem Conceito 4 na avaliação da entidade, o que os coloca entre os melhores Programas de Pós-Graduação do País.

Recentemente foi homologada pela Diretoria de Avaliação da Capes, a oferta da primeira turma de Mestrado Interinstitucional (Minter) em Direitos Humanos, cujas atividades acontecerão junto à Sociedade Educacional de Rondônia S/S Ltda – Faculdades Integradas de Cacoal – FIC/UNESC de Rondônia – com início das aulas previsto para março/2020.

Os editais com todas as informações sobre o Processo Seletivo para os Cursos de Mestrado, Doutorado e Minter estão disponíveis no site da Programa. Mais informações na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Direito, pelo telefone (55) 3332-0545 ou (55) 3332-0200  Ramal Interno 3510 e pelo E-mail ppgd@unijui.edu.br


Projeto da Unijuí analisa a atuação do sistema interamericano de direitos humanos sobre gênero e sexualidade

A Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí desenvolve, em parceria com a Coordenadoria de Marketing, o Projeto Popularização da Ciência, com o objetivo de divulgar a produção e ações dos professores e bolsistas de projetos de Pesquisa e Extensão da Universidade. Confira reportagem da bolsista Natália Langer.                 

                     

Foto: Evento da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) realizado em 2019.

Um estudo realizado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), nos estados membros da Organização dos Estados Americanos (OEA), indica que entre janeiro de 2013 e março de 2014, cerca 594 pessoas LGBTTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) foram assassinadas e 176 sofreram ataques graves, devido a sua identidade de gênero, orientação sexual ou expressão de gênero. A grande maioria das vítimas são mulheres transexuais latino-americanas. No mesmo sentido, a cada ano milhares de mulheres perdem sua vida em razão de feminicídios.

Devido ao número alarmante de ataques contra pessoas da comunidade LGBTTI e mulheres, professores e estudantes da Unijuí deram início, em 2018, ao projeto de pesquisa intitulado “A atuação do sistema interamericano de direitos humanos em questão de gênero e sexualidade e a produção das vidas nuas de mulheres e pessoas LGBTTIs”, vinculado ao grupo de pesquisa Biopolitica e Direitos Humanos, do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito. O projeto identifica e analisa casos envolvendo direitos humanos ligados às questões de gênero e sexualidade examinados pelo Sistema Interamericano de Direitos Humanos - Comissão Interamericana de Direitos Humanos e pela Corte Interamericana de Direitos Humanos - no que se refere às especificidades e natureza dos casos.

A partir das décadas finais do século passado, e de forma mais marcante no início do século XXI, a população LGBTTI e as mulheres vêm buscando a garantia de uma série de direitos, nas mais diversas áreas de convivência social, segundo a coordenadora. A coordenadoria deveria ser citada/apresentada aqui. “Neste processo, é indispensável a atuação do direito internacional, que tem provocado alterações por parte dos Estados”.

A coordenadora do projeto de pesquisa, Joice Nielsson, demonstra preocupação pelos números alarmantes que as pesquisas apontam: “o projeto visa analisar, a partir do sistema interamericano de direitos humanos, de que modo tem conseguido agir sobre as questões de diretos das mulheres e da população LGBT, enfim, questões de gênero, para entendermos mais adiante se essa atuação tem beneficiado e repercutido na melhoria da qualidade de vida das mulheres e na diminuição de violação contra a comunidade LGBT no nosso continente ou não. Mapeamos em torno de 35 casos, e o que nos surpreendeu foi a grande quantidade de casos envolvendo essas questões julgadas pelo sistema interamericano. Nós estamos analisando cada caso e agrupando situações de violências, de direitos reprodutivos, de violência sexual, direitos civis, enfim, uma série de feminicídios e casos que nos deixam em um panorama para analisar e compreender o porquê de a América Latina ser um dos locais em que mais se pratica violência contra a mulher”, observa.  

Além disso, pelo fato de haver esse debate na região, assim como a necessidade de discutir esse assunto, matérias têm ganhado cada vez mais espaço, especialmente em vista de que o continente americano teve uma colonização marcada por culturas machistas, sexistas, heteronormativas e patriarcais, as quais, até hoje, dificultam o reconhecimento da diversidade sexual e de gênero. Assim, a escolha da temática dos direitos humanos de gênero e sexualidade se deve ao cenário de extremas violações, discriminações e desigualdades.

Diante de todos os resultados das análises e pesquisas, o projeto “A atuação do sistema interamericano de direitos humanos em questão de gênero e sexualidade e a produção das vidas nuas de mulheres e pessoas LGBTTIs”, que se estende até o ano de 2021, pretende realizar o lançamento de um livro sobre essa temática, no primeiro semestre do próximo ano, além da divulgação desse assunto em seminários e artigos científicos.

Além disso, no âmbito do projeto, segundo a professora, acabam se desdobrando alguns pontos, tais como um subprojeto com recurso externo que aborda especificamente casos de violação de direitos reprodutivos. E, ainda, o projeto de extensão vinculado a este projeto de pesquisa, chamado “Diálogos: tecendo vidas sem violência de gênero” colocando a prática na comunidade, tentando fomentar políticas públicas, atuações e projetos que abordem no dia a dia da nossa comunidade, formas de superar a violência de gênero.


Professores e estudantes participam de Congresso Nacional em Belém/PA

                 

Entre os dias 13 e 15 de novembro aconteceu, em Belém - PA, o XXVII Congresso Nacional do CONPEDI – Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito. O evento teve como tema “Direito, desenvolvimento e políticas públicas: Amazônia do século XXI” e reuniu, no CESUPA – Centro Universitário do Pará, pesquisadores da área do Direito de todo o Brasil.

O PPGD em Direito da Unijuí esteve representado no evento pelos Professores Janaína Machado Sturza e Maiquel A. Dezordi Wermuth. Também participaram deste evento as alunas do doutorado em Direito Júlia Menuci e Carina Lopes.

O grupo participou ativamente de todas as atividades do evento - com destaque para a apresentação de artigos, Coordenação de Grupos de Trabalho pelos Professores Janaína Machado Sturza e Maiquel A. Dezordi Wermuth e avaliação de pôsteres pelas doutorandas Júlia Menuci e Carina Lopes, e pelo professor Maiquel A. Dezordi Wermuth.


Crise ambiental foi tema de palestra do evento Diálogos Latino-Americanos

                

Na sexta-feira, 22 de novembro, ocorreu, no Centro de Eventos do Campus Ijuí, a atividade Diálogos Latino-Americanos com a temática Como a sociedade pode lidar com a crise ambiental, organizada pelos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito, grupo de pesquisa Direitos Humanos, Justiça Social e Sustentabilidade, Mestrado em Sistemas Ambientais e Sustentabilidade, em conjunto com ICADES/UNAM, Posadas, Misiones, dando efetividade ao convênio já existente entre as Universidades.

Na oportunidade palestraram as professoras Patricia Araya, pesquisadora del Instituto de Ciencia Ambiental y Desarrollo Sostenible (ICADES)- Universidad Nacional de Misiones e Profa. Titular Int. Biologia GyC y Ecologia Gral. FCEQyN; e Gladys Graciela Garrido, Pesquisadora del Instituto de Ciencia Ambiental y Desarrollo Sostenible (ICADES) y del Instituto IBS – Nodo Posadas – Universidade Nacional de Misiones (UNAM).

A temática proposta reflete a importância e possibilidades de desenvolver atividades de mitigação dos efeitos da mudança climática, bem como, desenvolver projetos de educação ambiental, através das Universidades e nas atividades de extensão junto às comunidades.

Trata-se da implementação dos ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, na efetivação da Agenda 2030 proposta pela ONU – Organização das Nações Unidas, que pode/deve ser desenvolvida pelos governos e pela sociedade civil em geral. A atividade teve ótima receptividade pelos participantes, porquanto refletiu sobre temas urgentes e fundamentais. Outro aspecto importante foi a experiência do ICADES em projetos com a sociedade civil, atividades que já vem desenvolvendo a algum tempo com escopo nos ODSs.

Dos elementos novos trazidos ficam o fortalecimento das relações entre os PPGs da UNIJUI e da UNAM e a certeza de que novas atividades devem ocorrer, seja entre pesquisadores, no âmbito dos grupos de Pesquisa ou da instituição como um todo, efetivando a Agenda 2030.

É possível conhecer mais sobre a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, acessando o link           https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/